Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Mais um chilique de Serra

Por Miguel do Rosário

26 de novembro de 2013 : 03h59

Esta vai para a interminável série de humor político protagonizada por José Serra. Não fosse um homem tão perigoso e sinistro, o tucano poderia realmente figurar num programa de comédia e, a exemplo de Tiririca, carrear milhões de votos para seu partido.

Dessa vez ele armou um barraco para um militante que fez uma simples intervenção, acerca de um tema que tem incomodado 11 entre 10 tucanos. Como é ditador, Serra não aceita questionamentos e procura sempre humilhar quem ousa discordar de suas opiniões.

Mas pelo menos, ele cunhou outra frase legendária e “jenial”:

“Se for o Aécio Neves será ele”, afirmou.

Que primor de lógica cartesiana!

26/11/2013 – 01h42
Serra se irrita com militante do PSDB em evento

ALESSANDRA SANTOS
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, EM PIRACICABA

Um questionamento de um militante do PSDB sobre a indefinição do partido em relação à candidatura presidencial em 2014 irritou nesta segunda-feira (25) o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB).

Serra participava de um evento na Câmara Municipal de Piracicaba, onde concedeu palestra sobre desenvolvimento econômico e recebeu o título de cidadão piracicabano.

Ao abrir um trecho da palestra para perguntas, um homem que se identificou como Ricardo Caiubi, conhecido militante tucano na cidade, reclamou da “situação de insegurança” vivida no partido diante da ausência de nome definido para o Planalto.

O integrante do partido afirmou que as ações de Serra, que disputa internamente a vaga com o senador e presidente nacional tucano, Aécio Neves (MG), estão sendo “danosas” à legenda, e que o ex-governador deveria ser ministro da Fazenda em uma gestão do mineiro.

Serra interrompeu a fala de Caiubi e disse que não havia sentido em transformar a cerimônia em discussão partidária. “Essa palestra é sobre o Brasil, e não eleições. É uma brutal desinformação da sua parte.”

Em entrevista, o ex-governador disse que a população “ainda não está ligada” nas eleições do ano que vem, minimizando o fato de o partido ainda não ter lançado nome ao Planalto.

“A população não está ligada ainda. Não existe guerra interna no PSDB. O partido vai definir o candidato interno. Se for o Aécio Neves será ele”, afirmou.

O projeto que concedeu o título local a Serra, proposto por uma vereadora tucana, estava aprovado desde 2010. Sobre a demora na entrega, Serra disse que faltou comunicação com a Câmara.

Na palestra, Serra centrou críticas ao governo Dilma em combate às drogas, saúde e economia, citando o “momento delicado” dos setores sucroalcooleiro e de petróleo.

Participaram do evento cerca de 200 pessoas, entre o prefeito Gabriel Ferrato (PSDB), empresários e militantes tucanos.

 

josé-serra-2

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

8 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

José Alberto

27 de novembro de 2013 às 16h24

Para o Serra Carolina
Chico Buarque

Carolina, nos seus olhos fundos guarda tanta dor, a dor de todo esse mundo
Eu já lhe expliquei, que não vai dar, seu pranto não vai nada ajudar
Eu já convidei para dançar, é hora, já sei, de aproveitar

Lá fora, amor, uma rosa nasceu, todo mundo sambou, uma estrela caiu
Eu bem que mostrei sorrindo, pela janela, ah que lindo
Mas Carolina não viu…
Carolina, nos seus olhos tristes, guarda tanto amor, o amor que já não existe,
Eu bem que avisei, vai acabar, de tudo lhe dei para aceitar
Mil versos cantei pra lhe agradar, agora não sei como explicar

Lá fora, amor, uma rosa morreu, uma festa acabou, nosso barco partiu
Eu bem que mostrei a ele, o tempo passou na janela e só Serra não viu.

Responder

Denise Barbosa

27 de novembro de 2013 às 01h07

Chiliquento

Responder

Luciano Mendonça

26 de novembro de 2013 às 14h29

Serra deve ser homenageado no Carnaval carioca pelo Bloco Simpatia é Quase Amor.

Responder

Carlos Ribeiro

26 de novembro de 2013 às 13h28

Gosto mais daquela foto com a casca de feijão preto no dente.

Responder

Chico Melo Melo

26 de novembro de 2013 às 15h25

quem é?

Responder

Julio Cesar Silva

26 de novembro de 2013 às 12h12

Militante tucano, existe isso?]

Responder

Alice Ines Silva

26 de novembro de 2013 às 11h45

É dar muita importância, a um fato desimportante…

Responder

Dirk Antonissen

26 de novembro de 2013 às 08h58

A foto é impressionante…

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?