Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Veja tenta esconder aecioporto

Por Miguel do Rosário

03 de agosto de 2014 : 08h25

bessinha09876_1


 

Que a Veja se tornou um fenômeno antes psiquiátrico do que propriamente midiático, disso já sabíamos.

No entanto, ela se supera a cada dia.

Do psiquiátrico ela tem migrado para o escatológico.

O novo “escândalo” fabricado por ela revela o desespero de varrer o aecioporto para debaixo do tapete.

Do que se trata o escândalo?

Um vídeo com parlamentares aliados passando instruções ou apenas conversando com figuras aliadas, num preparativo para uma CPI.

CPI é um evento político. Tem situação e oposição.

A situação defende os aliados do governo.

A oposição ataca os aliados do governo.

Escândalo seria se flagrássemos Alvaro Dias tentando ajudar Graça Foster. Aí sim, todos ficariam espantados!

Tentar criar uma CPI da CPI corresponde ao apogeu do ridículo. É como ver um tucano devorando a própria cauda.

Ora, se a oposição tem espaço garantido na CPI, mesmo minoritário, então ela que faça as perguntas que quiser fazer.

Como fizeram, aliás.

A oposição fez perguntas incômodas a Graça Foster, a Sergio Gabrielli, a Nestor Cerveró.

Eles já foram diversas vezes ao Congresso. Porque há uma redundância. Há duas CPIs, sobre o mesmo tema, acontecendo ao mesmo tempo.

Cada vez que Graça Foster vai a CPI, para repetir a mesma coisa, ela deixa de trabalhar, e isso atrapalha a Petrobrás.

Petrobrás cuja produção tem batido recorde e cujas ações se valorizaram mais de 70% nos últimos meses.

Foster, Gabrielli, Cerveró, estiveram várias vezes no Congresso, em CPIs.

Os tucanos é que nunca dão as caras em CPIs que os investigam.

Como eles são blindados e protegidos pela mídia, quase não há CPI investigando tucano.

E quando há, a mídia faz de tudo para abafá-la, até porque, sempre que se investiga tucano, a mídia entra na história. Como réu.

Foi o caso da CPI do Cachoeira. Mais um pouco, e se tornaria uma CPI da mídia, porque o Brasil estava descobrindo as relações íntimas entre a bandidagem e o jornalismo.

É hora de chamar Aécio Neves numa CPI para explicar porque construiu aeroporto na terra de seu tio, e porque este foi o aeroporto mais caro do Brasil.

É hora de chamar os chefões da Globo para explicar a sonegação de R$ 615 milhões, feita através de uma “intrincada engenharia financeira para ludibriar a Receita”, segundo as palavras do auditor fiscal responsável pelo processo.

A Petrobrás é importante demais para ser alvo de abutres que sempre quiseram destruí-la.

A Petrobrás é uma empresa mista regulada, supervisionada, monitorada, por diversos órgãos, nacionais e internacionais.

Se existe uma coisa a ser investigada na CPI da Petrobrás é o afundamento da plataforma P-36.

Era a maior plataforma do mundo. O prejuízo foi incalculável.

Morreu gente.

Enquanto Gabrielli e Graça Foster compraram refinarias, construíram outras, e apostaram no crescimento da produção de petróleo bruto de um lado e refinado de outro, os tucanos venderam metade da Petrobrás para fundos abutres da Bolsa de Nova York.

Não descobriram petróleo. Não fizeram nem compraram refinarias.

Apenas privatizaram, sucatearam e afundaram a maior plataforma do mundo.

Hoje uma boa parte do lucro da Petrobrás vai para bilionários estrangeiros.

Esses mesmos bilionários fazem pressão, através da mídia, para que a Petrobrás dê lucro rápido e fácil, para eles gastarem em festinhas, iates e… jatinhos.

Jatinhos que pousam em aeroportos particulares construídos, no caso de Minas Gerais, com dinheiro público.

Brasil quer saber como afundou a P-36


 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

35 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Antonio Carlos Ribeiro

05 de agosto de 2014 às 19h04

Entendeu porque Globo integra a GAFE (Globo,Abril,Folha,Estado)?!

Responder

Simone Araujo Mendes

04 de agosto de 2014 às 22h10

A Veja não serve nem pra limpar o fiofó.

Responder

Márcio Specht

04 de agosto de 2014 às 18h53

Leitor da Veja não tem vergonha na cara!

Responder

Israel Just da Rocha Pita

04 de agosto de 2014 às 12h23

Eu não aguento mais ver o PT não partir para investigar as falcatrua do PSDB como um caso como este da plataforma ninguém se punido. Este pessoal do PSDB é blindado pelo Próprio governo do PT. Porque o PT assim que assumiu o governo não botou a P.F. no caso? pensei que a P.F. era para defender o patrimônio do país.

Responder

Euler

04 de agosto de 2014 às 11h25

Disse tudo e mais alguma coisa, Miguel do Rosário. Esta veja (minúsculo, por favor) é uma FRAUDE. Tal como o “jornalismo” (aspas em negrito, para reforçar o sentido de negação ou de interrogação) da Globo, da Band, da Folha e outras mais. Que pobreza vivem o Brasil e o mundo em matéria de jornalismo nos meios tradicionais de comunicação. Ainda bem que temos a Internet hoje para fazer o contraponto.

Responder

Alexandre Gerhardt

04 de agosto de 2014 às 12h11

!

Responder

Vitor

04 de agosto de 2014 às 08h45

A situação da Veja é vergonhosa. Não consigo entender como eles mesmos não entendem que estão matando a revista e daqui um tempo não venderão um único exemplar… Não vou nem entrar no aspecto jornalistico ou ideológico-partidário, mas comercial mesmo. Essa revista vai falir e não vai demorar muito, daqui a pouco até o tucano mais fanático vai perceber.
PS: Miguel, as valorizações da Petro não chegam a 70% nos últimos meses. Se pegarmos a cotação mínima do ano da PTR4, é de 17/mar, quando atingiu 12,57. Sexta-feira passada (01/ago) fechou em 19,01. Variação nos últimos meses portanto de 51%.

Responder

Dorgival

04 de agosto de 2014 às 07h18

Cadê o Luiz Mourão que disse a Globo pagou os impostos? Se escondeu? Deve ter recebido uma grana para dizer que ” estudou o processo”. Nem leu e nem estudou não tem resquício de inteligência para tanto. Um pilantra plantando mentiras para poder continuar assistindo novelas na falta do que fazer.

Responder

Vilson

04 de agosto de 2014 às 00h12

Vou postar um link aqui onde você ou qualquer um poderá ver um histórico completo do período PSDB/FHC no governo. Depois de clicar no link e abrir a página, clica em cima da imagem que mostra algumas manchetes da folha de São Paulo, lá vão parecer todas as manchetes de capa da folha no que se refere a economia, emprego, saúde, habitação, inflação, juros, FMI etc, falando do período mais nefasto para a economia e entrega das nossas estatais a preço de banana feitas pelo FHC/PSDB!

https://www.facebook.com/pages/Nos-tempos-do-FHC-PSDB/590003471081591

Responder

jõao

03 de agosto de 2014 às 22h40

http://ajusticeiradeesquerda.blogspot.com.br/2014/08/fique-sabendo-com-voces-nosso-novo.html

AUG
3
FIQUE SABENDO: Com vocês, nosso novo documentário: “Helicoca – O Helicóptero de 50 milhões de reais”
DCM
http://www.youtube.com/watch?v=i_hJDNvaeKM#t=355

Joaquim de Carvalho
Joaquim de Carvalho
Você conhece a história. Em novembro de 2013, 445 quilos de pasta base de cocaína foram apreendidos numa fazenda de Afonso Cláudio, no Espírito Santo.

A droga fora transportada num helicóptero da família Perrella, de Minas Gerais. Em menos dois meses, Zezé e Gustavo Perrella — pai e filho amigos e aliados de Aécio Neves — foram isentados de responsabilidade sobre o crime, segundo um delegado da Polícia Federal bastante apressado. Em seis, todas as pessoas autuadas em flagrante foram inocentadas.

O DCM contou as imbricações do escândalo em uma série de reportagens que batizamos de “O Helicóptero de 50 milhões de reais”. As matérias foram financiadas por nossos leitores num esquema de crowdfinding com a plataforma Catarse.

O experiente jornalista Joaquim de Carvalho realizou um trabalho notável. Conversou com juízes, advogados, promotores, políticos etc. Revelou que, na rota do chamado Helicoca (o apelido carinhoso que o processo ganhou na Justiça), houve uma parada num hotel fazendo em Jarinu, interior de São Paulo. Parte da carga pesada teria ficado ali. A polícia não deu prosseguimento à investigação.

Entrevistou o piloto da aeronave, Alexandre José de Oliveira Júnior, que trocou mensagens de celular, no dia da ocorrência, com Gustavo Perrella. Num encontro tenso, Alexandre contou que fora contratado para trazer “eletrônicos e medicamentos veterinários do Paraguai”. Para ele, “era contrabando de mercadorias, não tráfico de drogas”.

Em Minas, JC visitou a fazenda dos Perrellas. Antecipamos, com exclusividade, que o Ministério Público do Estado denunciou o deputado federal Gustavo Perrella por uso indevido de verbas da Assembleia Legislativa.

Lançamos agora o nosso documentário sobre o Helicoca. A direção é de Alice Riff, de “Dr. Melgaço”, o primeiro projeto de crowdfunding do DCM.

O vídeo levanta várias questões sobre a impunidade, sobre a guerra às drogas, sobre as relações promíscuas entre poder, justiça e polícia no país. Um capítulo pode ter chegado ao fim, mas o caso está longe de ser encerrado. Nosso compromisso continua sendo, como sempre, manter você a par de tudo.
http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-dcm-apresenta-nosso-novo-documentario-helicoca-o-helicoptero-de-50-milhoes-de-reais/

Sobre o Autor
Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo. Jornalista e músico. Foi fundador e diretor de redação da Revista Alfa; editor da Veja São Paulo; diretor de redação da Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas.
Postado há 7 hours ago por Blog Justiceira de Esquerda

Responder

Maria Helena

03 de agosto de 2014 às 22h25

Será que é isso que queremos para o Brasil?
http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/2014/08/1494444-1-mais-rico-de-sp-abocanha-20-da-renda-da-cidade-ha-dez-anos-eram-13.shtml

Responder

Maria Helena

03 de agosto de 2014 às 22h07

Relação entre aecioporto e heliPÓtero
http://www.revistaforum.com.br/blog/2014/08/o-encontro-de-dois-escandalos/

Responder

antonia Felix

03 de agosto de 2014 às 21h58

Essa revista é um lixo. Como todo lixo atrai ratos e seus assemelhados. Não somos burros para sintonizar com essa imbecilidade tucana. Peço aos céus e a todos os seres superiores que permitam o Espírito Santo agir sobre cada um e nos orientar para afirmar este projeto em curso que pós fim a exclusão social de quase metade da população em mais de 500 anos de abandono. Sei do falo. Luz para todos. Parabéns ao o Cafezinho!

Responder

Marcos Cardoso Silveira

03 de agosto de 2014 às 18h55

A Veja ( Vamos Eleger Já Aécio) é uma fábrica de escândalos. Mais vergonhoso que seus “escândalos” é lê-la ou citá-la. O Coxinha acha isso o máximo.

Responder

Miguel Angelo da Silveira

03 de agosto de 2014 às 18h50

Cadê o coxinha que estava aqui? O PT comeu…e passou mal.

Responder

manelito

03 de agosto de 2014 às 14h45

Lula para todos em 2018.!!! (corrigindo)
Dilma no 1º turno em 2014.!!!!

Responder

manelito

03 de agosto de 2014 às 14h44

Lula para todos em 2014.!!!
Dilma no 1º turno em 2014.!!!!

Responder

Clademir Marques da Silva

03 de agosto de 2014 às 17h32

Essa plataforma foi sabotagem para sucatear a Petrobras.

Responder

Leinig Perazolli

03 de agosto de 2014 às 14h38

Zé Roberto, veja o filme de Wall e se pergunte, fomos manipulados na infância, faltou educação para termos discernimento? Tudo isto até a verdade aparecer, assim como apareceu a verdade da copa… We don’t need self control …

Responder

Saguy Tenório

03 de agosto de 2014 às 14h34

Hummmm

Responder

Saguy Tenório

03 de agosto de 2014 às 14h30

Voar voar…

Responder

Messias Franca de Macedo

03 de agosto de 2014 às 11h03

… O PIGolpista até que demorou na tentativa de retirar o ‘Never’ das cordas do nocaute!…

Responder

Messias Franca de Macedo

03 de agosto de 2014 às 10h56

… Tapei as narinas, e ‘zapiei’ o portal da Folha: nenhuma menção ao “escândalo da ‘veja'”! O golpismo midiático “está fazendo água”: boa notícia para a Cantareira”! Pausa para rir desta oPÓsição de merda!…

Responder

    Elinton

    03 de agosto de 2014 às 19h11

    Boa, também fiz isso, embora seja difícil ficar uns minutos sem respirar. Até olhei o G1 (depois tomei banho de sal grosso), e não vi nada por lá também. Foi tão mal feito que já desistiram.

    Responder

Messias Franca de Macedo

03 de agosto de 2014 às 10h46

Prezado e conspícuo jornalista Miguel do Rosário,

não podemos esquecer:

[Fatídica e famigerada era FHC] Petrobras muda de nome para PetroBrax

Por CHICO SANTOS E
ISABEL CLEMENTE
DA SUCURSAL DO RIO
Da Folha de São Paulo

São Paulo, quarta-feira, 27 de dezembro de 2000

Nova marca comercial melhoraria participação internacional; custos para refazer logotipo chegam a US$ 50 mi
(…)
O novo nome foi escolhido pela agência paulista de design Und SC Ltda, contratada sem licitação. Segundo Reichstul, desde que deixou de ser monopolista, a estatal obteve flexibilidade legal para esse tipo de contratação.
Segundo Alexandre Machado, consultor da presidência da Petrobras, a estatal está pagando R$ 700 mil à Und por um contrato de um ano, iniciado em abril.
Machado disse ainda que a mudança da logomarca em todas as instalações da empresa deverá custar US$ 50 milhões à Petrobras, num processo previsto para durar seis meses.
(…)

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi2712200008.htm

Responder

janio

03 de agosto de 2014 às 10h26

O melhor mesmo é uma reflexão sobre o formato do Estado Brasileiro e verificar a quem sempre serviu!!! Também é de importância analisar o porquê a grande imprensa, ou melhor, as empresas de comércio jornalístico a quem sempre serviram!!!! Portanto, deslizes políticos cometidos pelo campo da esquerda que não se compara com todos os anos de corrupção colocados debaixo do tapete pela mídia brasileira porque feria seus próprios interesses. Aliás, este Estado só tem servido às benesses de uma burguesia que quando seus interesses são colocados em risco sempre apelaram para golpes de Estado patrocinado pela grand mídia, portanto, é importante uma reflexão mais aprofundada e verificarmos que nesses 12 anos incompletos já se transformou o país sem ficar de joelhos para o estrangeiro como sempre foi com os eleitos direitosos e golpistas!!!

Responder

Jose Roberto

03 de agosto de 2014 às 13h03

e os petistas achavam que iriam ficar batendo no AÉCIO por causa do aeroporto em minas,mas o pt e o governo não fica muito tempo sem um escândalo,agora é a vez da oposição encher o saco como fizeram os puxa sacos do governo do pt,e o povo brasileiro perplexo nesse mar de lama que se transformou a política brasileira,LIXOS

Responder

    Elinton

    03 de agosto de 2014 às 19h12

    Com essa besteira que nem a Folha/UOL nem o G1, publicaram? Acho que não!

    Responder

Augusto Vilas Bôas

03 de agosto de 2014 às 12h03

Realmente, maior prejuízo que a refinaria, mas cadê os responsáveis. Ah!!! Os coxinhas comeram…

Responder

Gilberto Marcio Hilario Ferreira

03 de agosto de 2014 às 12h02

Responder

Gilberto Marcio Hilario Ferreira

03 de agosto de 2014 às 12h02

Responder

Gilberto Marcio Hilario Ferreira

03 de agosto de 2014 às 12h02

O que eles não querem mostrar…..

Responder

marlos

03 de agosto de 2014 às 08h56

Querem ressuscitar uma cpi nascida morta.

Responder

    Elinton

    03 de agosto de 2014 às 19h13

    Estão requentando. Haja desespero! E agora, CPI da CPI?

    Responder

Deixe um comentário