Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Momento perigoso para a democratização da mídia

Por Miguel do Rosário

16 de junho de 2014 : 14h39

Pressionado não apenas pela militância, como pelas ruas, que gritaram refrões e fizeram rimas contra os aspectos autoritários da nossa imprensa corporativa, o PT e até a presidente Dilma tem feito declarações em relação ao tema democratização da mídia.

Entretanto, o governo, para variar, não se comunica a contento, e dá margem a manipulações. Daí que estamos num momento extremamente perigoso, em que podemos avançar ou ficar piores do que já estamos.

É óbvio que a mídia corporativa iria contra-atacar, e tentar colar a etiqueta de “censura” na mera tentativa de debater a concentração dos meios de comunicação e a necessidade de se discutir uma regulamentação no setor.

Em entrevista ao Valor, o principal assessor econômico de Aécio Neves, o empresário Armínio Fraga faz o jogo sujo do terrorismo ideológico.

Valor: Comenta-se no mercado financeiro que um número crescente de brasileiros está remetendo dinheiro para fora do país. O sr vê esse movimento?

“Armínio: O brasileiro gosta do seu país, gosta de morar aqui, de investir aqui. Mas o grau de incerteza hoje é tal que as pessoas estão pensando em investir fora do Brasil, estão pensando até em sair do Brasil. Há um medo que vai além da economia, é medo político também. Há uma sensação de medo que as pessoas não têm coragem de manifestar abertamente. Medo de uma atitude contra a liberdade de imprensa, contra a democracia.”

Sua resposta serve de alerta ao governo: tem de explicar, com mais clareza e mais informação, que a democratização da mídia visa ampliar a liberdade de expressão e trazer mais pluralidade à nossa imprensa, cumprindo critérios políticos há muito respeitados nas tradicionais democracias ocidentais, como EUA e União Européia. O relatório da União Européia, cuja tradução foi publicada no livro mais recente do professor Vinicius Lima, deveria, em especial, ser usado pelo governo brasileiro para rebater as acusações da mídia, seus áulicos e seus zumbis. O relatório europeu traz, explicitamente, recomendações de combate à concentração ou excessos da mídia, e de proteção à pluralidade das opiniões políticas.

Sempre que se posicionar sobre o tema, as lideranças políticas não podem ficar na defensiva, com respostas dadas à medo, como tem feito a presidenta, repetindo os termos “censura” e “regulação de conteúdo”. É preciso trazer novos conceitos e novas vocábulos ao grande público, como “pluralidade”, “modelo europeu”, “desconcentração do mercado norte-americano”, etc. É preciso usar o microfone para denunciar a concentração excessiva da TV brasileira, quando comparada a qualquer outro país.

A ciência política também pode ajudar o governo a escapar das armadilhas que a direita tem procurado criar. Dentre os critérios elencados pelo americano Robert Dahl, principal teórico vivo da doutrina democrática, estão a “compreensão esclarecida” e o “controle da agenda”. Ambos se referem à livre circulação da informação, que não pode sofrer concentração, nem mesmo uma concentração parcial, em mãos de um grupo econômico ou político. A nossa mídia impede qualquer “compreensão esclarecida”, visto que impõe uma visão deturpada, às vezes deliberadamente mentirosa, dos fatos; e exerce um perigoso e antidemocrático “controle da agenda” dos debates políticos.

Além do mais,  o governo deveria fazer uma defesa explícita da blogosfera e da liberdade nas redes, que têm sido atacadas de maneira cada vez mais virulenta pela oposição. Segundo o Painel da Folha de hoje, José Serra e Aloysio Nunes atacaram a “blogosfera” durante a convenção do PSDB.

Recentemente, alguns internautas tem tido seus equipamentos apreendidos por conta de denúncias feitas pelas equipes de Aécio Neves. Ainda na Folha de hoje, o colunista Ricardo Melo lembra que “a guilhotina tucana decapitou sem piedade inúmeros jornalistas em Minas Gerais”.

Em relação à liberdade de expressão sob um governo de direita liderado por Aécio Neves, não sei o que pode acontecer. Seguramente, as estatais não vão financiar, como fazem hoje, veículos sem afinidade com as ideias do Planalto. “Mídia técnica” é coisa do PT.  O principal programa social a ser implementado pelo PSDB será o “Minha Mídia, Minha Vida”.

Aécio Neves vem dando sinais crescentes de intolerância à crítica. Em entrevista no Roda Viva, suas primeiras frases foram ataques ao mero direito dos internautas de criticá-lo. Seus críticos são todos tratados como “bandidos”, “submundo”, “sustentados por verba pública”.

Na verdade, agora quem está começando a ficar com medo de um atentado à liberdade de expressão, por parte do governo, sou eu, caso Aécio Neves ganhe as eleições. O PT já provou que é adepto da liberdade total de expressão, tanto é que todo mundo se sente livre para xingar Dilma Rousseff , Lula e o PT, nas redes sociais, em seus blogs, até mesmo fazer corinho infame em estádio de futebol diante de 3 bilhões de telespectadores. Um agente da Polícia Federal exibiu fotos de si mesmo, em seu Facebook, praticando tiro num alvo com a imagem da presidenta. Não houve protesto do governo.

Ou seja, a liberdade de expressão sob o governo do PT é absoluta. A direita sabe disso. Lula, Dilma, o PT e o governo poderiam, ao menos, faturar com isso, mencionando esses fatos em suas entrevistas e discursos.  Seria uma maneria inteligente de neutralizar as acusações de querer censurar ou tolher a liberdade de expressão.

Entretanto, se o governo e o PT deixarem essas calúnias correrem sem resposta, vão perder mais esse debate, assim como aconteceu com o “mensalão”, quando ambos enfiaram a cabeça no buraco, abandonando os réus e fugindo ao debate. Não adiantou. A pecha de “corrupção” colou no PT de maneira assustadora, apesar de ser o partido, dentre todas as legendas, com menos parlamentares condenados pela justiça.

Se abandonarem agora a blogosfera a sua militância, atribuindo a uma ala de “radicais” a defesa da democratização da mídia, sairão duplamente derrotados. A mídia acusará o governo de pretender “censurar” a mídia, mas não conseguir apenas porque “perdeu o debate na opinião pública ou no parlamento”. Derrotado interna e externamente. Censor fracassado é ainda censor.

Lendo uma biografia de um pensador político do século XIX, lembrei que a defesa da democracia, da república, do sufrágio, do voto feminino, da liberdade de expressão, também eram bandeiras dos “subversivos” e “radicais”. Hoje se tornaram bandeiras universais, defendidas até mesmo por conservadores.

A democratização da mídia quiçá será defendida um dia por moderados, conservadores e progressistas, porque é uma bandeira puramente democrática. Já é assim no mundo desenvolvido, tanto pela direita quanto pela esquerda.

Não implica em censura, isso é uma acusação absurda. Ao contrário, a própria imprensa corporativa hoje tem sido vítima de um ambiente agressivo, em que setores do Judiciário tem substituído a censura antes feita pelos militares. Houve uma judicialização e mesmo militarização estarrecedoras da liberdade de expressão, e a apreensão de computadores de uma inocente internauta carioca, só porque “curtiu” uma página ou outra de sátira a Aécio Neves, é a prova disso.

*

O resto da entrevista de Armínio Fraga é um tanto inútil, visto que ele tenta desesperadamente se esquivar de qualquer resposta que possa acentuar a impressão de que um eventual governo Aécio imporá “medidas impopulares” .

Em certo momento, Fraga chega a admitir que está evitando dizer o que pensa, para que suas frases não sejam usadas politicamente contra Aécio.

Valor: O sr. acha que o aumento do salário mínimo foi excessivo?

Armínio: Acho os salários no Brasil ridiculamente baixos porque o Brasil é um povo pouco educado e pouco produtivo. Por isso é que os salários aqui correspondem a 20% dos salários dos países ricos. Há algumas áreas que ganham salários parecidos, mas o salário médio aqui é muito baixo porque somos um país pobre. E por que somos pobres? Porque o país não está crescendo. O salário tem que guardar alguma relação com a produtividade. Isso está nas atas do Copom e nas melhores cabeças que estão no governo. O país não está crescendo, caia na real! Qualquer coisa que eu diga vão interpretar como arrocho enquanto o arrocho já está aí, está sendo feito pela inflação.

A chamada na capa do Valor, de qualquer forma, dá margem a fazermos uma paródia divertida. Eu cogitei – mas desisti – fazer um post apenas com os trechos em que Arminio tenta disfarçar suas intenções “impopulares”; o título seria:

ARMÍNIO ADMITE ARROCHO, MAS DIZ QUE SERÁ “GRADUAL”.

Passou-me pela cabeça outros títulos, mais infames, mas aí deixo para a imaginação do leitor. Não sou blogueiro da ala VIP do Itaú…

ScreenHunter_3986 Jun. 16 12.52

 

misinformation_highway_sjpg334

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Éric Bragança

18 de junho de 2014 às 09h51

Regulamentar as ações das empresas e órgãos de mídia é uma necessidade. Um princípio, contudo, precisa ser respeitado: A LIBERDADE PLENA E ABSOLUTA DE EXPRESSÃO.
Isso implica que:
1- Tudo, absolutamente tudo, pode ser dito;
2- Que diz ou divulga algo é responsável pelo que é dito ou divulgado;
3- O sigilo quanto à fonte deve ser garantido;
4- O monopólio (econômico ou legal) da capacidade de veiculação é nocivo e deve ser combatido mediante pluralidade de veículos.

Responder

Jorge Silva

17 de junho de 2014 às 13h05

Não há problema no texto final. O problema estava no texto anterior, que por reação da sociedade o Lula acabou indicando alterações em pontos polêmicos, que como você é engajado em política deve recordar. Também temos o exemplo da PEC37 que tirava o direito do ministério público de investigação. Sei que você Miguel, como é militante PTista, terá defesa para cada um desses pontos, os quais provavelmente não concordarei, mas aceito a necessidade da regulamentação da mídia, porém como disse, vindo do PT, sempre temos a imagem que é mais um passo para o partido se fortalecer no poder ao invés da defesa da democracia.

Responder

O Cafezinho

17 de junho de 2014 às 11h10

Jorge Silva, o PNDH 3 é tranquilo. Qual o problema com ele?

Responder

Jorge Silva

17 de junho de 2014 às 10h26

O Brasil precisa de uma regulamentação de mídia, porém o autor do projeto sendo o PT, não há como acreditar em boas intenções, vide a tentativa de aprovação do PNDH 3.

Responder

Nelson Henrique Habibe

17 de junho de 2014 às 05h23

É por isso que eu repito:

#EuDigoNãoÀMídia

#ContraOGolpeDoPIG

#GloboLixo

#BANDTVJornalismoMentira

#RegulamentaMídia

Responder

Thiago De Menezes

17 de junho de 2014 às 00h27

Vamos regulamentar o que já está proibido em nossa constituição : o monopólio ou oligopolio da mídia! Querem atentar contra a carta magna de fundação da República? Se sim, é golpe! Se aprofundem na matéria, depois venham comentar. Até a meca do liberalismo, os EUA, possui sua regulamentação, que, se somente a copiassemos, já seria uma enorme revolução neste país. E aprendam a interpretar texto : não é controle de conteúdo, é regulamentação econômica, o que por si só ainda está bem aquém do que existe nos EUA, Inglaterra e Alemanha.

Responder

Jony Diaz

16 de junho de 2014 às 23h57

Contem essa mentira deslavada la pros pobres sacrificados da Venezuela! Aki no Brasil, nem os beneficiários do BOLSA-ESMOLA vao engolir esse absurdo! Mas enfim, vocês esquerdopatas gostam d se autoenganar e ludibriar os seguidores…hehehehheh…Engolem sapos gordos1

Responder

Jorge Couto E Silva

16 de junho de 2014 às 23h45

Mercado de mídia é oligopolista, é característica desses tipo de mercado, mas a Globo é o que é também pela sua competência. Sou contra a controle social da mídia, sobretudo da grande mídia que é fundamental no Brasil de hoje.

Responder

Sérgio Marinho Marques Cavalcanti

16 de junho de 2014 às 22h37

Amigo Miguel Do Rosario, concordo plenamente e vivo dizendo que ao em invés de ficarmos aqui comentando , debatendo e criticando coisas dos contrários, deveriámos também entrar nas páginas deles (eles fazem isto) como faço e debater ali juntos aos seus, já fui barrado pelo Roberto Freire porquê não conseguiu responder s/a CPI da Petrobras o que punha em dúvida e pensar dos seus seguidores, além de dizer q/ele é um eterno apaixonado (mais pelo Lula) e n/vai dormir sem a Dilma e Lula, que são doces na boca dele, por isto me deletou q/sou um velho c/ele (73 anos), mas debochado e assim não dava, a Marina que até o marido é contra e continua c/assessor do governador do Acre q/é PT e que não a apoia (até hoje não respondeu) e vivo complicando na página dela, assim c/a do Campos e Aécio. Critico também o PT o qual sou um dos fundadores aqui no MS e chamo o Zeca do PT clone do André governador/PMDB inimigo mortal aqui. No governo do Zeca a minha turma ao receber o DEOP/SEOP e PGE, tivemos que sair p/fazia conchavos c/opositores e nos prejudicava. o PT central por ficar em cima do muro abandonando os do mensalão, e como tem parasitas nos comites. Portanto, realmente se n/começarem a fazer alguma coisa, como regularização da mídia golpista (que até a presidente da Argentina já fez c/a Global de lá) , vai ser dureza e cada vez pior chegarmos lá.

Responder

Rafael Gom T

16 de junho de 2014 às 21h12

Vamos fazer valer a exibição de um grande avanço da ciência!!!
Campanha pra ser mostrado o exoesqueleto funcionando no pontapé da FINAL!!!
https://www.facebook.com/pages/Campanha-Pontap%C3%A9-da-FINAL-Parapl%C3%A9gico-com-Exoesqueleto/1507969089417720?ref=hl&ref_type=bookmark

Responder

O Cafezinho

16 de junho de 2014 às 20h44

Jorge Couto E Silva Ninguém quer “controle político” da mídia. A mídia norte-americana é plural. Não existe uma Globo. Leia a matéria da Economist sobre a Globo, comparando Brasil e EUA. https://www.ocafezinho.com/2014/06/07/economist-hegemonia-da-globo-nao-tem-comparacao-no-mundo/

Responder

Deivyson Roris

16 de junho de 2014 às 20h01

E como vocês sabem tudo isso, os dois. De onde tiraram tais afirmações??

Responder

Antonio Luiz

16 de junho de 2014 às 16h45

Saiu no Blog do Zé Dirceu (Por Equipe do Blog, 16 jun 2014)

Armínio cobra transparência. Então, vamos falar das “medidas duras e impopulares”?

Merecia contar quantas vezes a palavra crescimento aparece na entrevista do representante para assuntos econômicos do tucanato, o ex-BC do governo FHC, dr. Armínio Fraga, publicada hoje em uma página inteira no jornal paulistano Valor Econômico. No pingue-pongue (pergunta e resposta na íntegra) do Valor, ele ataca de inflação, diz que o desemprego está aí, e que o Brasil não investe.

Também fala do social – a novidade que o tucanato aprendeu que deve sim falar, para eles, principalmente em campanha eleitoral… – e promete um crescimento entre 4% e 5% ao ano, além da convergência do índice de inflação para a meta de 4,5%.

Como? Não diz. Nada, obviamente, nenhuma palavra sobre como vão conseguir. Então, a gente tem que lembrar – comparar, desculpem, eles se irritam, mas é inevitável – dos tempos de FHC, quando Armínio Fraga, hoje o principal assessor do candidato Aécio Neves (PSDB) ao Planalto, era o presidente do BC. Lembrar (e comparar) da farra do mercado financeiro aqui com os juros na estratosfera, do desemprego, do salário mínimo, da tal “igualdade de oportunidades” agora mencionada pelo ex-BC.

Catilinária não vai ao cerne da questão econômica

O que temos nessa entrevista não passa da catilinária que vem sendo cotidiana no Brasil do caos que eles pregam. Basta analisar o fechamento da entrevista do economista que beira o riso. Depois de prometer todos os milagres que nunca fizeram e de cobrar “transparência” sem abordar sequer uma linha das tais medidas duras impopulares – estas sim que assustam, o ex-presidente do BC dispara a pérola:

“O brasileiro gosta do seu país, gosta de morar aqui, de investir aqui. Mas o grau de incerteza hoje é tal que as pessoas estão pensando em investir fora do Brasil, estão pensando até em sair do Brasil. Há um medo que vai além da economia, é medo político também. Há uma sensação de medo que as pessoas não têm coragem de manifestar abertamente. Medo de uma atitude contra a liberdade de imprensa, contra a democracia”. Que medo político, dr. Armínio? De novo com essa história? Medo da esquerda? De comunistas? Faltou verbalizar isto…

Sim, vocês leram isso. Dito por Armínio Fraga, “auto-nomeado” e visto também pelos analistas como futuro ministro da Fazenda de Aécio caso o mineiro se elegesse presidente da República em outubro próximo.

Cadê o detalhamento das medidas impopulares prometidas intramuros?

Bom, mas já que o “futuro ministro da Fazenda” de Aécio Neves está falando tanto, quando é que ele – ou o candidato Aécio – ou os tucanos vão explicar as “medidas impopulares”, ou “medidas duras” que o senador, intramuros, em reuniões fechadas, almoços e jantares com empresários, promete adotar caso se elegesse, e que vão trazer recessão braba, queda brutal do emprego, salário e renda para o Brasil e para os trabalhadores?

Quanto tempo mais eles vão continuar com esse jogo de cena, de público com esse blá-blá-blá e no privado garantindo aos rentistas, especuladores e neoliberais ortodoxos que adotarão as medidas duras e impopulares que os agradam e trarão a recessão?

Responder

Antonio Luiz

16 de junho de 2014 às 16h33

Deu na Globo:

Responder

Mauricio

16 de junho de 2014 às 16h29

Da tucanada so vem cinismo e conversa fiada. Quem sobreviveu aos governos tucanos os olha com desdem. Sai fora boca mole.

Responder

Jorge Couto E Silva

16 de junho de 2014 às 19h22

Nos EuA e Inglaterra não existe controle politico ou social da mídia, as agências de lá dizem respeito ao controle juridico da mídia que aqui é feita pelo Judiciário.

Responder

Yacov

16 de junho de 2014 às 16h09

Brasileiros pensando em deixar o País, aonde véio !?!? Só na cabeça ôca do Chicago Boy, arminio fraga… Se tem alguém querendo deixar o país só pode ser o povo da ÁREA VIP, que quer ficar mais próximo dos seus milhões OFFSHORE. CALA A BOCA, ARMINIO !!!

“ANOS tuKKKânus LEWINSKYânus NUNCA MAIS !!! NO PASSARÁN !! VIVA GENOÍNO !! VIVA ZÈ DIRCEU !! VIVA A LIBERDADE, A DEMOCRACIA E A LEGALIDADE !! VIVA LULA !! VIVA DILMA !! VIVA O PT !! VIVA O BRASIL SOBERANO !! LIBERDADE PARA JULIAN ASSANGE, BRADLEY MANNING E EDWARD SNOWDEN JÁ !! FORA YOANI e MÉDICOS COXINHAS !! ABAIXO A DITADURA DO STF DE 4 PARA A GLOBO !! ABAIXO A GRANDE MÍDIA CORPORATIVA, SEU DEUS ‘MERCADO’ & TODOS OS SEUS LACAIOS & ASSECLAS CORRUPTOS INIMPUTÁVEIS !! CPI DA PRIVATARIA TUCANA, JÁ !! LEI DE MÍDIAS, JÁ !!

“O BRASIL PARA TODOS não passa no SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO – O que passa SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

Responder

MARIA CARDOSO

16 de junho de 2014 às 16h08

o armínio fraga vai sempre defender as posições do capital, nenhuma novidade. não dá pra imaginar que a comunicação do estado brasileiro está mal porque o armínio fraga ainda não entendeu.
tenho lido e divulgado algumas páginas do governo federal e tenho me informado muito.

Responder

    Miguel do Rosário

    16 de junho de 2014 às 16h33

    Não falei isso. Falei para tomar cuidado porque eles estão divulgando esse
    lance da “censura” à imprensa, e com isso pondo em risco o mero debate sobre
    a democratização da mídia.

    Responder

O Cafezinho

16 de junho de 2014 às 18h03

Jorge Couto E Silva para nos aproximarmos de democracias maduras, como os países europeus e os EUA

Responder

Jorge Couto E Silva

16 de junho de 2014 às 17h59

Controle social da midia para quem?

Responder

    Yacov

    16 de junho de 2014 às 16h15

    Para a vovozinha, imbecil !!

    “O BRASIL PARA TODOS não passa no SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO – O que passa SISTEMA gloBBBo de SONEGAÇÃO é um braZil-Zil-Zil para TOLOS”

    Responder

Vitor

16 de junho de 2014 às 14h57

Caramba, assaltaram Portugal em Salvador!!!

Responder

    Miguel do Rosário

    16 de junho de 2014 às 14h59

    Pois é, eu vi, rs.

    Responder

Deixe um comentário