Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Genoíno fala sobre o julgamento do mensalão!

Por Miguel do Rosário

26 de novembro de 2013 : 03h17

O deputado federal José Genoíno dá sua opinião sobre o julgamento da Ação Penal 470. E defende a democratização do acesso à informação. “Não significa calar as grandes redes e sim multiplicá-las”.

“Temos que resgatar o sentido da política”.

No vídeo abaixo, Genoíno fala da Visanet. É interessante ver a confusão do jornalista Kennedy Alencar, que, diante da convicção de Genoíno, apenas gagueja clichês anti-cartesianos da mídia.

“A luta pela liberdade exige coragem!”, afirma o deputado.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Pedro Rodrigues Pedrosa

01 de dezembro de 2013 às 01h30

#”SERÁ QUE ESTOU ERRADO?!?!?!”#
QUANDO EXISTE “INTERESSES POLÍTICOS CONTRÁRIOS”
EM JOGO, NUMA AÇÃO PENAL, UMA JUNTA MÉDICA OU
UM ‘PLENÁRIO JURÍDICO’ TEM QUE ATENDER AS DUAS
PARTES, SOB PENA DE OCORRER UM #”ABERATIO LEGIS”#
POR ISSO ALGUMA PROVIDÊNCIA SE FAZ NECESSÁRIA PARA
QUE HAJA O MÍNIMO DE IMPARCIALIDADE NO JULGAMENTO
“ALOPRADO” DA AP 470″!!!

Responder

Marcilio Landim Meireles

27 de novembro de 2013 às 00h46

ladrão…safado…fdp

Responder

Mario Alexandre Teixeira

26 de novembro de 2013 às 09h25

Miguel dê uma lida nessa reportagem e veja o que acha. http://reporterbrasil.org.br/gentrificacao/haddad-e-alckmin-juntos-para-riscar-do-mapa-favela-do-moinho/

Responder

Mario Alexandre Teixeira

26 de novembro de 2013 às 06h23

Uma coisa que sinto falta no debate da regulamentação da mídia, por parte da esquerda e dos não-direitistas sobre multiplicação das vozes. Isso é fundamental que seja discutido, mas de forma correta, não como fazem, como foi feito na Argentina. Esse negócio de direito de resposta é uma armadilha. O que se tem que ter é DIREITO DE VOZ, e de resposta obviamente, quando caluniado. Um jornal qdo lida com o contraditório, com uma disputa, tem SEMPRE que dar a voz a todas as partes envolvidas a se defenderem, e que NÃO seja editado, se não for ao vivo, a edição tem que ser autorizada pela pessoa/entidade que se manifestou. Hoje com a internet isso é fácil. Tem que haver regulamentação sobre esse tema, mas NINGUÉM enxerga assim. Direito de resposta a ser dado depois das eleições quando a calúnia foi feita na véspera ? Façam-me o favor.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?