28.03 Coletiva com Ministro da Saúde, Luiz Mandetta,

Por que a Globo esconde o passado de Costa?

Por Miguel do Rosário

16 de setembro de 2014 : 02h20

13180


Paulo Roberto Costa é cria tucana sim. Esteve à frente da construção do gasoduto Brasil – Bolívia, ao final dos anos 90.

Costa deve suas primeiras nomeações importantes dentro da Petrobrás à FHC.

A construção desse gasoduto, aliás, foi muito mal explicada. O Brasil ainda não tinha demanda de gás, e criava-se, desnecessariamente, uma dependência de um país politicamente instável.

Segundo Fernando Siqueira, especialista na área de petróleo e gás, “a Petrobrás importou, durante cinco anos, 18 milhões de metros cúbicos de gás boliviano e pagou por 25 milhões, pois a atividade era anti econômica”.

Pior, os pagamentos não eram feitos ao governo boliviano, mas a multinacionais instaladas na Bolívia, que exploravam as reservas de gás do país. Morales ainda não era presidente e o gás boliviano ainda não havia sido nacionalizado.

As multinacionais eram Total (França), Repsol (Espanha), Amaco (EUA) e Enron (EUA), que pressionavam o Brasil a mudar sua matriz energética hídrica, criando assim mercado para o gás.

“A Petrobrás fez um contrato absurdo”, denunciou Siqueira, o “pior contrato da história da Petrobrás”.

Em 11 fevereiro de 1999, Fernando Henrique Cardoso assinou decreto desapropriando terras para a construção do gasoduto. Seria interessante resgatar exatamente quanto se pagou e a quem.

Já que se aprovou a ida de Costa à CPI, alguém podia fazer perguntas a ele sobre este assunto.

Como Paulo exerceu cargos importantes na área de plataforma, os senadores deveriam perguntar a ele se conhecia as picaretagens que resultaram no afundamento da plataforma P-36, que deu prejuízo de bilhões de dólares à Petrobrás.

E não só prejuízo financeiro, mas humano (morreu gente), estratégico-operacional (parada de produção) e de imagem (o que reduz o investimento; quem irá investir numa companhia cujas plataformas afundam?).

Vou repetir mil vezes para combater a manipulação da Globo.

As primeiras nomeações políticas de Paulo Roberto Costa na Petrobrás aconteceram durante a era tucana.

Essas informações são públicas.

Se Costa foi picareta durante a era Lula, certamente já era picareta na era FHC e, portanto, pode falar também sobre desvios ocorridos na era tucana.

A mídia não quer investigar nem punir ninguém. Ela quer espetáculo.

Ela quer apenas produzir factóides que possam afetar as eleições, prejudicando Dilma.

A prova disso é que ela vem omitindo, sistematicamente, a informação de que as primeiras nomeações de Paulo Roberto Costa para cargos de direção na Petrobrás aconteceram durante o governo Fernando Henrique Cardoso.

Eu revelei esta informação no blog sem grandes pretensões, porque ela consta em documentos públicos e o próprio Paulo Roberto Costa disse isso em seus depoimentos.

Surpreendeu-me a reação agressiva da imprensa, nitidamente querendo esconder o fato.

Será que Paulo Roberto Costa sabe de alguma falcatrua da época de FHC?

Será por isso que a Globo está tão nervosa tentando esconder seu passado?

O último factoide da mídia, de que alguém usando a rede da Petrobrás alterou o verbete de Paulo Roberto Costa, apenas revela a ansiedade da oposição (ou seja, da mídia) em não disperdiçar o que eles consideram a sua última bala de prata.

Qual o problema em mexer no wikipédia do Paulo Roberto Costa?

Wikipédia é para isso mesmo, para ser mexido!

Qual o problema, se o objetivo é incluir uma informação verídica, constante em documentos públicos?

Só se pode alterar wikipédia se for para acrescentar informações publicadas em jornais da Globo?

Outra coisa, a “delação premiada” de Paulo Roberto Costa só tem valor se vier acompanhada de prova.

Em caso contrário, é oportunismo.

Há tempos que os picaretas presos pelo governo entenderam que basta falar coisas que a mídia quer ouvir para serem tratados como herois.

O contrário é ainda mais verdadeiro. A mídia passa a perseguir o sujeito se ele não fizer o jogo sujo implícito na chantagem.

Voltemos à tentativa da mídia de esconder o passado de Paulo Roberto Costa.

O Jornal Nacional de hoje é vergonhosamente mentiroso.

Ele cita o caso da alteração do Wikipédia, sem dizer o mais importante. Paulo Roberto Costa, efetivamente, obteve suas primeiras indicações políticas importantes, dentro da Petrobrás, durante o governo FHC.

A reportagem é montada de maneira a fazer o telespectador acreditar que a alteração no wikipédia de Paulo Roberto Costa inseriu inverdades; e encerra dizendo que Paulo Roberto Costa foi diretor da Petrobrás durante os governo Lula e Dilma.

Certo.

Mas ele foi diretor também antes, durante o governo FHC.

Isso a matéria não diz, confundindo o leitor.

Manipulação grosseira.

Uso indevido de uma concessão pública.

Ser bem informado é um direito humano do brasileiro.

A Globo explora uma concessão pública e recebe verbas públicas para manipular e omitir informações?

Isso deveria ser crime.

Confira a imagem abaixo. É um trecho de um relatório que a Petrobrás envia anualmente para Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

paulo_roberto (1)


É importante, neste momento, que a Petrobrás não se acovarde. Não faça o jogo da Globo.

Repetindo. Em 1995, primeiro ano do governo FHC, Paulo Roberto Costa foi nomeado gerente geral de Exploração e Produção do Sul, responsável pelas bacias de Santos e Pelotas.

Foi diretor da Gaspetro de maio de 1997 a dezembro de 2000. Exerceu outros cargos importantes durante o reinado tucano.

A Globo está dando outro tiro no pé com essa história do Wikipédia.

Se a população souber que Paulo Roberto Costa foi diretor da Petrobrás no tempo de FHC, isso atrapalhará a “narrativa” que a Globo quer impor à opinião pública.

Outro dia, um dos irmãos Marinho, em entrevista ao Valor, comentava as recentes mudanças na empresa, que agora se chamará Grupo Globo. Ele afirmou que a vocação da companhia é “contar histórias”, querendo dizer que o forte da empresa é produção de conteúdo.

Pois é, a Globo sabe contar histórias. E contar histórias implica em esconder o que deve ou não ser contado em determinado momento.

Neste momento, não interessa à Globo liberar informações completas sobre Paulo Roberto Costa.

Ele tem que ser ligado apenas aos governos Lula/Dilma, para prejudicar a candidatura Dilma.

É mais uma loucura nascida da arrogância da Globo.

Aliás, a própria Globo, distraidamente, publicou essa informação há alguns dias, ao criticar o “exagero” de uma acusação de Marina contra o PT.

ScreenHunter_4863 Sep. 16 00.45


A Globo está batendo cabeça.

Como é possível esconder que alguém trabalhou numa empresa pública, se o fato está presente em inúmeros documentos?

O servidor que incluiu um capítulo no verbete de Paulo Roberto Costa não fez nada de errado. Não sei como são as regras administrativas da estatal, quais são as liberdades internas para uso de internet.

Mas a informação inserida por ele era absolutamente verdadeira.

Para a Globo, pelo jeito, é crime contar a verdade.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

54 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

luiz Alberto Figueiredo

22 de setembro de 2014 às 13h51

Caro Miguel,
A bem da verdade, esclarecemos que o Gasoduto Bolívia-Brasil, também conhecido como Gasbol, é uma via de transporte de gás natural entre a Bolívia e o Brasil com 3150 quilômetros de extensão, sendo 557 em território boliviano (trecho administrado pela GTB – Estatal Boliviana) e 2593 em território brasileiro. O gasoduto tem seu início na cidade boliviana de Santa Cruz de la Sierra e seu fim na cidade gaúcha de Canoas, atravessando também os estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, passando por cerca de quatro mil propriedades em 135 municípios.(Dados da WIKIPEDIA)
A razão que conduziu a criação do gasoduto Bolívia – Brasil, pelo Tratado de La Paz de 1996, foi a crise energética no País que apontou no início da década de 1990. O TRATADO DE LA PAZ começou a ser redigido em 1992 (Governo Collor) por uma equipe bi-nacional (Brasil-Bolívia).
No Prembulo do documento inter-ministerial “Contexto Mundial do Prêço do Petróleo: Uma Visão do Futuro” – e que serviu de base para o Tratado – é dito:
“O crescimento da descoberta de gás natural muda o panorama do setor, num momento crítico que acontecerá no final da década de 1990: a previsão de que em 1999 haverá problemas de escassez energia elétrica no Brasil. Com isso, a energia proveniente do gás natural ganha importância para o desenvolvimento sustentado do País como fonte alternativa de oferta. (…)
Além da produção de gás natural existente na Bacia de Campos e na Foz do Amazonas, o Governo Federal deve firmar contrato com a Bolívia para a construção de um gasoduto que transporte o insumo produzido pela Petrobras naquele país. O limite inicial de fluxo sera de 18 milhões de m3, para suportar o Plano Prioritário de Termeletricidade do Governo Federal, com 49 usinas termelétricas que consumirião 39 milhões de m³ diários(…)”
A construção, funcionamento e comércio do gás regido pelo Tratado de La Paz, referendado pelo Congresso em sessão extraordinária e pelo Senado Boliviano, começou a ser construído em 1997 (já no governo FHC) e a desapropriação de terras era prevista em ambos os países por força do Tratado já em sua redação inicial (repito: iniciada em 1992). O Gaseoduto iniciou sua operação em 1999. Mas só esteve plenamente operativo somente em 2010. O então presidente Fernando Henrique Cardoso teve grande empenho para a realização do projeto mas inaugurou apenas as primeiras etapas e trechos. O Pres. Luiz Ignácio Lula da Silva inaugurou as restantes, continuando o processo de desapropriação previsto no Acordo(Dados da WIKIPEDIA.
Luiz Alberto Figueiredo – Advogado Especialista em Direito Internacional

Responder

    Miguel do Rosário

    22 de setembro de 2014 às 13h59

    Obrigado, esclarecimentos importantes.

    Responder

walter

18 de setembro de 2014 às 19h54

deixe-me ver se entendo: fhc corrompeu a petrobras usando o gajo, lula fez o mesmo e dilma, o poste presidencial, manteve o esquema; e por conta disso os militantes petistas consideram que o fato de fhc ter corrompido absolve o pt e poste, a ponto de permitir reconduzi-la a presidencia e o esquema na petrobras permanecer livre, leve e solto.
é isso?

Responder

Rui

16 de setembro de 2014 às 20h58

Mania feia essa do petê. Quando se trata de corrupção, não há ideologia para o petê; O partido herdou de bom grado e aproveitou o esquema de Marcos Valério, que serviu ao PSDB. Herdou de bom grado e aproveitou o esquema de Paulo Roberto Costa, que também deve ter servido ao PSDB. Então qual a diferença entre os dois partidos!

Responder

hc

16 de setembro de 2014 às 15h25

Uma hora os PAULOS vão acabar com o partido da moral. É só PAULO de São Paulo falar, somado ao PAULO de Pernambuco. Seria o fim deste sistema de financiamento de partido, que vem de encontro a submissão do Brasil.

Responder

Quincas

16 de setembro de 2014 às 15h12

Então a Dilma acertou em cheio quando disse: “Em mim vocês podem jogar pedra porque o meu telhado não é de vidro.” O AecioPOrto deu mais um tiro no pé e a Marina vai ter que esclarecer alguns fatos: O primeiro é, desde quando ela sabia que o Roberto Costa era Ladrão? Ela acusa o Roberto Costa de estar roubando há 12 anos, resta saber desde quando ela sabe disto e porque, como senadora, ela não o denunciou? (É ou não é prevaricação). A outra questão é: O que ela sabe mais das mutretas do PSB além do jatinho sem dono? Se ela escondeu por 12 ou mais anos as roubalheiras do Roberto Costa, pode muito bem estar escondendo também as mutretas do PSB.

Responder

    Vitor

    16 de setembro de 2014 às 17h12

    Caro Quincas, acho que ela quis dizer que veio a luz AGORA que o tal Roberto Costa roubava a Petrobrás há 12 anos…
    Achei a declaração dela leviana, mas a sua interpretação é esquisita demais!

    Responder

Miguel do Rosário

16 de setembro de 2014 às 15h10

ah, bom, ficará entregue aos corruptos do psb. que alívio.

Responder

Weslley Souza

16 de setembro de 2014 às 17h41

Mistérioooo.

Responder

Weslley Souza

16 de setembro de 2014 às 17h41

Mistérioooo.

Responder

Antonio

16 de setembro de 2014 às 14h38

Depois de ler hoje uma reporcagem da Felha:

Essa senhora a Marina, das duas uma:
1 – É uma idiota completa e acabada.
2 – Foi cooptada pela CIA, NSA ou coisa que o valha desde que recebeu medalhas do governo americano, ao tempo em que ainda era ativista e membro atuante no PT.
Darcy Ribeiro contou em seu último livro que foi procurado por agentes americanos logo após o golpe de 64.
Evidentemente pelo seu caráter e convicções repudiou qualquer ajuda, mas confirmou que FHC aceitou a ajuda.
Eu suponho que o Serra foi cooptado antes do golpe, ainda nos dias do Comício da Central. “Exilou-se” em Santiago logo depois e de lá foi retirado pelo pessoal da embaixada americana dias depois do golpe/massacre comandado pelo Pinochet.
Eles fazem isso, bajulam, inflam o ego e dão o bote! A falta de caráter e dignidade levam muitos a aceitar as benesses oferecidas.
Marina aceitou?
Marina, formada no PT mudanças dessa ordem nas suas convicções é muito estranha.
Como quem não quer nada aceita de bom grado viver em um apartamento de um conhecido latifundiário.
Tem como vice um defensor dos transgênicos, também bancado pela indústria de armas, temas que repudiava “com fervor”.
É a habitual hipocrisia comum em alguns seguidores das seitas pentecostais ou é uma mudança por ter se tornado agente e ponta de lança de interesses espúrios.
O Serra escondeu por muito tempo. Os indícios são de que tenha sido cooptado nos dias do Comício da Central e sua obsessão em ser presidente talvez tenha o objetivo de entregar o que um dia deve ter prometido.
Ocorre o mesmo com Marina, visivelmente obcecada em ser presidente?
Tentou pelo PV, depois das eleições saiu porque quis ser dona do partido e não conseguiu.
Tentou seu próprio partido e o “destino” a colocou onde está.
Vendetta contra Lula e Dilma ou há algo mais?
Do nada passa a receber apoio da Natura.
Pergunto: – Como a aproximação se deu depois que a Natura recebeu multas milionárias por biopirataria que ainda estão sendo contestadas na justiça, esta aproximação tem alguma relação com as multas?
O Banco Itaú, deve R$ 18 bi de impostos sem contar as multas. A aproximação da Sra.Neca, não como educadora, mas como banqueira tem alguma relação com essa multa?
E o que considero mais grave.
O Sr. Leonel Brizola era visceralmente contra a venda da Vale que, segundo suas palavras era a quarta perna da mesa que permitiria ao Brasil sentar-se entre os grandes no mundo.
A Vale foi vendida a preço vil e o Brasil perdeu um “bonde” da história.
Pela incúria ignorância ou mesmo ambições pessoais dos nossos governantes, o Brasil perdeu vários “bondes” da história.
Como o Papa é argentino, mas Deus é brasileiro, encontramos o Pré-Sal.
Com o anúncio da descoberta do Pré-Sal, os EUA reativaram a 4ª Frota, a frota do Atlântico Sul.
Em janeiro do próximo ano, uma parceria entre a Nicarágua e a China começa a construir um novo canal que permitirá a passagem de superpetroleiros e supergraneleiros.
Será esta a razão dos embates na Venezuela que com o novo canal deixará de ser fornecedora cativa dos EUA?
As mudanças no modelo de partilha desagradaram as maiores petroleiras e muitos países. Os governos Lula e Dilma definiram pela participação mínima da Petrobras em 30% e que os equipamentos para o Pré-Sal devem ter no mínimo 60% de materiais e insumos fabricados no Brasil.
Isto é, nosso governo privilegiou empregos aqui e não em países que passam por grave crise econômica.
No programa da Marina, a palavra Pré-Sal está escrita uma única vez. Cita que os recursos serão aplicados no desenvolvimento de novas fontes de energia.
Nenhuma palavra sobre novos investimentos, novos campos e sistema de partilha.
Seu escudeiro, Walter Feldman declarou ontem 15/09 em encontro com empresários que a Petrobras está quebrada e sem condições de gerir o Pré-Sal.
A Sra. Marina que enquanto ministra atrasou o quanto pode a construção de hidrelétricas, as licenças só saíram quando deixou o ministério.
Marina tem algum interesse escuso, age como agente estrangeiro?
Lembremo-nos que Marina trouxe ao Brasil um cineasta que posa de ambientalista nas horas vagas para palestras contra as usinas na Amazônia?
Com que finalidade e a quem atendia quando lutava e pregava contra as usinas que gerariam a energia necessária para nosso desenvolvimento?
Com que finalidade Marina é contra o que foi feito até aqui com o Pré-Sal?
Com que finalidade seu programa prega a revisão do conteúdo local?
Com que finalidade declara e repete sistematicamente que a Petrobras está nas mãos de uma quadrilha?
Como não considero Marina uma boçal completa e acabada, penso que debaixo desse angu tem muita coisa semelhante à promessa feita pelo Serra.
Entregar o Pré-Sal à Chevron inviabilizando de vez a soberania e o desenvolvimento do Brasil

Responder

Marcus Rogeres

16 de setembro de 2014 às 17h31

O Brasil não ficará mas entregue aos corruptos do Pt

Responder

    Luís CPPrudente

    16 de setembro de 2014 às 20h16

    Então você sugere que o Brasil tem que ser entregue nas mãos de quem é corrupto como o PSDB (que tem mais casos de corrupção), além de políticos listados na Ficha Limpa.

    Pelo que sei, o PT não está nos primeiros lugares em relação aos partidos com mais pessoas na lista suja do TSE.

    Eu prefiro deixar o Brasil na mão do PT, mesmo que no PT tenha alguns corruptos, mas que serão afastados depois de processos administrtativos. Isto eu sei que nunca vai ocorrer com o PSDB e muito menos com a vigarista e messiânica Marina.

    Responder

Brasileira

16 de setembro de 2014 às 14h09

Miguel, o Pré Sal vai tirar de Marina Silva qualquer possibilidade de eleição, não é que Marina não tenha agenda para o Pré Sal, tem sim, só que era uma “Agenda Escondida”, mas graças a Deus sempre tem gente que fala demais, veja só a pérola a seguir, contra: Petrobras, Conteúdo Nacional, Preço de Combustíveis etc. A campanha de Dilma poderia explorar isto dizendo que finalmente começa a aparecer a “Agenda escondida “de Marina para o Pré Sal, não, não é por proteção ao meio ambiente, não, não é por energias alternativas, como gosta de encher a boca para falar Marina Silva, é para entregar nossas riquezas as Multinacionais do Petróleo: é hora de Dilma mostrar as contas , quanto o País vai perder com o fim do Conteúdo Nacional , o fim da Indústria Naval , empregos diretos e indiretos etc…, e dizer que a exploração por exploração do petróleo, sem plano estratégico, como tem a Finlândia, que tem quase todas as suas florestas preservadas, graças a exploração inteligente do petróleo, é sim traição aos ambientalistas. Precisa mostrar quanto vai entrar de dinheiro a cada ano, pois os do contra dizem que “Este negócio de Pré Sal vai demorar muito”. É preciso mostrar as contas dos dois modelos e colocando uma família como exemplo, acho que bem este assunto bem trabalhado pode ser a “Bala de Prata” na candidatura de Marina “CHEVRON” Silva!!!!!!!!

Campanha de Marina critica modelo do PT para explorar pré-sal. Por Mariana Carneiro e Samantha Lima, no jornal Folha de São Paulo
Eleições 2014
Campanha de Marina critica modelo do PT para explorar pré-sal
Situação financeira da Petrobras não permite controle da exploração do petróleo nessas áreas, afirma Feldman
Executivos do setor se queixaram do modelo a emissários de Marina; política ‘doutrinária’ é errada, diz coordenador
MARIANA CARNEIRO DE SÃO PAULO SAMANTHA LIMA DO RIO Uma das principais bandeiras do governo do PT, o modelo de exploração do petróleo do pré-sal foi alvo de críticas da campanha da candidata Marina Silva (PSB).
Em encontro com empresários em São Paulo, nesta segunda-feira (15), o coordenador da campanha, Walter Feldman, fez críticas ao marco regulatório do pré-sal e chamou a política de conteúdo local de “doutrinária”.
Aprovado em 2010, durante o governo Lula, o regime de partilha determina que a exploração de todas as áreas do pré-sal seja controlada pela estatal. A Petrobras tem que ser sócia com, no mínimo, 30% de cada área. O objetivo é garantir que a riqueza seja extraída por uma empresa brasileira.
O problema é que a estatal está numa situação financeira ruim, provocada pelo represamento do preço da gasolina e pelo aumento das importações do combustível.
Ela tem a maior dívida entre as petroleiras do mundo e por isso não consegue aumentar seus investimentos, travando o setor. Grandes empresas globais de petróleo, como Shell, BP e Statoil, têm investimentos no Brasil.
“A própria Petrobras se diz com dificuldades de responder a essa demanda”, disse Feldman. “É a operadora única e, ao que parece, discorda disso, o que é inédito.”
Nesta segunda-feira, o presidente do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP), João Carlos De Luca, também criticou o monopólio da Petrobras na exploração do pré-sal.
“A figura do operador único não é benéfica para a Petrobras nem para a indústria brasileira. Precisamos de multiplicidade de atores.”
Para o setor, ao permitir que outras empresas operem, o governo atrairia mais investimentos. Segundo o IBP, o pré-sal receberá R$ 1 trilhão em investimentos até 2020.
Emissários de Marina se encontraram com executivos do setor na semana passada. Segundo Feldman, eles se queixaram da política de conteúdo local –60% dos componentes feitos no Brasil.
Ele indicou que a exigência tem que ser alterada. “Interessa muito o desenvolvimento brasileiro, mas não pode ser de caráter doutrinário, imaginando que nós temos a capacidade de responder a tudo”, afirmou.
Postado por Hélio Borba às 06:00

Responder

    Antonio

    16 de setembro de 2014 às 16h45

    Você se engana, a agenda para o pré sal não está escondide.
    Ela vive repetindo que há uma quadrilha no PT.
    Walter Feldman declarou que a Petrobras está quebrada, sem condições de gerir o pré sal.
    Marina declarou que vai rever a política de conteúdo local.
    O que esta escondido não é sua agenda, mas o fato de muito provavelmente ser uma agente estrangeira.

    Responder

Alexandre Carvalho Martins

16 de setembro de 2014 às 17h00

me lembro desse negocio sem futuro que acabou sobrando para o Lula como sempre, FHC para dar rumo no negocio incentivou muitas indústrias para trocar seu maquinário. para queimar esse gás que era pago essa dinheirama e não tinha uso nenhum…mas tucano pode dar prejuízo roubar a vontade que a mídia golpista não está nem aí!

Responder

Zaratustra

16 de setembro de 2014 às 12h45

O foco da questão é o Petrolão, o mensalão 2, não ano em que PRC, entrou na petrobras. Amanhã na CPI é só perguntar pra ele se no governo FHC era essa farra como foi na era PT.

Responder

    Miguel do Rosário

    16 de setembro de 2014 às 14h00

    Foi muito pior. Afundaram a maior plataforma do mundo. E tentaram sucatear a estatal para vendê-la barato aos gringos.

    Responder

O Cafezinho

16 de setembro de 2014 às 15h36

Jorge Silva investir em infra-estrutura para depender de outro país, isso é mal explicado.fhc cedeu às pressões de multinacionais que queriam vender gás ao brasil. por cinco anos, brasil pagou por 25 milhões de metros cúbicos de gás e só importou 18. jogou dinheiro fora. poderia ter feito hidrelétricas e evitado o apagão.

Responder

Geovanny Dantas

16 de setembro de 2014 às 15h22

E leva ao erro. Ontem no JN disse sobre a edição do Wikipédia, em que escreveram que era cria de FHC, e logo após diz que ele fora diretor entre os governos Lula e Dilma, como desmentindo a informação (verdadeira) do Wiki.

Responder

Jorge Silva

16 de setembro de 2014 às 15h17

Investir em Infraestrutura planejando atender a demanda futura é mal explicada ? E criticando parceria com nossos vizinho ? Cafezinho agora é de extrema direita!

Responder

Mário Cesar Serafim

16 de setembro de 2014 às 10h52

Nesse poeminha meu, escrito já faz alguns anos, critico a dominação dos bancos centrais, atualmente defendida com unhas e dentes pela Marina Silva, a entreguista candidata dos agiotas nacionais e internacionais:

IMUTÁVEL

Enquanto o povo, gado feliz,
Cheio de esperança e orgulho nacional
Elege o presidente do espoliado país
Pelo dito sagrado voto universal,

Os judeus, com seus tentáculos,
Em segredo e num silêncio sepulcral
Escolhem, sem quaisquer obstáculos,
O presidente do Banco Central…

E convencem o congresso eleito
De que o patriotismo é um grande defeito
E que a virtude está em ser pontual

Na remessa dos escorchantes juros
Que são pagos a esses obscuros
Senhores do capital!

Responder

hc.coelho

16 de setembro de 2014 às 10h43

Para quem sonega tudo, sonegar fatos é fichinha. ali só sai notícia de interesse deles e trabalhada.

Responder

hc.coelho

16 de setembro de 2014 às 10h41

E o imposto sonegado e fraudado da globo ainda está a espera em alguma gaveta? Nunca vão cobrar?
a globo não paga emposto nem multas quando frauda?
Quando a globo bai pagar???????
E a receita não nos deve uma explicação?

Responder

André Assuero

16 de setembro de 2014 às 13h36

Joao Rodrigues Neto …

Responder

renato

16 de setembro de 2014 às 10h35

Onde esta Fernando Brito do TIJOLAÇO!!!
O que aconteceu com ele???

Responder

Antonio Nelson

16 de setembro de 2014 às 13h01

Conversa Afiada Oficial e Jornal GGN; Observatório da Imprensa!

Responder

mcn

16 de setembro de 2014 às 09h57

Miguel. Outro ponto: li, anos atrás, na Carta Capital, que Daniel Dantas esteve envolvido no projeto ou construção deste gasoduto. Numa busca rápida na web, não consegui achar nada. Seria uma boa linha de investigação buscar o elo que liga Costa a Dantas.

Responder

Antonio Nelson

16 de setembro de 2014 às 12h57

Stanley Burburinho; Wikileaks; Zeca Peixoto e Adriano S. Ribeiro!!!

Responder

Eder Barbosa de Sousa

16 de setembro de 2014 às 12h00

VAMOS EXIGIR QUE OS SENADORES PETISTAS ESTEJAM TODOS NA CPI, NA QUARTA FEIRA, QUANDO DIZEM QUE PAULO ROBERTO ESTARÁ LÁ, PARA NOVO DEPOIMENTO. NÃO TEM DESCULPA DA CAMPANHA, POIS TUDO INDICA QUE A GLOBO IRÁ TRANSMITIR AO VIVO, PARA DAR MAIS FORÇA AO CIRCO. A CAMPANHA SERÁ TRANSFERIDA PARA O SENADO E TODO SENADOR PETISTA TEM OBRIGAÇÃO DE PARTICIPAR E SUBIR NESTE PALANQUE E FALAR EM DEFESA DA PETROBRÁS E DO PT. NÃO TEM DESCULPA. O ARTIGO COLOCOU MUITO BEM AS QUESTÕES QUE DEVEM SER ARGUIDAS. DEVE SE PERGUNTAR SE O AFUNDAMENTO DA PLATAFORMA NÃO FOI UM ESQUEMA PARA DESVALORIZAR A PETROBRAS E VENDE-LA A PREÇO DE BANANA.. ESTA HISTÓRIA DO GÁS PRECISA SER DESVENDADA, ATÉ MESMO PORQUE JÁ CRITICARAM O GOVERNO DO PT POR TER APOIADO A BOLÍVIA NA NACIONALIZAÇÃO DE SEU GÁS. É PRECISO DESTRINCHAR AS LIGAÇÕES DE PAULO ROBERTO COM A GLOBO. SERÁ QUE ISSO ELE DELATOU TAMBÉM. NÃO ADIANTA A MILITÂNCIA LUTAR TANTO E OS PARLAMENTARES DO PT, FICAREM OLHANDO DE LONGE. SE ISSO OCORRER, CRUZO OS BRAÇOS, NÃO PEÇO MAIS UM VOTO E ANULO O MEU VOTO.

Responder

    Antonio

    16 de setembro de 2014 às 16h46

    Ele não pode e nem deveria falar nada.
    Se falar, tudo o que disser será desqualificado como prova.
    Deixemos o espetáculo de lado.

    Responder

Vitor

16 de setembro de 2014 às 08h49

Daqui q pouco vão descobrir que o PSDB, o PSB e o PT estão diretamente ligados em pilantragens na Petrobrás… Oh, que surpresa! Estou chocado!

Responder

Marco Dos Santos Moya

16 de setembro de 2014 às 11h44

Esse gasoduto é tão mal explicado que o Brasil de Lula deu ele para Evo Morales

Responder

Adorofoto Neto

16 de setembro de 2014 às 11h29

É por estas e outras que tenho nojo e nao consigo votar em quem eles querem impor como candidato, e faz tempo!

Responder

Ines Ferreira

16 de setembro de 2014 às 11h27

é bom que no Congresso discutam isso com ele

Responder

Dorgival

16 de setembro de 2014 às 08h25

A Globo esconde porque Costa tem laços estreitos com os tucanos e o PSB de Campos e serve aos interesses dessa mídia golpistas e seus aliados de sempre. A Globo esconde tudo que se refere aos malfeitos dos tucanos, a Cantareira , o trensalão e o Aécioporto é prova disso. Alguma vez a Globo mostrou a lista dos partidos mais corruptos do país? Nunca porque os dois partidos citados estão entre os primeiros.

Responder

Paulo

16 de setembro de 2014 às 08h20

A Globo fede esgoto!

Responder

    RENATO LOPES

    16 de setembro de 2014 às 08h37

    A Globo é o esgoto.

    Responder

Andres von Stockert

16 de setembro de 2014 às 11h01

Everton Balsimelli Staub

Responder

Andres von Stockert

16 de setembro de 2014 às 11h01

Everton Balsimelli Staub

Responder

Airton Faé

16 de setembro de 2014 às 10h38

O Gabrielle já falou na PF, como ele chegou lá.

Responder

Airton Faé

16 de setembro de 2014 às 10h38

O Gabrielle já falou na PF, como ele chegou lá.

Responder

Paulo Antonio Bondan

16 de setembro de 2014 às 10h04

Mas começou a roubar a mando do Luladrão

Responder

Paulo Antonio Bondan

16 de setembro de 2014 às 10h04

Mas começou a roubar a mando do Luladrão

Responder

    Miguel do Rosário

    16 de setembro de 2014 às 12h25

    Não. Foi investigado e preso por Dilma Rousseff.

    Responder

Sergio Pereira Amzalak

16 de setembro de 2014 às 09h52

eu não consigo acreditar em candidata mal informada, bipolar e deformada moralmente. nem nos eleitores dela…rs

Responder

Rinaldo Costa

16 de setembro de 2014 às 09h36

então pelo mesmo raciocínio torto de marina os corruptos que foram pego no ibama quando ela era ministra estavam a serviço dela marina

Responder

mcn

16 de setembro de 2014 às 06h28

Miguel, pq vc não publica essas informações sobre Costa na Wikipedia? Elas são públicas, fundamentadas em documentos oficiais e notícias de jornal.

Responder

Minérim

16 de setembro de 2014 às 06h18

Eu não assisto mais está merda

Responder

Fabiana Wielewicki

16 de setembro de 2014 às 09h04

“Não consigo imaginar que as pessoas possam confiar em um partido que coloca por 12 anos um diretor para assaltar os cofres das Petrobras.” Marina Silva (sabatina O Globo)

Responder

Odenir Batista

16 de setembro de 2014 às 08h49

Até quando o Brasileiro vai acreditar e TOLERAR Rede Globo !!!

Responder

Nadir Coelho

16 de setembro de 2014 às 06h54

Marcos Albino

Responder

jose carlos lima

16 de setembro de 2014 às 03h49

Quero saber qual empresa no mundo, grande como a Petrobrás, não tenha em seu interior alguma pessoa desonesta. E o pig não conta que foi Dilma quem o demitiu ao saber que o cara era corrupto.

Responder

Deixe uma resposta