Rogerio Dultra, Autor em O Cafezinho

O Cafezinho

Arquivo do colunista

terça-feira

3

janeiro 2017

3

COMENTÁRIOS

Tome e leia, amigo leitor!

Escrito por , Postado em Conteúdo Livre, Literatura

  Convite à leitura do novo livro de Paulo Henrique Amorim Por Epaminondas Demócrito d’Ávila* Diz a lenda que Agostinho, imerso em profunda crise intelectual e existencial, ouviu no verão de 386 uma voz de criança, dizendo-lhe repetidas vezes: tolle, lege – Tome e leia! Agostinho seguiu o conselho, leu – e virou Santo Agostinho. O resto é história. *** O Brasil está mal. O jornalismo, bem. Explico-me: não me refiro à mídia impressa e televisiva, à Rede Globo, à VEJA, ÉPOCA e ISTOÉ, aos jornalões, à asinina opinião publicada, que usurpa a opinião pública e é controlada por algumas famílias ou, […]

terça-feira

3

janeiro 2017

3

COMENTÁRIOS

terça-feira

3

janeiro 2017

4

COMENTÁRIOS

Lista tríplice, corporativismo e democracia*

Escrito por , Postado em Democracia e Conjuntura

Por Rogerio Dultra dos Santos, exclusivo para o Cafezinho Não é razoável comparar a organização política de instituições repressivas com a organização política daquelas educativas ou voltadas à saúde pública. Instituições de “polícia”, como a PF, o MPF, as PM’s, as Polícias Civis, operam sob critérios infeliz e completamente distintos dos ditos “científicos”. As políticas de segurança pública são um campo de disputa aberta, onde os consensos são quase inexistentes e as ideologias valem mais que as estatísticas. Já as Universidades, Institutos Federais de Ensino, Escolas Públicas, Hospitais e Institutos de Pesquisa Aplicada – como a Fiocruz – orientam-se por […]

terça-feira

3

janeiro 2017

4

COMENTÁRIOS

sábado

26

novembro 2016

18

COMENTÁRIOS

O fio da meada e a história da crise

Escrito por , Postado em Democracia e Conjuntura

Por Rogerio Dultra dos Santos, exclusivo para o Cafezinho Estimulado pelo excelente artigo de Lucas Figueiredo no The Intercept Brasil de ontem, arrisco um preâmbulo com os 10 fatos históricos que podem jogar luz na conjuntura da semana. Em seu artigo, Figueiredo examina os 30 fatos que explicam o fio da meada da história dos últimos dois anos, partindo da derrota de Aécio Neves nas eleições de 2014 até o caso Geddel-Temer. O meu objetivo é mais genérico e menos analítico. Faço um rápido apanhado da conjuntura de pulverização das instituições democráticas através da história das últimas décadas. É uma […]

sábado

26

novembro 2016

18

COMENTÁRIOS

segunda-feira

21

novembro 2016

6

COMENTÁRIOS

O golpe deu certo. Para quem?

Escrito por , Postado em Análise de Conjuntura, Democracia e Conjuntura, Política

Foto: José Cruz/Agência Brasil Por Rogerio Dultra dos Santos, exclusivo para o Cafezinho Como era de se esperar, o regime Temer faz água em velocidade assustadora, envolto em denúncias de corrupção, em uma crise econômica aguçada por sua incompetência e pela ganância desenfreada das forças internacionais do capital que desejam saquear o país o mais rapidamente possível. Neste mar revolto, os vários representantes do capitalismo brasileiro soçobram em disputas fratricidas, em grande parte geradas pela ausência de uma força política de conciliação. Paralelamente ao grande cenário geopolítico – que situa o Brasil como mais uma peça do xadrez internacional de […]

segunda-feira

21

novembro 2016

6

COMENTÁRIOS

quinta-feira

3

novembro 2016

6

COMENTÁRIOS

Eleições Municipais: O que o Rio de Janeiro tem a dizer às Esquerdas

Escrito por , Postado em Análise de Conjuntura, Democracia e Conjuntura, Eleições 2016, Rio Política

Por Carlos Eduardo Martins[1] A derrota das esquerdas nas eleições municipais de 2016 no Rio de Janeiro, ainda que se tenha dado numa conjuntura de forte ofensiva eleitoral da direita no país, representa mais um episódio de revés numa trajetória recorrente de derrotas que se estende desde 1992. Como analisar a derrota de 2016 e as suas especificidades, no contexto desta longa duração de insucessos? Um primeiro elemento para explicar a derrota das esquerdas desde 1992, é o alto nível de competição eleitoral entre suas principais vertentes, em particular durante o período de ofensiva ideológica neoliberal, o que impossibilitou a […]

quinta-feira

3

novembro 2016

6

COMENTÁRIOS

sexta-feira

30

setembro 2016

1

COMENTÁRIOS

Leonardo Giordano: “A criminalização de Lula é uma etapa da luta de classes”

Escrito por , Postado em Análise de Conjuntura, Bate papo Cafezinho, Democracia e Conjuntura, Eleições 2016, Entrevista, Golpe

Vereador do PCdoB e candidato à reeleição em Niterói (RJ) Leo Giordano é um jovem e corajoso político que não foge de polêmicas. Acabou de presidir a CPI da Ampla, fornecedora de energia da cidade, acusada de várias irregularidades. Assinou também a CPI dos Transportes, outro ninho de vespas. É presidente da Comissão de Cultura da cidade, tendo atuado junto a skatistas, artistas e pichadores de rua, e movimento LGBT. Seu último embate chegou até as portas do Ministério da Defesa, atuando contra as Forças Armadas, que expulsaram uma comunidade centenária da Aldeia Imbuhy, terreno de marinha em Niterói. É o parlamentar […]

sexta-feira

30

setembro 2016

1

COMENTÁRIOS

terça-feira

20

setembro 2016

1

COMENTÁRIOS

A “Lava-Jato” e o processo penal como “Oportunidade”

Escrito por , Postado em Democracia e Conjuntura, Justiça, Rogerio Dultra

(Foto: Lucio Bernardino Jr/Câmara dos Deputados) Por Rogerio Dultra dos Santos, Colunista de Política do Cafezinho Na tarde desta terça-feira, 20 de setembro, o Juiz Federal Sérgio Moro recebeu a denúncia do Ministério Público Federal contra o Ex-Presidente Luiz Inácio “Lula” da Silva por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A denúncia ainda aponta participação de cinco empreiteiros, do presidente do Instituto Lula e de Marisa Letícia, mulher de Lula. Na decisão que admite a denúncia do MPF, o juiz Moro realiza uma verdadeira defesa da peça acusatória, exculpando os excessos, a falta de provas e o notório desequilíbrio entre […]

terça-feira

20

setembro 2016

1

COMENTÁRIOS

terça-feira

19

julho 2016

1

COMENTÁRIOS

O reacionarismo que sai do armário com golpes de Estado

Escrito por , Postado em Democracia e Conjuntura

Foto: Fábio Braga/Folhapress por Rogerio Dultra dos Santos Existe um processo latente em todo golpe de Estado. Aconteceu em 1964, acontece em 2016. É que o mundo não para por conta do golpe – a não ser com uma greve geral que o combata. E quem não tem uma convicção consistente ou está pensando na sobrevivência imediata geralmente sucumbe em obediência e reconhecimento ao novo regime, independentemente dos retrocessos que este possa causar. Como consequência, os objetivos antes inconfessáveis de dilapidar o país – assim como a violência reacionária – saem do armário sem nenhum pudor. Semana passada um evento […]

terça-feira

19

julho 2016

1

COMENTÁRIOS