Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Requião e a luz no fim do túnel

Por Miguel do Rosário

06 de dezembro de 2012 : 20h47

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) considera Ley dos Medios, aprovada na Argentina, e que permitirá a criação de um ambiente midiático um pouco mais civilizado e democrático, uma lei muito boa. Mas acha difícil que seja aprovada no Brasil, no curto prazo, em virtude das características do nosso Congresso.

“Se aprovarem a Lei do Direito de Resposta, já é um bom começo”, afirmou o senador, em entrevista exclusiva para o blog O Cafezinho.

Requião alertou, porém, para a emenda do senador Pedro Tacques (PDT-MT), que exige, ao cidadão que se sentir ofendido, prova conclusiva do erro cometido pela mídia.

A emenda, segundo ele, destrói o espírito da lei, que é permitir o contraditório e facilitar e desburocratizar os trâmites necessários para que o cidadão obtenha reparação pelo dano cometido contra sua honra.

O senador também mencionou o lobby de grupos de mídia contra a tramitação da sua lei, que foi aprovada com unanimidade pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado, e agora precisa ir à plenário.

Ele alertou ainda que a blogosfera “pode ser liquidada” se não houver proteção contra a mídia.

Minha conversa com Requião se deu pouco antes de um seminário na Firjan sobre a relação Brasil X Portugal. Ele comentou a sua relação tempestuosa com a mídia local, no tempo em que foi governador:

– Eles tentaram me achacar para receber mais verba publicitária, então eu fui e cortei tudo. Não receberam um tostão.

Aproveitando que Requião é o presidente do Parlamento do Mercosul, falamos ainda de uma triste conjunção na história na América Latina: todos esses grandes grupos de mídia, que hoje se dedicam a atacar governos democráticos, são crias da sinistra era de ditaduras que viveu o continente.

Requião, todavia, está bem atento à armadilha retórica que o conservadorismo produziu para transformar qualquer debate sobre uma regulamentação mais democrática da mídia como uma “tentativa de censura”. O seu projeto de lei sobre o direito de resposta é uma maneira inteligente de abordar o tema, fugindo da armadilha. Por isso mesmo foi aprovado com unanimidade, inclusive por senadores tradicionalmente alinhados às posições dos barões midiáticos, como Álvaro Dias (PSDB-PR) e Pedro Taques.

Entretanto, a emenda de Tacques, e a postura dúbia de outros parlamentares, negando urgência ao projeto, mostra que há quem não aceite nem algo tão básico como uma lei que aprimore o direito de resposta.

A luta de Requião agora é para remover a emenda de Tacques e votar o projeto em plenário. Ele tem esperança de que pode fazê-lo ainda este ano.

Os militantes pela causa da democratização da mídia deveriam olhar para este projeto com um carinho especial, pois ele é um passo concreto, um avanço possível, na direção de um ambiente mais progressista nos meios de comunicação. Afinal, dentre as armas midiáticas, aquela que mais assusta o cidadão comum, que se sente muitas vezes, mesmo que indiretamente, chantageado por um jornalismo mau caráter, venal e reacionário, é a impunidade deste após destruir – injustamente – a reputação de uma pessoa.

O projeto de Requião é bem escrito e inteligente, por isso foi aprovado por unanimidade. Ele exclui comentários em blogs do escopo da lei; e delimita, de maneira bem clara, o que é uma denúncia séria, lastreada numa investigação criminal autêntica, de um atentado gratuito e vil à honra de um cidadão.

Esta lei, se estivesse vigente, permitiria, por exemplo, que o presidente Lula pudesse se defender de várias ofensas inomináveis que vem sofrendo na grande mídia, obrigando que esta lhe desse um espaço de resposta equivalente, em tamanho e destaque, à mentira publicada.

Importante ressaltar que o direito de resposta já existe no Brasil, mas está desregulamentado, além de ter sido enfraquecido pelo fim da lei de imprensa. Jornais, rádios e tvs conseguem postergar a publicação de uma resposta por um tempo indefinido, e quando o fazem, não dão o mesmo destaque que teve a acusação. O projeto de Requião prevê assegurar agilidade e qualidade ao processo, definindo prazos e monitorando a proporção da resposta.

Na política, como na vida, muitas vezes as soluções mais inteligentes e mais objetivas para um problema angustiante, estão diante de nós e não as vemos. Olhamos alto demais, longe demais, e deixamos de enxergar o que está ao nosso alcance. Requião nos oferece uma luz no fim do túnel. Os amantes da democracia tem o dever de seguir na sua direção.

Leia neste link a Lei do Direito de Resposta.

*

Observação: a entrevista foi feita com ajuda dos amigos do Portal Desenvolvimentistas.com.br, sobre o qual ainda falarei muito aqui no blog.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

33 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Under_Siege (@SAGGIO_2)

09 de dezembro de 2012 às 22h43

?PORRETA!!! ??? Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/7QvUkKse

Responder

Under_Siege (@SAGGIO_2)

09 de dezembro de 2012 às 14h22

Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/7QvUkKse

Responder

Érico Cordeiro (@ricocordeiro)

09 de dezembro de 2012 às 13h41

Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/HGdATSvK

Responder

@EdemarMotta

08 de dezembro de 2012 às 22h18

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/EW72OnqL via @sharethis

Responder

Carlos Antônio (@Carlosgrupon8)

08 de dezembro de 2012 às 21h43

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/IQpN3QJt via @sharethis

Responder

@EdemarMotta

08 de dezembro de 2012 às 21h35

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/SkQNL4Ea via @sharethis

Responder

João Campos (@jprcampos)

07 de dezembro de 2012 às 19h17

“@migueldorosario: Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/elKCglYM /” @jornal_cultura @stanleyburburin @midiacrucis #midiavenal

Responder

Valdir Tiago (@valthyago)

07 de dezembro de 2012 às 11h15

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/7aOYLB3W

Responder

Valdir Tiago (@valthyago)

07 de dezembro de 2012 às 11h15

Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/x1V5PJxM

Responder

@_SamuelGomes

07 de dezembro de 2012 às 10h44

Projeto de Requião (@requiaopmdb) para direito de resposta é solução rápida e à mão http://t.co/ZBBthwyB … via @migueldorosario

Responder

@tinezbarros

07 de dezembro de 2012 às 10h29

Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/WwqlXyrJ

Responder

@Aurimarhoff

07 de dezembro de 2012 às 10h26

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/dlowFBz3

Responder

@anisionogueira

07 de dezembro de 2012 às 10h19

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/0baxpSfd via @sharethis

Responder

@biacall8

07 de dezembro de 2012 às 10h10

Projeto sabotado por Pedro Taques que sentou em cima—>Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/EN6SABWT

Responder

@requiaopmdb

07 de dezembro de 2012 às 10h00

Sobre o meu PL que trata do Direito de Resposta: http://t.co/Ndv3OO0O

Responder

@nassif

07 de dezembro de 2012 às 09h40

REQUIÃO E A LUZ NO FIM DO TÚNEL:
 
http://t.co/bEXJFCFE
Requiã… http://t.co/CfzN2E5N

Responder

beatriz amorim (@biacall8)

07 de dezembro de 2012 às 09h39

Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/EN6SABWT

Responder

@_SamuelGomes

07 de dezembro de 2012 às 09h37

Direito de resposta, projeto de Requião (@requiaopmdb), luz no fim do túnel http://t.co/ZBBthwyB

Responder

@alas_unai

07 de dezembro de 2012 às 08h16

@stanleyburburin, @midiacrucis, @eduguim ótimo artigo: Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/y26v8RFF via @sharethis

Responder

@alas_unai

07 de dezembro de 2012 às 08h10

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/y26v8RFF via @sharethis

Responder

migueldorosario (@migueldorosario)

07 de dezembro de 2012 às 08h04

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/9pE59J9K @requiaopmdb

Responder

@NilvaSader

06 de dezembro de 2012 às 22h30

Requião e a luz no fim do túnel – http://t.co/uUGnuo4L

Responder

Verinha F.

06 de dezembro de 2012 às 22h27

E o Tacques, hein? Sempre jogando contra. Acho que esse cara será o novo Demóstenes.

Responder

    Leonardo M. G.

    06 de dezembro de 2012 às 22h58

    Cada vez que eu vejo esses dois nefandos “pedetistas” (Mirinho e Taques) fazendo agradinhos à Globo e o resto da mídia, eu penso em como o Brizola se sentiria ao ver seu partido nas mãos de tais pessoas…

    Responder

Jorge Almeida

06 de dezembro de 2012 às 22h26

Deus te ouça, Miguel!

Responder

Antonio Souza

06 de dezembro de 2012 às 22h24

Ainda bem que temos um senador com coragem no Parlamento! Se fôssemos depender do PT…

Responder

    Maria Aparecida

    06 de dezembro de 2012 às 22h24

    Pois é, Antonio. Espero que o governo sinaliza apoio à lei do Requião.

    Responder

Veronica

06 de dezembro de 2012 às 22h23

Requião é um óasis no deserto!

Responder

@JesusDivino

06 de dezembro de 2012 às 21h40

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/m0DCxWOo Via @migueldorosario

Responder

Julio Cezar Cruzeta (@jcruzeta)

06 de dezembro de 2012 às 21h18

@requiaopmdb e a luz no fim do túnel – http://t.co/VXfDpXc0

Responder

@naomensalao

06 de dezembro de 2012 às 21h00

Muito bom. http://t.co/YqnA8NpH

Responder

@stockler_

06 de dezembro de 2012 às 20h59

Requião e, ao menos, a regulação do direito de resposta, à mídia http://t.co/HwWi5Kmr no blog de @migueldorosario

Responder

@Rosaniba

06 de dezembro de 2012 às 20h53

Requião e a luz no fim do túnel http://t.co/iQkEOBsr via @sharethis

Responder

Deixe um comentário para @alas_unai

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina