Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Pobre não esquece Lula, nem FHC!

Por Miguel do Rosário

06 de junho de 2014 : 17h47

É impressionante a memória do povo brasileiro em relação ao governo FHC. Quase 12 anos depois, as pessoas demonstram que não guardam boas lembranças daqueles tempos. A recordação é mais viva entre os mais pobres.

O mesmo raciocínio vale para Lula, mas em sentido inverso. O povo também não o esquece, mas com saudades.  A leve deterioração da sua imagem, em relação à 2006, reflete o desgaste do governo.

Na comparação com FHC, o petista ganha em todas as faixas de renda, mas vale atentar para a divisão classista da preferência do eleitor. FHC melhora sua imagem na proporção que aumenta a renda. Lula é o contrário.

ScreenHunter_3901 Jun. 06 17.24

lula

Lula Encosta a cabecinha no ombro e chora

Um outro dado revelador: 57% dos brasileiros responderam que não votariam em nenhum candidato apoiado por FHC.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

28 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcio H Silva

08 de junho de 2014 às 01h46

Mais um mantra que cai……que o povo não tem memória…..e outro é que não sabe votar……mas nas ultimas tres eleições vimos que sabem, bem como quando votaram em getuluio em 50, JK em 55, e JQ com vice jango em 60……

Responder

Jorge Carvalho

08 de junho de 2014 às 01h34

Com a internet, amigo, ele vai pro ostracismo como pai dos fantasmas do passado que ameaçam a democracia…

Responder

Dalita Benevit

07 de junho de 2014 às 22h30

Ver um político que NÃO SE DESINFETA APÓS TOCAR O POVO, ao contrário, o abraça com emoção, com sentimento. NÃO TEM PREÇO!

Responder

Washington Araujo

07 de junho de 2014 às 17h11

No entanto, tem uma parcela que repudia Lula, mas não enaltece FHC. Fica em cima do muro em relação ao tucano e tenta desqualificar o que o governo federal fez pelos pobres nos últimos 12 anos.

Responder

roberto

07 de junho de 2014 às 12h37

e por acaso a imprensa brasileira é democrática, há pluralidade de opinão em nossos jornais? quanta hipocrisia…

Responder

Vera Lúcia Piesanti Molinar

07 de junho de 2014 às 11h20

se não gostas da página então por que curte ela?

Responder

Diogo Villela Barboza

07 de junho de 2014 às 03h49

Página de merda = post merda

Responder

tom

06 de junho de 2014 às 23h54

miguel manda esse jonny pra puta que pariu , que pau mandado , foi bem o cheira pó que mandou ele fazer esse comentario, não sejamos benevolentes com essa gente inescrupulosa , tem que pisar na cabeça vazia deles

Responder

Fábio José Silva

07 de junho de 2014 às 01h17

Pai dos pobres!

Responder

Valdeir Correia

07 de junho de 2014 às 00h50

A direita canhestra ditando regras e falando em ideologia…dá até pra rir!

Responder

O Cafezinho

06 de junho de 2014 às 22h50

se fosse tão ruim, você não estava o tempo inteiro por aqui, jony. obrigado pela sua audiência!

Responder

O Cafezinho

06 de junho de 2014 às 22h50

se fosse tão ruim, você não estava o tempo inteiro por aqui, jony. obrigado pela sua audiência!

Responder

Jony Diaz

06 de junho de 2014 às 22h38

Dik do tio Jony: façam como a esquerda na França>>> Fundaram o Le Monde, e podem conversar no mesmo patamar c as outras correntes ideologias. Vocês blogueiros ‘progressistas’ estão perdendo o prumo>>>> dispersão e mesmice dominam…Quem viu um, viu todos!

Responder

Jony Diaz

06 de junho de 2014 às 22h38

Dik do tio Jony: façam como a esquerda na França>>> Fundaram o Le Monde, e podem conversar no mesmo patamar c as outras correntes ideologias. Vocês blogueiros ‘progressistas’ estão perdendo o prumo>>>> dispersão e mesmice dominam…Quem viu um, viu todos!

Responder

Jony Diaz

06 de junho de 2014 às 22h36

Cafezinho, do jeito q vocês vão, acabam na mesma vala comum do esquecimento q o blogueiro senil da terceira idade: Amorim! Caiu no descrédito ate c os poucos seguidores….

Responder

Jony Diaz

06 de junho de 2014 às 22h36

Cafezinho, do jeito q vocês vão, acabam na mesma vala comum do esquecimento q o blogueiro senil da terceira idade: Amorim! Caiu no descrédito ate c os poucos seguidores….

Responder

Sidnei

06 de junho de 2014 às 19h30

Texto de maio de 1999.

Responder

Xexéu Augustinus

06 de junho de 2014 às 22h28

Ninguém esquece o Lula. Basta observar que até os coxinhas vêm aqui escrever sobre ele. Pensam dia e noite no homi…

Responder

Xexéu Augustinus

06 de junho de 2014 às 22h28

Ninguém esquece o Lula. Basta observar que até os coxinhas vêm aqui escrever sobre ele. Pensam dia e noite no homi…

Responder

Afranio Dias Do Nascimento

06 de junho de 2014 às 22h27

Grande Lula.

Responder

Afranio Dias Do Nascimento

06 de junho de 2014 às 22h27

Grande Lula.

Responder

Jony Diaz

06 de junho de 2014 às 22h25

Foto brega, apelativa, típica dos esquerdopatas q gostam d subjugar os pobres! Conheço varias famílias mais pobres q a minha q detestam LULLA E DILLMA! Essa lavagem cerebral so funciona c os esquerdopatas c baixa autoestima!

Responder

Jony Diaz

06 de junho de 2014 às 22h25

Foto brega, apelativa, típica dos esquerdopatas q gostam d subjugar os pobres! Conheço varias famílias mais pobres q a minha q detestam LULLA E DILLMA! Essa lavagem cerebral so funciona c os esquerdopatas c baixa autoestima!

Responder

Sidnei

06 de junho de 2014 às 18h49

Miguel, achei:

DRAMA URBANO
Para o Conselho Regional de Contabilidade
“Sr. presidente do C.R.C.,
Sou contabilista formado em curso superior e inscrito nesse conselho. Estou desempregado desde 2 de maio de 95, como consta no meu último registro da carteira profissional, a qual eu tenho como prova documental desse meu grande sofrimento, além também de servir como prova para minha aposentadoria, se é que um dia eu vou conseguir me aposentar.
Como não consegui mais me recolocar no mercado de trabalho, os meus filhos me ajudaram a comprar um computador e uma máquina de datilografia para eu começar a montar o meu pequeno empreendimento, ou seja, o meu escritório de contabilidade dentro da minha própria casa.
Como o país vive um momento drástico de grande recessão econômica, até agora ainda não consegui o meu primeiro cliente.
(…) É lógico que eu sei que esse problema não é de competência do presidente do C.R.C. O que compete ao presidente do C.R.C. é que, pelo mesmo motivo que eu não tenho dinheiro para pagar a previdência, também não tenho dinheiro para pagar a anuidade do C.R.C.
Portanto, peço ao senhor que observe mais atentamente aos contabilistas desempregados e dê isenção total da anuidade ou, no mínimo, dê aquele desconto que existia antigamente de 80%.
É por isso que eu me candidatei a uma vaga de trabalhador braçal na frente de trabalho, pois eu preciso ganhar algum dinheiro para manter paga em dia a anuidade do C.R.C., porque, se eu baixar o meu C.R.C., fico ilegal na profissão.
Como a profissão de contabilista para mim é um sacerdócio, ou seja, eu gosto de trabalhar em contabilidade, eu faço das tripas um coração para não baixar o meu C.R.C.
Estou desabafando não para comovê-lo, senhor presidente, (…) mas para mostrar-lhe a minha dura realidade e a de milhares de brasileiros.”

——————————————————————————–
Marcos antonio Panzone, 40, esta desempregado há quatro anos. Nasceu em São Paulo, é casado e tem três filhos
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi16059920.htm

Responder

Sidnei

06 de junho de 2014 às 18h47

“FHC melhora sua imagem na proporção que aumenta a renda”.
Pois é… Suicida há em toda parte.
Mas aquele pessoal bom de “arqueologia”, que consegue desencavar matérias de cerca de 15 anos atrás, bem que poderia tentar recuperar aquelas histórias das “Frentes de Trabalho”, durante a crise aguda de desemprego dos anos FHC – eram tempos em que a mídia, governistas e acadêmicos falavam nos “inempregáveis”, que era um modo de livrar a cara do professor que presidia a República.
Lembro-me que nessas tais “frentes de trabalho” sempre havia engenheiros, professores, gente que falava várias línguas.
Lembro-me, particularmente, de um caso relatado na Folha, de um contador que foi para uma das filas da frente de trabalho porque não conseguia emprego, tampouco os filhos, apesar dos esforços, lhe conseguiam comprar um computador para ele tentar trabalhar por conta própria.
Será que histórias como essas, depois distribuídas por e-mail ou expostas nos facebooks da vida, será que não conseguem fazer também essa parcela da sociedade cair na real?

Responder

Jose Roberto

06 de junho de 2014 às 21h43

Os banqueiros e empreiteiros também não esquecem do Lula

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

06 de junho de 2014 às 21h02

quem esqueceria, em sã consciência?

Responder

Wagner Moraes

06 de junho de 2014 às 20h50

Os comerciais do PT colocou bem esta memoria, e a direita sentiu!!!

Responder

Deixe um comentário