Trabalhadores rurais da Ocupação Fidel Castro são ameaçados no interior do Rio de Janeiro - O Cafezinho

O Cafezinho

sábado

4

fevereiro 2017

11

COMENTÁRIOS

Trabalhadores rurais da Ocupação Fidel Castro são ameaçados no interior do Rio de Janeiro

Escrito por , Postado em Exclusivo!, Movimentos Sociais



O Cafezinho recebeu hoje uma grave denúncia, feita por um conjunto de trabalhadores rurais do interior do estado do Rio de Janeiro. Se nada for feito, e se não houver visibilidade na imprensa, na próxima segunda-feira esses camponeses poderão ser expulsos de suas terras de forma violenta. E o beneficiário será justamente um empreiteiro envolvido com a Operação Lava-Jato.

Organizadas na Federação dos Trabalhadores do Estado do Rio de Janeiro, FETAG-RJ, aproximadamente 180 famílias estão acampadas na Fazenda Santa Maria no Município de Silva Jardim, desde o dia 30 de dezembro de 2016. O acampamento reúne moradores antigos da área e trabalhadores rurais recentemente chegados ao local com o objetivo conjunto de reconhecer a legitimidade da posse e acelerar o processo de reforma agrária garantido constitucionalmente. Os ocupantes alegam que grande parte do latifúndio se encontra improdutivo, sem função social, além dos ditos proprietários não possuírem a documentação completa prevista em lei – a exemplo de cadastro do RGI –, da suspeita de grilagem e de um possível conflito de interesses com a União.

Nesse momento, a Ocupação Fidel Castro, tal como foi batizada, está ameaçada por uma ordem de reintegração de posse concedida ao empreiteiro César Farid Fiat e sua esposa Lina Maria Miranda Santos, sócios da Oriente Construção Civil Ltda. A empreiteira esteve recentemente vinculada a força tarefa da Lava-Jato no Rio de Janeiro na Operação Calicute, inclusive tendo um de seus representantes, Alex Sardinha Veiga, sido preso temporariamente em novembro de 2016, na ocasião da prisão do ex-governador Sérgio Cabral. A Oriente tem ainda em seu quadro social Geraldo André de Miranda Santos, parente de Lina, que formou sociedade – a PGMA Incorporação e Construção Ltda –  em parceria com o ex-presidente da ALERJ Paulo Melo, cuja base eleitoral está em Silva Jardim e toda baixada litorânea.

Lideranças da ocupação relatam que vêm sofrendo diariamente ameaças e intimidações por parte de pessoas armadas e de identidade desconhecida, além de temerem uma ação truculenta da polícia militar. Preocupam-se sobretudo com a integridade daqueles que são mais frágeis, as dezenas de crianças, grávidas e idosos que vivem no local. Os acampados dizem não ter para onde ir e permanecem no local, na esperança de que a Defensoria Pública, recentemente constituída na defesa dos mesmos, tenha êxito em derrubar a frágil decisão liminar.

Um fato curioso nesse caso é que no dia 03/03/2017 o topógrafo da Defensoria Pública disse não ter os meios mínimos para verificar se a área de fato é referente ao Cesar Farid Fiat, uma vez que sequer há plantas e registro do loteamento em cartório a fim de delimitar a metragem correta. A incerteza da área supostamente correspondente ao dono Cesar Farid Fiat não foi suficiente para que o juiz do caso reconsiderasse a sua decisão e desta forma os acampados continuam correndo o risco de serem despejados no dia 06/02/2017.

Loading...
Theo Rodrigues

Theo Rodrigues

Theo Rodrigues é Professor de Teoria Política Contemporânea no Departamento de Ciência Política da UFRJ.
Theo Rodrigues

sábado

4

fevereiro 2017

11

COMENTÁRIOS

Favor seja cuidadoso com as palavras. Em alguns casos, haverá moderação. Seja paciente.

11 Comentários em "Trabalhadores rurais da Ocupação Fidel Castro são ameaçados no interior do Rio de Janeiro"

Avise-me quando
avatar
Dalmo rio
Visitante

Ouvi dizer que entre os invasores, tem pastor,empresário, locatário de imóveis etc., e uma frota de automóveis invejável!!
Eu moro numa casa simples não tenho carro, tudo que tenho foi fruto do meu trabalho!! Pronto falei!!

Marcos Antonio Alves de Souza
Visitante

Duro é saber que um Juiz determinou a reintegração de posse de uma propriedade sem registro, com limites indefinidos, beneficiando a um “grileiro”, iinvestigado por corrupção….e Brasil…..

Visitante

FIDEL ASSASSINO

Visitante

nao deixe que eles façam chacinas como a de eldorado dos carajas deus esteja convosco

Dulcea Martins
Visitante

“A incerteza da área supostamente correspondente ao dono Cesar Farid Fiat não foi suficiente para que o juiz do caso reconsiderasse a sua decisão e desta forma os acampados continuam correndo o risco de serem despejados no dia 06/02/2017.”
Isto é justiça séria e imparcial? O que leva um juiz a agir desta maneira? O que fez ele dos juramentos que prestou quando de sua formação profissional? Ou quando assumiu suas funções de juiz, aliás pago pela população brasileira?
Vergonha nacional….

Visitante

Nem os facínoras capitalistas , direitistas conseguiram derrubar FIDEL CASTRO. resistam .

Visitante

Putz! Cuidado…

Marivaldo
Visitante

Dias virão em que estes trastes serão enfrentados em igualdade de força e veremos o quão valentes eles são. Quero ver se terão a mesma bravura que têm quando espancam trabalhadores armados apenas de cartazes e de sua indignação.

Visitante

Que os anjos dobre o comando do Amado ARC. MIGUEL E FÉ protejam todas as crianças, jovens,homens e mulheres desse local…

Visitante

Boa sorte,para esta pobre gente…

wpDiscuz