Fundador do Instituto Ideia vê chance de Lula vencer no 1° turno

A Murdochização definitiva da mídia brasileira

Por Miguel do Rosário

15 de dezembro de 2012 : 05h49

A reportagem de capa da Época desta semana revela a murdochização inexorável, definitiva e… cara de pau da mídia brasileira… Trata-se de uma matéria feita inteiramente com vazamentos seletivos fornecidos pela Polícia Federal.

O esquema de Murdoch na Inglaterra era parecido. Seus jornais subornavam policiais para obterem dados sigilosos dos desafetos ou vítimas da vez. A maioria das vítimas eram celebridades, cujas intimidades eram expostas na mídia. A coisa aqui, porém, é bem mais pesada. O mau caratismo murdochiano visava, na maioria das vezes, apenas o lucro. Na mídia brasileira, o esquema de vazamentos de dados sigilosos para órgãos de comunicação faz parte de uma estratégia de luta pelo poder.

A matéria da Época força a barra ao vender simples conversas entre Rose e os irmãos Paulo, ou dos irmãos entre si, sobre a Ação Penal 470, como “tentativa de influenciar o julgamento do mensalão”.

O envolvimento de Dirceu na história, entra, mais uma vez, de maneira nebulosa, sem qualquer prova de crimes. A matéria, assinada por Diego Escoteguy, que trabalhou na Veja, incorpora sem nenhum critério, do início ao fim, ilações desencontradas, baixa intriga e insinuações levianas.

O problema de alguns segmentos do jornalismo de escândalos assemelha-se ao da oposição politica: falta de objetividade e consistência. Uns não conseguem provas para embasar suas denúncias, outros não conseguem votos.

Ganhar a confiança da mídia é fácil, basta demonstrar ausência de escrúpulos quando se trata de chutar o “lulo-petismo”. Difícil é ganhar a confiança do povo.

Entretanto, temos aqui uma situação realmente grave: a luta política está se deteriorando para uma guerra suja e antidemocrática, onde já se pode vislumbrar a criação de uma frente golpista, que inclui os seguintes pontos:

  • Esquema de vazamentos seletivos de operações deflagradas pela Polícia Federal.
  • Rede de apoios entre procuradores, figuras corruptas da PF, empresários de mídia ligados à oposição.
  • Grupo de ministros do STF dispostos a violar princípios constitucionais básicos, interpretando a Constituição de maneira distorcida, ou contra legem.

A ação do STF é essencial ao esquema. Juízes tem procurado consolidar a tese, que é eminentemente golpista, de que tem o poder quase ilimitado para “interpretar a Constituição”. Existe interpretação da Constituição sim, mas voltada para o aprofundamento de seus princípios, e não contra eles. A Constituição, por exemplo, volta-se sempre em favor da democracia, em favor da presunção da inocência, em favor da preeminência do povo, só para citar alguns exemplos.

A reportagem da Época, porém, é traída justamente por seu tom exagerado e alarmista. Falta conteúdo. Pra piorar, ao final, reproduz uma conversa privada entre Adams, advogado-geral da União, e Weber, advogado-adjunto da mesma instituição, com ilações sobre quem seria “Paulo”.  O máximo que a revista conseguiu, após fuçar horas de conversas  convencionais entre dois funcionários da AGU foi uma frase de Adams perguntando se ele teria “ido no Paulo”. Adams diz que se referia a Paulo Kuhn, procurador geral da União, e ao jantar em sua homenagem. A reportagem, ao invés de ligar para o tal Paulo Kuhn, e perguntar se houve, de fato, tal jantar, prefere o suspense. Ou seja, o único momento em que a revista poderia acrescentar uma informação nova ao “dossiê” que recebeu do esquema golpista de vazamentos seletivos, não faz o serviço.

Não estou dizendo que Adams seja inocente, apenas ressaltando a criação de um ambiente onde todos são culpados. As mais inocentes conversas ao telefone são manipuladas com objetivo de se encaixarem em determinadas teorias. Cria-se, assim, um clima de chantagem perpétua contra qualquer autoridade e mesmo contra qualquer cidadão comum. Haveria, dentro da  Polícia Federal, um balcão de negócios para vender informações sigilosas? Murdoch vendeu muito jornal comprando sigilos da até então incorruptível Scotland Yard. Quando estourou o escândalo em Londres, um membro do esquema Murdoch revelou que pelo menos dez funcionários da respeitada polícia britânica estavam no bolso do magnata.

Se Murdoch conseguiu subornar membros da Scotland Yard, não é absurdo suspeitar que nossos barões midiáticos compraram agentes da PF, com objetivo de obter, com exclusividade, vazamentos das conversas captadas na Operação Porto Seguro, entre outros favores.

Pior que o vazamento, porém, é a sua seletividade, tanto dos trechos que interessam quanto do veículo a receber o material.  No mesmo momento em que vemos setores da mídia radicalizarem o discurso de oposição, e usarem seu poder de influência sobre o STF para obterem as vitórias políticas que não conseguem nas urnas, cria-se, dentro da Polícia Federal, núcleos de vazamentos seletivos de operações justamente para esses mesmos jornais?

Embora seja saudável vermos que a Polícia Federal tem autonomia para investigar a fundo membros do próprio governo, não me parece que o seja tanto a criação, dentro da PF, de um braço do grande esquema golpista. A coisa está ficando feia.  Condena-se sem provas, cassa-se mandatos ao arrepio da Constituição, e agora se promove vazamentos seletivos de informações sob segredo de justiça. A seletividade, claro, se dá em função dos interesses políticos do grupo que patrocina o esquema. É assim que operações enormes, que gravam uma quantidade colossal de conversas, a maioria das quais apenas conversas privadas, ou mesmo articulações de caráter político, se tornam fontes de material de chantagem. Esse é um poder eminentemente murdochiano. Se eu tenho em meu poder gravações que, mesmo que não oferençam nada de claramente comprometedor, podem ser facilmente manipuladas para causar grande dano político ou moral a uma autoridade, seja membro do executivo, parlamentar ou juiz, eis-me dotado de condições para chantageá-lo se não agir conforme a minha vontade. E assim se conseguem direcionar votações, remover nomes de relatórios finais de CPI, e impedir a abertura de outras comissões.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

32 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

reinaldo azeverde (@reinaldoazeverd)

13 de janeiro de 2013 às 17h42

A Murdochização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/pPNywJn7

Responder

ANGELO LELIO PESSONI (@angelolelio)

31 de dezembro de 2012 às 14h46

A Murdochização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/TYUDHWBz

Responder

Messias Franca de Macedo

30 de dezembro de 2012 às 03h35

A *FOTO QUE TRADUZ 2012, ‘O ANO DA JUSTIÇA’, SEGUNDO O PIG!

*[o imaculado beija os pés da princesa impoluta! Seres “supremos”!]

EM TEMPO FUNESTO/GOLPISTA/TERRORISTA: o presente de Gilmar Mendes aos recém nubentes: [a devolução de] dois passaportes!… Só mesmo sorrindo! E/ou chorando!…

… O fim do mundo é aqui!…

… É ou não é uma republiqueta de bananas?!…

Que país é este, sô?!… “É o ‘BRAZIL’ mudado radicalmente [RISOS] por um menino pobre, xodó contemporâneo da ‘veja’ &$ do restante do PIGolpista/terrorista/antinacionalista!…”

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Franca de Macedo

30 de dezembro de 2012 às 03h06

DA [NEFASTA E FAMIGERADA] SÉRIE “ESCUTA ESSA!”

O folhetim que responde pela indecorosa alcunha de ‘veja’ propõe que voltemos ao tempo do Pedro Álvares Cabral! ‘Jenial’! ENTENDA [mais este] sacrilégio antinacionalista/terrorista/capcioso/golpista!

‘Com reformas de Dilma, Brasil não é mais porto seguro.’

CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE: destaque do ‘home page’ da ‘(in)veja’!… Economia
Conjuntura
29/12/2012 – 08:31

Lá isto é jornalismo?!…

Lei dos Meios JÁ passou da hora!…

NOTA ACAUTELATÓRIA: presidente Dilma Vana Rousseff, A Magnífica, a Cristiana Lôbo [de Raiva]! já está “chutando” que o candidato do PT na próxima eleição presidencial será o Lula! ‘A jornalista amiga dos patrões Marinhos’ – experta em ‘fatos & distorções'(!) -, sorriso largo (sic), está a afirmar que a senhora cederá à vontade indômita do Lula voltar ao poder! O engraçado é que o [eterno] presidente Lula será o principal cabo eleitoral em prol da sua [merecida e lídima] reeleição!…
Presidente Dilma Vana Rousseff, A Magnífica, não nos faça sentir inveja da presidente Cristina Kirchner! Confie no honesto, sapiente e impávido povo trabalhador brasileiro!…

EM TEMPO: é provável que o desagravo a mais esta infâmia abjeta seja proferida pelo Paulo Skaf! O (quase-)tucano ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, é um dos que não irá se abalar, contrariamente: poderá até concordar com a tese dos Civitas!…

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

@alessandrosimas

22 de dezembro de 2012 às 09h36

@diegoescosteguy Ouvi e acho q o Miguel do Rosario tem razão http://t.co/jG2JePcG Mais intriga/ruído q notícia? @migueldorosario

Responder

@lucianolep

18 de dezembro de 2012 às 14h47

O Cafezinho » Blog Archive » A Murdochização definitiva da mídia brasileira http://t.co/dwFr31U0

Responder

Érico Cordeiro (@ricocordeiro)

17 de dezembro de 2012 às 22h05

A Murdochização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/V5CECs6x

Responder

Messias Franca de Macedo

17 de dezembro de 2012 às 13h24

[GURGEL FOGE E COLLOR
RASGA CARTA DE “RESPOSTA”

Gurgel afronta o Legislativo. Mas, não se livrou do Collor. Seria um “prevaricador” em série, perguntaria Collor?

Em http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2012/12/17/gurgel-foge-e-collor-rasga-carta-de-resposta/
Publicado em 17/12/2012]

LÁ VEM O MATUTO DOS BASTIDORES DO HOSPITAL DE BASE, EM BRASÍLIA!

… Todo ser humano – a depender da postura que passa a assumir e das atitudes manifestadas – é digno de ser, digamos, perdoado e passar a ser considerado a partir de uma nova perspectiva!… Colocando os pontos nos ‘is’: os setores de vanguarda da sociedade brasileira e, especificamente o PT, têm o dever cívico e moral de engajar-se na conduta enérgica, responsável, intrépida, absolutamente relevante… Levada a cabo pelo atual senador Fernando Collor de Mello… Confrontando o misto de prevaricador e vazador-mor da nação – e protagonista de um papel que avilta ainda mais o já combalido poder judiciário brasileiro! E não apenas isto, alvíssaras: o senador Collor de Mello está “peitando o PIG como nenhum ‘petista da contemporânea governança’ sequer imagina proceder!”…

… É a tal da coisa: a DIREITONA golpista é mais suja do que pau de galinheiro! Bravateira, é só apertar um pouco, e geme… E tome-lhe febrícula, gripe, suposta pneumonia, internamento preventivo – e providencial(!) (sic) [pago com dinheiro público (idem sic)]… Completando o quadro sintomático(!) de ‘pipoquite aguda’, disenteria e ‘tênues’ diarreias… Miasmáticas, fluidas, ‘cheirosas’!…

E ANTES QUE A LEI DOS MEIOS SEJA IMPLANTADA! ENTENDA

“*A equipe médica” que, nos últimos dias [de cão!], acompanha **”o paciente supremo” está tendo “plantões” deveras exaustivos a ponto de “os próprios plantonistas” [RISOS] estarem na iminência de recorrer aos leitos do próprio hospital!…
“*”os jornalistas médicos”: Merval Pereira – é “o imortal” [do filme ***‘Quase Deuses’!] chefe da equipe e que cuida também dos sintomas psicológicos “do supremo paciente”!; Ali Kamel foi requisitado de um hospital de referência em Manhatamm(!); Policarpo Junior; Robert(o) Civita; Otávio Frias Filho; Eliane Cantanhêde é “a jornalista médica” especialista em… ‘Odorlogia’ [RISOS ESTONTEANTES!]; ‘o assassino de reputações’ a soldo da veja’ foi, temporariamente, deslocado de função, passando a exercer o cargo de “enfermeiro-mor dos mais supremos dos supremos do supremoTF!” “O enfermeiro-mor da conspícua equipe médica de plantão 24 horas”, nestes últimos dias [de cão!] somente “larga a Bíblia” quando vai colocar o ‘scalp’ no “paciente supremo” ou realizar outra manobra de suporte clínico!…
**“supremo ministro” Celso de Melo”
***Título
Original Something the Lord Made

Ano de produção: 2004

Quase Deuses é um filme escrito pelos roteiristas Peter Silverman e Robert Caswell, dirigido pelo experiente diretor Joseph Sargent e produzido pelos estúdios HBO e Nina Saxon Film Design, lançado em 2004. O resumo do longa-metragem conta a história de dois homens que se arriscam e desafiam regras que eram impostas em sua época para uma revolução médica.
(…)

FONTE: http://situado.net/resumo-do-filme-quase-deuses/

BOLETIM MÉDICO ASSINADO PELO ‘dotô’ MERVAL PEREIRA – anunciado, em primeira mão para os repórteres das Organizações(!) Globo: “O quadro clínico de ‘pipoquite aguda’ acomete, prevalente e preferencialmente, “pacientes supremos” [“(quase-)imortais”!]… O tratamento inspira cuidados… E o prognóstico depende, fundamentalmente, do ‘domínio dos fatos’!…
Encerrando a nota, “a equipe médica” faz um apelo no sentido de a população brasileira orar como nunca pelo pronto restabelecimento… Do respeito à saúde(!)… Da Constituição brasileira!

Amém!…

Que país é este, sô?!…

Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

@gustavonasa

16 de dezembro de 2012 às 22h34

A Murdochização definitiva da mídia brasileira http://t.co/1cX0M3lb

Responder

TonySoprano (@EngCas)

16 de dezembro de 2012 às 15h59

Excelente, Miguel do Rosario » A Murdochização definitiva da mídia brasileira http://t.co/RUFDxFez

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de dezembro de 2012 às 14h39

No mundo de Murdoch
Mídia

A mídia é o único poder que tem a prerrogativa de editar as próprias leis

Arrisco a dizer: o relatório Levenson é a mais corajosa e serena crítica aos abusos e malfeitos da mídia contemporânea. O relatório é tão destemido em sua ousadia como a Areopagítica de John Milton ao pregar a liberdade de impressão em 1644, no auge da Revolução Inglesa.
(…)

Por Luiz Gonzaga Belluzzo
em http://www.cartacapital.com.br

###############################

EM TEMPO: qual ‘jornalista amigo(a) dos patrões barões da grande MÉRDIA nativa’ irá desqualificar a análise do economista Luiz Gonzaga Belluzzo, tachando-o de reacionário xiita fundamentalista, além de torcedor do ‘Parmeira’ do José (S)erra?!…

Lei dos Meios JÁ passou da hora!…

EM TEMPO: Magnífica e intrépida presidente Dilma Rousseff, não nos faça sentir inveja da presidente Cristina Kirchner!…

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de dezembro de 2012 às 13h42

A INCIVILIDADE [SERVIL] TRANSVESTIDA DE EMPÁFIA! ENTENDA

… Sistematicamente, todas as vezes que o *Alexandre Garcia ‘trata da Lei do Meios o faz destratando’ (sic) os limites da análise tendenciosa, atrofiando a discussão a um reducionismo criminoso – procedimento covarde, leviano, desonesto e, sobretudo, deliberadamente capcioso!… Simplesmente, o tal jornalista preconiza que a Lei dos Meios significa tão somente o cerceamento da liberdade de expressão, o cerceamento da liberdade de expressão (idem sic)!…
… Qualquer pessoa dotada de boa fé – ainda que em tese discorde, pelo menos a priori, do referido democrático e civilizatório [a Lei dos Meios] – tem o dever de estudar melhor o assunto, compreender a dimensão da temática, identificar interpretações equivocadas – muitas das quais movidas por interesses inconfessáveis das [nefastas] oligarquias… Dirimir dúvidas, enfim…
Sinceramente, causa-nos profunda irritação e dor ouvir estas declarações sendo proferidas diuturnamente por (de)formadores de opinião, que apostam no terrorismo das bravatas e na falta de discernimento da maioria da população brasileira!…

… A DIREITONA [eterna] OPOSIÇÃO AO BRASIL precisa admitir a necessidade de uma urgente – ainda que mínima -, digamos, **’reciclagem’!… As elites brasileiras não deveriam insistir no absurdo de [estupidamente] continuar ‘desprezando as próprias ignorâncias!’, lembrando o enunciado lapidar do eminente escritor e pensador humanista uruguaio Eduardo Galeano…

… Com toda a humildade: Magnífica presidente Dilma Rousseff, não nos faça sentir inveja da presidente Cristina Kirchner!… É óbvio que o encaminhamento das discussões acerca da imperiosa Lei dos Meios em nosso país deverá ter um rito próprio, um curso baseado em nossas experiências democráticas, ouvindo todos os segmentos direta ou indiretamente envolvidos no debate salutar – incluindo, é claro, desde os barões da “grande” mídia nativa até os consumidores dos diversos conteúdos das múltiplas formas de mídia…
*o mesmo ex-porta-voz da ditadura militar, ‘ditabranda’ [militar] segundo os Frias ‘da folha de São Paulo’!
**’reciclagem’: utilizando termo caro ao discurso do [DEMo]tucano José (S)erra!…

Por fim… Ou melhor, ‘por início’:
[Lei de Meios promove a liberdade de expressão, diz juiz.
A sentença do juiz Horacio Alfonso é taxativa e afirma que não há argumentos para declarar a inconstitucionalidade da Lei de Serviços de Comunicação Audiovisual, como pretendia o grupo Clarín. Alfonsi conclui sua decisão dizendo que “as restrições à concentração” não implicam “um prejuízo à liberdade de expressão” e enfatiza inclusive que um regime que articula os direitos dos operadores, ao invés de cercear a liberdade de expressão, está promovendo essa liberdade e não a cerceando.
(…)

em http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/lei-de-meios-promove-a-liberdade-de-expressao-diz-juiz.html%5D

EM TEMPO DE ALVÍSSARAS!: parabéns aos responsáveis pela conspícua e radicalmente democrática casa cibernética, blog ‘viomundo’!…

AVANTE POVO BRASILEIRO!… E veremos quem tem ‘a farinha da verdade no saco’!… E não deveremos deixar de considerar o seguinte provérbio hindu: ‘Toda a verdade deixa de ser uma verdade quando ela é uma verdade.’

Hasta la Victoria Siempre!

Saudações democráticas, progressistas, civilizatórias, nacionalistas e antigolpistas,

BRASIL (QUASE-)NAÇÃO
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

    Messias Franca de Macedo

    16 de dezembro de 2012 às 20h50

    ajuste desprezível: … o tal jornalista preconiza que a Lei dos Meios significa tão somente o cerceamento da liberdade de imprensa, o cerceamento da liberdade de expressão (idem sic)!…

    BRASIL (QUASE-)NAÇÃO
    Bahia, Feira de Santana
    Messias Franca de Macedo

    Responder

      Messias Franca de Macedo

      16 de dezembro de 2012 às 21h21

      ajuste desprezível II-

      … Qualquer pessoa dotada de boa fé – ainda que em tese discorde, pelo menos a priori, do referido instrumento/dispositivo democrático e civilizatório [a Lei dos Meios] – tem o dever de estudar melhor o assunto,…

      Saudações democráticas, progressistas, civilizatórias, nacionalistas e antigolpistas,

      BRASIL (QUASE-)NAÇÃO
      Bahia, Feira de Santana
      Messias Franca de Macedo

      Responder

@EMBRAC

16 de dezembro de 2012 às 05h27

A Murdechização definitiva da mídia brasileira http://t.co/SVijCccp

Responder

Julio Cezar Cruzeta (@jcruzeta)

15 de dezembro de 2012 às 21h31

A Murdechização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/8COIkOdt

Responder

@NetoSampaio

15 de dezembro de 2012 às 19h14

A Murdechização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/9JWrNzty #LulaOmaiorPresidenteDoBrasil

Responder

sergio m pinto

15 de dezembro de 2012 às 16h38

Entendo que reclamar só não adianta. Há um grupo dentro da PF vazando informação? Se houver, o que deve fazer o ministro da justiça?

Responder

Under_Siege (@SAGGIO_2)

15 de dezembro de 2012 às 16h05

? ÉPOCA chafurda na lama do EsGOTegy… >>> A Murdochização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/tI06pIh0

Responder

@pauloavila2008g

15 de dezembro de 2012 às 15h12

A Murdechização definitiva da mídia brasileira.http://t.co/LERMOAWW

Responder

Carlos Antônio (@Carlosgrupon8)

15 de dezembro de 2012 às 12h38

A Murdechização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/JTxxZ8G5

Responder

Carlos Antônio (@Carlosgrupon8)

15 de dezembro de 2012 às 12h37

A Murdechização definitiva da mídia brasileira http://t.co/bL9PFweI via @sharethis

Responder

Érico Cordeiro (@ricocordeiro)

15 de dezembro de 2012 às 12h16

A Murdechização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/V5CECs6x

Responder

Hercio Prust (@HercioPrust)

15 de dezembro de 2012 às 11h14

A Murdechização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/tCBsjQMg

Responder

Vera Pereira (@veramcp2)

15 de dezembro de 2012 às 07h57

Ah, esqueci: http://t.co/Tpl9I0rP Muito bom.

Responder

@angelolelio

15 de dezembro de 2012 às 07h15

A reportagem de capa da Época desta semana revela a murdochizização inexorável, definitiva … http://t.co/wAUYXvJM

Responder

@VelvetApril

15 de dezembro de 2012 às 07h11

A Murdechização definitiva da mídia brasileira http://t.co/12H9wOFs

Responder

Bernardo (@Suxbernardo)

15 de dezembro de 2012 às 06h47

Gente, essa matéria da Epoca é bem confusa, leia Miguel do Rosário que é melhor http://t.co/GGA33EUK

Responder

João Campos (@jprcampos)

15 de dezembro de 2012 às 06h37

“@migueldorosario: A Murdechização definitiva da mídia brasileira http://t.co/Yd3XU0xU / Ley de Medios já! @jornal_cultura @stanleyburburin

Responder

@VelvetApril

15 de dezembro de 2012 às 06h17

A Murdechização definitiva da mídia brasileira – http://t.co/12H9wOFs

Responder

Elson

15 de dezembro de 2012 às 05h59

É a marcha batida para o golpe à paraguaia. Agora um esquema de grampos ilegais estourou aqui em São Paulo, a sede da rede bisbilhotagem funcionaria aqui na cidade de Presidente Prudente, segundo as noticias até delegados de policia seriam vítimas do esquema. Vamos ver qual a dimensão que a grande mídia dará a esse escândalo, ou será que irão abafar por se tratar de um governo tucano que em matéria de segurança pública tem se mostrado um fracasso.

Responder

migueldorosario (@migueldorosario)

15 de dezembro de 2012 às 05h49

A Murdechização definitiva da mídia brasileira http://t.co/B9cRooq9

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina