Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

A asquerosa covardia de Roberto Freire

Por Miguel do Rosário

19 de fevereiro de 2014 : 12h33

Espero que Paulo Moreira Leite tenha usado luvas bem grossas ao remexer nesse lixo radioativo chamado Roberto Freire. E pensar que é com ele que Eduardo Campos preferiu ficar. Um deputado sem votos, sem escrúpulos, sem ideias. Apenas rancor, inveja e mau caratismo.

COVARDIA

Roberto Freire mostra que consegue superar-se ao atacar Dirceu

Por Paulo Moreira Leite, em seu blog.

A nova contribuição de Roberto Freire para atualizar sua biografia consiste em pedir o bloqueio das doações destinadas a José Dirceu.

Vamos combinar: é uma covardia absoluta atacar um cidadão preso.

Dirceu não tem como defender-se, não pode dar entrevista nem explicar seu ponto de vista a ninguém.

Vítima de uma denúncia infame, sem pé nem cabeça, desmontada pela direção do presídio, Dirceu é mantido há 90 dias sob regime fechado, embora tenha direito legítimo ao regime semiaberto, conforme já foi reconhecido pelo ministro Rciardo Lewandovski.

Embora não se pratique a tortura na Papuda, como acontecia nos tempos em que o pai de Tuminha — novo amigo do deputado — reinava no DOPS, basta ter alguma sensibilidade para se reconhecer que Joaquim Barbosa aplica aos condenados da AP 470 um regime de terror.

Os direitos estão suspensos, o perigo pode vir de qualquer lugar e aquilo que que deveria ser o traço máximo da Justiça — a previsibilidade — já deixou de existir.

O que se quer é a execução social dos prisioneiros, que devem ser reduzidos a condição de seres manipuláveis e disponíveis, sem consciência nem vontade própria.

As doações mostram que esse esforço é inútil.

Para desespero de quem imaginou que os prisioneiros seriam levados ao ostracismo — como o próprio Joaquim cobrou da imprensa — a campanha confirma que eles têm base social e reconhecimento.

Com todas as diferenças que se possa imaginar, as doações de 2014 lembram a reação dos militantes do PT em 2005, quando 312 000 filiados participaram da escolha da nova direção do partido, surpreeendendo aqueles que apostavam na derrocada final da legenda depois da denúncia de Roberto Jefferson e das CPMIs do Congresso.

O ataque a Dirceu comprova, por outro lado, que Roberto Freire conseguiu superar-se. Perde referencias, abandona o próprio passado. Não é tudo por dinheiro, como aqueles infelizes nos programas de auditório. É tudo para aparecer na mídia. Tudo. At~e a coragem dos covardes, que batem em indefesos.

Dias atrás se alinhou a Romeu Tuma Jr para pedir uma investigação sobre a insinuação de que Luiz Inãcio Lula da Silva teria sido informante da ditadura.

Fernando Henrique Cardoso deixou claro, numa entrevista ao Manhathan Conection, que está fora desse jogo sujo.

Mas Roberto Freire mergulhou na lama sem receio de manchar sua biografia.

Porque toda pessoa que tenha participado da resistencia a ditadura sabe que insinuações sobre personagens da luta contra o regime — Lula é só o último exemplo entre tantos — destina-se a acobertar os verdadeiros carrascos, os que comandavam a tortura e as execuções.

Já era sintomático, semanas atrás, que Roberto Freire tenha apelado a Comissão da Verdade para apurar o papel de Lula.

Era muito mais fácil e decente pedir que se apurasse, prioritariamente, o papel de Romeu Tuma, pai, homem de confiança dos militares, cujo papel no aparelho repressivo, em São Paulo, foi embranquecido e passado a limpo, a tal ponto que no fim da vida era tratado como amiguinho — e até como democrata — pelos desavisados, ingenuos e interesseiros. Bastava uma conversinha com vozes do porão para se saber de outras coisas.

A farsa, a fraude, o absurdo reside nisso. Para acobertar um papel vergonhoso e lamentável durante o regime militar, procura-se espalhar a calúnia, a mentira, sobre pessoas contra as quais não há fato algum. Toda vez que fez uma insinuação sobre Lula, seu filho (ajudado por Roberto Freire) deu um lustro na estátua do próprio pai.

Compreende-se que um filho faça isso. Até que anuncie um segundo volume com novas besteiras. Todo mundo precisa ganhar vida e nunca faltarão amiguinhos sem pudor para dar auxílio e divulgação. Amor filial existe.

E amor próprio?

Um deputado comunista, que perdeu vários companheiros nas masmorras onde Tuma agia como um gerente — que jamais ajudou a localizar um desaparecido, nunca deu uma pista para condenar um torturador — não deveria portar-se de modo tão vergonhoso.

Também não deveria, agora, agredir quem não tem como se defender.

Roberto-Freire-e-Serra

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

15 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

maria cardoso

22 de fevereiro de 2014 às 18h50

o roberto freire é frio, fraco e fedorento. ele sabe que não deixará nenhuma história. então, quer aproveitar intensamente o presente aliando-se (como o faz há muito tempo) à direita. ele não passa de um simples arrivista. só mais um.

Responder

Francisca Pittella

20 de fevereiro de 2014 às 16h48

E nós que o amávamos tanto…. Jacinta Franco

Responder

João Batista Vieira

20 de fevereiro de 2014 às 16h20

Que triste figura!

Responder

Maria Luisa

20 de fevereiro de 2014 às 07h21

Não sei se Eduardo Campos é muito diferente disso ai, não. Eh mais um oportunista, tenho essa impressão quando ainda estava na base do governo.

Responder

Maria Celia Ferrarez

20 de fevereiro de 2014 às 00h11

Como este ser conseguiu chegar ao subsolo do que há de mais vil em um ser humano? Asqueroso.

Responder

Valmor Antonio Vivian

20 de fevereiro de 2014 às 00h09

Quem é esse Roberto Freire? eu nunca ouvi falar dele! Hahahah

Responder

Dirceu Honorato Moreira

19 de fevereiro de 2014 às 23h29

Recalcado!!!!!!!!

Responder

Roberto

19 de fevereiro de 2014 às 18h54

“deputado comunista”, não! Roberto Freire é um vira-casaca, traidor, vendido!

Responder

Jaime Iglesias Serral

19 de fevereiro de 2014 às 18h45

Esse senhor é tão resíduo de si mesmo, que não consegue se eleger sequer em seu estado natal. Lá eles o odeiam. Teve que mudar-se para SP, onde os coxinhas-imbecis A-DO-RAM seu discurso rancoroso, para se eleger pra qualquer coisa. Eu quero mais é que ele patrocine outras ‘cositas’ iguais a esta, que espalhe sua fanfarronice aos quatro ventos, que deixe ver a quem ainda não sabe que ele é um estúpido. Porque morto o senhor Freire já está, só basta enterrar, e há muitos coveiros à disposição.

Responder

AIRTON BRANDAO

19 de fevereiro de 2014 às 17h18

ROBERTO FREIRE, SUBSTRATO DE PÓ DE MERDA…

Responder

Guilherme Morais

19 de fevereiro de 2014 às 17h38

Oportunista fracassado !!!! Babaquara !!!!

Responder

John Edgar Hoover

19 de fevereiro de 2014 às 13h22

Hi, bob freire! Aqui é o seu amigo j. edgard hoover, falando from hell. Do you remember me? O seu John Joquinha, da CIA. Eu remember você e até hoje sou grato pelas suas informações muito úteis para derrubar o commy django e seus amigos. Ainda eu sentir sodades do nosso amigo vernon walters. Que falta que ele faz. Converse com nossa ambassador ayalde que ela tem umas ordens para passar para você. Eternamente grato, o seu joquinha.

Responder

Learce Glória

19 de fevereiro de 2014 às 16h10

Este” comunista de carteirinha”, que de esquerda não tem nana, gosta mesmo é de uma Boquinha….por grana fáz qualquer negocio. Qualquer “negocio” mesmo.

Responder

Anchieta Vidal

19 de fevereiro de 2014 às 16h09

covarde ,ladrão ,safado nojento um careca abaitolado babaca.

Responder

Julio Nogueira

19 de fevereiro de 2014 às 15h49

este cara e sua equipe foram “funcionários” do governo de SP na gestão do serra, um absurdo!

Responder

Deixe um comentário

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?