Ato em defesa da imprensa

O fim patético da Lava Jato

Por Miguel do Rosário

12 de junho de 2015 : 14h08

No dia 13 de novembro de 2014, uma reportagem de Julia Dualibi, no Estadão, informava que os delegados da Lava Jato faziam festinha pró-Aécio nas redes sociais. Incluindo o principal responsável pela operação Lava Jato na Polícia Federal, o delegado Igor Romário de Paula.

Igor Romário de Paula aparecia nas redes sociais louvando Aécio Neves, do PSDB, um dos candidatos com a ficha mais suja de que temos notícia em nossa história recente: acusações de corrupção, de nepotismo sem vergonha (nepotismo que ele herdou de sua própria história, pois ele, Aécio, viveu toda sua vida de empregos públicos obtidos através de indicações familiares), ataques à liberdade de imprensa, violência contra mulher, dirigir embrigado, uso de drogas, uso do dinheiro público para construir aeroportos em terras da família, nomeação de juiz acusado de vender sentenças de soltura para traficantes, amizades com donos de helicópteros apreendidos com meia tonelada de pasta de cocaína, etc.

Um candidato, e isso é quase irônico, acusado diretamente pelo principal delator da Lava Jato, a investigação conduzida por Igor Romário de Paula, de receber 120 mil dólares por mês de propinas, o que daria, em valores de hoje, quase meio milhão de reais/mês.

Desde então, a Lava Jato começou a se transformar-se rapidamente. De uma operação de combate à lavagem de dinheiro converteu-se numa investigação política, visando asfixiar a indústria de construção civil, por um lado, e criminalizar o PT, de outro.

Daí tivemos uma série de prisões ilegais. O tesoureiro do PT, por exemplo, foi preso sem que houvesse absolutamente nenhuma prova contra ele.

A acusação: as doações legais, registradas no TSE, de empresas ao PT.

As mesmas empresas doaram valores da mesma magnitude, ou até mais, à oposição. Mas apenas as doações ao PT foram criminalizadas.

Numa tática que cheira aos momentos mais arbitrários da nossa história, o juiz mandou prender não apenas João Vaccari Neto, mas sua família: mulher e cunhada.

A cunhada foi presa “por engano”. O desespero de prender era tão grande que a confundiram com sua própria irmã.

A Lava Jato entrou em parafuso, distribuindo acusações a políticos sem relação alguma com a investigação principal. Um político do PP foi acusado de incorporar a empregada doméstica à folha de pagamento de seu gabinete. Uma coisa antiética, mas sem nenhuma vinculação, obviamente, com lavagem de dinheiro, Petrobrás ou corrupção partidária.

O André Vargas, ex-deputado do PT, que não é flor que se cheire, foi acusado de ter “presença” na Caixa, e com isso, supostamente, beneficiar a agência de publicidade de seu irmão. Nada a ver com lavagem de dinheiro ou Petrobrás.

E agora, o mesmo delegado disse que investigará Lula por conta dos serviços que o ex-presidente prestou para empresas de construção civil.

A mídia, como sempre, é a grande articuladora de todas essas denúncias. Tudo é milimetricamente planejado. Sai numa revista aqui, vai para uma TV ali, aparece num jornal, numa dessas jogadas ensaiadas tão características da nossa imprensa, e que a faz parecer realmente um cartel mafioso.

Agora sabemos que o ex-presidente FHC recebeu mais de 16 milhões de reais apenas em suas doações iniciais, quando saiu do governo, mais de quatro vezes acima do valor pago pela Camargo Correia ao Instituto Lula.

Mas FHC pode. Lula não.

A mídia quer que Lula viva de quê?

Lula não tem a cara de pau de FHC, de usar 5 milhões de reais de Lei Rouanet (dinheiro público, portanto) para organizar seu “acervo”.

Como Lula sustentará seu instituto?

FHC viaja ao mundo falando mal do Brasil e recebendo por isso.

O Instituto Lula produz estudos e palestras em prol dos países mais pobres, promovendo políticas públicas de combate à fome.

A contribuição de Lula na luta mundial contra a miséria e a desnutrição foi prestigiada há algumas semanas, em evento da FAO, a organização das Nações Unidas que cuida exatamente dessas questões.

Lula abriu o encontro, e foi aplaudido por representantes de mais duzentos países. A mídia, como sempre escondeu ou diminuiu.

Ao contrário, a mídia apenas opera, dia e noite, para destruir Lula politicamente, massacrar sua imagem.

De certa forma, tem conseguido seu objetivo, como se vê nas manifestações crescentes de ódio contra o PT.

Não é difícil, numa democracia, fazer o povo se voltar contra seus próprios herois.

Infelizmente, esse é um dos vícios inerentes a democracias. Sócrates foi condenado à morte por “corromper os jovens”. Esse foi o prêmio final da democracia ateniense a seu cidadão mais ilustre.

Heródoto, o historiador grego, fala ainda de grandes generais atenienses, como Temístocles, responsáveis por vitórias épicas dos atenienses contra exércitos persas numericamente muito superiores, que depois foram perseguidos e até mesmo banidos por seus próprios cidadãos, em virtude de intrigas domésticas.

Talvez a característica mais marcante de uma democracia seja esta intriga aberta, que se confunde com o próprio jogo político.

Em ditaduras, as intrigas são asfixiadas imediatamente com violência e repressão.

Numa democracia, as intrigas se convertem em lutas políticas, travadas por meio da comunicação.

Por isso, a mídia é a questão política central da nossa democracia. Talvez mais importante, num primeiro momento, que a reforma política.

Um candidato pode até se eleger sem dinheiro, mas não sem uma boa imagem na mídia.

Para que serve o dinheiro nas campanhas, em termos estritamente eleitorais? Não é para comprar a mídia, ou fazer a sua própria mídia?

Uma reforma política começa e termina com uma reforma da mídia, uma reforma que obrigue todos os canais de tv a exibirem, em horário nobre, debates eleitorais entre candidatos a presidente, governador, prefeitos, deputados, senadores, vereadores. Uma reforma de mídia que estenda a campanha política pelo máximo de tempo possível, diluindo os custos.

O Brasil irá vencer esses esbirros da ditadura, essas conspirações conduzidas por uma mídia cevada no dinheiro e na violência de um regime de exceção.

Uma mídia que jamais se interessou em fomentar a inteligência crítica dos brasileiros. Ao contrário, seu único objetivo é ampliar o seu exército de zumbis.

Uma mídia vendida em todos os sentidos.

Não promove alimentação saudável porque não pode contrariar os interesses de seus patrocinadores.

Nunca promoveu debates em prol de políticas de transporte coletivo, porque precisa vender anúncios de carro.

Nunca promoveu debates políticos inteligentes, porque precisa empurrar, goela abaixo da população, os seus lobistas de baixo nível, que irão cuidar de suas negociatas, aqui e no exterior, como Eduardo Cunha.

A Lava Jato é fruto desse sistema. Ela é uma iniciativa desesperada de setores corruptos da mídia, da sociedade e do Estado, setores dispostos a destruir muita coisa, se isso lhes permitir a volta de um tucano ao poder.

Um tucano que ajude o cartel mafioso midiático a sobreviver por mais alguns anos.

Espera-se, todavia, que ainda existam juízes com alguma fibra moral, capazes de resistir a esse jogo pesado de chantagens políticas e midiáticas.

Ao atacar Lula, a Lava Jato expôs-se excessivamente e decretou seu fim moral.

Um fim patético de uma operação golpista liderada por agentes públicos sem qualquer compromisso com a realidade social. Não se importam em promover desemprego ou atraso de obras estratégicas.

Pior, agentes públicos sem qualquer compromisso com valores democráticos: prendem sem provas, condenam sem provas, promovem linchamento midiático através de vazamentos seletivos.

O juiz da Lava Jato exibiu, na frente de todo mundo, a propina que lhe foi entregue, em mãos, por um dos irmãos Marinho: o prêmio Faz Diferença.

E assim vamos tocando a vida.

 

Policia-Federal-Curitiba20150114-20-size-598

ScreenHunter_5889 Jun. 12 13.03

ScreenHunter_5890 Jun. 12 13.03

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

45 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Eliane Dal Colleto

13 de junho de 2015 às 03h55

‘não se move uma montanha por um pálido pedido… há muito mais no coração do bandido’. Pobre de nós que temos um PSDB saqueando o Brasil.

Responder

Mario Quadros

12 de junho de 2015 às 20h55

Bandidos.

Responder

Francisco Celso Cáceres

12 de junho de 2015 às 20h43

aqui tem cerebro copiado do BONNER,O SEU NÃO PRESTA .MAIS KKK

Responder

Mario Lopes

12 de junho de 2015 às 20h22

Imparcialidade… a gente se vê por aqui. .. SQN

Responder

Oto Augusto Oliveira

12 de junho de 2015 às 20h00

Sela é a que vou colar em vc seu Burro!

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 16h36

João Batista Damasceno: Vergonha de dizer que sou juiz

publicado em 11 de junho de 2015 às 09:15

Vergonha de dizer que sou juiz

João Batista Damasceno, em seu blog Resistência Lírica

Tenho vergonha de dizer que sou juiz. E não preciso dizê-lo. No fórum, o lugar que ocupo diz quem eu sou; fora dele seria exploração de prestígio. Tenho vergonha de dizer que sou juiz, porque não o sou. Apenas ocupo um cargo com este nome e busco desempenhar responsavelmente suas atribuições.
Tenho vergonha de dizer que sou juiz, pois podem me perguntar sobre bolso nas togas.
(…)
Tenho vergonha de dizer que sou juiz em razão das minhas fraquezas diante da grandeza dos que atravancam o caminho da justiça que eu gostaria de ver plena. Mas, eles passarão!
João Batista Damasceno ocupa o cargo de juiz de direito no tribunal de justiça do Estado do Rio de Janeiro. É doutor em Ciência Política.

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/joao-batista-damasceno-vergonha-de-dizer-que-sou-juiz.html#comment-913867

Responder

Luiz Filho

12 de junho de 2015 às 19h24

Engraçado como temos todo tipo de injustiças e o povo continua só falando de bandidos de partido político… enquanto isso, empresas, empresários, profissionais liberais e todo tipo de “brasileiro”, corrompem, sonegam, roubam, traficam e ainda saem como mocinhos nesta história…

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 16h18

[Sensacional!]

Fernando Morais: “a mídia convencional não consegue mais acompanhar a internet”

Por conspícuo e impávido jornalista Fernando Brito

(…)
A imprensa, com as exceções que a gente conhece, virou um partido político de direita, sem assumir isso. O famoso PIG [Partido da Imprensa Golpista]. O jornal, numa sociedade capitalista, você junta 10 pessoas, compra impressora e papel, contrata jornalistas e faz o jornal para defender suas idéias. Tem uma passagem no Chatô que é muito interessante,…
(…)
O Chatô o chamou e disse: “Ô ‘seu’ David que história é essa do senhor escrever no Cruzeiro um artigo dando porrada no presidente JK?”. Ele disse: “mas doutor Assis, aquela é minha opinião, é uma coluna assinada”. “Se o senhor quer ter opinião, o senhor compre uma revista. Na minha revista, o senhor defende a minha opinião”. É preciso deixar claro, sobretudo para o pessoal mais jovem, para não alimentar falsas ilusões e esperanças, imprensa está a serviço dos interesses e da ideologia de quem paga as contas no final do mês…
(…)

[“FECHANDO A ENTREVISTA COM CHAVE DE OURO!” Adendo do matuto!]

O fundamental é a regulação dos meios eletrônicos de comunicação, porque jornal, bem ou mal, é propriedade de quem montou. Agora, rádio e televisão são concessões públicas, são propriedade social. Portanto, você não pode fazer daquilo o que der na sua cabeça. Outra coisa, propriedade cruzada: não pode ter. Nos EUA não tem, na Europa não tem… Se você é proprietário de um canal de televisão, você não pode ter jornal, não pode ter rádio. Não é censura. Você tem que estabelecer normas. A Globo não pode pregar golpe de estado, seja contra quem for. Aquilo ali é uma propriedade social, não é dos filhos do Roberto Marinho. Isso precisa ser visto com um pouco mais de responsabilidade pelo governo. Os grandes veículos de comunicação ficam enganando a população dizendo que a regulação da mídia é censura… Não tem nada de censura. Os jornais vão poder continuar escrevendo o que quiserem, mas rádio e televisão têm que se submeter a regras porque não são propriedades particulares. O sinal do rádio e o da televisão são propriedades sociais.

FONTE [LÍMPIDA!]: http://tijolaco.com.br/blog/?p=27432

Responder

Anderson Saboia de Morais

12 de junho de 2015 às 19h04

Só faltou a cereja do bolo, combinar com os eleitores..fim apoteótico para mais uma derrapada dos fracassados..nem quinto turno vai, que sem graça..A Dilma deu tanto jab que ficaram banguelas.

Responder

Luiz Abbondanza

12 de junho de 2015 às 18h59

Cafezinho, deixa de bancar o revisor. O cara ta leno e ta entendeno e continua torceno pra quem ele quiser…

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 15h52

[A luta contra o fascismo continua!]

Itália suspende, de novo, extradição de Henrique Pizzolato

GRACILIANO ROCHA
DE SÃO PAULO

12/06/2015 15h27

A Itália suspendeu, novamente, a extradição de Henrique Pizzolato para o Brasil, após o Conselho de Estado acatar um recurso impetrado nesta sexta-feira (12) pelo advogado do petista.
(…)

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1641314-italia-suspende-de-novo-extradicao-de-henrique-pizzolato.shtml

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 15h44

Trensalão Tucano (PSDB): Prejuízo de R$ 425 milhões aos cofres públicos

Por jornalista Bob Fernandes

https://www.youtube.com/watch?v=6WxhNTpqoNc

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 15h41

Uma “pequena” amostra do Circus Brasiliae!

Procurador da República sugere 22 anos de prisão para tucano Eduardo Azeredo

https://www.youtube.com/watch?v=m1_uQLo203g

Responder

Alexandre Censi

12 de junho de 2015 às 18h41

É impressionante o poder do PT sobre a militância. Eles conseguem convencê-los que os R$ 88 bilhões que foram desviados não existem. O Barusco devolveu R$ 130 milhões aos cofres públicos e os militantes gritam que não foi dinheiro desviado da petrobrás, mesmo ele confessando eles continuam negando. Ou são todos muito ricos e não fazem conta do dinheiro, ou são extremente pobres e não acreditam que possa existir todo este dinheiro. E o pior é que já foi comprovado 264 casos de corrupção envolvendo a base aliada, e nem assim eles acreditam. Alguém pode me explicar o que acontece com este povo?

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 15h39

… Os militantes do *’miniSTÉRIO’ Público &$ da Polícia Federal já se coçaram para procurar os QUADRILHEIROS/MENSALEIROS transnacionais do MEGAescândalo do FIFALÃO/GLOBOLÃO?!
*melhor, do ‘microSTÉRIO’ Público desde o antanho do ‘Brindeiro Engavetador Geral da Corrupção da era Corrupta FHC’, do Antonio Fernando &$ do Robert(o) Gurgel do Mentirão &$ do ‘Rodrigo Moro Gurgel’!

RESCALDO: financiados com o dinheiro do honesto povo trabalhador brasileiro!

“[E] Soltos, todos soltos!”
Inclua-se o rábula psicopata da Ação Penal 470, vulgo MENTIRÃO, ‘a maior farsa jurídico-midiática’ da história do Brasil! Quiçá, mundial!

Responder

O Cafezinho

12 de junho de 2015 às 18h35

~sela da PF~ pelo amor

Responder

Marcos A. P. Pecci

12 de junho de 2015 às 18h29

Gangsters tucanos: sempre protegidos pelo judiciário, sempre blindados pela mídia! Até quando?!?!

Responder

Heitor Camargo De Oliveira Junior

12 de junho de 2015 às 18h28

Patética e a defesa dos corruPTos feita pela “mídia” sustentada com verba governamental…

Responder

Carlos A Scorpião

12 de junho de 2015 às 18h27

Não é estatal, foi vendida a preço de umbú pelo PSDB, e tem que apertar mesmo, só quem está acostumado com impunidade e falcatruas tem esse tipo de argumentação, por isso tanta corrupção, tem adeptos e muitos, nada éticos, mas moralista de araque e cobradores do que não fazem!

Responder

hai

12 de junho de 2015 às 15h24

Vou ser franco, você pediu minha opinião, aí está, as esquerdas que são patéticas com as análises com relação aos resultados da direita, a última eleição provou isto, e não é só a última eleição, a direita “plantou” o germe da veiculação destrutva em cima do governo, e , não há nada que vocês tentem desmoralizar adianta, porque a “veiculação da direita é maior que a da esquerda!”, sequer há um blogue do partido do governo (PT) para desmoralizar a imprensa, o Lula tem feito (só ele) isto sozinho, vocês (blogues de esquerda) ficam se masturbando em tentativas de “desmoralização” da atitudes da direita – pergunto eu Conseguiram evitar o “carimbo” de só o PT responde por doação ao instituto Lula? Não! Então as esquerdas se locupletam de retórica. O PT tem que criar um blogue com empregados capacitados para combater e desmoralizar a mídia pontualmente, sem isso será a rivalidade da retórica dos jornalistas de direitas x esquerda, o resto é luar de paquetá.

Responder

    enganado

    12 de junho de 2015 às 15h57

    Caro hai. Já escrevi sobre o seu comentário e repito o que escrevi a tempos: Seja quem for ou quem que seja brincar com minha moral e/ou de minha família e ainda mais sendo ladrão/mentiroso/hipócrita/viciado em drogas/apátrida/vendido/juiz vendido/polícia/ … etc parto pra cima sem medo de MORRER! O que a Esquerda está fazendo, é nada menos bancar o AVESTRUZ. Se fosse comigo, já teria acabado com esta farra há muito tempo, teria partido para tudo ou nada, ou seja, desta matar e/ou morrer, pois a causa é justíssima. E mais começaria pelo FHC, …passando pelo çERRA, … chegando no JB e Moro; era eu ou eles! Até que gostaria de ver a matança/tortura das forças armadas começarem tudo novo! Mas desta vez, com ordens diretas de Washington/Tel Aviv e com base aeronaval em Recife. É meu amigo, não engulo nem uma gota das atitudes da Direita!

    Responder

    Mauro

    12 de junho de 2015 às 16h24

    Parabéns!!!

    Responder

Henri Cartier

12 de junho de 2015 às 18h24

SEM COMENTÁRIOS – CHEGA A SER GROSSEIRAMENTE RIDÍCULO

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 15h20

DOAÇÕES INICIAIS AO IFHC EQUIVALEM A R$ 16,3 MILHÕES

Se fossem hoje, as doações feitas por 12 empresas, brasileiras e estrangeiras, para a criação do Instituto FHC equivaleriam a R$ 16,3 milhões; este é o valor corrigido pelo IGP-M da data das doações, que ocorreram em novembro de 2002 em um jantar no Palácio do Alvorada, quando Fernando Henrique ainda era presidente; montante é mais de quatro vezes os R$ 3 milhões, também corrigidos, doados ao Instituto Lula pela Camargo Corrêa entre 2011 e 2013; após a divulgação pela imprensa, como se fosse um escândalo, da doação da empreiteira ao Instituto Lula, vem à tona a notícia de que a mesma empresa, através da VBC Energia, foi a maior doadora do projeto de digitalização do acervo de FHC e Ruth Cardoso

12 DE JUNHO DE 2015 ÀS 11:56

(…)

FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/184688/Doa%C3%A7%C3%B5es-iniciais-ao-iFHC-equivalem-a-R$-163-milh%C3%B5es.htm

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 15h18

A FAZENDA DE 20 DÓLARES [de FHC o DEMoTucano ‘Príncipe da Privataria’!]

Assim como a noite em que se rodou a sacolinha no Alvorada não escandalizou a Globo, o mesmo pode ser dito da fazenda em Buritis (MG), que perteceu a FHC e Sergio Motta e depois foi repassada a Jovelino Mineiro, que, em seguida, cedeu cotas do empreendimento a filhos do ex-presidente, como Paulo Henrique Cardoso.
Em setembro de 2000, o portal Consultor Jurídico publicou reportagem informando que a fazenda de FHC chegou a ser escriturada por inacreditáveis 20 dólares. “A fazenda Córrego da Ponte, cenário do confronto entre o presidente da República e o governador de Minas, já custou 20 dólares. Pelo menos é o que consta do Registro Geral de Imóveis de Unaí (MG), onde se informa que o imóvel pertence à Agropecuária Córrego da Ponte Ltda, cujos sócios são Jovelino Carvalho Mineiro Filho, Luciana e Beatriz Cardoso. A fazenda que está sendo protegida pelo Exército, foi comprada por FHC e seu sócio, Sérgio Motta (ex-ministro das comunicações), segundo o cartório, por 2 mil dólares, e, em seguida, foi vendida para uma empresa deles por 20 dólares”, dizia o texto.
Mais um detalhe apontado pelo Conjur: “O proprietário anterior a FHC adquiriu as terras, em 1981, por 140 mil dólares.”
O caso havia chamado atenção da revista Istoé, mas FHC atribuiu a denúncia a intrigas da oposição. “Diante da curiosa transação, FHC alegou que a fazenda havia sido comprada, na realidade, por 50 mil dólares e que o negócio havia sido registrado em um ‘contrato particular’. Em 1994, os dois sócios afirmaram que o valor atualizado da fazenda era 400 mil dólares. Na época, a revista Isto É publicou reportagem informando que FHC havia driblado a Receita Federal e utilizado receitas não declaradas. Ele negou as acusações, alegando que eram acusações infundadas produzidas pela oposição”, dizia a reportagem do Conjur.

FONTE: consultor jurídico – conjur

Responder

    Messias Franca de Macedo

    12 de junho de 2015 às 15h18

    … E a pista de pouso da Camargo

    Além da polêmica transação imobiliária, da fazenda vendida a FHC por 20 dólares, o imóvel tinha outra particularidade. Desfrutava de uma pista de pouso particular, da fazenda ao lado, que pertencia à empreiteira Camargo Corrêa.
    “O presidente Fernando Henrique Cardoso tem um vizinho no município mineiro de Buritis que todo fazendeiro gostaria de ter. Em vez de avançar a cerca sobre a propriedade alheia, como de hábito no meio rural, a construtora Camargo Corrêa mantém sempre aberta a porteira que separa sua fazenda da gleba presidencial. Quem também mora por ali está acostumado a ver um intenso movimento entre as duas propriedades: pessoas saindo da fazenda Córrego da Ponte, de FHC, entrando na Pontezinha, da Camargo Corrêa, e voltando à Córrego da Ponte. A atração na Pontezinha é uma ampla pista de pouso que costuma receber mais aviões tripulados pela corte do presidente do que jatinhos de uma das maiores empresas do País. ‘Nunca vi avião nenhum da Camargo Corrêa pousando ali. Mas da família de Fernando Henrique não pára de descer gente’, conta o fazendeiro Celito Kock, vizinho de ambos e atento observador do trânsito aéreo na região. A pista particular tem 1.300 metros de comprimento e 20 metros de largura, asfaltados numa grande área descampada. Um estacionamento com capacidade para 20 pequenas aeronaves completa o aeródromo”, diz texto publicado pela revista Istoé, em 1995.
    Depois de ter sido invadida por integrantes do MST, a fazenda foi vendida por FHC ao amigo Jovelino Mineiro, que, em seguida, cedeu cotas do imóvel aos próprios filhos de FHC. Ou seja: o dono do imóvel em Paris, que Janio de Freitas atribuiu ao ex-presidente, é também dono da fazenda dos filhos do ex-presidente, como revela o documento abaixo:
    (…)

    FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/184329/Nota-de-FHC-sobre-Paris-revela-o-pol%C3%AAmico-Jovelino.htm

    Responder

      Messias Franca de Macedo

      12 de junho de 2015 às 15h29

      Doações: com Lula é “imoral”, com FHC é “cultural”. A hipócrisia da mídia e o sapato do Brizola

      10 de junho de 2015 | 09:54 Autor: Fernando Brito

      (…)

      FONTE [LÍMPIDA!]: http://tijolaco.com.br/blog/?p=27415

      Responder

Jairo Menezes Jr.

12 de junho de 2015 às 18h15

E tem mais: Foram milhares de processos engavetados na era FHC, gira em torno de 4 mil processos engavetados pela PGR, e ninguém fez e faz nada(Quantos bilhões foram??? Ninguém nunca saberá!!!). Além do mais, ainda tem a Operação ZELOTES, caso HSBC, FURNAS, Mensalão Tucano, Privataria Tucana, BNDES, CBF(Marin doou para campanha do Aécio) e Estado de MG com rombo de 5 Bilhões(Gestão Aécio)

Responder

Messias Franca de Macedo

12 de junho de 2015 às 15h12

E POR FALAR NO CARTEL MAFIOSO DA IMPRENSA!

Vão esperar o chefe do Revoltados Online provocar uma tragédia para detê-lo?
Por conspícuo e impávido jornalista Paulo Nogueira
(…)
FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.diariodocentrodomundo.com.br/vao-esperar-o-chefe-do-revoltados-online-promover-uma-tragedia-para-dete-lo-por-paulo-nogueira/
FALA, MATUTO!
… E por falar no vândalo/escroque mirim, o tal kim katiguiri, o imbecil a $oldo estive em Feira de Santana, antes de aportar em Salvador!
Na cidade, foi levado às emissoras de rádio, conduzido por um médico mercenário e fascista da cidade!
O ‘molequim’ de traços orientais falou barbaridades!
Aplaudido pelos canalhas ‘sopradores de latinha’ que o entrevistaram!
Por sinal um *âncora desses afirmou:
“É, esse Kim que, ontem, nós entrevistamos, é mesmo valentão!
Não que o Kim se hospedou no Hotel Pestana, local onde está sendo desenvolvido o 5o Congresso do PT!?”
*esse âncora também é dono de emissoras de rádio! Deve se achar o Roberto Marinho do Sertão/Agreste baiano! Nesse programa, todos os dias o infame Alexandre Garcia “das organizações criminosas Globo” destila o ódio figadal dele! Boçal [pseudo-]jornalista e ex porta-voz da ditadura militar, o Garcia “da Globo **soNEGAdora” – &$ da QUADRILHA do FIFALÃO/GLOBOLÃO – difunde o programete agourento e terrorista ‘MAU Dia Brasil’ do rádio! Aqui em Feira de Santana, o panfleto fascigolpista é retransmitido pela Rádio Princesa FM 96.9 e Rádio Sociedade AM 970.Emissoras da Rede [de Frades] Capuchinhos de Comunicações! Empresas católicas [do lucro!].
**das verdades – e dos impostos!

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia
República Desses Aloprados Bananas Concessionários Públicos do Estado rasileiro!

Responder

Osorio Marques

12 de junho de 2015 às 18h02

O BRASIL É UMA ILHA RODEADO DE CANALHAS MARGINAIS MAU-CARÁTER, EM TODOS OS NÍVEIS DOS PODERES…

Responder

    Fenix Das Cinzas

    12 de junho de 2015 às 18h10

    Desde quando o país foi “Descoberto”!!!

    Responder

    Messias Franca de Macedo

    12 de junho de 2015 às 15h21

    Instituto Lula: “Mais uma tentativa de escandalizar atividades legais e legítimas”

    publicado em 10 de junho de 2015 às 21:10

    Mais factóides, má fé e preconceito de parte da imprensa contra um ex-presidente

    Do Instituto Lula, em 10/06/2015 20:10

    Desde que encerrou seu período na presidência da República, em 1º de janeiro de 2011, o ex-presidente Lula pautou-se pela transparência em suas atividades políticas, profissionais e nos episódios que, embora na esfera particular, eram de interesse público. A tentativa de transformar estas atividades em escândalo, como tem feito parte da imprensa brasileira, é só mais uma demonstração de parcialidade, má-fé e preconceito em relação ao ex-presidente.
    (…)

    FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.viomundo.com.br/denuncias/instituto-lula-mais-uma-tentativa-de-escandalizar-atividades-legais-e-legitimas.html#comment-913345

    Responder

Lulu Pereira

12 de junho de 2015 às 17h54

disse a verdade

Responder

Pedro

12 de junho de 2015 às 14h41

Ta parecendo que a eleição de 2018 vai emendar com a de 2014. Aécio e seus miquinhos amestrados não desistem fácil.

Responder

Jairo Menezes Jr.

12 de junho de 2015 às 17h40

PSDB foi o segundo partido que mais recebeu propina atras somente do PT

Responder

    Mário Alves Ferreira Jr.

    12 de junho de 2015 às 18h08

    nos ultimos 4 anos, mas tem muito tempo antes disso, principalmente os 8 anos do THC que foi quem liberou a corrupção na petrobrás… sem dúvida o maior corrupto da história

    Responder

    Jairo Menezes Jr.

    12 de junho de 2015 às 18h14

    Exatamente. Foram milhares de processos engavetados, gira em torno de 4 mil processos engavetados pela PGR e ninguém fez e faz nada(Quantos bilhões foram??? Ninguém nunca saberá). Além do mais, ainda tem a Operação ZELOTES, caso HSBC, FURNAS, Mensalão Tucano, Privataria Tucana, BNDES, CBF(Marin doou para campanha do Aécio) e MG com rombo de 5 Bilhões

    Responder

Hélvio Reis Carol Costa

12 de junho de 2015 às 17h40

Será que se a vale fosse uma estatal precisaríamos desses apertos todo

Responder

Jairo Menezes Jr.

12 de junho de 2015 às 17h39

Cadê a mobilização de pessoas e partidos pra prender todos os envolvidos??? Que coisa mais ridícula!!!! De todos os 32 partidos, 28 receberam propina na Lava-Jato!!!! Não tem partido melhor nem pior não! Tem que prender TODOS os envolvidos! Os “paladinos da Verdade e da Justiça”, que se intitulam Socialistas, não fizeram NADA pelo Brasil

Responder

Elenice Lobo Santos Ribeiro

12 de junho de 2015 às 17h22

Fim??? Acho que está só no começo!

Responder

Mauricio Gomes

12 de junho de 2015 às 14h20

Sei não, mas isso não está com cara que vai acabar bem. Se esses almofadinhas do Paraná incrustados em órgãos como o Judiciário, MP e PF não forem postos em seus lugares, eles irão despertar a ira do povo por causa dessa perseguição covarde e criminosa contra o Lula. É tudo tão escancarado que, como diria o Moro, investigar o PSDB e seus asseclas “não vem ao caso”. O FHC e o Aécio são mais sujos que chiqueiro e mesmo assim se acham no direito de cobrar ética e honestidade dos outros. Quero saber quando esses almofadinhas do Paraná irão chamar pra depor o tesoureiro do PSDB descoberto no escândalo do Suiçalão. Ou quando essa CPI ridícula irá contestar as contas do instituto FHC que, diferente do instituto Lula, recebeu verbas PÚBLICAS para montar seu acervo inútil. Até quando tanta parcialidade????

Responder

Marcelo Luiz

12 de junho de 2015 às 17h19

Só posso dizer ao Lula: bem feito. Não foi ele quem quis assim? Criou duas TVs que não alcança ninguém e ressuscitou a Telebras para prestar serviços para as privatizadas. Logo, a democratização que poderia fazer o contraponto não aconteceu. Depois de elogiar e apoiar o que há de pior na política, sobra pouco para rebater, ainda mais que o PT decidiu mesmo que era hora de deixar a rua morar no gabinetes. Coisas singelas mostram o desinteresse pelo interesse público, com a escolha da Tecnologia das TVs digitais, ao gosto da TV Globo.

Responder

    Leinig Perazolli

    12 de junho de 2015 às 17h45

    Marcelo isto sempre aconteceu, somente agora é que aparece porque alguém teve coragem de mostrar .,.,foi o FHC KKKKKK ATÉ vc riu, não foi.

    Responder

Léo Leila Faria

12 de junho de 2015 às 17h11

Panelinha… #PSDBnuncamais

Responder

Deixe uma resposta