maio 2015 - O Cafezinho

O Cafezinho

Arquivo Mensal: maio 2015

domingo

31

maio 2015

35

COMENTÁRIOS

Cabotinismo em Barra Mansa

Escrito por , Postado em Comunicados

Na minha situação, como vocês sabem, não posso esperar agrado nenhum da mídia. Por isso me perdoem um pouco de cabotinismo de vez em quando; é algo necessário para me defender dos ataques dos adversários, que crescem na proporção exata em que o blog amplia sua audiência. Apesar do estilo às vezes carbonário, sou um sujeito pacato e moderado Não tenho partido – embora eu seja transparente, como convêm a um blogueiro, em relação às minhas simpatias políticas.

domingo

31

maio 2015

35

COMENTÁRIOS

domingo

31

maio 2015

128

COMENTÁRIOS

Blanc massacra FHC: Não, Fernandinho. Nunca se apurou tanto.

Escrito por , Postado em Corrupção

O compositor Aldir Blanc, gênio da música popular brasileira, contesta Fernando Henrique Cardoso. O príncipe da privataria soltou, outro dia, uma de suas pérolas de lacerdismo vira-lata: “nunca se roubou tanto”. Blanc contesta: “Não, Fernandinho. Nunca se apurou e se prendeu tanto, o que não acontece quando os criminosos pertencem à tucanagem”. Touché! Viva Aldir Blanc!

domingo

31

maio 2015

128

COMENTÁRIOS

domingo

31

maio 2015

45

COMENTÁRIOS

domingo

31

maio 2015

20

COMENTÁRIOS

sábado

30

maio 2015

50

COMENTÁRIOS

sábado

30

maio 2015

35

COMENTÁRIOS

Recalcados on Line se unem a Malafaia e Feliciano

Escrito por , Postado em Política

O grupo Recalcados on Line agendou reunião com Silas Malafaia e deputado Marco Feliciano, que apoiam o impeachment da presidenta Dilma. Agora sim, com apoio da elite pensante do congresso nacional e das famílias decentes, essa elite que combate valorosamente a ditadura gay-comunista do PT, o Brasil estará a salvo!

sábado

30

maio 2015

35

COMENTÁRIOS

sábado

30

maio 2015

48

COMENTÁRIOS

Bastidores sórdidos da Guantanamo de Moro

Escrito por , Postado em Direitos Humanos

Tempos sombrios. Brutalidade, prepotência, autoritarismo voltaram a fazer sucesso, promovidos pela mesma mídia que, em outras ocasiões, explorou os mesmos vícios populares. A mesma elite que sempre explorou o povo, agora tenta explorar seus ressentimentos, seus ódios, suas frustrações. O discurso contra a corrupção, mais uma vez, é manipulado para enganar o povo. Moro pega empresários quiçá corruptos (como muitos outros, aliás), mas velhos, alquebrados, doentes, cheios de manias e achaques, para quem uma prisão é uma masmorra medieval, e tortura-os para os forçarem a se auto acusarem.

sábado

30

maio 2015

48

COMENTÁRIOS

sexta-feira

29

maio 2015

33

COMENTÁRIOS