Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

ACM Neto aumenta o IPTU em até 400%; ninguém fala nada

Por Miguel do Rosário

05 de fevereiro de 2014 : 14h22

É incrível o que está acontecendo no Brasil, esse cerco midiático e institucional contra políticos de alguns partidos e proteção e blindagem à políticos de outro.

Quer dizer que Haddad, que pretendia fazer um ajuste no IPTU ao estilo Robin Hood, reduzindo o imposto para as regiões pobres e aumentando nos bairros nobres, mas tudo numa escala sensata, sem causar nenhum transtorno, foi bloqueado pelo STF; e ACM Neto agora promove um aumento no IPTU de até 400%, sem protesto de mídia ou Judiciário?

Estamos testemunhado, mais uma vez, o lamentável poder da mídia sobre alguns estamenos profissionais do Estado, porque é óbvio que ACM Neto pode fazer isso em função de seu controle sobre a mídia baiana. Sua família é dona, há décadas, dos principais jornais e rádios de Salvador, além do canal que tem os direitos de retransmitir o sinal da Globo.

*

Artigo publicado há pouco no site da liderança do PT na Câmara.

ACM Neto aumenta IPTU em até 400% e revolta população de Salvador, denunciam petistas

Após completar o primeiro ano de mandato à frente da prefeitura de Salvador (BA), o prefeito ACM Neto (DEM) entrega um “presente de grego” aos cidadãos da capital baiana: determinou um aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) na cidade que chega até 400%. Os carnês de pagamento já começaram a chegar e a população soteropolitana está revoltada com o reajuste extorsivo, afirmam parlamentares do PT.

A seção baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA) e o diretório regional do PT consideram o aumento inconstitucional e devem entrar com ações judiciais para suspender o reajuste.

O deputado Amauri Teixeira (PT-BA) fez pronunciamento na tribuna da Câmara, nesta terça-feira (4), para denunciar o episódio. “O prefeito de Salvador, o senhor ACM Neto, fez o maior reajuste de IPTU do País e da história de Salvador e não houve nada de protesto, nada de mídia reclamar e nada de Judiciário barrar esse aumento?”, protestou Teixeira.

O parlamentar se referiu ao tratamento diferenciado, por parte da mídia e do Judiciário, no caso da prefeitura de São Paulo, comandada pelo petista Fernando Haddad, cujo reajuste incluía redução do IPTU em alguns bairros e aumento máximo de 17% para outros, mas teve barrada a medida pela Justiça. “Ele [ACM Neto] reajustou as taxas do estacionamento, reajustou o IPTU para patamares absurdos e não há sequer um pio da mídia brasileira. Essa é a mídia que trata temas semelhantes de uma forma tão desigual. Esse é o Judiciário brasileiro, que trata temas semelhantes com dois pesos e duas medidas. Nós queremos aqui deixar nosso protesto e nossa solidariedade ao povo de Salvador, que hoje está sendo explorado pelo prefeito ACM Neto”, registrou Amauri.

Também na tribuna da Câmara, o deputado Nelson Pellegrino (PT-BA) informou os índices do aumento determinado por ACM Neto, que foi deputado federal até 2012: para os contribuintes residenciais, até 240% de reajuste; para os imóveis comerciais, o reajuste chega a 400%; e para os terrenos urbanos, 300% de reajuste. Em alguns casos, houve incremento do imposto superior a 1.000%. “O prefeito ACM Neto, que nesta Casa tantas vezes subiu à tribuna para falar que os Governos do PT aumentavam impostos, agora acaba de dar um aumento brutal no IPTU de Salvador, gerando inclusive um encargo muito grande para comerciantes, para empresários, para a classe média, que inclusive votou nele, e há uma revolta geral na cidade”, criticou.

Pellegrino também citou o Judiciário e disse esperar providências do mesmo. “Espero que a Justiça baiana suspenda esse reajuste do IPTU, para que a gente possa discuti-lo na Câmara Municipal e acabar com essa escorcha tributária”, acrescentou Pellegrino.

Injustiça tributária – O deputado Afonso Florence (PT-BA) disse que o reajuste escorchante apenas confirma a tradição do Democratas, de penalizar os mais pobres. “Trata-se de um partido conservador que, através desse reajuste, reforça a injustiça tributária que faz com que a população mais pobre de Salvador pague proporcionalmente mais impostos”, explica Florence.

“A ação é feita de forma orquestrada com a mídia, já que a família do prefeito controla o maior grupo de comunicação da Bahia. Espero que o Ministério Público e o Judiciário atuem para sustar esse reajuste”, complementou Florence.

Rogério Tomaz Jr.

acmneto2

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

18 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zé Roberto

06 de fevereiro de 2014 às 22h22

Essa ABERRAÇÃO POLÍTICA e EMPRESARIAL da Bahia (vide retrospecto da família ACM) tá arrumando a casa prá virar Governador, e quem sabe Presidente.

Responder

Zé Roberto

06 de fevereiro de 2014 às 22h20

E o pior que aqui em Salvador vc. só consegue ver uma infinidades de Buracos, muita Sujeira nas ruas, Carros estacionados nas calçadas sem qualquer constrangimento e muitos Vendedores com suas mercadorias em qualquer canto das ruas. E o curioso é que o garoto-prefeito diz em propaganda MASSIVA & ININTERRUPTA nas TV’s, Jornais, Revistas e Rádios (vem de uma BOA família que é proprietária da maioria dos meios de comunicação daqui) : – que tá “arrumando a casa” !!!

Responder

Rene Peixinho Peixinho

05 de fevereiro de 2014 às 23h52

Vi na televisão do Pai dele uma matéria que ele realmente mudou a vida de algumas pessoas da capital onde o IPTU dela veio como ÁREA NOBRE a coitada vive numa favela onde nem o caminhão do lixo passa Uma coisa ele conseguiu aumentar a auta estima dela pelo menos vai pagar o IPTU com gosto.kkkk

Responder

Rene Peixinho Peixinho

05 de fevereiro de 2014 às 23h43

Vamos Baianos da capital pra rua protestar,se protestaram por vinte centavos de aumento de onibus porque cruzar os braços por esse abuso ou tão com medo do coronelzinho.

Responder

Katherine Bernardis

05 de fevereiro de 2014 às 22h33

Cadê Skaf?

Responder

Libertad Martinez

05 de fevereiro de 2014 às 19h42

ESa es la oposición.

Responder

Lilana Lima

05 de fevereiro de 2014 às 19h02

O espirito do avô encarnou nele por isso está protegido pela midia: radio metropole, correio da bahia e tv do pai! O povo endeusando e tomando no fiofó,

Responder

Luciano Arantes

05 de fevereiro de 2014 às 18h45

Se não fala está errado…

Responder

Alexandre Gazineo

05 de fevereiro de 2014 às 18h31

Salvador está se afundando cada vez mais. Esperava-se muito de ACM Neto, mas parece que ele se deixou levar pela arrogância e por uma ausência clara de projeto para governar a linda Salvador. Ademais, o que a nota fala é verdade: o controle da mídia pela família é quase ao nível da KGB nos bons tempos.

Responder

Fiel Astro

05 de fevereiro de 2014 às 16h12

Que pena que a Bahia não tem um “lutador das boa$ causa$ para os meno$ favorecido$” com a mesma competên$ia de um Presidente da Fie-$p.

Responder

Claudia Barreto

05 de fevereiro de 2014 às 18h04

Dois pesos duas medidas..

Responder

Rafael Paiva

05 de fevereiro de 2014 às 17h58

Alexandre Gazineo, olha essa! :(

Responder

Chico Melo Melo

05 de fevereiro de 2014 às 17h53

AINDA TIRA SARO DOS BAIANOS…

Responder

Chico Melo Melo

05 de fevereiro de 2014 às 17h53

OLHA A CARA DESSE SEBOSO…

Responder

Anchieta Vidal

05 de fevereiro de 2014 às 17h45

pequenim mais safadim.

Responder

Ermindo Castro

05 de fevereiro de 2014 às 17h17

pois é e o jornal não vai dizer nada ?????

Responder

Jackson Brugnaro

05 de fevereiro de 2014 às 16h51

Pequenino, mas todos têm medo!

Responder

    Alf

    06 de fevereiro de 2014 às 14h26

    Aqui na minha terra chamamos de pintor de rodapé.

    Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?