Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Fim do inferno astral?

Por Miguel do Rosário

27 de julho de 2012 : 16h53

A mídia hoje traz notícias que sugerem o fim do período de inferno astral do governo Dilma. Crescimento baixo, crises políticas, inadimplência em alta, indústrias sangrando, motim entre aliados, greve de servidores. Uma série de fatores conjugavam-se para deixar a presidente numa situação delicada, apesar de sua alta popularidade.

  1. O crescimento baixo parece ter chegado ao fim. Todas as previsões (FMI, Banco Central, agentes privados) indicam que o segundo semestre assistirá a uma aceleração da economia. A mudança não veio de graça. O governo promoveu uma violenta guinada na política econômica, abandonando a postura conservadora e recessiva do primeiro ano; e adotando uma mais assertiva, quase interventora, em 2012: fazendo pressão pela redução de juros e spreads, cortando impostos e ampliando fortemente o crédito.
  2. As crises políticas amainaram, em primeiro lugar com a postura algo jesuítica da presidente de usar a mídia para fazer uma espécie de limpeza dentro de casa, arcando com os riscos de enfurecer aliados feridos com denúncias nem sempre consistentes. Em segundo lugar, porque a Polícia Federal estourou o principal bunker de produção de escândalos: o esquema Cachoeira, que espionava agentes do governo, muitas vezes arquitetando armadilhas, para entregar fitas à revista Veja. O feitiço virou contra o feiticeiro e hoje Cachoeira e Veja estão no banco dos réus.
  3. A inadimplência parou de cair. É bom lembrar que o aumento da dívida do cidadão brasileiro se deu, principalmente, pelo crescimento do crédito imobiliário, o que é um fato positivo. Mas a inadimplência é sempre negativa, e, apesar de ainda estar em níveis aceitáveis, vinha aumentando. Pois bem, em junho deu uma trégua e a estimativa de bancos privados e do Banco Central é que registre um declínio substancial até o fim do ano.
  4. O sangramento das indústrias também deve se reduzir nos próximos meses. A redução em até 30% no custo de energia pode representar um incentivo determinante para restabelecer a sua competitividade. A queda nos juros, spread, concessão de crédito e redução de tributos, produzirão um ambiente amigável no qual as indústrias nacionais poderão, enfim, deflagrar um grande  contra-ataque às suas concorrentes externas.
  5. As greves dos servidores parece estar se encaminhando a uma resolução. Dilma já acenou com um aumento linear para todos os servidores federais, a partir de janeiro de 2013. A mobilização dos professores universitários, embora os sindicatos não queiram admitir (porque a lógica sindical é de arrancar sempre mais), já resultou num ganho considerável dos salários, desde a base até as categorias top; a greve não deve durar muito mais.  O aumento de 45% para os professores com dedicação exclusiva é de fazer inveja a qualquer outro assalariado no país. E os na base da categoria, conseguiram arrancar aumento médio de 25%.
  6. No dia 31, Dilma, Mujica e Cristina baterão o martelo para a entrada da Venezuela no Mercosul, o que deverá servir para fortalecer substancialmente o bloco, apesar dos faniquitos da mídia. A Venezuela tem as maiores reservas de petróleo do planeta e, por isso mesmo, é um grande importador de produtos manufaturados e básicos. Sua entrada beneficia a indústria brasileira e de nossos vizinhos. A decisão, além disso, representa um delicioso contragolpe ideológico contra a direita golpista do continente (que patrocinou e apoiou o golpe no Paraguai), e por isso mesmo ajuda a azeitar a relação da durona Dilma com as sempre desconfiadas forças progressistas.

De resto, temos o julgamento do mensalão, que paradoxalmente também ajuda o governo Dilma, porque desvia atenção dos pitbulls midiáticos, que a partir de agora acompanharão cada notícia com dentes pra fora e baba escorrendo da boca. As notícias podem prejudicar o PT, mas não respingam em Dilma, nem em seus ministros, que não têm nada a ver com o escândalo de caixa 2 das campanhas de 2002.

Por outro lado, temos a CPI do Cachoeira, que corresponde a um câncer nos órgãos vitais da oposição, visto que o vilão número 1 era o seu principal campeão ético, Demóstenes Torres; além de envolver a sua maior arma, a revista Veja, cujas denúncias contra o PT eram forjadas nos porões da máfia do bicho.

Quanto às eleições, os prognósticos – por mais que a mídia tente confundir as análises –  são de crescimento do núcleo de esquerda da base aliada: PT, PSB, PDT, PCdoB, devem crescer, e a oposição, declinar. O PMDB deve crescer apenas onde decidiu se aliar de maneira mais explícita com partidos de esquerda, como no Rio de Janeiro.

O PT conseguiu dar um contragolpe genial em Belo Horizonte; mesmo que não ganhe, conseguirá certamente eleger um bom número de vereadores e sustar o avanço eleitoral do aecismo em Minas Gerais. Em Recife, a vantagem de Humberto Costa em Recife me parece difícil de ser superada.

Em São Paulo, Haddad continua estagnado, mas há uma enorme expectativa para quando começar a propaganda de TV, porque o PT conseguiu um bom tempo, e somente quando o petista vencer a barreira do anonimato será possível avaliar concretamente o seu potencial de voto. De qualquer forma, temos a mesma situação de BH; mesmo que o PT perca, conseguirá eleger um bom número de vereadores; e provavelmente aumentará sua presença nas cidades no entorno da capital, e em todo estado de São Paulo.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

14 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

admin

28 de julho de 2012 às 15h53

Tá se divertindo, né, troll. Assinando com o nome dos comentaristas do blog…

Responder

Paulo

28 de julho de 2012 às 15h10

E o Cachoeira que é defendido pelo ex-ministro da Justiça de Lula ?

Márcio Thomaz Bastos. Grave bem o nome do defensor do bandido.
E saiba que os iguais se misturam.

Responder

Elson

28 de julho de 2012 às 00h31

Infelizmente, está rodando na internet uma foto de lula com cavendish, dilma e eduardo paes.
Todos bem íntimos.
E agora?

Responder

Pedro Cruz

27 de julho de 2012 às 22h18

Tudo deu errado hoje para Lulinha e sua turma do Bispo, hahahahahahahahahhahahahahahahah…
.
Ana Paula Padrao chamando o Jornal da Globo, em plena transmissao ao vivo na Record do reino de Deus, ….
.
http://www.aimorridesungabranca.com/2012/07/ana-paula-padrao-chamando-record-de.html

O DESESPERO DO MENSALAO FAZENDO ESTRAGOS!!!!!!!!!!!!!!!!!

Responder

FranciscoD.A.

27 de julho de 2012 às 21h31

Nesse mesmo interim, Dilma teve 40 SEGUNDOS na agenda da Rainha Elisabeth II, hoje…

HUAUHAUHAUHAHUAHUHUAHUAHUAHUAHUAUHAUHHUAHUAHUAUHHAUUHAHUAHUAUHAUHUAHUHAUHAUHAHUAHUUHAUHAUHAUHAHUUHAUHAUHAUHAUHAHUUHAHUAUHAUHAUHAUHUHAUHAUHAUHAHUAHUHUAHUAHUAHUAUHUHAHUAUHAHUAUHAHUUAHUAUHAHUAHU

Responder

    emerson57

    29 de julho de 2012 às 21h45

    tem razão seu francisco,
    a dilma (brasil 6ª economia do mundo) não tem tempo a perder om o reino unido (7ª economia).

    Responder

FranciscoD.A.

27 de julho de 2012 às 21h30

Lula e os seus tentaram o suicídio hoje, bebendo pinga com gasolina, ao ver Marina Silva, linda, ereta, carregando a bandeira olímpica, ao lado de outras 7 super celebridades mundiais…

O que PHA falará? heheheheh

Responder

    FranciscoD.A.

    27 de julho de 2012 às 21h33

    Reporteres dizem que Dilma tambem tentou se matar, ouvindo seu próprio discurso, sem pé nem cabeça, de ontem, huuauhauhahuauhahuauhauhhuahuauhauhauahuhahuahuauhauhahuahuauhauhauhauhahuauhahuahuahauhahuahuahuahuahuhauhuahu

    Responder

Elson

27 de julho de 2012 às 21h09

Não vai adiantar muito a mídia e as oposições baterem o bumbo do mensalão, enquanto as pessoas tiverem trabalho e portanto renda o governo Dilma seguirá sendo bem avaliado.

Responder

    FranciscoD.A.

    27 de julho de 2012 às 21h39

    VAI SONHANDO, VERMELHINHO. VAI SONHANDO.

    5 DIAS PARA O JULGAMENTO DOS MENSALEIROS DO PT. E CONTANDO….

    Responder

      Elson

      28 de julho de 2012 às 00h34

      Voce acha que o mensalão terá efeitos sobre as eleições?
      Prefiro acreditar que não, embora as chances sejam imensas.

      Responder

        FranciscoD.A.

        28 de julho de 2012 às 00h37

        NAO TENHA DÚVIDAS.
        O ESQUEMA de corrupção do PT será exposto na semana que vem…
        E Lulinha será arrolado no processo.
        Quem viver verá…
        The PT is DEAD….

        Responder

          Elson

          28 de julho de 2012 às 00h40

          Estou perdendo as esperanças na honestidade de Lula e do PT.

Yuri

27 de julho de 2012 às 18h03

Pois é, Miguelito. Águas mais calmas daqui pra frente!

Responder

Deixe um comentário para admin

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?