Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Japão acredita no crescimento do Brasil

Por Miguel do Rosário

04 de agosto de 2014 : 15h58

Como de praxe, temos que buscar declarações da mídia e autoridades estrangeiras para não sucumbirmos à onda de pessimismo vendida por nossa imprensa.

Leia o que disse o presidente da Mitsubishi para a América Latina, Seiji Shiraki, segundo o Valor:

“Nos últimos 12 anos do governo do PT, o PIB [Produto Interno Bruto] cresceu uma média anual de pouco menos de 3%. É um grande número. Para os próximos dez anos não será muito diferente, a economia brasileira é promissora”, reiterou Shiraki, acrescentando que vê oportunidades para a Mitsubishi crescer no país, principalmente nos setores automotivo, naval e agrícola.

Setores “automotivo”, “naval” e “agrícola”…

O setor de autopeças, pese o recuo em junho, que arrastou toda a produção industrial brasileira, permanece um dos mais fortes e dinâmicos do planeta, além de estar instalado num dos maiores países do mundo, cuja população de 201 milhões deixa qualquer grande industrial com água na boca.

Agora, está claro que a indústria brasileira tem problemas. Entre eles, a falta de criatividade. Isso não é culpa do governo. É preciso investir no desenvolvimento de novas tecnologias, novos maquinários, produtos mais modernos e mais econômicos para o consumidor.

Outro vício histórico da indústria brasileira é focar as vendas nas classes mais ricas. De certa maneira é o que tem acontecido com o setor de autopeças, cujos novos lançamentos oferecem preços cada vez mais inacessíveis.

Parece evidente que esta tendência, somada ao aumento dos juros básicos, de um lado, e dos spreads bancários de outro, interromperam bruscamente o acesso das classes trabalhadoras aos novos modelos lançados pelas montadoras.

Diante desse quadro, o trabalhador opta pelo mercado de carros usados, que não move a indústria.

O governo, por sua vez, tem culpa por não tocar o bumbo do transporte ferroviário. Fiquei sabendo, por um internauta eleitor do PSDB, que o trem-bala foi adiado para 2018. Ótimo! É tanto silêncio que pensei que havia sido abandonado. Mas e o projeto de ligar várias capitais com trens-balas? E o projeto de criar uma indústria ferroviária no país, para baratear e popularizar metrôs, vlts, trens de superfície, trens-balas, etc, nas cidades médias e grandes?

Precisamos de trem-bala para ligar Belo Horizonte à São Paulo e Rio de Janeiro. Trens-balas para ligar todas as capitais do nordeste entre si. Precisamos de metrôs, ou mais metrôs, para reduzir os engarrafamentos em todas as metrópoles. Precisamos de trens de carga para escoar as safras agrícolas. De preferência, trens que levem os produtos diretamente ao Pacífico, atravessando o Peru, para reduzir os custos de exportação para a Ásia.

Isso tudo tem de ser trazido ao conhecimento do povo brasileiro.

image


PS: Um vídeo sobre o tema:


Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

53 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

flavio jose

08 de agosto de 2014 às 08h48

Sr. Antônio Victor: suas palavras sobre os empresários brasileiros, para uma boa parte foi generosa, deveria ter usado a palavra incompetentes que é mais correta.

Responder

lia vinhas

07 de agosto de 2014 às 13h26

Precisamos urgentemente de uma política forte de ferrovias por todo o país para acabar com o argumento dos grandes produtores do agronegócio de que o alto npreço dos produtos agícolas se deve sobretudo ao preço do seu transporte de uma cidade a outra. Enquanto não sai a reforma agrária possível, que pelo menos se deite por terra esse argumento falacioso.

Responder

Rodrigo Toledo

06 de agosto de 2014 às 17h39

Achei umas 10 fontes..mas nao importa…petista é burro e alienado.

Responder

Rodrigo Toledo

06 de agosto de 2014 às 17h36

Qtos links quer q eu poste para te mostrar que as vendas no varejo têm caido? http://exame2.com.br/mobile/economia/noticias/faturamento-do-varejo-cai-pela-3a-vez-diz-fecomerciosp

Responder

Rodrigo Toledo

06 de agosto de 2014 às 17h26

Meu amigo eu postei ali os indices oficiais..com fontes…a inadimplencia explodiu..tá ali..fonte oficial..nao fico de bla bla bla nao…outro ponto, busque os indicadores bancarios de processo de busca e apreensao de veiculos…explodiram..leiloes de carros apreendidos agora acontevem semanalmente..nao seja idiota..

Responder

Sonia Beligerante

06 de agosto de 2014 às 08h23

Vamos aos fatos. Primeiro, chega de assassinar o Português. Não aguento mais ver vocês confundindo “a” preposição com “há” do verbo haver. E tem mais. Chega de meter crase em todos os “as” . Lembrem-se que o “a”craseado é a fusão do “a” artigo com o “a” preposição, não se pode usar antes de palavras masculinas. Se está na dúvida se deve usar “a” ou “há” pense que o verbo haver como algo parecido com o verbo existir ou ter.

Responder

Maria

05 de agosto de 2014 às 14h45

Miguel você viu as novos projetos de Ferrovias divulgadas pelo Ministério dos Transportes? E balanço do PAC2? Dê uma olhada!

Responder

Mari Martinelli

05 de agosto de 2014 às 13h52

Menega Fernandez

Responder

Alexandre Guedes

05 de agosto de 2014 às 10h29

Rodrigo Toledo vai passar vergonha….se for mostrar os indices do varejo…vai ficar igual ao Mainardi e a Miriam Leitao….calados e se ousarem falar gaguejam

Responder

Alexandre Guedes

05 de agosto de 2014 às 10h22

Rodrigo Toledo se en encontrar….publique….

Responder

Rodrigo Toledo

05 de agosto de 2014 às 04h19

Petista tem sindrome do Dr Pangloss.

Responder

Eutalia Nogueira

05 de agosto de 2014 às 03h26

Miguel,vc leu que fui grande amiga de seu pai? Moramos até juntos ( Marcílio tb) em Santa Tereza)

Responder

Rodrigo Toledo

05 de agosto de 2014 às 03h26

Outro ponto: os bancos amos o Brasil..maior spread do mundo com cada vez mais gente fazendo CDC´s xD

Responder

Rodrigo Toledo

05 de agosto de 2014 às 03h14

Sugiro baixar o mesmo relatório referente a pessoa juridica,..os números também são preocupantes e resultantes de um esfriamento da atividade industrial….(por favor, não vá dizer que o serasa é financiado pelo PSDB hein)

Responder

    Guerson

    05 de agosto de 2014 às 01h29

    Não é que é mesmo?!

    Responder

Rodrigo Toledo

05 de agosto de 2014 às 03h10

A Srta Alice Dantas se esquece que o crédito até então era extremamente facilitado, o que mudou na semana passada, devido maior índice de inadimplência dos últimos 10 anos, conforme relatório do Serasa disponivel aqui http://noticias.serasaexperian.com.br/indicadores-economicos/inadimplencia-do-consumidor/ falta ao “novo público da classe média” educação financeira para não se atolar em dívidas….baixe os indicadores e espante-se com o incremento do número de anotações ( neste link somente pessoas físicas)..

Responder

Tiago Nunes

04 de agosto de 2014 às 22h41

A Veja nunca mostraria isso!

Responder

Elias Moreira da Silva

04 de agosto de 2014 às 23h49

Sr. Marcos Rogeres a maior população Japonesa fora do Japão moram aqui no Brasil se eles gostasem de bomba estariam morando na faixa de Gaza Iraque Siria etc. O ministro Japones esta mentindo contando piada? Fala serio.

Responder

Fernando Possenti

04 de agosto de 2014 às 23h24

Fábricas da BMW, Mercedes e Audi no Brasil, Marcus, estariam loucos os CEOs dessas marcas? Será que só você está certo?

Responder

Marcus Rogeres

04 de agosto de 2014 às 22h35

Japonês pra investir numa bomba dessas ..piada bem bolada

Responder

    Scan

    04 de agosto de 2014 às 22h34

    O vira-latas só acredita na Veja.
    Ahahahaha!
    Fracassado.

    Responder

Marcus Rogeres

04 de agosto de 2014 às 22h35

Japonês pra investir numa bomba dessas ..piada bem bolada

Responder

Shirley Lima

04 de agosto de 2014 às 22h05

Falou ,Alice Dantas, hj o face eh seu!!

Responder

Shirley Lima

04 de agosto de 2014 às 22h05

Falou ,Alice Dantas, hj o face eh seu!!

Responder

Irene Lengler

04 de agosto de 2014 às 21h56

Parabéns Alice Dantas!! Tem que mostrar estas verdades !! Porque a grande mídia só tem urubologos , por conta das eleições!!!

Responder

Kleber Carvalho

04 de agosto de 2014 às 18h56

Miguel, vc é um cidadão influente e bem informado, veja a possiblidade de na próxima entrevista com o Lula, que ele possa fazer com que este texto chegue às mãos de quem efetivamente pode iniciar este projeto, vc mencionou setores cruciais para a nossa economia e estas obras são em caráter de urgência, o país vai crescer e precisará de uma infraestrutura digna para atender a população.

Responder

Alice Dantas

04 de agosto de 2014 às 21h50

Agravou a questão elétrica? A inflação está descontrolada? Apagão Moral , de quem do Aécio? Da filha do Serra? Da Cantareira?
Conhecem o Barra Shopping – Barra da Tijuca/RJ?
Por favor programem um passeio neste Barra Shopping num fim de semana: Praça de Alimentação, briga por cadeira; Cinema compre com antecipação de 3 horas, se não vai ficar sem o filminho…, lojas cheias, principalmente as de departamentos ( rico não compra em Loja de Departamentos), quem está neste Shopping? Qual a população que frequenta? Classe C e ascensão e a Classe Média/Média….
Tentem comprar uma passagem para New York de um dia para o outro…..não dá!!! O Vôo está cheio…..Miami? Paris? Roma ? Quer encontrar brasileiro comprando e enchendo mala? Vai pra lá nos Outlet….
Sabe quanto era o dólar com FHC? Quase R$ 4,00. E o Euro? Quase R$ 6,00…
Apagão é que esta mídia nojenta faz com este povo aqui.
Façam uma pesquisa sobre a Fortuna da Familia Roberto Marinho daquela desgraça da Ditadura, até os dias de hoje…. Eles ganharam MT MT MT MT , vendendo o nosso País para especuladores…..dando notícias maquiadas, podres….
Por que o Santander não arruma a trouxinha deles e vazam ? Porque a Espanha, País de origem deles está pedindo pinico e é AQUI que os Bancos estão enchendo a sacolinha.
Acorda !!!!!

Responder

    JUBA

    05 de agosto de 2014 às 11h49

    A filha do Serra é acionista do Mercado Livre, maior site de venda online das Américas. Isto porque ela não acredita no Brasil.

    Responder

Neuza Palaro

04 de agosto de 2014 às 21h31

Alguém pode me informar quando vai ser a inauguração dos aécioportos?

Responder

Lulu Pereira

04 de agosto de 2014 às 21h22

legal esse lance do trem bala e metrô, muito nelhor que carro, ônibus e avião, dou força, mas tem que investir na bicicleta, como o haddad pretende e temos que acabar com essa porcaria do agronegócio, antes que essa merda destrua o planeta.

Responder

Takeo Watashiwa Watashiwa

04 de agosto de 2014 às 21h02

o/ :D <3

Responder

Takeo Watashiwa Watashiwa

04 de agosto de 2014 às 21h01

<3 o/ :D

Responder

Miguel Angelo da Silveira

04 de agosto de 2014 às 20h44

Francisco, sim o Joaquim Barbosa, seu parente?, é prova do apagão moral. Há que ser incluído o ‘apagão’ da água na S. Paulo tucana!

Responder

Johnny Bosco

04 de agosto de 2014 às 19h52

Daniel Junqueira

Responder

Francisco Barbosa

04 de agosto de 2014 às 19h38

falaram tanto de APAGAO do FHC que hoje temos um APAGAO ELETRICO e outro MORAL !

Responder

    Guerson

    05 de agosto de 2014 às 01h42

    Quê? Tá louco? Esteve com Aécio nos últimos dias, foi? Santa-mãe!

    Responder

Alexandre Gerhardt

04 de agosto de 2014 às 19h37

Responder

Rodrigo Toledo

04 de agosto de 2014 às 19h36

Sim..concordo…é um assunto que merece muita atencao…desde antes do fhc isso já era um grande problema que só se agravou…

Responder

O Cafezinho

04 de agosto de 2014 às 19h35

claro, rodrigo toledo. É idiota pensar que o Brasil é perfeito. Acho melhor não falar em energia elétrica para indústria, pq na época de FHC isso era luxo. O apagão e a falta de investimento era a regra.

Responder

Vitor

04 de agosto de 2014 às 16h31

Miguel, li essa reportagem! É muito bacana que os japoneses tenham essa confiança (de longo prazo) no Brasil… É importante também olharmos para as críticas que os japoneses fazem em nossa economia, pois se atacarmos esses problemas, podemos nos tornar ainda mais atrativos.

Os japoneses bateram nas seguintes questões:
– alta e complexa carga tributária
– energia elétrica muito cara
– precariedade da infraestrutura
– qualificação da mão-de-obra

Quatro ótimos temas para Dilma acertar a mão em seu segundo mandato. Acho que ela já fez algo importante em infraestrutura (principalmente com as concessões de aeroportos) e avançou um pouco em qualificação da mão-de-obra. Ainda temos um longo caminho pela frente…

Responder

    Miguel do Rosário

    04 de agosto de 2014 às 16h38

    Sim, Vitor. Os problemas são os que todos sabem.

    1) A carta tributária tem que ser simplificada, e reduzida para classe média e pobres, e ampliada para ricos.

    2) energia elétrica tem que esperar o término das novas hidrelétricas.

    3) infra-estrutura, estamos fazendo. o brasil é o maior canteiro de obras do mundo hoje.

    4) qualificação de mão de obra, estamos fazendo (pronatec está morando milhões por ano).

    abs

    Responder

      Vitor

      04 de agosto de 2014 às 16h52

      Perfeito Miguel, é nesse caminho que precisamos evoluir… Desses itens todos, o mais complexo de mexer, na minha opinião, é a reforma tributária (por causa dos nossos queridos parlamentares)…

      No mais, concordo muito com o que vc disse no texto, precisamos avançar em ferrovias!

      Ah, só de curiosidade, você é a favor ou contra Belo Monte?

      Responder

        Miguel do Rosário

        04 de agosto de 2014 às 17h49

        a favor

        Responder

          Vitor

          04 de agosto de 2014 às 17h51

          Também sou!

    Anônimo

    04 de agosto de 2014 às 16h40

    bela observação Vítor!

    Responder

    adelson oliveira

    04 de agosto de 2014 às 16h42

    bela sacada vitor!

    Responder

Rodrigo Toledo

04 de agosto de 2014 às 19h27

Ainda bem que colocaram o link da reportagem do Valor
.quem ler a reportagem toda vai ver que esse “acreditar” dos japoneses tem grandes preocupações que todos nós já conhecemos: altos impostos, energia eletrica cara demais diminuindo a competitividade de nossas industrais..acesso aos portos nao otimizadas etc…

Responder

Francisco Barbosa

04 de agosto de 2014 às 19h18

perdeu PTralha !

Responder

Rodrigo Toledo

04 de agosto de 2014 às 19h15

Ué…posso postar aqui dezenas de links de publicacoes internacionais sérias que estao preocupadas com nossa situacao economica mas claro que v6, petistas, vao desmerecer a midia em questai. Falou bem, é digno de nota e fonte fidedigna e imparcial, falou mal é mentirosa e manipuladora…e assim vai..

Responder

Paulo Alves Monteiro

04 de agosto de 2014 às 19h04

Todo mundo acredita , menos o brasileiro aterrorizado pela mídia !!

Responder

Deixe um comentário