Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

MST acusa Globo e STF de conluio para criminalizar a luta política

Por Miguel do Rosário

18 de dezembro de 2013 : 10h53

Em carta aberta, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, um dos principais movimentos sociais da América Latina, acusa diretamente os meios de comunicação, em especial a Globo, de fazer um conluio espúrio com o Supremo Tribunal Federal, para, ao arrepio das leis, criminalizar a luta política no país. E defende José Genoíno e José Dirceu, pelas lutas que ambos sempre empreenderam em prol de trabalhadores e dos movimentos sociais.

 

Aos Camaradas José Dirceu e José Genoino

22 de novembro de 2013

Da Página do MST

ScreenHunter_3130 Dec. 18 10.51

Caros Camaradas José Dirceu e José Genoino,

A Direção Nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) vem acompanhando com indignação o Julgamento de Exceção e a condenação injusta.

Repudiamos com veemência a ação do judiciário brasileiro, em especial o Supremo Tribunal Federal, serviçal à classe dominante no país, que há anos vem atuando contra a classe trabalhadora, os movimentos sociais e a luta política.

Para os Movimentos Sociais, a criminalização representa um recuo das conquistas democráticas obtidas através das lutas históricas dos trabalhadores e trabalhadoras, das quais vocês são sujeitos protagonistas.

No último período, o MST também tem sido alvo da atuação parcial do judiciário, no que diz respeito ao bloqueio da Reforma Agrária, à continuidade da violência no campo, à perpetuação da impunidade aos crimes e massacres cometidos e perseguições políticas às nossas entidades jurídicas.

Essa atuação tem sido fortalecida pelos meios de comunicação de massa a partir de uma aliança de classe entre os setores dominantes, que arquitetam “shows midiáticos”, cerceando o direito à informação e à crítica. No caso desse julgamento, a aliança entre a Globo e o STF se tornam evidentes e revelam, mais uma vez, o poder de hegemonia da dominação.

Diante disso, reafirmamos o nosso compromisso em denunciar e combater as práticas promíscuas de parte do judiciário e da mídia burguesa brasileira. Seguiremos na luta pela construção de um país soberano, com participação popular efetiva e na construção intransigente da justiça social.

Expressando nossa indignação, nos solidarizamos e exigimos a liberdade imediata de vocês.

“CONTRA A INTOLERÂNCIA DOS RICOS, A INTRANSIGÊNCIA DOS POBRES”
Florestan Fernandes

Direção Nacional do MST

http://www.mst.org.br/node/15477

5724-imagens-do-movimento-dos-trabalhadores-sem-terra-divulgacao

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Libertad Martinez

18 de dezembro de 2013 às 16h24

Que rabia!!!!

Responder

Danilo Rocha Furst

18 de dezembro de 2013 às 14h36

A novidade é alguém ou algum grupo que seja tentar fazer algo para mudar, isso é novidade e das boas

Responder

Déia Carvalho

18 de dezembro de 2013 às 13h48

qual a novidade????

Responder

Marco Espirito Santo

18 de dezembro de 2013 às 13h05

Estava demorando esse ALERTA. Como sempre o conluio do MAL entre Globo e STF se manifesta. Tudo indica que irá recrudescer em 2014.

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?