Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Resistência do PDT promete emoção

Por Miguel do Rosário

09 de novembro de 2011 : 12h07

O rotina foi abalada. A mídia desta vez topou com um adversário que reúne melhores condições de se defender que os anteriores. Carlos Lupi revelou uma disposição para luta que promete fortes emoções durante a semana. E há indícios de que o Planalto também se cansou de ceder.

Saliente-se que a mídia está usando apenas uma parte de sua munição. O Globo lidera os ataques sozinho. Folha e Estadão atuam com discreção, apenas dando as notícias, sem manchetes escandalosas.

Na coluna da Lo Prete de hoje, informa-se que o Planalto orientou Lupi a “enfrentar a mídia”:

A informação é confirmada pelo Estadão: Dilma mandou avisar que não pode perder ministros a cada 15 dias e traçou uma estratégia para manter Lupi no cargo.

Seja como for, as condições políticas dessa vez são bem diferentes das que derrubaram outros ministros. Como eu já disse, Lupi é o homem forte do PDT. Os outros ministros não eram fortes em seus respectivos partidos. Lupi tem suporte das centrais sindicais (com exceção da CUT, que não é porém contra Lupi, só não assinou o documento de apoio). Nenhum dos outros ministros tinha um lastro sindical. Apenas Orlando Silva tinha um apoio mais enraizado junto aos movimentos sociais, e por isso mesmo sua saída revelou-se tão traumática – tanto que forçou o Planalto a organizar uma cerimônia de despedida semelhante à entrega de prêmio a um herói de guerra, provocando até hoje críticas e sarcasmo de próceres da imprensa. Merval Pereira alfinetou hoje em sua coluna:

O ex-ministro do Esporte Orlando Silva esperneou muito antes de pedir para sair, e o máximo que conseguiu foi um enterro de primeira classe, com direito a salva de palmas e a declarações estranhíssimas da própria presidente, que afirmou que não perdera a confiança nele, mas, no entanto, abria mão de sua preciosa colaboração não se sabe bem por quê.

A ameaça do PDT, de que se desligaria do governo caso este demitisse Lupi, e as declarações agressivas do ministro (“só saio à bala”), são sinais claros de que a tensão chegou a um limite perigoso. Perder o apoio do PDT seria jogá-lo nos braços de Aécio Neves, que já vem articulando com alguma destreza a reaproximação entre a Força Sindical (central ligada ao PDT) e o PSDB.

O poder da mídia será mais uma vez testado. Ela não tem nada a perder, de qualquer forma. Mesmo não caindo, uma campanha contra Lupi e o PDT é interessante para os setores da imprensa ligados à oposição, porque enfraquece o governo, vende jornais, e gera ambiente propício para uma crise política. Dilma terá que se adaptar de alguma maneira a esse ambiente inóspito. Uns dizem que ela deve partir para o ataque. Ela mesmo, porém, tem escolhido a conciliação. Suponho que ela continuará assim enquanto não houver nenhum ataque pessoal à ela própria; isso só deverá acontecer mais tarde; por enquanto a ordem é minar as bases de apoio e bombardear os muros de proteção.

No Jornal Nacional, a Globo preferiu arriscar outra bola: Agnelo Queiroz. A denúncia perdeu um pouco de força pelo fato do denunciante ter virado de lado – agora defende o governador e ataca seus adversários. Mas quase nem dá para perceber esse detalhe na matéria.

A tarefa de espinafrar Lupi ficou a cargo de William Waack, no jornal da Globo. Mas a reportagem conclui que Lupi, após a reunião com seu partido realizada ontem, “sai mais forte do cargo”. Outro fator que ajudou o ministro foi a declaração do Procurador Geral da República, Roberto Gurgel, de que não há indícios de envolvimento de Lupi em irregularidades, na contramão inclusive de um de seus subordinados, o procurador do MPF, Bruno Acioli.

 

Link da imagem na capa.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Julio Montenegro

10 de novembro de 2011 às 12h29

Miguel, quero te mandar por e-mail a tradução que fiz de um livro do filósfo francês Michel Serres sobre a crise mundial, Temps des Crises. Para qual endereço eletrônico? jcmontenegro@globo.com

Responder

celso

10 de novembro de 2011 às 11h42

Uma palavra atribuída ao Gurgel que passou batida: ele diz que "acredita que AINDA não há indícios contra Lupi". Ou seja, esperaria que possa ter!?!? É mole?!?!
Minha dúvida: ele disse essa palavra/frase ou foi "plantada" pela mídia golpista?

Responder

Cleudo Lima

10 de novembro de 2011 às 10h59

Caro Miguel, gostei do novo blog e das análises. Continue assim para somar ao batalhao crescente que faz frente ao PIG.

Responder

Adriano Matos

09 de novembro de 2011 às 22h45

A permanência de um ministro é determinado pelo apoio político que angaria pra fazer frente às trombetas do PIG. No caso Orlando Silva, Dilma o apoiava politicamente, mas não foi suficiente. Faz muito bem o Lupi bater de frente com a mídia. Faz muito bem ele convocar apoio pra fazer barulho, bater palmas pra ele e vaiar as vejas, globos e outros coliformes. Como a mídia ele também não tem nada a perder. Se sair, a pencha de corrupto cola.

Agora, espero que ele tenha uma estratégia. Esse bate-estaca muito tempo pode prejudicar o governo que pra compensar isso tem que lançar uma ofensiva politica econômica prá sacudir o povão. Tenho uma sugestão: Que tal regulamentar de vez o Imposto sobre Grandes Fortunas?

Responder

reginaldo

09 de novembro de 2011 às 22h43

Se eu fosse a presidenta eu pesaria a mao um pouquinho sobre os pigs. Primeiro : voz do Brasil na Tv aberta das 19:30 as 20:30 . Cortaria metade das verbas federais. aumentaria um pouquinho os impostos sobre veiculacao publicitaria . Só para dar um recadinho .

Responder

baixadacarioca

09 de novembro de 2011 às 16h34

A mídia que isso: desgastando aliados e afastando-os da base governista engrossa as fileiras oposicionistas para 2014 [escrevi aqui: http://baixadacarioca.wordpress.com/2011/11/09/mi…. Inicialmente, lá nos primeiros ministros demitidos, ficava apenas na figura do sujeito, mas descobriu-se que isso não adiantava porque o substituto era do mesmo partido, portanto, não conseguiam afastá-los da base. Daí partiram para atacar também seus respectivos partidos, como foi o caso do Orlando Silva e o PC do B, e agora com Lupi e o PDT. A jogada é essa: deixar o PT sozinho e os demais partidos insatisfeitos e migrando para uma oposição declarada.

Responder

Deixe um comentário para baixadacarioca

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina