Brasil violenta sua população de maneiras distintas - O Cafezinho

O Cafezinho

quarta-feira

4

janeiro 2017

0

COMENTÁRIOS

Brasil violenta sua população de maneiras distintas

Escrito por , Postado em Clipping Analítico, Eder Casagrande

Estômago de Aço – Clipping analítico da grande imprensa

Por Eder Casagrande, analista de mídia do Cafezinho

Boa tarde.

Repercutiu bastante na grande imprensa o massacre ocorrido no presídio no Amazonas. A presidente do STF Carmén Lucia, e o ministro da Justiça Alexandre de Moraes, apareceram nos noticiários manifestando-se a respeito. Moraes pretende lançar plano de segurança nacional neste mês. Carmén Lucia disse que os números da população carcerária brasileira estão defasados e que precisam ser atualizados.

Até amanhã.

  • JN

Governo do AM anuncia medidas para evitar novas rebeliões

Tempo da matéria: 4:28 min

Matéria exibiu fala do ministro da Justiça e do governador do AM. Por conta da repercussão que o massacre teve, foi anunciado a construção de novo complexo penitenciário, capaz de suportar o número excedente de presos. A empresa que administra o presídio em parceria com o governo do AM não quis se pronunciar.

BNDES volta a liberar recursos para empresas envolvidas na Lava Jato

Tempo da matéria: 3:10 min

Das 5 empresas investigadas pela Lava Jato, apenas a Queiroz Galvão assinou novo contrato para receber recursos do BNDES. As novas exigências firmadas dialogam com o acordo de leniência, ou seja, se descumpridas, a empresa pagará multas. Segundo matéria, a ação do BNDES indica a volta de recursos para as empreiteiras com vistas a movimentar setor de engenharia no país e fora dele.

  • Globo News

Ministro da Justiça quer lançar plano de segurança nacional neste mês

Tempo da matéria: 5:13 min

Carmén Lucia quer atualização dos números da população carcerária brasileira, segundo ela estão defasados. E o ministro Alexandre de Moraes pretende lançar plano de segurança nacional visando redução do homicídio e crime contra a mulher, e combate ao crime organizado. Não se sabe o que esperar de fato sobre o tipo de mudança que haverá.

  • Jornal da Band

Planalto isola ex-aliados de Cunha na Câmara

O Palácio do Planalto não pretende dar aval aos deputados Rogério Rosso (PSD-DF) e Jovair Arantes (PTB-GO) – ex-aliados do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) – mesmo se a candidatura do atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), for barrada no Supremo Tribunal Federal.

  • DW

Incertezas ameaçam recuperação da economia em 2017

O artigo constrói seu argumento levando em consideração Boletim Focus – pesquisa realizada semanalmente junto a instituições financeiras e economistas pelo Banco Central. Segundo o boletim o Produto Interno Bruto (PIB) deverá fechar 2016 com uma retração de 3,49%. Já para 2017, ele deverá ter uma alta de 0,5% – apontando, assim, uma lenta recuperação da economia brasileira. As investigações na Lava Jato e o possível aumento na taxa de desempregados, constituem ameaça à recuperação econômica do país.

  • STF

Presidente do STF impede bloqueio de quase R$ 193 milhões de contas do Estado do Rio

Carmén Lucia observa que o Rio de Janeiro “amarga gravíssima situação financeira” e que parece pretender “valer-se da teoria da imprevisão, pois não previsto o quadro calamitoso que agora domina a Administração Pública estadual”.
A decisão também suspende os efeitos da condição de devedor que seria imputada ao estado pelo inadimplemento das cláusulas contratuais, inclusive os reflexos em restrições legais que impedem o acesso e a obtenção a novos financiamentos. A liminar da presidente do STF, deferida em atuação durante o plantão do recesso do Tribunal, tem validade até reapreciação pelo relator da ação, ministro Ricardo Lewandowski, ou a sua submissão ao colegiado para referendo.

  • Senado

Redução e controle social de tarifas de transporte estão em pauta no Congresso

O Congresso analisa desde 2003 uma proposta que pode aliviar o bolso dos milhões de brasileiros que dependem diariamente do transporte público para se locomover. O PLC 310/2009 cria o Regime Especial de Incentivos para o Transporte Coletivo Urbano de Passageiros (Reitup), em que é exigido que as empresas prestadoras do serviço reduzam os preços das passagens em troca de desonerações tributárias.

Conforme a proposta, estados e municípios poderão aderir ao Reitup, desde que desonerem as empresas de impostos de sua competência, como o ICMS e o ISS.

  • Câmara

Rodrigo Maia reafirma: Câmara deverá aprovar reforma da Previdência até março

Para Maia, a medida terá impacto direto na redução da taxa de juros, que, em sua opinião, cairia para menos de 10% nos meses seguintes à aprovação, sem necessidade de intervenção do Banco Central.

“Muitos vão dizer que direitos estão sendo tirados, mas isso se falou muito no Rio e no Rio Grande do Sul, mas hoje os servidores [desses estados] vão ter de fazer vaquinha para que outros tenham que comer”, disse.

  • Reuters

Papa expressa sofrimento por massacre em Manaus e faz apelo por situação de presídios

“Peço orações pelos mortos, por suas famílias, por todos os presos nessa prisão e por todos que trabalham lá. Também apelo novamente para que todas as instituições penitenciárias sejam locais de reeducação e reintrodução à sociedade, e para que os presos vivam em condições adequadas para seres humanos”, disse.

  • EL País

A Odebrecht abre sua caixa de Pandora na América Latina

De acordo com investigações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a empresa pagou subornos milionários para políticos, partidos e funcionários públicos em ao menos 12 países para garantir a preferência em obras públicas. Destes, 10 ficam na América Latina: Argentina, Brasil, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Panamá, Peru e Venezuela. No total, a empreiteira teria desembolsado 439 milhões de dólares (cerca de 1,4 bilhão de reais) para conseguir vantagens indevidas no exterior.

  • Folha de São Paulo

Alexandre SchwartsmanRetomada mais forte só virá no segundo semestre

Alexandre diz que embora os dados sobre a economia brasileira apontem para redução na taxa dos juros, o crescimento em 2017 deverá ser baixo e dar sinais apenas a partir do segundo semestre.
Diz: “Isso significa que, para manter o PIB de 2017 igual ao de 2016, seria necessária uma taxa média de expansão trimestral na casa de 1,5% ao ano, enquanto um aumento do PIB da ordem de 0,5% em 2017 precisaria de um ritmo trimestral de crescimento pouco inferior a 2,5% ao ano”.

Capa – Destaque para a matéria sobre redução em 85% do repasse que o governo faz aos presídios

  • O Globo

Lauro JardimDecretos de Crivella inviabilizam folha de pagamento

Crivella editou decretos que desmontaram a estrutura organizacional da prefeitura. Com isso, as folhas de pagamentos dos servidores não poderão ser geradas. A prefeitura considera a possibilidade de anulação dos decretos como saída ao impasse.

 

Para sugestões, críticas, elogios ou um “oi”- redacaoestomago@gmail.com

quarta-feira

4

janeiro 2017

0

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *