Live com Miguel do Rosário (convidado especial: Luiz Moreira)

Franklin Martins diz que “não houve” mensalão e que a Globo quer “comandar o país”

Por Miguel do Rosário

28 de maio de 2014 : 02h11

A entrevista foi publicada, em outubro do ano passado, numa revista de Porto Alegre, chamada Bastião, cujos editores eu tive o privilégio de conhecer em Brasília na semana passada. Mas eu só li há alguns dias e logo constatei duas coisas: 1) ela ainda é super atual; 2) não circulou quase nada pela blosgosfera. Então ela é quase inédita!

Franklin Martins faz observações atiladas sobre a democratização da mídia. Ele observa que o Brasil promove mudanças lentas, porque a construção de maiorias costuma se formar mais vagarosamente no Brasil. Somos grandes demais, diversos demais. O processo de formar maiorias é mais difícil aqui.

Mas quando estas se formam, duram muito. Permanecem consolidadas com mais firmeza do que em outros países, que conseguem construir maiorias com mais agilidade, como a Argentina, onde tudo é mais rápido por ser o debate político muito concentrado apenas em Buenos Aires.

ScreenHunter_3806 May. 28 01.48

Franklin observa que uma das funções da internet é criticar a grande mídia, e que esta, se quiser sobreviver, terá que se adaptar a estas críticas, que são saudáveis e democráticas.

Entretanto, o trecho que me chamou a atenção foi sua observação sobre a ruptura editorial da Globo, a partir da cobertura do mensalão. Franklin, que era comentarista político no Jornal da Globo, faz uma acusação grave ao jornalismo da emissora: ela se recusava a investigar a coisa mais importante, a origem do dinheiro do valerioduto, porque aquilo poderia atrapalhar a sua “teoria”.

Mais tarde, a Procuradoria, e Joaquim Barbosa – juiz responsável, desde o início, por acompanhar as investigações do Ministério Público – ajudariam a Globo a explicar a origem do dinheiro do valerioduto, ao encampar a tese do desvio do Fundo de Incentivo Visanet, em detrimento de um relatório da Polícia Federal, que dizia o contrário.

A PF, através do relatório do Inquérito 2474, assinado pelo delegado Luiz Flavio Zampronha, mostrava que a maior parte dos recursos de Marcos Valério tinha vindo de empresas controladas por Daniel Dantas, e que as negociatas de Valério tinham começado bem antes da era Lula.

Quanto ao Visanet, o Laudo 2828, também da PF, provaria que os recursos não estavam sob responsabilidade de Henrique Pizzolato, o único petista na cúpula do Banco do Brasil, derrubando a teoria de que havia um “núcleo petista” instalado dentro do BB, sob ordens secretas de Dirceu, para desviar os recursos necessários ao esquema de compra de voto.

“A Globo resolveu acabar com o pluralismo”, observa Martins, porque decidiu voltar a algo que estava em seu DNA: “comandar o país”.

ScreenHunter_3805 May. 28 01.44

Franklin Martins torce para que a Globo não consiga realizar o seu intento (de comandar o país) em 2014. Nós também torcemos, caro Franklin. Nós também.

 

10112010-10.11.2010VAC6232

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

41 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

raul gottfried

14 de maio de 2017 às 08h57

Este safado nao merece credilidade nenhuma,que va roubar na venezuela

Responder

Paulo

18 de abril de 2015 às 08h44

E pq não falou antes? Pq não usou seu cargo e poder p expor isso há 9 anos atrás?

Responder

Eudes Gouveia

30 de maio de 2014 às 18h09

Até que enfim alguém do governo “descobriu” que a Globo quer dominar a administração pública (e as verbas), mas continuam pagando fábulas em publicidade? De quem é o rabo que está preso para não sair deste nó?

Responder

Ari Costa Gondim Gondim

29 de maio de 2014 às 13h58

Kakkkkkkkkkkkk

Responder

Messias F. de Macedo

28 de maio de 2014 às 20h55

[MAIS] UM GOL CONTRA EM TEMPO DE COPA DO MUNDO NO BRASIL!]

Paulo Bernardo, o “queridinho” da mídia, é omisso e incapaz

Por jornalista Fernando Brito
28 de maio de 2014 | 15:55

Paulo Bernardo, o ministro do Governo Dilma que consegue ser elogiado em editorial de O Globo, é a única garantia assumida de que algo possa dar errado na Copa.
Em depoimento no Senado, o Dr. Bernardo admitiu que seis estádios da Copa deverão ter deficiências na telefonia celular, porque as administrações das arenas e as telefônicas “não se entenderam e o serviço ficará de pior qualidade”, pois houve impasse no preço do aluguel de espaços para a colocação de antenas.
Impasse em torno que que valores?
(…)
Quando celular não funcionar, o torcedor vai xingar quem? O administrador do estádio, o presidente da empresa de telefonia, do qual ele nem sabe o nome?
Bom, você sabe quem vai levar a culpa, né? [A presidente Dilma Rousseff, adendo óbvio nosso!]
(…)
Acho que, depois do Ronaldinho, Paulo Bernardo deveria declarar apoio ao Aécio.
É um “fenômeno”!

FONTE: http://tijolaco.com.br/blog/?p…

LÁ VEM O MATUTO QUE SENTE CHEIRO DE GOLPE DESDE O DIA EM QUE NASCEU EM PINDORAMA!

… Sim, os torcedores vão assistir aos jogos da Copa do Mundo, “a gorduchinha” rolando no tapete verde, e ao invés de avaliarem os gramados irão transmitir os espetáculos para as Rádios Comunitárias? Pausa para rir! Rádios Comunitárias instaladas da Oscar Freire à favela dos Alagados em Salvador-Ba?…
Realmente: quando o PIGolpista e suas *’penas amestradas’ &$ o restante da DIREITONA não encontram o factóide do dia, um traíra se incumbe “de dar o recado”!…

*citação proferida por Ciro Gomes – Assim Nasceu a Privataria Tucana
FONTE: http://www.youtube.com/watch?v=0-vol4wIzdA

RESCALDO: e a militância só comendo poeira – e ouvindo os desaforos dos fascistas!

República de ‘Nois’ Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Responder

Messias F. de Macedo

28 de maio de 2014 às 20h54

Por que regular a mídia é um passo essencial para o avanço do Brasil

Por jornalista Paulo Nogueira
Postado em 28 mai 2014

O argumento mais imbecil contra a regulamentação da mídia é a que a associa com “censura”.
Na grande definição de Eça, há aí uma mistura de má fé cínica com obtusidade córnea.
Todas as sociedades desenvolvidas regulam sua mídia. Estabelecem regras para diversas questões que são simplesmente ignoradas no vale tudo nacional.
(…)
O quadro atual favorece coisas como o acobertamento da sonegação bilionária da Globo, também.
A Folha, amiga e sócia da Globo, jamais cobriu um caso em que existem documentos apavorantes. Apenas para comparação: se a sonegação fosse da Carta Capital, Mino Carta já estaria na cadeia há muito tempo, sob pressão da Globo, Folha, Veja e Estadão.
Finalmente: é o estado atual de coisas que leva a uma família de mídia ter a maior fortuna do Brasil.
Você pode dizer o seguinte: por que o PT demorou tanto a colocar isso na pauta? Medo? Cálculo? Esperou a internet se consolidar como uma força alternativa para mitigar a previsível campanha anti-Brasil que virá?
Para mim, é uma mistura das duas coisas. Mas o que importa é que, ainda que com grande atraso, a regulação seja debatida.
Importante: as ruas terão que se manifestar, para que este avanço se realize.
Que manifestações como as de junho tornem impossível negar aos brasileiros um passo tão importante.

Sobre o autor:
O jornalista Paulo Nogueira é fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.

FONTE: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/por-que-regular-a-midia-e-um-passo-essencial-para-o-avanco-do-brasil/

Responder

Leal Jose Newton

28 de maio de 2014 às 21h42

E ai Jony, nenhuma não é, sabes porquê, todas as leis são redigidas por advogados e é óbvio que elas não podem ser claras e sem interpretações dúbias pois isso iria criar um problema para os advogados.

Responder

Mário Cesar Serafim

28 de maio de 2014 às 16h52

Franklim Martins é o cara!!! Ele sabe o que esta dizendo. A Globo é o câncer que corroi o tecido social brasileiro. Chega dos abusos cometidos pelos marginais irmãos metralhas Marinhos!!!

Responder

Mauro

28 de maio de 2014 às 13h07

Miguel,

outro ponto a favor dos Hermanos é que eles são mais cultos , leem mais e são mais politizados.

Responder

Homero Mattos Jr. (@Omnros)

28 de maio de 2014 às 12h58

exatamente.

Responder

Manelito Magalhaes

28 de maio de 2014 às 11h52

Enquanto o PMDB for maioria no congresso e no senado a lei dos médios nao sai.
Só nossos votos em massa no PT e no PCdoB para deputados e senadores pode acabar com a força da Globo e do PIG.
Dilma nao vai poder emplacar a lei dos medyos sem maioria absoluta.

Responder

Manelito Magalhaes

28 de maio de 2014 às 11h46

PMDB, PSDB,DEM e PSB nao vao permitir que a Regulamentaçao seja aprovada.
Vamos votar em massa nos candidatos do PT e do PCdoB, que é o aliado mais fiel ao PT, para Deputados e Senadores.
Só assim a Regulamentaçao e as Reformas necessárias vao acontecer.
A Globo e o PIG em geral vao jogar muito dinheiro para que a regulamentaçao nao saia. Essa briga nao depende só do PT, depende dos nossos votos.
Ou o brasileiro acaba com a Globo ou a Globo acaba com o Brasil.

Responder

Glub

28 de maio de 2014 às 11h39

A família Marinho é a mais rica do Brasil. Devem ficar indignados por terem perdido a chefia do país.

Responder

    Manelito Magalhaes

    28 de maio de 2014 às 11h49

    Glub, a Globo nao perdeu a chefia do país. Enquanto o PT nao tiver maioria no congresso e no senado a Globo vai continuar a fabricar escândalos contra o PT para confundir a opiniao pública.
    Temos que acabar com a força da Globo, que tudo pode.Vamos votar em massa nos candidatos do PT e do PCdoB para deputados e senadores, só assim a Globo vai ter suas bases abaladas.

    Responder

O Cafezinho

28 de maio de 2014 às 14h31

ok

Responder

Luciano

28 de maio de 2014 às 11h25

A primeira pata que o elefante vai levantar é a LEI DE DIREITO DE RESPOSTA. Só depois que ela estiver vigorando é que podemos viabilizar a Ley de medios.

Responder

Jony Diaz

28 de maio de 2014 às 14h25

Caso Dillmá seja reeleita, a gente volta a esse assunto….

Responder

guy

28 de maio de 2014 às 11h21

Com o meu voto e de todos nós BRASILEIROS, nunca mais terá influencia que teve nas eleições.

Responder

Sandra Francesca de Almeida

28 de maio de 2014 às 13h02

Franklin Martins é um homem sério, digno e competente. Ainda bem que está de volta.

Responder

JUBA

28 de maio de 2014 às 09h50

Grande Franklein!

Responder

Leal Jose Newton

28 de maio de 2014 às 12h24

Jony, me diz uma lei brasileira que não tenha pegadinhas jurídicas. Assim tu vai desempregar centenas de advogados cara.

Responder

Vera Lúcia Piesanti Molinar

28 de maio de 2014 às 12h01

ele saiu porque era censurado.

Responder

Carlos Augusto Abreu

28 de maio de 2014 às 12h01

Falava sim… Se não sabe história não se manifeste

Responder

Jose Roberto

28 de maio de 2014 às 11h48

Mas quando ele trabalhava na globo não falava nada disso,óleo de peroba para o sr Franklin Martins

Responder

Lulu Pereira

28 de maio de 2014 às 11h19

o cara que vê/lê a globo tá ferrado

Responder

Paulo Silva

28 de maio de 2014 às 11h19

Franklin para Senador …

Responder

Carly Martins

28 de maio de 2014 às 11h06

Globo é aquilo: sempre surpreendendo para pior.

Responder

Luiz Hamiltom Silva

28 de maio de 2014 às 10h55

Que liberdade é essa que 70% dos meios de comunicação está nas mãos de meia dúzia de famílias!

Responder

Luiz Hamiltom Silva

28 de maio de 2014 às 10h55

Que liberdade é essa que 70% dos meios de comunicação está nas mãos de meia dúzia de famílias!

Responder

Renato Leal

28 de maio de 2014 às 10h39

E acabar com o monopólio midiatico da globo

Responder

Renato Leal

28 de maio de 2014 às 10h39

E acabar com o monopólio midiatico da globo

Responder

Rodolfo Fonseca Santos

28 de maio de 2014 às 10h37

Basta um pouco de interesse e uma rápida pesquisa, pra saber que regulação da mídia não tem nada a ver com liberdade de imprensa e censura.

Responder

Rodolfo Fonseca Santos

28 de maio de 2014 às 10h37

Basta um pouco de interesse e uma rápida pesquisa, pra saber que regulação da mídia não tem nada a ver com liberdade de imprensa e censura.

Responder

Hirto Gervásio

28 de maio de 2014 às 10h14

A Globo destruiu a família Brasileira.

Responder

Hirto Gervásio

28 de maio de 2014 às 10h14

A Globo destruiu a família Brasileira.

Responder

Jony Diaz

28 de maio de 2014 às 05h57

O texto cheio d pegadinhas jurídicas q li ano passado, não da essa impressão. Mas enfim, isso ainda demora, e teremos tempo de conhecer cada detalhe.

Responder

O Cafezinho

28 de maio de 2014 às 05h55

Será nos padrões da Inglaterra e da Comunidade Europeia.

Responder

Jony Diaz

28 de maio de 2014 às 05h49

Pois eh, sem querer estender o tema, mas ate hoje, NENHUM partidário dessa ideia soube explicar o q seria a tal regulação da mídia. Certamente não seria nos padrões da Inglaterra, e sim da Venezuela, ou Argentina. E isso os brasileiros não aceitarão jamais!

Responder

Jony Diaz

28 de maio de 2014 às 05h47

Caramba! Ta c insônia como eu, ou o blog eh 24hs mesmo????

Responder

O Cafezinho

28 de maio de 2014 às 05h45

terá sim, jony. e conseguirá, não censurar a imprensa, mas libertá-la dos oligarcas da ditadura!

Responder

Jony Diaz

28 de maio de 2014 às 05h35

O terrorista Frankleinstein e sua obsessão com censura da imprensa e tvs. Já tentou 2 vezes e se deu mal. Não terá a terceira chance!

Responder

Deixe uma resposta