Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Vitória do PSD beneficia Serra, porém mata o DEM

Por Miguel do Rosário

29 de junho de 2012 : 19h17

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]

Hoje tem muita notícia importante na praça. Vamos fazer um clipping comentado.

Mercosul e autoritarismo – Editorial do Estadão

Esse editorial sintetiza maravilhosamente o neoliberalismo midiático que caracteriza o pensamento conservador-tropical.

CPI prepara convocação de Cavendish – Estadão.

Pagot também deverá ser convocado. Ou seja, a CPI, que diariamente algum colunista da mídia xinga de “moribunda” (ontem foi a Cantanhede) vem realizando um bom trabalho e não está poupando ninguém. De quebra, está dando alguns chega pra lá na mídia, impondo uma agenda própria. É pra chamar Cavendish? É, mas não quando a imprensa manda, e sim de acordo com o plano dos parlamentares.

Hoje aliás tem um montão de novas denúncias contra Perillo. Seu nome aparece tantas vezes, e nas circunstâncias mais sinistras, mais diretamente ligadas à corrupção, em conversas do próprio Cachoeira, que não me espantaria que daqui a pouco descobrissem que os dois pertencem à uma mesma seita satânica. Parabéns à Folha, que está fazendo uma boa cobertura do escândalo. Só não entendo porque a bomba de hoje, mencionando novas gravações de Cachoeira citando Perillo e somas de dinheiro que deveriam ser pagas ao governador, não figura na capa. Já o Globo não fala nada de Perillo; ao invés disso dá página inteira para decisão da Justiça Eleitoral de tornar inelegível prefeito de Maricá (do PT, claro).

Leia a matéria da Folha sobre o novo escândalo envolvendo Perillo e escute o áudio.

Erundina dá mostra de grandeza e afirma que irá batalhar pela vitória de Haddad – Ler matéria na Folha. Enquanto isso, Marta Suplicy age no sentido contrário, puxando o tapete do próprio partido.

Os “bolivarianos” do Mercosul, fizeram do limão uma belíssima limonada e, para o desespero dos neogolpistas da América Latina, decidiram aproveitar que o Paraguai está, temporariamente, fora do Mercosul, para aprovar a entrada da Venezuela no bloco. A mídia conservadora, tão feliz com o golpe bananeiro do Paraguai, está apoplética. O Congresso conservador do Paraguai vinha bloqueando, até o momento, a entrada da Venezuela no Mercosul. Permitam uma singela manifestação emocional deste sisudo analista, que também tem sangue nas veias: rá! tomem papudos!

Avaliação positiva de Dilma Rousseff bate recorde, segundo CNI-Ibope. Confira aqui a íntegra da pesquisa. Amanhã fazemos um estudo detalhado da pesquisa.

[/s2If]
[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (no alto à direita). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho.[/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

No Panorama Político (Ilimar Franco, Globo) de hoje, temos uma notícia curiosa:

Troco – O deputado Fernando Francischini (PSDB-PR) se empenhou para ser o vice do do prefeito Luciano Ducci (PSB). Mas seu partido fechou com o deputado Rubens Bueno (PPS). Irritado, decidiu ingressar num nono partido, o PEN.

Nesse andar da carruagem, oposição vai se pulverizar. Por falar em oposição, ontem o DEM sofreu um duro golpe. O STF deu ganho de causa ao PSD, que terá R$ 1,6 milhão ao mês e se consolida definitivamente como a quarta maior força política do país, depois de PT, PMDB e PSDB. Olhem esse gráfico, com o tempo nacional dos partidos no horário político:

Reparem no tempo perdido pelo DEM.

A Folha preparou um gráfico com a mudança no tempo de TV dos candidatos na eleição paulistana, onde vai rolar o principal “clássico” deste ano:

 

Esses números retratam bem a importância do PP na base de Fernando Haddad. E mostra ainda como Serra conseguiu construir um bloco partidário fortíssimo. Se conseguisse o PP, Serra teria mais de nove minutos, contra apenas 6 minutos de Haddad.

Por outro lado, se beneficia Serra, a vitória do PSD pode ser o tiro de misericórdia no já combalido Democratas, um dos principais partidos de oposição.

A grande batalha agora, nas eleições paulistanas, será ganhar o apoio do PTB e fechar acordo para o segundo turno com Chalita (PMDB) e Russomano (PRB), importantes candidatos, que tem um eleitorado forte na cidade. Uma foto publicada hoje na Folha dá indícios sobre a escolha de Chalita:

A foto, tirada ontem, é de Luiz Carlos Murauskas, da Folha. A mulher à esquerda é Nádia Campeão, do PCdoB, vice de Fernando Haddad. Eu não sabia que Nádia era uma mulher bonita. Com isso, teremos uma chapa, no mínimo, bem fotogênica.

E já que o assunto é foto. A imprensa de hoje trouxe outra imagem repleta de significados políticos:

Eduardo Campos foi à São Paulo acertar os ponteiros com Lula, após algumas faíscas entre os dois principais aliados de esquerda no país. Lula, sempre astuto, afirmou que não vai fazer de Recife um campo de batalha. E Campos, por sua vez, reafirmou o compromisso de apoiar Dilma em 2014. Ou seja, as duas legendas procuraram dar fim aos boatos, sempre alimentados pela mídia, pois isso seria benéfico à oposição, de que os dois partidos poderiam seguir caminhos diferentes já nas próximas eleições presidenciais.

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

João Batista Vieira

01 de julho de 2012 às 11h18

Prezado Miguel do Rosário,
este não é um comentário ao texto, apenas una sugerencia chiquitita para você.
Adoro seus textos clarividentes sobre nossa realidade político-econômica. Mas qualquer dia faça de novo um pequeno enclave sobre o grego, ok!
Pero deixe eu lhe fazer uma humílima sugestão: Dê uma olhadinha nas regras da CRASE. Ex.: Esse pedacinho aqui de seu texto de 29/jun — Eduardo Campos foi à São Paulo acertar os ponteiros com Lula — Me parece que a crase não cabe aqui, não lhe parece? A não ser que fosse: à São Paulo dos conservadores retrógrados; ou coisas assim.
Abraços
João Batista

Responder

    admin

    01 de julho de 2012 às 16h36

    Pode deixar, João. Sua ideia me inspirou a voltar a escrever alguma coisa, não sei se aqui, talvez no Óleo do Diabo. Quanto à crase, é uma desgraça que, francamente, deveriam extinguir logo.

    Responder

elsonfidofilo@hotmail.com

01 de julho de 2012 às 05h08

A Marta Suplicy está deixando de dar um bom exemplo à militância ao fazer beicinho e não apoiar Hadad, afinal, só ela não percebeu, que apesar de fazer um bom governo Na cidade de São Paulo, seu nome já está desgastado e sua margem de rejeição é Grande.

É bom ver nossa mídia neo-colonizada bater cabeça, afinal, essa turma sempre torce contra tudo oque é popular e progressista.

Essa vice do Hadad é jeitosa, más eu preferiria a Manuela D’Avila ou a Luciana Genro. Sei não, algo me diz que José Serra não irá nem disputar o segundo turno no município de São Paulo.

Responder

alex

30 de junho de 2012 às 15h37

O BICHO TÁ PEGANDO AQUI EM SAMPA …

fonte: O Estado de São Paulo – Sáb, 30 de Junho

Homicídios em São Paulo disparam na capital: 127 mortes em junho
Para o governador Geraldo Alckmin (PSDB), são fatos “isolados”.

Uma onda de homicídios passou a assustar os moradores das periferias da capital paulista nos últimos 11 dias, período em que os ataques contra policiais militares e os incêndios a ônibus se intensificaram.

Entre a meia-noite do dia 17 e as 23h59 de quinta-feira, 127 pessoas morreram assassinadas em São Paulo. O total é 53% maior do que o total de homicídios nos 30 dias de junho no ano passado. Os dados são do Sistema de Informações Criminais (Infocrim) da Secretaria da Segurança Pública.

O crescimento da violência começou a se acelerar depois da onda de assassinatos que já matou seis policiais em São Paulo. A primeira execução ocorreu no dia 12, com a morte do soldado Valdir Inocêncio dos Santos, de 39 anos. Entre os dias 17 e 23, mais cinco policiais morreram.

A comparação entre a proporção dos dados de homicídios na capital e no Estado revelam que o problema se concentra no município de São Paulo. Conforme dados do Infocrim, os 127 homicídios dos últimos 11 dias na capital representam 73% dos 174 assassinatos no Estado. Em junho do ano passado, os homicídios da cidade representaram 27% desse total.

“É uma situação alarmante e mostra a fragilidade da redução da violência. A cidade parece estar novamente diante de um ciclo de vinganças. Trata-se de uma visão de guerra”, afirma o antropólogo Paulo Malvasi, autor de uma tese de doutorado sobre o mercado de drogas na cidade.

O Capão Redondo, na zona sul, foi o bairro que concentrou a maior quantidade de homicídios nos últimos dez dias. Entre a 0 hora do dia 17 e as 23h59 do dia 28, morreram 21 pessoas na área do 47.º DP. Em junho de 2011, morreram 38 pessoas no bairro. A situação também foi violenta na região central.

No 1° DP, na região Sé, foram assassinadas 12 pessoas nos últimos dez dias. Em junho do ano passado, não houve nenhum assassinato na região.

Responder

Paulo

30 de junho de 2012 às 10h33

A vitória do PSD é casuísmo. Intui-se que a pirataria desenfreada da década passada encheu o bolso de austeros julgadores.

Responder

Jose Mario HRP

30 de junho de 2012 às 08h17

A propósito de Serra vejam só:
Em falando em politica e ética vejam só:
De agora em diante quando tiver que nomear o atual prefeito de São Paulo será assim, o F D P Kassab, pois o F D P Kassab proibiu que grupos de caridade e benemerencia distribuam sopa e comida nas ruas a sem teto e moradores de rua!
Só que o F D P Kassab não esperava a reação imediata do MP de SP!
O promotor responsavel pela pasta dos direitos humanos na Capital ameaçou , ontem, o F D P Kassab de sanções se não levantar a dita proibição!
Vejam só!, o F D P Kassab não quer que a caridade que Deus nos recomenda como forma de elevação espiritual seja praticada!
Ter amor a Deus e no coração para com os desvalidos e famintos virou crime!

Responder

Helena Vargas

29 de junho de 2012 às 22h33

O tiro saiu pela culatra.

O Golpe “democrático” no Paraguai era para fortalecer o interesse nacional americano.

Por isso tantos colonistas (**) mervais, como a Catanhede e o de muitos chpéus – clique aqui para ler – , defenderam a “legalidade” do golpe.

O que menos interessa ao interesse nacional americano é o fortalecimento do Mercosul.

É por isso que o Padim Pade Cerra queria dinamitá-lo.

O maior obstáculo à entrada da Venezuela no Mercosul foi o presidente Sarney.

No Continente, o Senado paraguaio golpista é o que impedia isso.

Os americanos foram o Espírito Santo de orelha do golpe “democrático” e não esperavam que a Dilma e a Cristina Kirchner aproveitassem a ausência do Paraguai para trazer Chavez para a mesa de trabalhos.

Merval, Merval…

Paulo Henrique Amorim

Responder

Paulão Caçador de Tucano

29 de junho de 2012 às 20h34

A senadora Marta teve o apoio do Maluf quando foi candidata a releição a prefeitura de SP. Será que se esqueceu disso. E não foi por causa do apoio de Maluf que Marta perdeu.

Responder

Deixe um comentário para Helena Vargas

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina