Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

O jeitinho do Financial Times

Por Miguel do Rosário

16 de janeiro de 2013 : 13h33

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]

Leio no Estadão e no Brasil 247 que um dos blogs do Financial Times publicou crítica a Guido Mantega, ministro da Fazenda, e a Alexandre Tombini, presidente do Banco Central. O 247 é meio exagerado: diz que FT “detona” Guido e BC. Jamil Chade, blogueiro do Estadão, é mais preciso ao descrever o texto de Samantha Pearson não como um ataque a Guido e ao BC, mas apenas como uma interpretação irônica sobre as medidas “criativas” que ambos vem adotando para estimular a economia.

[/s2If]
[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]
Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (no alto à direita). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho.[/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

Lendo o artigo do FT com atenção, observo que, ao contrário do que afirma o Brasil 247, é um tremendo elogio às autoridades brasileiras, se olharmos para os dois exemplos de “criatividade” citados por Person. O primeiro exemplo do “jeitinho” brasileiro, segundo a jornalista inglesa,  seria o pedido do Ministro da Fazenda aos prefeitos das duas maiores cidades do país para não elevarem o preço das passagens de ônibus. Com isso, Guido Mantega teria dado um “jeiinho” na inflação.

Ora, ora, pois pois, diria Manuel. Quem dera as autoridades brasileiras dessem mais “jeitinhos” como esse!

O segundo exemplo de “criatividade”, ou “jeitinho”, vem de Alexandre Tombini, que estaria permitindo aos bancos reduzirem as taxas de juros cobradas em empréstimos interbancários, o que se reflete, naturalmente, em taxas menores aos clientes. O objetivo de Tombini com isso, segundo Pearson, seria estimular a economia brasileira.

Considerando que o Financial Times admite que as mencionadas ações estão dentro da lei, e que o objetivo de ambas é segurar a inflação e estimular a economia, não vejo outra saída senão concluir que o jornalão britânico fez um inestimável elogio à proficiência das autoridades brasileiras.

Entretanto, como a imprensa britânica parece cada vez mais interessada na economia brasileira, e em especial com nossas contas públicas, nada mais justo que retribuirmos dando nossa opinião sobre a economia inglesa. Não é difícil. País moderno e democrático, o Reino Unido publica regularmente seus dados na internet. Vejamos a situação da dívida pública britânica:

Observe que ela cresceu bastante em 2012, atingindo quase 70% do PIB nacional e deverá continuar subindo nos próximos anos, chegando perto de 80% em 2015.

A dívida pública brasileira está em torno de 35% do PIB, e caindo.

Pesquisando mais ainda, descobri uma coisa extraordinária. Um renomado instituto de economia inglês vem acusando, há anos, as autoridades monetárias do país de maquiarem as contas públicas para esconder uma realidade chocante: a dívida nacional seria, na verdade, cinco vezes maior do que a anunciada oficialmente. Ao invés de corresponder a 70% do PIB, a dívida britânica corresponderia a quase 400% do PIB.

E depois somos nós que damos “jeitinho”…[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

6 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pituca (@pituca_amiglo)

17 de janeiro de 2013 às 00h32

O jeitinho do Financial Times http://t.co/cU3KHaw8

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de janeiro de 2013 às 23h51

ATENÇÃO!!!
Convido-a Conceição [Oliveira, http://mariafro.com] e todos os seus leitores para a leitura desta MATÉRIA-BOMBA do Novo Jornal, publicada antes de ontem – dia 14/01/2013, que expõe as vísceras do julgamento da Ação Penal 470, em especial, revelando o que está por trás da acusação de Marcos Valério contra Lula (inocentando-o), e oferece provas concretas para a anulação desse julgamento:
http://www.novojornal.com/politica/noticia/como-e-porque-gilmar-mendes-e-o-psdb-mantem-marcos-valerio-refem-14-01-2013.html
E em especial, convido a todos para lerem o conteúdo da degravação dessa conversa – n. 21 – que expõe toda a podridão da Máfia do PSDB (incluindo os assassinatos e encomendas de assassinatos), numa conversa entre o tesoureiro de campanha do Azeredo em 1998 – Cláudio Mourão – e seu advogado Joaquim Engler Filho, que transcreveu as conversas gravadas sem o conhecimento do seu interlocutor e as entregou à Polícia Federal. Eis o ARQUIVO DO HORROR, como o nomeei (parece literatura, mas é verdade factual, por incrível que pareça):http://anexo.novojornal.com/92368_19.pdf
Depois disso, provavelmente, vocês vão ficar chocados.
Por Leila Brito
jan 16, 2013 at 23:13
em http://mariafro.com/2013/01/16/blogueiro-tambem-e-gente/comment-page-1/#comment-57022

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de janeiro de 2013 às 23h16

BLOGUEIRO TAMBÉM É GENTE

janeiro 16th, 2013 by mariafro
Por isso blogueiro às vezes cansa, reclama, se entristece e desabafa.
Este post é uma resposta aos amigos leitores que também me acompanham no facebook. Resolvi responder por aqui para que a resposta não se perca no mar de mensagens do Facebook.
Contexto:
Ontem no meio de muitas cobranças na rede, goteira no quarto e pedreiro pedindo mais material, desabafei:
(…)

###############################

… Prezada mestra Conceição Oliveira, humilde e sinceramente, creio que o seu relato nos trouxe, digamos, tristeza! Tristeza por viver num país onde o mérito é perfumaria, e a vida segue, magistral, na leitura estúpida dos cafajestes… O seu corajoso e lapidar testemunho é paradoxal e, ao mesmo tempo, revelador: como pode uma pessoa dotada de um fabuloso histórico acadêmico e respeitável pensadora vivenciar tal conflito? A resposta nos remete à natureza da tristeza aludida anteriormente!…
… Compreendo o seu espírito de renúncia! Eu, um comentarista incidental, sofro na pele -e na consciência – parte do que você asseverou: será que vale a pena sacrificar os compromissos mais imediatos, da profissão que exercemos?!… Será que vale a pena ouvir os intermitentes sermões da ‘patroa’ – e até dos filhos – condenando as horas dedicadas à, digamos, “guerrilha cibernética”, a militância de esquerda, a resistência às constantes – e INTERMINÁVEIS- tentativas de golpismos perpetradas pela direitona [eterna] oposição ao Brasil?!…

RESCALDO: é provável que o cansaço e o pragmatismo “continuem batendo à minha porta!” (‘Irei priorizar o inadiável!’) O que não implica dizer a deserção à causa socialista! Quem sabe, um breve interregno!…

EM TEMPO: no entanto, você é responsável por um blog importante! Por seus vasos sanguíneos circulam o ardor e a efervescência do bom combate! A sua causa é coletiva! Portanto, ‘a sua casa’ é um dos nossos raros albergues!…
… Daqui do sertão/agreste baiano, estarei torcendo pela sua persistência, pela sua bravura, pelo seu talento… E esperando a oportunidade de oferecer, ao menos, ‘um tijolo’ para a residência ‘http://mariafro.com’…

Muito obrigado.

Felicidades!

Hasta la Victoria Siempre!

Messias Franca de Macedo e família
Bahia, Feira de Santana
BRASIL – em homenagem à egrégia, competente, autêntica e impávida mestra Maria da Conceição Carneiro Oliveira, genuinamente brasileira…

Responder

Messias Franca de Macedo

16 de janeiro de 2013 às 22h10

O jeitinho do Financial Times – mais uma filial do PIG mundial!

##############################

Justiça do Rio: a TV Globo joga em casa; mas Kamel está derrotado pela história
publicada terça-feira, 15/01/2013 às 18:23 e atualizada terça-feira, 15/01/2013 às 18:23
em http://www.rodrigovianna.com.br

##################################

… Desagravo magistral, a postura do Rodrigo Vianna demonstra, cabal e concretamente, toda a autenticidade e intrepidez deste egrégio jornalista, escrevinhador de nós todos defensores das liberdades, da civilidade e da justiça social…

NOTA: com todo o respeito – e objetivando, apenas, sugerir um ato simbólico -, recomendo, humildemente, que seja elaborado um documento no qual os signatários contribuiriam com um valor no sentido de colaborar para o pagamento desta indecorosa “indenização”! Todos aqueles que se sentem igualmente “réus” neste vergonhoso e estúpido processo!…

… Independentemente de qualquer coisa, parabéns, emérito e conspícuo jornalista brasileiro Rodrigo Vianna! Por fim, gostaria de ressaltar que o seu texto publicado acima serve, também, como bálsamo a lavar as nossas almas!…

Felicidades!

Hasta la Victoria Siempre!

Messias Franca de Macedo e família
Bahia, Feira de Santana
BRASIL – em homenagem ao ínclito, competente, autêntico e impávido jornalista brasileiro Rodrigo Vianna

Responder

Humberto Vieira (@HumbertoVieira7)

16 de janeiro de 2013 às 14h42

O jeitinho do Financial Times http://t.co/PktFT7sp via @sharethis

Responder

migueldorosario (@migueldorosario)

16 de janeiro de 2013 às 13h33

O jeitinho do Financial Times http://t.co/8sn0Sq7A

Responder

Deixe um comentário para Messias Franca de Macedo