Ato em defesa da imprensa

Os verdadeiros autoritários

Por Miguel do Rosário

09 de agosto de 2014 : 03h26

CHARGE~1 (1)


 

A tentativa da Globo de criminalizar alterações fúteis numa página aberta do wikipédia, e inventar um fantasma de autoritarismo, apenas ressalta o perigo com o qual o Brasil se depara hoje: tornar-se uma grande Minas Gerais, onde qualquer crítica é sistematica e violentamente censurada.

O governo Aécio não “altera verbetes” de jornalistas. Ele manda cortar a cabeça de quem ousa fazer jornalismo independente.

A história é conhecida. Alguns estudantes de jornalismo fizeram um ótimo documentário sobre a censura ao jornalismo durante o governo Aécio.

Assista-os na íntegra se puder.

Vale a pena também ler um texto de Marcelo Beraba, na época ombudsman da Folha, em que trata Minas Gerais como um “case” para se entender como a imprensa não deve ser.

Diz Beraba: “O que impressiona é a abulia e a submissão da imprensa. As notas e reportagens publicadas reproduzem acriticamente os dados oficiais divulgados pelo governo de Minas. Não há o contraditório, não há o questionamento, não há a dúvida, não há a curiosidade para um aprofundamento do tema. A cobertura jornalística obedece ao tempo e ao enfoque determinados pelo governo de Minas.”

Tão diferente do que fazem com a Dilma, né?

Fernando Massote, em artigo publicado no Observatório da Imprensa, explica melhor o processo de censura exercido pelo governo Aécio sobre a liberdade de imprensa.

“(…) A terceira e decisiva leva de apoio para se reeleger em condições tão favoráveis foi o controle, com mão-de-ferro, da imprensa local. Os jornais, rádios e TVs, a chamada “grande imprensa”, sofrem, desde a primeira eleição de Aécio Neves, em Minas Gerais, o controle indefectível do Palácio da Liberdade.

A rigorosa censura aeciana

Este último fato foi confirmado pela própria divulgação da matéria do Le Monde, que não foi publicada na íntegra por qualquer meio de comunicação. O Palácio da Liberdade, com sua legião de marqueteiros e assessores de imprensa sempre a postos para blindar o governador de qualquer crítica, estendeu, sobre a matéria, as finas malhas de sua censura aos órgãos de imprensa – não só mineiros, mas também nacionais. Estes últimos, displicentes e/ou coniventes, se submeteram, docilmente, publicando os releases de Aécio com os trechos selecionados da matéria do jornal francês onde, evidentemente, não apareciam as críticas que lhe foram feitas.

A matéria do Le Monde confirma, ainda, com uma ponta não dissimulada de dramatismo, a rigorosa censura aeciana, ao divulgar a opinião crítica longamente contida de um jornalista que acompanhou a trajetória de Aécio Neves na Câmara dos Deputados por 16 anos e não quis deixar que o próprio nome fosse divulgado.”

Assista também a esse vídeo, com informações sobre a violência de Aécio contra jornalistas.

E se você não está convencido de que o autoritarismo e a violência contra jornalistas não estão no governo Dilma, mas que estarão presentes, com muita força, num eventual governo Aécio, confira a postura “elegante” do vice de Aécio, o senador Aloysio Nunes, quando é confrontado com uma pergunta crítica.

Aloysio Nunes perde totalmente o controle e agride com incrível virulência verbal o blogueiro que tenta entrevista-lo.

O último escândalo da Globo é um acréscimo de uma interjeição ao verbete de Miriam Leitão. Um internauta, usando o wifi público do Palácio do Planalto, acrescentou \O/ ao final de uma frase.

Ora, o que é melhor, ser xingado, perseguido, quase espancado, e depois ainda ter seu equipamento apreendido por ordem da autoridade descontente, ou sofrer uma alteração bobinha em seu verbete na Wikipédia?

Alteração esta que, é bom lembrar, você pode reverter a qualquer momento.

É preciso botar os pingos nos is sobre quem é o autoritário.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

13 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Filipe Pinheiro

12 de agosto de 2014 às 01h31

Mário Monteiro

Responder

Filipe Pinheiro

12 de agosto de 2014 às 01h31

Mário Monteiro

Responder

Maria J. Gama

11 de agosto de 2014 às 23h16

Só o fato da globo ter dado tanta importância a essa bobagem, dá pra desconfiar, que é algo plantado para criar factóides no intuito de esconder os aécioportos!

Responder

Elias Moreira da Silva

11 de agosto de 2014 às 22h21

É exatamente isso Gilda Azevedo nem todo pobre tem tv. por assinatura e nem parabolica são obrigados a engolir isso, nessa estou fora.

Responder

Rodrigo Toledo

11 de agosto de 2014 às 19h39

Sim…uma grande ameaca…pq a populacao pobre nao desliga a tv e vai ler um livro? Ouvir as noticias no radio…ninguém é obrigado a assistir tv….

Responder

Antonio Carlos Menezes Reis Reis

11 de agosto de 2014 às 18h45

A rede Globo se tornou uma grande ameaça à população pobre desse país, ameaça porque procura desestabilizar um governo voltado para os pobres, que graças as suas políticas sociais vem diminuindo esse numero de pobreza.

Responder

Cida Jube

11 de agosto de 2014 às 18h01

Por mais democracia, DILMA reeleita no primeiro turno.

Responder

Gilda Azevedo

11 de agosto de 2014 às 17h03

Sem contar com a “audiência passiva”: salas de espera, principalmente em consultórios médicos e odontológicos, que não só têm seus televisores ligados na Globo, como também, para completar a lavagem cerebral, ainda deixam a revista Veja para leitura.

Responder

O Cafezinho

11 de agosto de 2014 às 16h55

300 canais? na tv aberta são apenas alguns poucos. em alguns lugares só pega a globo

Responder

Rodrigo Toledo

11 de agosto de 2014 às 16h46

Porque o povo se preocupa tanto com a globo..até que parece que nao existem mais 300 canais para assistir…

Responder

Celia Maria Rodrigues Silva

11 de agosto de 2014 às 16h19

Caso Aécio seja vitorioso nas urnas em outubro próximo, estamos acabados, acabou a Justiça, liberdade de Imprensa em todo o Brasil.Será parecido com a época da ditadura, a prova é o que acontece em Minas Gerais.

Responder

Florbela Duarte

11 de agosto de 2014 às 16h12

compartilhando

Responder

José Carlos lima

10 de agosto de 2014 às 04h53

Baseado no instituto DataFolha a Globo fez uma série de reporcagens sobre as preocupações dos brasileiros tendo em vista as eleições. Foi uma espêcie de horãrio gratuito do PSDB, sendo que a partir de amanhà inicia uma série de reportagens com os candidatos mais bem colocados, dentre eles o Pastor Everaldo que, nestas eleições será inflado pela Globo para provocar um segundo turno, tal como fez com Marina em 2010. Pela pesquisa DataFolha, usada pela Globo para atacar Dilma, a maioria das preocupações dos eleitores sào de responsabilidade dos prefeitos e/ou governadores mas a emissora resolveu jogar tudo na conta de Dilma. O Fantástico deste domingo vai coroar o trabalho sujo prá ver se desempaca o Aério Neves: Vai dar a entender que a falta de maca numa ambuläncia ê culpa da Dilma e nào do gestor mais próximo, no caso o prefeito. Ontem a emissora deu um jeito de dizer que a inflaçào, uma das preocupações do brasileiro, disparou. Tudo isso é propagado por uma concessionária de serviço público que, como tal, é obrigada a prestar serviço de qualidade para todos ao invés de fazer politicagem, pois fazer isso é como se uma empresa de energia atendesse apenas os tucanos. Uma podridão só, chegando ao ridículo de veicular no JN que a Dilma alterou o perfil de Gilmar Mendes na Wikipédia, pôs lá o GM com aquela cara untada com óleo de peroba. E o MPF nem a PRocuradoria Eleitoral toma qualquer atitude para cortar as asas dessa mãfia que está excedendo e muito em sua tentativa de eleger o Aécioporto da oligarquia Neves e seus mil trambiques.

PS: O MPF precisa informar a Globo que a inflaçào está dentro da meta e que a emissora, como voncessionária de serviço público, precisa prestar um serviço de qualidade â populaçào

Responder

Deixe uma resposta