Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Refis não beneficia evasão de divisas!

Por Miguel do Rosário

20 de setembro de 2014 : 12h15

GloboSonega12


 

Toda vez que a Globo fala sobre a sua própria sonegação, acaba se enrolando mais.

É o que acaba de acontecer.

A essa altura, todo mundo já viu o vídeo no qual Garotinho menciona a sonegação da Globo.

A empresa ficou numa guerrinha contra as redes sociais, mandando retirar, a galera postando de novo, até que as redes ganharam, claro.

Agora o vídeo está no vimeo:

Garotinho no RJTV Best Moments from El Cid on Vimeo.

Na matéria sobre a entrevista de Garotinho, a Globo quase esquece de falar sobre o candidato. Disfarçada de reportagem eleitoral, a Globo publica, talvez pela primeira vez, informações sobre o processo de sonegação de que é acusada.

E dá um link para o que – achávamos em nossa ingenuidade – seria o famigerado Darf.

Nada disso. O link nos leva ao seguinte documento do Ministério da Fazenda.

ScreenHunter_4902 Sep. 20 10.34


Observe duas mudanças, provocadas pela denúncia das redes sociais. Antes o processo constava apenas no meio “físico” (ou seja, não havia sido digitalizado). E não estava arquivado.

Agora ele foi digitalizado e foi arquivado, após movimentação ocorrida em dezembro de 2013.

Entretanto, como o processo foi roubado e depois reconstituído com ajuda da Globo, gostaríamos de saber se o processo digitalizado da Receita é o mesmo que foi vazado na internet.

A própria Globo explica que o processo foi arquivado porque ela aderiu ao Refis, o programa de refinanciamento de dívidas tributárias criado por Fernando Henrique Cardoso, em 2000.

O Refis é uma espécie de trem da alegria para sonegadores. Todas as dívidas são unidas numa só, e o processo de sonegação fiscal é extinto.

Mas tem um porém.

Ou melhor, dois poréns.

1) O processo de sonegação fiscal apenas pode ser extinto se a empresa aderiu ao Refis antes da ocorrência de denúncia criminal.

2) Conforme a Constituição, o crime de evasão de divisas não se beneficia do Refis.

*

Na matéria publicada ontem, a Globo fornece um cronograma da sonegação.

Reproduzo o trecho do comunicado da Globo:

“Como é de conhecimento público, a Globo Comunicação e Participações adquiriu os direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. Em 16/10/2006, a emissora foi autuada pela Receita Federal, que entendeu que o negócio se deu de maneira a reduzir a carga tributária da aquisição. Em 29/11/06, a empresa apresentou sua defesa junto às autoridades, fundada em sua convicção de que não cometeu qualquer irregularidade, tendo apenas escolhido uma forma menos onerosa e mais adequada no momento para realizar o negócio, como é facultado pela legislação brasileira a qualquer contribuinte. No dia 21/12/06, a defesa da Globo foi rejeitada pelas autoridades e em 11/10/07, a empresa foi intimada da decisão desfavorável, apresentando recurso em 09/11/07. No dia 24/11/09, a Globo tomou a decisão de aderir ao Refis (Programa de Recuperação Fiscal) e realizar o pagamento do tributo nas condições oferecidas a todos os contribuintes pelo Fisco. O pagamento foi realizado no dia 26/11/09, tendo a empresa peticionado às autoridades informando sua desistência do recurso apresentado (o que ocorreu em 04/02/10).”

Ora, se a Globo aderiu ao Refis apenas ao final de 2009, isso suscita outras perguntas:

– O roubo do processo no último dia do ano de 2006 não constitui um fato criminal, cujo motivo não foi justamente impedir que houvesse uma denúncia antes da Globo se acertar com a Receita?
– O silêncio conivente da imprensa, ontem e hoje, não revela a existência de um acordo tácito e mafioso entre as mídias, para proteção mútua?
– Por que o Ministério Público não registrou denúncia criminal contra a sonegação da Globo, antes desta aderir ao Refis em 2009?
– Há algum parecer sobre os crimes de evasão de divisas porventura praticados pela Globo?

Reproduzo abaixo um roteiro publicado em julho do ano passado pelo Fernando Brito, no Tijolaço.

*

A MECÂNICA DE UM CRIME IMPERFEITO

A nota divulgada pela Rede Globo dá os elementos necessários para que se examine o porquê de a funcionária Cristina Maris Meirick Ribeiro ter “providenciado” o sumiço do processo de sonegação fiscal.

Fatos e datas, para ajudar nossas inocentes autoridades a construir o “modus faciendi” de um escândalo fiscal.

1- A Globo é autuada em 16 de outubro de 2006 por sonegação de impostos devidos pela compra dos direitos de transmissão da Copa de 2002. Total da autuação: R$ 615 milhões.

2- No dia 7 de novembro, José Américo Buentes, advogado da Globo, passa recibo de que recebeu cópia da autuação.

3 – No dia 29 deste mesmo mês, a Globo apresentou uma alentada defesa, de 53 páginas, pedindo a nulidade da autuação.

4- No dia 21/12/06, a defesa da Globo foi rejeitada pelos auditores.

5- No dia 29/12/2006, o processo é remetido da Delegacia de Julgamento I, onde havia sido examinado, para o setor de Sistematização da Informação, de onde são expedidas as notificações. Uma sexta-feira, anote.

6-Sábado, 30; Domingo, 31; Segunda, 1° de janeiro, feriado. Dia 2, primeiro dia útil depois da remessa do processo ao setor, a servidora Cristina Maris Meirick Ribeiro, que estava de férias, vai à repartição, pega o processo, enfia numa sacola e o leva embora.

7- Até o simpático Inspetor Clouseau concluiria, portanto, que ela foi mandada lá com este fim. Estava só esperando chegar lá o processo. Chegou, sumiu.

8- Não é preciso ser um gênio para saber a quem interessava que o processo sumisse antes da notificação, para que não se abrisse o prazo de decadência do direito de recorrer e conservar a regularidade fiscal.

9- A Globo diz que foi informada, “para sua grande surpresa”, do extravio do processo “alguns dias depois da sessão de julgamento”. Como? Por quem? A globo já tinha conhecimento da decisão? Se tinha, o prazo recursal já estava aberto.

São essas as humildes contribuições deste blogueiro ao Ministério Público Federal, que deixou passar essa sequência de acontecimentos debaixo do seu nariz e, em lugar de iniciar um procedimento investigatório, se diz consternado com uma suposta violação do “sigilo fiscal”.

Uma tramoia destas envolvendo o Fisco e uma montanha de dinheiro que deveria estar nos cofres públicos é coisa desimportante.

Por: Fernando Brito

*

E agora, publico um dos documentos que vazaram semanas atrás, e que integra o processo da sonegação da Globo. Trata-se de uma autorização do Banco Central para que a Globo expedisse ao exterior a módica quantia de US$ 221 milhões.

Aparentemente, tudo na mais perfeita ordem. A Globo pediu e recebeu autorização para enviar ao exterior uma determinada quantia, com fins de “investimento no exterior”, para a Globinter Investment, sediada num paraíso fiscal do Caribe.

Só que não.

A Receita concluiu, e isso está bem claro no processo, que a Globo enganou o Estado brasileiro. O objetivo não era “investimento no exterior” e sim a aquisição dos direitos de transmissão da Copa de 2002, sem o pagamento dos impostos.

A Globo sentiu-se obrigada a aderir ao Refis para não perder o certificado de nada consta da Receita, condição para receber recursos públicos, mas ao fazê-lo caiu numa armadilha.

Quem adere ao Refis assina um termo admitindo que sonegou e, portanto, desistindo de qualquer recurso. A própria Globo agora admite que, em 04/02/2010, desistiu de recorrer.

Se sonegou, então admite que prestou informação incorreta às autoridades monetárias sobre o uso que daria às centenas de milhões enviados a paraísos fiscais, para a conta de suas empresas laranjas no exterior.

Isso é crime de evasão de divisas.

E crime de evasão de divisas não é contemplado pelo Refis.

Ainda tem muita coisa mal explicada neste processo da Globo.

Espera-se que o inquérito aberto na Polícia Federal do Rio de Janeiro, de número 926 / 2013, possa esclarecer a sociedade.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Taca-le pau!

20 de setembro de 2014 às 18h45

Novo vídeo espetacular da Rede Globo sendo denunciada ao vivo em seu próprio programa ! https://vimeo.com/106652150

Responder

    Maria Helena

    20 de setembro de 2014 às 18h49

    Esse vídeo é muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito esclarecedor. Precisa ser divulgado em todos os sites.

    Responder

Nilda Lima

20 de setembro de 2014 às 19h55

Eu já compartilhei ,vamos cobrar ,não vamos deixar cair no esquecimento,FORA REDE GLOBO SONEGADORA !!

Responder

Tacal-le pau!

20 de setembro de 2014 às 16h26

Globo é denunciada ao vivo em seu próprio programa. No Youtube estão censurando!

https://vimeo.com/106652150

Responder

Claudio Roberto Desiderio

20 de setembro de 2014 às 19h25

Tem que aparecer um pica grande e cobrar mesmo ou fecha esses safados.

Responder

Renato Abreu

20 de setembro de 2014 às 19h20

Miguel, tu sabe o que é um gTLD? Tem surgido aos montes na internet, vai mudar muita coisa. Pois bem, eu descobri um gTLD terminado em .globo

Fui ver se podia registrar um delicioso domínio http://www.darf.globo, mas, eis que…..

Enfim, movi meus pequenos pauzinhos, pq acho q se a Globo quer um gTDL, ela merece o .redeglobo, e não um exclusivo .globo (que eh algo quase q universal).

Acho uma afronta.

Te mando mais detalhes em breve.

http://www.dotanything.co/tlddetail.aspx?tld=GLOBO

Responder

Fernando Santos

20 de setembro de 2014 às 18h51

Se fudeu, redebosta.

Responder

Messias Franca de Macedo

20 de setembro de 2014 às 15h03

Uma resposta ao leitor Jorge Portugal sobre os motivos da mídia

publicado em 3 de agosto de 2014 às 23:15

Por egrégio e impávido jornalista Luiz Carlos Azenha

http://www.viomundo.com.br/politica/uma-resposta-ao-leitor-jorge-portugal-sobre-os-motivos-da-midia.html

Responder

Messias Franca de Macedo

20 de setembro de 2014 às 14h38

… Quem “soprou” a resposta no ‘ponto-de-ouvido’ da ‘jornalista amiga dos patrões barões Marinhos’?!Foi um dos filhos do “dotô” Robert(o)? Ou teria sido o Ali Kamel(o)?!…

Responder

Messias Franca de Macedo

20 de setembro de 2014 às 14h27

VÍDEO SENSACIONAL!

AÉCIO NEVES, O HERÓI DA MÍDIA

Descubra como a Rede Globo transformou Aécio Neves no Grande Herói de Minas Gerais.

http://www.youtube.com/watch?v=KJ2hKm0iE3o

Responder

luiz mattos

20 de setembro de 2014 às 14h26

A grobo não sobrevive e uma CPI com o mínimo de seriedade,a grobo é criminosa em sua origem.

Responder

Messias Franca de Macedo

20 de setembro de 2014 às 14h19

Globo X Garotinho: quem acredita em Mariana Gross acredita em tudo

http://www.diariodocentrodomundo.com.br/as-explicacoes-da-globo-para-a-sonegacao-nao-convencem/

Responder

Messias Franca de Macedo

20 de setembro de 2014 às 14h18

[MAIS UMA VEZ] Parabéns ao conspícuo e impávido jornalista Miguel do Rosário!

… E MAIS: e essa suposta benesse às organizações (sic) globo *soNEGAdoras anulou as pesadíssimas multas incidentes?!

E MAIS: a Lei que regula as Concessões Públicas das Comunicações determina quais sanções para um veículo de mídia que pratique CRIME de sonegação fiscal? Suspensão da Concessão dos sinais eletromagnéticos? Ou as organizações (sic) globo *soNEGAdoras são inimputáveis?!…

*organizações (sic) globo soNEGAdoras dos impostos – e das verdades!

Responder

Antonio Carlos Ribeiro

20 de setembro de 2014 às 17h15

Finalmente a TV Globo em confronto aberto e direto com a população. O vídeo que a população fez é dela. Ademais o sinal de transmissão é público. Quanto mais a globo pressionar, mais a população vai postar. Os peixes da baía da Guanabara perceberam, mas não os diretores da emissora apelidada de ‘besta do Jardim Botânico’.

Responder

O Cafezinho

20 de setembro de 2014 às 16h32

Daniel Menezes Valeu. Só não concordo que evasão de divisas seja “sem graça”. O Brasil é campeão mundial nessa modalidade. Segundo a Tax Justice, são evadidos quase R$ 600 bilhões por ano, ou 14% do PIB brasileiro.

Responder

renato

20 de setembro de 2014 às 13h25

EU quero esclarecimentos SIMMMMMMM!

Responder

Daniel Menezes

20 de setembro de 2014 às 15h52

Beleza, O cafezinho. Não tenho dados sobre esse crime. Nem sei se a receita federal terá ou se os teria repassado ao COAF e ao MPF. De fato, quando estudava penal, o crime de sonegação ficava ‘perdoado’ com o parcelamento, o de evasão de divisas não. Acho que é mais produtivo cobrar da globo sua atitude anti-patriotica de sonegar (mesmo que pagando depois de descoberta). Evasão de divisas é meio sem graça e os subterfúgios contábeis podem oculta-lo.

Responder

    elisa

    20 de setembro de 2014 às 22h15

    Evasão de divisas é mais grave que sonegação, uma empresa pode sonegar por dificuldades financeiras e acertar as contas depois, evasão de divisas é crime federal.

    Responder

O Cafezinho

20 de setembro de 2014 às 15h47

Obrigado, Daniel. Estou falando de evasão de divisas, não evasão fiscal. Mas não sou especialista no assunto, apesar de estar tentando reduzir minha ignorância.

Responder

Virginia Mesquita

20 de setembro de 2014 às 15h46

A propósito, o que aconteceu com a servidora (do governo ou da Globo ??) Cristina Marís Meirick Ribeiro??!!??!! Ficou impune??!!??

Responder

Daniel Menezes

20 de setembro de 2014 às 15h44

Amigos do cafezinho, sou PFN então entendo razoavelmente de REFIS e até pretendo escrever sobre o tema qualque hora dessas. No caso concreto é possível que o crédito tenha sido pago pela lei 11.941 e reaberturas. É uma lástima. Primeiro pq esse parcelamento, conhecido como REFIS da crise, faria sentido para empresas pequenas, não para grandes. Enfim, opções políticas. Opção ainda pior é deixar que débito decorrentes de sonegação/elisão/evasão fiscal sejam por ele liquidados. Com relação à esfera tributária e penal a coisa da dívida/sonegação pode estar morta. Da ética não! Usar o expediente típico de organizações criminosas para evitar impostos (constituir e liquidar empresa offshore) é deplorável e a Globo deve ser cobrada diariamente por isso. De mais a mais, trata-se de concessionária de serviço público que por esta razão não deveria sequer valer-se da elisão/planejamento, que são lícitos. Afinal, como concessionária aufere lucros explorando uma atividade pública e O MINIMO que se espera desta e de qualquer empresa é que contribua para a sociedade que lhe proporciona o ganha pão. Sugestão.

Responder

Luiz Barone

20 de setembro de 2014 às 15h33

Não se preocupe ,a Internet está acabando com a globo sonegadora

Responder

Maria Teixeira de Magalhaes

20 de setembro de 2014 às 15h30

” REFIS , nao beneficia evasoes de divisa ” ! Portanto , mostra o DARF !!

Responder

Alice Lana

20 de setembro de 2014 às 15h19

Excelente trabalho!

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina