Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Campanha: Amarildo para Ponte Rio Niterói!

Por Miguel do Rosário

17 de outubro de 2013 : 01h19

Os blogs Cafezinho e Megacidadania e o núcleo fluminense do Barão de Itararé iniciam hoje uma campanha para que a Ponte Rio-Niterói tenha seu nome trocado de Ponte Presidente Costa e Silva para Ponte Amarildo de Souza.

É uma mudança que teria um significado profundamente simbólico e político. Em vez do nome de um general da ditadura, símbolo do totalitarismo, da repressão, da violência contra o cidadão, o nome de um trabalhador assassinado pela Polícia Militar. Foram os trabalhadores como Amarildo de Souza que construíram a Ponte Rio-Niterói. O Brasil pertence aos trabalhadores; ou pelo menos, num regime democrático, deveria pertencer.

Apoie também essa iniciativa, deixando um comentário no post e compartilhando essa ideia. O Rio de Janeiro está farto de ruas e pontes com nome de generais.

02

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

51 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Priscila Reis

19 de outubro de 2013 às 06h29

Se o Amarildo era bandido ou não, ou se tinha méritos pessoas eu não sei! Eu sei que os policiais que o torturaram, mataram e sumiram com seu corpo, são bandidos da pior espécie!!! Não aceito esse discurso de que era traficante, fazia, acontecia e blá blá blá blá …. Desculpa para matar que a polícia usa!!! A polícia deveria agir com inteligência e investigar… Julgar, condenar não é papel da polícia! Ademais, a pena de morte é proibida no país!!! Se quisermos ser uma nação emancipada, justa e democrática precisamos fazer valer nossos direitos constitucionais, estendo-os a todos os brasileiros e não somente as elites!!! Precisamos parar de olhar p próprio umbigo e querer justificar o injustificável!!! Quando respeitamos os direitos alheios fazemos com que os nossos sejam respeitados!!! Tá na hora de parar de reclamar do país e começar cada un a fazer a sua parte, porque tudo que acontece acaba sendo legitimado com os discursos de ódio, como esses aí de cima… Não estamos em tempos Romanos; não da pra ficar no olho por olho, dente por dente!

Responder

Bruno Hott

19 de outubro de 2013 às 05h28

Hora de excluir o facebook.

Responder

Maria Da Gloria Glorinha

18 de outubro de 2013 às 17h26

A campanha deveria ser contra nomes de qualquer um (inclusive de meu pai). O tempo passa, as pessoas se vao e outra realidade se vive. Nao temos que homenagear ninguem com nome de ruas, hospitais, pontes etc. Vamos, sim, dar nomes dos locais a que se referem ou de exaltacao as qualidades humanas, pedras, numeros etc, nao as pessoas, elas passam. Que tal rua do amor, do carinho, da solidariedade e por ai em diante!

Responder

Fernando Pereira

18 de outubro de 2013 às 10h16

É preciso que Amarildo seja uma ponte entre este estado de coisas, polícia torturadora, e um novo tratado social, onde os direitos humanos sejam respeitados e a lei seja cuprida.

Responder

Patricia da Rocha

18 de outubro de 2013 às 05h51

alguma coisa está fora da ordem…

Responder

Luiz Carlos Famadas Junior

17 de outubro de 2013 às 19h28

Sou a favor de meter na cadeia os assassinos do Amarildo… agora… tirar o nome de um ditador e botar o de um suposto traficante (informação da Globo), aí é demais. Ponham o nome do operário que ficou sepultado no meio do concreto de uma das vigas da ponte. Esse sim um herói.

Responder

Lu Delboni

17 de outubro de 2013 às 18h46

melhor seria estar vivo e não virar nome de nada!

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 18h10

Olha o panteão de heróis da esquerdopatia e futuros nomes para logradouros públicos:

http://www.procurados.org.br/

Responder

Vinícius Pontes

17 de outubro de 2013 às 18h05

Ponte Orlando Jogador

Responder

Ailton Monteiro

17 de outubro de 2013 às 17h59

Boa Rita Valente. Leonel Brizola tem méritos e seria um grande nome.

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 17h58

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA!!!!! E AINDA QUEREM NOS DAR CHOQUES E MANDAR A GENTE CALAR A BOCA………….VAI MANDAR PM DO CHOQUE CALAR A BOCA, MAS DE CARA LIMPA SEU OTÁRIO !!!!!!!!!!!

Responder

Vinícius Pontes

17 de outubro de 2013 às 17h54

Eu não tenho medo de nada nessa vida, a não ser a de perder a razão numa discussão ou ser ridicularizado. E esse pessoal da esquerda cheirante tá me levando a isso.

Responder

Rita Valente

17 de outubro de 2013 às 17h54

Leonel Brizola. Amarildo, fez o que mesmo em prol da sociedade?

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 17h52

PÓ-NTE AMARILDO DE SOUZA, PISTA BRANCA SOBE PISTA PRETA DESCE………..VAI TER PEDÁGIO DE 10, DE 20 E O “PEDAJÃO” DE 50……..ACIMA DISSO SÓ COM A GERENCIA CHEFIA…….

Responder

Vinícius Pontes

17 de outubro de 2013 às 17h51

Ponte Goleiro Bruno

Responder

Ailton Monteiro

17 de outubro de 2013 às 17h49

A questão esta sobre o nome no nossa linda ponte…Vamos lá galera, vamos sugerir nomes!

Responder

Fernando Cesário

17 de outubro de 2013 às 17h30

Perfeito! Estou de acordo.

Responder

Sandra Pires

17 de outubro de 2013 às 17h28

Justo!

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 17h26

Vinícius Pontes, pelo visto tem uma parte substancial da população que se declara de esquerda porque é com essa mão que segura a “ponta”………….tudo apologista de traficantes. INVERSÃO DE VALORES DO CARALHO !!!! É POR ISSO QUE UM PARTE DA ESQUERDA É VISTA COMO UM BANDO DE SUÍNOS QUE NÃO TOMA BANHO, VIVE DROGADA, NÃO TRABALHA OU ESTÁ ENCOSTADA EM ONG’s……….DIFÍCIL DESTRUIR ESSE ESTEREÓTIPO LENDO COMENTÁRIOS COMO ESSE AÍ ACIMA………
O MAIS LEGAL É QUE DEFENDEM A LIBERDADE E O TRATAMENTO DE CIDADÃO PARA BANDIDOS E AO MESMO TEMPO ONTEM UM DISSE QUE EU DEVERIA TOMAR CHOQUES ( TORTURA) E OUTRO ORDENOU QUE EU “CALE A BOCA”( cadê a liberdade de expressão que voces dizem lutar por ela? ),
BELOS EXEMPLOS QUE NÓS TEMOS NA ESQUERDOPATIA CRÔNICA QUE SE INSTALOU EM ALGUMAS MENTES CORROÍDAS DEUS SABE LÁ POR O QUÊ.

Responder

Danilo Rocha Furst

17 de outubro de 2013 às 17h18

Nada mais digno do que isso, o nome de estradas pontes deveriam ser regra ser nome dos trabalhadores

Responder

Vinícius Pontes

17 de outubro de 2013 às 17h11

Estamos mal de esquerda…

Responder

Lourdes Campos

17 de outubro de 2013 às 17h10

Yuri RD… podemos comprovar isto? Sabemos q todas essas gdes obras tem o sangue dos trabalhadores q morreram nela….mas o q vc falou é chocante demais! E seria muito bom divulgarmos…um motivo a mais pra coloborar com a campanha.

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 17h05

Lucas , vai mandar o corno do seu pai calar a boca. revolucionário de birosca que se informa por jornais. O AMARILDO ERA TRAFICANTE PORQUE EU CONHEÇO A ROCINHA, TENHO AMIGOS QUE MORAM LÁ.
Aí Vinícius Pontes, os adevogados do narcotráfico travestidos de esquedopatas já estão aparecendo., E AINDA POR CIMA COM A ARROGANICA E A TRUCULENCIA QUE COMBATEM NOS OUTROS:

MANDANDO CALARA ABOCA.

Vá tomar no olho do cu e dar aula de história pros maconheiros da tua rua seu esquerdopata chupador de rola. O FIDEL FUZILOU SEUS AMIGUINHOS TRAFICANTES POR LÁ QUANDO SUBIU AO PODER, INCLUSIVE PUTAS E CAFETÕES. VÁ ESTUDAR HISTÓRIA E DESENCOSTE DO BALCÃO DO BUTECO

Responder

João Pinheiro

17 de outubro de 2013 às 16h56

Claro

Responder

Yuri RD

17 de outubro de 2013 às 16h25

Não apenas construíram como alguns fazem parte da estrutura da ponte, como atestou meu antigo professor de história, sr. Nunes, quando fazia inspeção nesta ponte, em missão pelo EB

Responder

Lucas Millecco

17 de outubro de 2013 às 16h20

Rubem Gonzalez, cala a boca, cala a boca, cala a boca, mil vezes cala a boca. Cala a boca porque Amarildo não era, nunca foi traficante. Se fosse, a mídia teria divulgado sim, afinal é o objetivo deles colocar pobre e favelado no mesmo rótulo de “traficante” sempre que a polícia comete crimes nas comunidades. Cala a boca porque você está levianamente falando de um pedreiro trabalhador que foi torturado e assassinado por policiais que comandam o morro no lugar dos traficantes que, antes das UPPs, eram parceiros de negócio da PMERJ. Cala a boca porque você fala de Cuba e de Fidel sem um pingo de noção do que foi a revolução cubana, considerada pelos historiadores como um dos momentos mais bonitos da história das américas, no qual Fulgencio Batista, o ditador que estava no poder e apoiava os EUA na segunda guerra mundial, caiu para a tomada da ideologia comunista, e hoje o país tem um povo infinitamente melhor instruído e atendido pelos serviços públicos do que o Brasil e muitos outros países “democráticos”. Cala a boca porque você é de direita, burro, interessado em manter o seu patrimônio e exterminar a classe pobre e fodida da nossa sociedade. Cala a boca porque eu chequei o seu perfil e você é a favor da liberação do uso doméstico de armamento, de assassinar pobre, de julgar as pessoas pelo pouco que você ACHA que conhece, por não ponderar as coisas direito e se achar o dono da verdade. Cala a boca, cala a boca, cala a boca, CALA A BOCA. E vai estudar história, sociologia e ética, pra começar um novo caminho como ser humano.

Responder

Ailton Monteiro

17 de outubro de 2013 às 16h10

Tudo bem, mas alguém pode me dizer algo a cerca de Amarildo? Quem é ele? O que fez ou fazia? Seus méritos pessoais, morais, ideológicos ou sociais? Acredito haver muitos nomes que possam substituir o nome inútil de nossa ponte…Abraços!

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 14h42

O Amarildo era traficante sim, seu nome consta nos autos e na investigação que foi deixada de lado ppela conveniência midiática do caso. Além disso TODOS na rocinha sabem quem era o “BOI” e a sua esposa: TRAFICANTES.

Vamos deixar de hipocrisia e pararmos de ridicularizar as bandeiras sociais da esquerda – duvidas sobre o meu alinhamento politico é só visitar o meu perfil – endeusando e glorificando bandidos e vagabundos.

Eu posso conseguir também uma lista de policias que foram trucidados pelo narcotráfico em falsas blitzes apenas por portar uma carteira funcional do estado, teve um o ano pasado que foi retirado do carro e executado de joelhos em frente a sua esposa grávida.

Outros ainda se encontram desaparecidos e seus corpos nunca foram achados, morreram a serviço dessa sociedade podre, viciada e hipócrita e o que é pior: NINGUÉM FALA NADA SOBRE ISSO.

Ao contrário de traficantes que são Defendidos e confundidos com mártires por uma esquerda imbecilizada que não se dá nem ao trabalho de pesquisar como a esquerda trata historicamente esse tipo de estrume, INDEPENDENTE DE SUA CLASSE SOCIAL.

Quando Fidel assumiu o governo de Cuba limpou as cadeias e fuzilou através de tribunais populares até cafetões e putas, que dirá traficantes. Eram inimigos da revolução.

Só aqui é que a esquerda festiva brasileira desenvolveu essa “Sindrome de Estocolmo” pelos abjetos bandidos e em especial pelos traficantes, Para quem não sabe o COMANDO VERMELHO nasceu sobre os auspícios , patrocínio e apoio logístico dos bem nascidos “subversivos” brasileiros quando dividiram celas com eles nos presídios no final da decada de 60 e idos dos anos 70.

Ao invés de fazerem um Mea-Culpa por terem ajudado a gerar um monstro trouxeram a solidariedade desmedida a essa sub-raça para o asfalto, nosso convívio e ainda criticam quem se coloca contra.

Responder

Ana Gardenia

17 de outubro de 2013 às 14h16

é a cultura da opressão.. fora ruas,monumentos e praças públicas, avenidas, prédios públicos com nomes de bandeirantes e trucidadores de povos indígenas. No Brasil é o que mais tem.

Responder

Roberto

17 de outubro de 2013 às 11h13

Ponte do Miguelzinho, tá de bom tamanho…

Responder

Bartolomeu Nascimento

17 de outubro de 2013 às 13h31

apoiado…a troca de nome da ponte e de todas as outras coisas q ainda tenham nome de pessoas ligadas à ditadura brasileira

Responder

Barbara Ferreiro

17 de outubro de 2013 às 13h29

Elizabeth Silva, concordo plenamente com vc , por que não colocar alguns dos nomes de operário que morreram fazendo a ponte ??? não são importantes ?? não são vultos e nem sombra , né ?? acho que se poderia gastar o tempo com coisas mais importantes !! O Carioca nem chama está ponte pelo nome , se fala o nome da ligação , e estamos entendido , o povo e sua inteligência natural.

Responder

Celso Jamelo

17 de outubro de 2013 às 12h59

Renam Brandão Leci Brandão Vania Catani Bruna Smith

Responder

Neto Peneluc

17 de outubro de 2013 às 12h53

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Loiret Ibargoyen

17 de outubro de 2013 às 12h19

Se ele não construiu ESSA ponte, deve ter ajudado a construir outras obras também importantes.

Responder

Elizabeth Silva

17 de outubro de 2013 às 12h08

Ele construiu a ponte ? Se é pra trocar .por direito o nome tem que ser de um dos muitos operários que morreram na construção !!!!

Responder

Rebeca Silva Perez

17 de outubro de 2013 às 11h54

#ConcordoPlenamente

Responder

Evanise Helena de Lima

17 de outubro de 2013 às 11h37

Eu sou pelo nome de Amarildo, justamente porque ele representa os muitos anônimos cuja vida parece ter menos valia.

Responder

Jose-Arlindo S. DeSouza

17 de outubro de 2013 às 11h21

E que seja o símbolo de todos os “Amarildos” assassinados por policiais truculentos desse país

Responder

Luis Antonio Matta Machado

17 de outubro de 2013 às 11h13

Se a intenção não é homenagear o Amarildo e sim marcar na memória e para sempre que aconteceu uma injustiça , tortura por parte do Estado, eu concordo. Mas antes , penso que Herzog, Stuart Angel, Rubens Paiva e tantos outros teriam um significado mais abrangente pelo que representaram no período mais negro da nossa história recente.

Responder

Maria J. Gama

17 de outubro de 2013 às 09h58

Nossa, nao concordar,e sugerir outro nome e uma coisa, agora chamar o pobre trabalhador de traficante , quando ja sabemos todos que ele nao era , E morreu de firma covarde, torturado. Que crueldade!

Responder

Sergio Amaral

17 de outubro de 2013 às 09h27

Eu nem sabia que ainda não tinham trocado o nome oficial desta ponte…Apoio QUALQUER nome…

Responder

Fabio Berger

17 de outubro de 2013 às 08h54

É tudo isso q fascina a PETRALHADA: fazer de um sujeito envolvido com o trafico um heroi, e sair as ruas com camisetas estampadas c a foto dele…Esse Amarildo pelo visto era do balaco, e agora querem faze-lo de martir da POLICIA MALVADA!!! Queremos saber dos crimes do Amarildo, e q seus assassinos sejam devidamente julgados!

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 06h08

Junior baiano nada, tem o bruno lá em contagem ou então mongol que foi zagueiro do botafogo e virou traficante e foi morrido no cumprimento do dever. Dever de traficante fique bem entendido. …..

Responder

Vinícius Pontes

17 de outubro de 2013 às 05h58

Daqui a pouco vão querer mudar o nome do Estádio Mario Filho para Estádio Junior Baiano…aí fudeu, o dia em que isso acontecer eu corro pra embaixada da Suécia e peço asilo…

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 05h51

Tintas

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 05h51

Tá cada vez mais difícil defender a pauta da esquerda junto ao mundo real com essas idéias alopradas, vamos pedir justiça, lutar por um país melhor mas sem misturar as tantas

Responder

Ivan Stephane Santos

17 de outubro de 2013 às 05h43

Darcy Ribeiro, João Goulart, Paulo Freire, Ulisses Guimarães, Pedro Aleixo, General Ladario Teles, Wladimir Herzog e tantos outros… sei que o Amarildo fez para merecer esta honraria não. Tem que fazer justiça ao rapaz, punir os responsáveis e tal, mas tem muito Brasileiro na fila que tem uma folha de serviços prestados a esta Nação de um valor inestimável.

Responder

Vinícius Pontes

17 de outubro de 2013 às 05h31

Por que não ligam pro Papa Francisco e não pedem logo pra canonizar o Amarildo? Já deve ter um monte de milagre dele realizado, tipo o sacolé de PÓ da Rocinha que depois da histeria em cima da UPP baixou de 1400 pra 200 reais de novo!

Responder

Guilherme Guimarães

17 de outubro de 2013 às 05h25

As pessoas tratam esse cara como um santo, um tipo de Jesus Cristo, que depois morto, virou herói, mas sabe como as coisas são, né?

Responder

Rubem Gonzalez

17 de outubro de 2013 às 05h08

Vamos devagar com o andor que o Santo é de barro. Pedir justiça é uma coisa, agora adotar traficante como mártir é pedir demais. Existem uns brizolas e uns gushikens pelo caminho, vcs não acham. ?

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina