Ano Novo, política velha! - O Cafezinho

O Cafezinho

sexta-feira

30

dezembro 2016

0

COMENTÁRIOS

Ano Novo, política velha!

Escrito por , Postado em Assinante, Clipping Analítico, Eder Casagrande

Estômago de Aço – Clipping analítico da grande imprensa

Por Eder Casagrande, analista de mídia do Cafezinho

Boa tarde.

Os principais assuntos veiculados pela grande imprensa hoje são sobre o absurdo nível na taxa do desemprego, a impossibilidade de recuperar a economia em pouco tempo e as consequências que as reformas propostas – votadas ou não – terão sobre a população.

Feliz Ano Novo!

Até segunda.

  • JN

Economia brasileira é marcada por desemprego e crise em 2016

Tempo da matéria: 5:11 min

Matéria usou como ilustração um casal dono de um café, e um microempreendedor vendedor de bolos. Ambos tiveram que fechar seus negócios devido à crise econômica. Intercalaram com fala de economista e reportagem sobre os motivos da recessão, como a queda de quase 10% na produção industrial, a inflação e o alto índice dos juros.

Governo vai extinguir 4,6 mil cargos e funções de confiança até julho

Tempo da mtaéria: 50 seg

A medida visa economizar R$ 240 milhões ao ano. No entanto, o reajuste para oito categorias, aguardando aprovação do Congresso, causará um impacto de R$ 3,8 bilhões em 2017, e R$ 11,2 bilhões se contado o período 2016-2019. Isso mostra como é incoerente esse governo ilegítimo.

Salário mínimo vai passar de R$ 880 para R$ 937 a partir de janeiro de 2017

Tempo da matéria: 22 seg

O salário mínimo vai passar de R$ 880 para R$ 937 em primeiro de janeiro.

Presidente Michel Temer faz balanço dos primeiros meses de governo

Tempo da matéria: 4:01 min

Tipo de matéria que deixa bem claro o apoio da Globo à ilegitimidade do atual governo. Intercalaram trechos do pronunciamento de Temer com comentários feito pela bancada do jornal. Destacaram o caráter reformista de sua fala. Matéria foi encerrada com Temer dizendo que o desemprego será resolvido efetivamente a partir do segundo semestre de 2017. Muito animador, não?

Congresso da Colômbia anuncia anistia para guerrilheiros das Farc

Tempo da matéria: 26 seg

O acordo de paz assinado no mês passado não inclui aqueles que cometeram crimes de guerra ou violações de direitos humanos. Quase 7 mil combatentes das Farc devem abandonar as armas nos próximos seis meses.

EUA e Rússia exemplificam a reorganização do mundo através da perspectiva de quem quer dominá-lo. O capitalismo e suas criações monstruosas.

‘2017 não será uma prorrogação de 2016’, diz Temer

Retrospectiva: De impeachment a tragédia, relembre como foi 2016

Testemunha-chave da Lava Jato quer voltar ao país

  • Folha de São Paulo

Capa

Vladimir SafatleHá momentos na história em que o riso está do lado do poder

Safatle usa o filme dinamarquês Festen, dirigido por Thomas Vinterberg, cuja história se passa numa festa que nunca para, apesar das revelações sobre os abusos cometidos pelo aniversariante, para comparar com a atual conjuntura da política nacional. Sustenta o argumento de que embora a democracia brasileira e as demandas sociais têm sido repetidamente solapadas, o riso dos poderosos segue seu fluxo, ao passo que a população é anestesiada com a possibilidade de divertimentos típicos do fim de ano.

Raquel Landim2017 chega com uma multidão de desempregados

Contém gráfico sobre a Taxa trimestral de desemprego, em %, de 2012 a 2016.

Diz: “A taxa de desemprego medida pelo IBGE subiu de 6,5% no fim de 2014 para os atuais 11,9%. Transformando em números, a quantidade de brasileiros desempregados saiu de 6,5 milhões de pessoas para 12,1 milhões, ou seja, praticamente dobrou”.

Hélio SchwartsmanReforma e competência

Hélio considera a reforma trabalhista como algo necessário. Todavia, argumenta que o momento não é propício, devido à massa de desempregados, o que desembocará na precarização do trabalho. A jornada flexível, onde o trabalhador poderá ser contratado por hora e não jornada cheia de cinco dias por semana, gera imprevisibilidade a respeito do quanto se ganha em um mês, inviabilizando qualquer planejamento financeiro.

Bernardo Mello FrancoExageraram na propaganda

Bernardo desconstrói o conteúdo da campanha publicitária lançada pelo governo recentemente. Aponta as contradições e exageros, como a palavra coragem em caixa alta, sabendo a covardia de Temer, que evita aparecer até em velório com medo de ser vaiado.

  • O Globo

Destaque da página inicial

Panorama Político – R$ 14,2 milhões em jogo

Destaque: “A Secretaria de Juventude do governo Temer, comandada por Bruno Júlio (PMDB), quer acabar com o monopólio da UNE (Ubes e ANPG) na emissão de carteiras estudantis. Quer que a emissão possa ser feita por outras entidades. Se a descentralização vingar, a UNE, há quatro décadas dirigida pelo PCdoB, não terá a sua maior receita. No último balanço, a entidade arrecadou R$ 14,2 milhões em um ano com as carteirinhas“.

Lauro JardimSem Natal para a Lava Jato no Rio

A força-tarefa da Lava-Jato no Rio de Janeiro não tirou férias e está trabalhando inclusive nesta semana, entre Natal e Ano Novo. Sérgio Cabral e companhia que se cuidem.

 

Para sugestões, críticas, elogios ou um “oi”- [email protected]

sexta-feira

30

dezembro 2016

0

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.