Despolarizando: pesquisa Datafolha neutraliza a terceira via?

Joaquim Barbosa, o juiz sem caráter, samba no Rio

Por Miguel do Rosário

31 de dezembro de 2013 : 13h50

Num dos últimos dias úteis de dezembro, Joaquim Barbosa esteve num samba no Rio de Janeiro. Pela primeira vez foi também vaiado. O Globo noticiou que se ouviram “algumas vaias”, então por aí já se pode concluir que foram muitas vaias. É triste constatar que nossas elites e setores de classe média, supostamente esclarecidos, mais uma vez tentam recuperar poder político através de soluções não-democráticas. Antes, as fardas. Agora, as togas.

A imagem de Barbosa sambando, enquanto nega o direito dos réus da Ação Penal 470 de cumprir sua pena em regime semi-aberto, mantendo-os ilegalmente em regime fechado, a imagem de Barbosa sambando e rindo com atores da Rede Globo, enquanto continua aterrorizando a família de um homem doente como José Genoíno, a imagem de Barbosa me lembra um comentário de Cesare Beccaria, o pensador que revolucionou a teoria penal moderna, ao deixar para trás o espírito de vingança que caracterizava o castigo aos condenados na idade média.

Beccaria diz:

“Que contraste não é mais cruel do que a indolência de um juíz e as angústias de um réu; e das comodidades e prazeres de um magistrado, de um lado, e as lágrimas e desolação de um prisioneiro?”

No caso, a situação é ainda pior do que a imaginada por Beccaria, porque o prisioneiro José Dirceu foi condenado sem provas. Dirceu também foi encarcerado ilegalmente, visto que o certo seria esperar em liberdade o julgamento dos últimos recursos, em 2014; sempre foi assim, e assim esperavam os advogados dos réus.

E agora Dirceu está preso ilegalmente em regime fechado, quando sua setença determina o regime semi-aberto.

E passa por tudo isso sendo linchado pela mídia, que tem a incrível cara-de-pau de falar em “privilégios”.

Dirceu, o homem que elegeu Lula e ajudou a tirar dezenas de milhões de pessoas da miséria, que arriscou a sua vida pela democracia e pelos pobres, está numa pequena cela com cinco pessoas. Sem ter cometido nenhum crime. Condenado num processo surreal, onde a mídia exerceu a função protagonista de condenar os réus, patrocinando uma publicidade terrivelmente opressiva, na qual explorou todos os preconceitos e traumas populares em relação à classe política.

Enquanto isso, a família Marinho, proprietários das Organizações Globo, que ajudou a planejar o golpe de 64, que recebeu dinheiro sujo dos EUA para dar o golpe e sustentar o regime militar, que nunca fez nada pelos pobres (ao contrário, ainda hoje apoia sempre os candidatos dos ricos), continua no topo do mundo, patrocinando festas e comprando juízes.

Até quando, meu Deus?

 

 

1ieunapqip8948x1rbz3wrcx0

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

59 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Miguel do Rosário

05 de janeiro de 2014 às 18h38

Deixo aqui um comentário de Marina Kumon, que teve problemas para publicar o comentário.

O que me chamou mais atenção no comentário do digníssimo Promotor de justiça, Alcino Oliveira Morais, foi o fato de trabalhar na empresa Ministério Público do Estado de Amapá. Eu sempre havia pensado que o MP fosse uma instituição pública e não uma empresa. Como o eminente promotor sabe das coisas e disse que todo petista é idiota, e eu que me considero petista, vesti a carapuça e fui buscar em vários artigos que tratam do conceito de empresa para não ficar com baixa autoestima. Verifiquei que apesar de algumas nuances que diferenciam o conceito de empresa, há um consenso entre autores de que empresa é uma atividade de produção toda organizada, visando ao mercado, circulando bens e serviços, com o fito de lucro. E Martins (2008, p. 173) acrescenta que o “[…] essencial em qualquer empresa, por natureza, é que ela é criada com a finalidade de se obter lucro na atividade. Normalmente, o empresário não tem por objetivo criar empresa que não tenha por finalidade lucro.” A partir dessa constatação fiquei aliviada, meu estranhamento tinha razão de ser. Se o MP é uma empresa, como diz o nobre promotor ( e quem sou eu para contestá-lo?), seu objetivo então é o mercado, circulação de bens e serviços, com fito de lucro. Em sendo assim, minha cabeça começou a esquentar porque não consegui captar que lucro seria esse? Quanto a ir para China tá difícil porque toda empresa capitalista que visa o lucro já invadiu aquele país comunista que deixou de “comer criancinhas” e agora invadem nossas casa com todo tipo de produto “made em China”. Assim, como vivemos numa Democracia, nosso direito a livre escolha nos dirá qual é o nosso lugar. Agora, sinta-se à vontade para descer o “sarrafo”. Sou petista e mereço.

Responder

    Alcino Moraes

    06 de janeiro de 2014 às 03h29

    Falou tudo. É petista e merece. Merece por não saber diferenciar um comentário feito por um cidadão, que casualmente é promotor de justiça, daquele que eventualmente fosse feito na condição de membro do MP. Em meu comentário não consta que eu tenha sequer me referido ao MP, muito menos que seria uma empresa… Não pense que concordo com tudo o que sai do STF e como cidadão, que pago religiosamente meus impostos, tenho o direito à livre manifestação. A constituição me garante isso, vedando o anonimato. E é por isso que me identifico, porque não tenho medo nem vergonha de ser o que sou e muito menos de dizer o que penso. Nunca pertenci e jamais pertencerei a nenhum partido político, pois não me apetece essa política rasteira que sempre se praticou no Brasil e que alguns partidos se esforçam em torná-la mais rasteira ainda. E, por favor, quando for me criticar de novo (é seu direito), pelo menos leia com atenção o que escrevi, para não cometer injustiça na análise. E, quanto ao fato das empresas existirem para dar lucro, sua afirmação é correta. O PT é a maior prova disso, pois é uma “empresa” que deu muito lucro para seus integrantes condenados no mensalão… Só falta o Ali Babá… Mas toda araruta tem seu dia de mingau… Ah… Por favor, na próxima vez, se houver, escreva corretamente meu sobrenome. Ok?

    Responder

      renato uchoa

      07 de janeiro de 2014 às 11h16

      Parabéns, Promotor.
      Parabéns! Pra você
      Parabéns! A camada dominante da sociedade brasileira, que oprime as camadas subalternas, faz cinco séculos de exploração e miséria, com competência e com a conivência da Justiça. E a tem (a justiça) em rédeas curtas. Selada no curral. Pronta pra impedir a organização das camadas subalternas. A qualquer tentativa mais concreta no desvendamento dos mecanismos de dominação da hegemonia das frações dominantes e no avanço da veiculação dos seus interesses de classe. O ferro e fogo, dos fuzis e tanques, com o tempero do gás lacrimogêneo é a receita aviada. Parabéns! Aos juízes, promotores e desembargadores, com penas de aposentadorias, quando praticam crimes. Parabéns! Aos banqueiros, Daniel Dantas, solto em menos de 48h pelo STF, Salvatore Cacciola, provas substanciais dos crimes. Parabéns aos industriais sonegadores, grandes latifundiários que impõem a escravidão no campo, proprietários das empresas de ônibus no Brasil inteiro, que cobram passagens exorbitantes, multinacionais, enfim, aos estupradores, principalmente Roger Abdelmassih, condenado a 278 por estuprar 37 mulheres. Assassinos, com destaque para Reginaldo Pereira Galvão, matador sanguinário da missionária Dorothy Stang (soltos pelo STF). Para todos os banqueiros e outros criminosos que passeiam nas ruas e avenidas do Brasil. Parabéns ao STF por ter jogado na lata de lixo a Constituição Brasileira e 4 auditorias (que inocentariam vários acusados). Parabéns! Ministro Barbosa, pelo duplo julgamento; o transmitido em cadeia nacional e o dos porões escuro do Supremo (que escondeu as provas da inocência). Parabéns!A qualquer juiz de beira de rodagem. Vai escolher o crime, condenar qualquer um sem provas. Lotar ainda mais as cadeias, os presídios com a clientela cativa: os pobres, as prostitutas, os negros, e agora os petistas. É fato: independente dos crimes, o STF mostrou a sua dependência e relação perniciosa com os barões da mídia e dos interesses da camada dominante, no julgamento de exceção mais macabro da história brasileira, AP 470. Por fim ,o nosso respeito a todos aqueles que denunciaram os desvios, as artimanhas, as condenações sem provas, a truculência contra a Constituição, a exclusão de provas pelo Supremo, mesmo não sendo do PT. E a todos os ex-militantes do PT que foram contra a ilegalidade do julgamento e tiveram coragem de lutar. Ao contrário do PT. Em se mantendo de cócoras, acovardado, assiste passivamente a instalação da Ditadura do Supremo, e a maior e mais bem orquestrada investida da camada dominante contra os trabalhadores do campo e da cidade. Parabéns também pra você Mané, que bate palmas ao comando da mídia. A festa é sua, de quem quiser.
      Por Renato Uchôa(Educador)

      Responder

Marina

04 de janeiro de 2014 às 12h25

Barbosa só está no STF por vontade do Lula. Sem Lula ele estaria confinado a sua mediocridade que muitos tentam dar um up grade falando do ” impressionante currículo”. Se era tão bom assim porque não tinha luz própria?. Verdade seja dita, Barbosa sempre será uma criação de Lula, coisa que ele tenta apagar cometendo arbitrariedades contra o PT. Um ressentido incurável.

Responder

Vicente Paranhos

03 de janeiro de 2014 às 08h52

E quem dança é a democracia.

Responder

m.passos

02 de janeiro de 2014 às 22h08

Difícil pensar em outra coisa hoje: JB começa a dizer que votou em Lula e Dilma. Eduardo dizendo que quer melhorar as conquistas. Ou seja, sem o que foi feito ate agora eles nao tem plataforma politica. Eles se uniram no “podemos fazer mais”. E nesse cenário, Marina como presiente e JB como vice e, como outros já comentaram, o Eduardo para senador, penso que e preciso cautela e preparação de nossa parte, militantes.

Responder

José Ferreira de Brito Neto

02 de janeiro de 2014 às 22h07

É mais um ator global imposto pela globo, quem não se lembra do caçador de marajás.

Responder

Josedson Souza

02 de janeiro de 2014 às 23h20

Se fosse do PT seria logo rotulado de demagogo populista.

Responder

jose antonio batata

02 de janeiro de 2014 às 18h13

Ele gosta é da Casa Grande.

Responder

Maicon Silva

02 de janeiro de 2014 às 19h05

Ainda bem que 78% do povo brasileiro,”mau caráter”,te apoia. Vai fundo, Barbosão!!!

Responder

    Anônimo

    02 de janeiro de 2014 às 18h12

    Parabéns! Pra você
    Parabéns! A camada dominante da sociedade brasileira, que oprime as camadas subalternas, faz cinco séculos de exploração e miséria, com competência e com a conivência da Justiça. E a tem (a justiça) em rédeas curtas. Selada no curral. Pronta pra impedir a organização das camadas subalternas. A qualquer tentativa mais concreta no desvendamento dos mecanismos de dominação da hegemonia das frações dominantes e no avanço da veiculação dos seus interesses de classe. O ferro e fogo, dos fuzis e tanques, com o tempero do gás lacrimogêneo é a receita aviada. Parabéns! Aos juízes, promotores e desembargadores, com penas de aposentadorias, quando praticam crimes. Parabéns! Aos banqueiros, Daniel Dantas, solto em menos de 48h pelo STF, Salvatore Cacciola, provas substanciais dos crimes. Parabéns aos industriais sonegadores, grandes latifundiários que impõem a escravidão no campo, proprietários das empresas de ônibus no Brasil inteiro, que cobram passagens exorbitantes, multinacionais, enfim, aos estupradores, principalmente Roger Abdelmassih, condenado a 278 por estuprar 37 mulheres. Solto pelo ministro do Supremo Gilmar Mendes. Assassinos, com destaque para Reginaldo Pereira Galvão, matador sanguinário da missionária Dorothy Stang (solto pelo STF). Parabéns! Para todos os banqueiros e outros criminosos que passeiam nas ruas e avenidas do Brasil. Parabéns! Ao STF por ter jogado na lata de lixo a Constituição Brasileira e 4 auditorias (que inocentariam vários acusados). Parabéns! Ministro Barbosa, pelo duplo julgamento; o transmitido em cadeia nacional e o dos porões escuro do Supremo (que escondeu as provas da inocência). Parabéns!A qualquer juiz de beira de rodagem. Vai escolher o crime, condenar qualquer um sem provas. Lotar ainda mais as cadeias, os presídios com a clientela cativa: os pobres, as prostitutas, os negros, e agora os petistas. É fato: independente dos crimes, o STF mostrou a sua dependência e relação perniciosa com os barões da mídia e dos interesses da camada dominante, no julgamento de exceção mais macabro da história brasileira, AP 470. Por fim ,o nosso respeito a todos aqueles que denunciaram os desvios, as artimanhas, as condenações sem provas, a truculência contra a Constituição, a exclusão de provas pelo Supremo, mesmo não sendo do PT. E a todos os ex-militantes do PT que foram contra a ilegalidade do julgamento e tiveram coragem de lutar. Ao contrário do PT. Em se mantendo de cócoras, acovardado, assiste passivamente a instalação da Ditadura do Supremo, e a maior e mais bem orquestrada investida da camada dominante contra os trabalhadores do campo e da cidade. Parabéns também pra você Mané, que bate palmas ao comando da mídia. A festa é sua, de quem quiser. Por Renato Uchôa(Educador)

    Responder

      Marcos Teephilous Sodre

      03 de janeiro de 2014 às 00h25

      PQP… neguinho acha mesmo que no Brasil só tem otário… pra achar que não vamos perceber que este site é totalmente tendencioso… Pra começar, por que voce Sr. “ANONÔNIMO” não revela seu nome ? É facil escrever na Internet e escrever o que quer e não revelar-se… simplesmente se esconder atrás de um pseudonimo de Anonimo !!! Sinceramente, primeiro estou com muita raiva de ter perdido meu tempo em ler essa merda acima… e minha vontade é mesmo manda todos voces TNC !!! Passar bem…

      Responder

james

02 de janeiro de 2014 às 13h26

Essa gente tem “otoridade” de mais e não sabe que é funcionário público. Ale´m desse desembargador do Rio Grande do Norte tem aquele outro do Rio Grande do Sul, o tal de ary parglender que,

Incomodado com a proximidade de Marcos, Pargendler teria disparado: “Você quer sair daqui porque estou fazendo uma transação pessoal.”

Março: “Mas estou atrás da linha de espera”.

O ministro: “Sai daqui. Vai fazer o que você tem quer fazer em outro lugar” .

Março tentou explicar ao ministro que o único caixa para depósito disponível era aquele e que por isso aguardaria no local.

Diante da resposta, Pargendler perdeu a calma e disse: “Sou Ari Pargendler, presidente do STJ, e você está demitido, está fora daqui” .

Responder

    Ricardo

    02 de janeiro de 2014 às 19h17

    Cadê o juiz que durante todo o julgamento estava mal das costas, agora todo sorridente sambando esbanjando saúde.
    Eu hein!!!

    Responder

james

02 de janeiro de 2014 às 13h09

Entre Macunaíma, o herói sem nenhum caráter, e joaquim barbosa, ficamos com Macunaíma.

Responder

Flavio

02 de janeiro de 2014 às 12h21

Perfeito. Concordo plenamente! Se um papa cometer um crime de ódio, esse crime é maior. Idem para o crime de ódio de um ministro do supremo.

Responder

Carmen Esperon

02 de janeiro de 2014 às 13h59

“Como vocês usam palavras chulas, ( “juiz sem caráter…”), MAIS RESPEITO POR VOCES MESMO, argumentem, deem suas opiniões, e tenham ceteza que não será assim que nos esclarecerão alguma coisa construtivamente…”

Responder

    james

    02 de janeiro de 2014 às 13h12

    Tem razão. Favor substituir a palavra CARÁTER por uma destas: dignidade, hombridade, honestidade, honradez ou probidade.

    Responder

Roberto

02 de janeiro de 2014 às 08h16

É por isso que existem tantos fora da cadeia, por ter este tipo de pensamento a respeito de um homem que faz justiça. Pena que se tem que provar muito para por bandidos na cadeia. No Brasil, os políticos fazem leis para quando forem pegos, serem beneficiados.

Responder

Lulu Pereira

02 de janeiro de 2014 às 03h11

Sem caráter é o nosso grande Macunaíma. Esse juíz é mau caráter mesmo.

Responder

Diego Rafael

02 de janeiro de 2014 às 02h08

Finalmente o capitão do mato ouviu o que seu povo pensa dele. Bobão!

Responder

Rogerio Vieira

02 de janeiro de 2014 às 01h57

Uma sensação de impotencia… São jogos vorazes !

Responder

maicon

01 de janeiro de 2014 às 22h15

Quem é a favor do ministro Joaquim Barbosa dar uma sambadinha pra cada político corrupto e ladrão q ele deixar na cadeia curte ai!!

que dó q eu tenho do jenoino a saúde dele deve ser reflexo do pais uma bosta que logo vai ir a pique!

Responder

Sílvio Macêdo

01 de janeiro de 2014 às 23h37

Lamentável!

Responder

Geraldo Amorim Filho

01 de janeiro de 2014 às 22h12

Miguel, c tá o bicho solto!!!!!

Responder

Nelma F. Santos

01 de janeiro de 2014 às 19h54

Já sei quem vai fazer o papel da mãe do JB , Taís Araújo ! Rssss!

Responder

Maria

01 de janeiro de 2014 às 13h10

Na rua, ele é um cidadão simplesmente comum. Vaiar não é crime. Portanto, companheiros, onde ele aparecer fora do palácio é hora de vaiar. E as boas novas precisam continuar sendo divulgadas. Só assim estamos conseguindo derrubar a grobo, empresa q deu apoio aos torturadores do regime militar e q hoje em dia é sinônimo de sonegação de impostos.

Responder

Jefferson Aguiar

01 de janeiro de 2014 às 14h53

O cafezinho foi até elogioso.

Responder

Levinson Santos

01 de janeiro de 2014 às 11h22

Barbosa é uma sórdida combinação de vários adjetivos; deslumbrado, canalha hipócrita, dissimulado, covarde, e, é claro, com todos os requisitos de um futuro e potencial ditador.

Responder

Célia Franco

01 de janeiro de 2014 às 04h29

Olha isso Jefferson Aguiar

Responder

Josef Marcio Tavares

01 de janeiro de 2014 às 02h20

Macunaíma na frente dele era um santo. rsrrss

Responder

Ione Navegantes Cardoso

01 de janeiro de 2014 às 00h14

Com certeza ele já se considera eleito.Porque o Brasil não terá mais corrupção os petistas estão presos.

Responder

Cleide Portella

31 de dezembro de 2013 às 23h26

Espero que haja justiça!!Que estes péssimos juristas que vão contra a constituição sejam banidos pelo povo!!!

Responder

Costa Lino

31 de dezembro de 2013 às 22h11

PRA TRABALHAR ELE TEM PROBLEMA DE COLUNA… QUE EU ACHO O SENTA E LEVANTA DELE, É NADA DO QUE MOSTRA, HEI! EU TO AQUI!

Responder

Isadora Bonder

31 de dezembro de 2013 às 21h25

http://youtu.be/8lUAMSbHR7M

Responder

Ermindo Castro

31 de dezembro de 2013 às 20h53

O bicho vai pegar !!!!!!!!!

Responder

Anchieta Vidal

31 de dezembro de 2013 às 20h53

AINDA BÉM QUE FOI SÓ VAIA,PORQUE ELE MERECE MUITO MAIS.

Responder

Alexandre Soares

31 de dezembro de 2013 às 20h47

E mais: todos precisam estar preparados porque este ano que vai começar talvez seja um dos mais difíceis para a militância. Vai ser guerra.

Responder

Adenilde Petrina

31 de dezembro de 2013 às 20h47

coisa feia….

Responder

Alexandre Soares

31 de dezembro de 2013 às 20h44

Por isso o Levandowski tem que se preparar e se blindar contra o ataque da mídia. E acredito que cabe à militância online colaborar com isso.

Responder

Sandra Farias

31 de dezembro de 2013 às 20h38

Pra mandar prender os ‘mensaleiros’ trabalhou num feriado ! Esse FDP, tá armando pro Ricardo Lewandowski que vai herdar e desfazer todas as ilegalidades cometidas por ele ! Quando Lewandowski começar a limpar a sujeira, vão crucifica-lo. Podem esperar.

Responder

Alexandre Soares

31 de dezembro de 2013 às 20h35

Sempre que houver um vaiaço desse sujeito, isso tem que ser filmado e espalhado. O mundo deve saber que esse monstro só inspira desprezo.

Responder

Alexandre Soares

31 de dezembro de 2013 às 20h34

Estou tentando entrar no blog de novo e nada. Será que derrubaram o cafezinho?

Responder

Isadora Bonder

31 de dezembro de 2013 às 20h26

Joaquim Torquemada Barbosa é o “homem” mais odiado do Brasil; sujeitinho de quinta categoria, empregadinho da GLOBO golpista.

Responder

Marco Espirito Santo

31 de dezembro de 2013 às 20h20

Não fui, não estava lá, mas quem VAIOU me representou…..

Responder

Gracinha Chaves

31 de dezembro de 2013 às 19h59

Eu já fui no Samba do Trabalhador no Andaraí, (eu sou mineira) é o último lugar onde esse panaca deveria ir. Com sua arrogância e grosseria não combina em nada com os frequentadores desse lugar, não combina nem um pouco com o samba. Affff!

Responder

Caio Nogueira

31 de dezembro de 2013 às 18h53

Quando seu nome foi anunciado, em plena tarde de segunda-feira no “Samba do Trabalhador”, no Clube Renascença (Andaraí, Rio de Janeiro), alguns o aplaudiram, outros agiram com indiferença, mas a turma mais numerosa e barulhenta o vaiou com gosto…

Responder

    Pedro

    01 de janeiro de 2014 às 09h20

    Ainda por cima acompanhado das vagabundas da grobo. Patetico.

    Responder

Bruno Moser Nunes

31 de dezembro de 2013 às 18h19

É a nova globeleza!

Responder

Cleide Portella

31 de dezembro de 2013 às 18h04

Repugnante este fulano!!!

Responder

Waldecy Carlos Dionisio

31 de dezembro de 2013 às 17h49

Macunaima da globo!

Responder

Tovinho Régis Remanso

31 de dezembro de 2013 às 17h43

Mas… vem aí a novela da mãe.

Responder

Antonio Mota

31 de dezembro de 2013 às 15h28

REVISTA VEJA – edição 2178 – ano 43 – n. 33 – 18/08/10
EFEITOS COLATERAIS – As dores nas costas do Ministro Joaquim Barbosa são reais……

Responder

Antonio Mota

31 de dezembro de 2013 às 15h24

EFEITOS COLATERAIS – As dores nas costas do Ministro Joaquim Barbosa…..
Revista VEJA – 2178 – 43 – 33 – 18/08/10

Responder

Alice Ines Silva

31 de dezembro de 2013 às 17h19

Imagem patética e ofensiva!

Responder

Jean Lavallé

31 de dezembro de 2013 às 16h47

Creme de coluna “rede Globo”, resolve todas as as dores

Responder

Augusto Ferreira

31 de dezembro de 2013 às 16h43

T

Responder

Odair Lima Tatú Lima

31 de dezembro de 2013 às 15h59

Cade o problema de coluna desse VVVVVV.

Responder

Deixe uma resposta