Ministro da Saúde explica chegada do coronavírus ao Brasil

E agora, Moro? Delação não é prova, diz novo ministro do STF

Por Miguel do Rosário

13 de junho de 2015 : 12h31

O juiz Sérgio Moro, que recebeu propina da Globo, e toda a operação Lava Jato, que se transformou numa investigação política, acabam de sofrer um duro revés.

O novo ministro do STF, Luiz Edson Fachin, deixou bem claro: delação premiada não é prova. E completou afirmando que é preciso respeitar o direito à presunção da inocência.

Moro manteve e mantém um monte de gente presa, sem nenhuma prova, apenas com base em delações premiadas.

Tudo seletivo, claro, porque o principal delator (Youssef) afirmou que o senador Aécio Neves recebia 120 mil dólares por mês de propina, num esquema de Furnas, mas esse ninguém toca, por ser tucano e blindado pela mídia.

Moro também não respeita, em absoluto, o direito à presunção da inocência. A mídia idem.

***

No Conjur.

Delação premiada não pode ser considerada prova diz Luiz Edson Fachin

13 de junho de 2015, 11h18

A delação premiada não pode ser considerada como prova, mas como um indício que deverá ser apurado. A opinião é do professor Luiz Edson Fachin, que será empossado ministro do Supremo Tribunal Federal na próxima terça-feira (16/6). Segundo noticiou o jornal Gazeta do Povo, que participou de uma conversa de Fachin com jornalistas paranaenses na manhã de sexta-feira (12/6), em Curitiba, o futuro ministro destacou a importância de manter o direito de presunção de inocência.

No evento, Fachin afirmou que mesmo diante da “inércia legislativa”, o juiz não pode tomar o lugar do legislador. Para ele, o destaque que o Supremo vem ganhando na sociedade é reflexo do crescimento do acesso aos direitos, intensificado com a promulgação da Constituição Federal.

Entre os preparativos feitos para assumir a cadeira na corte, Fachin disse aos jornalistas que está transferindo todos os compromissos estabelecidos nas terças, quartas e quintas-feiras, para ter os dias completamente dedicados ao tribunal. Afirmou que não deixará de comparecer a nenhuma sessão do Supremo.

No exercício de ministro, o professor afirmou ainda que pretende ser discreto, principalmente ao se relacionar com a impressa. “O juiz fala no processo”, afirmou. Segundo ele, suas posições serão conhecidas com as intervenções que ele fizer no Plenário e em seus votos.

A posse Fachin será dia 16 de junho, no Plenário do Supremo, às 16h. Em seguida, o ministro recém-empossado se dirige ao Salão Branco para receber os cumprimentos, onde também será executado o Hino Nacional.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

102 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Adalberto Lopes

23 de julho de 2015 às 00h11

O que ele está fazendo é criminoso. Eles estão desmoralizando o país. Estão desqualificando uma operação da PF que quer limpar esse governo. Eles sabem o que estão fazendo, tentando desautorizar um juiz não está tentando passar esse país a limpo, tentando fazer justiça respondendo aos anseios de uma população faminta por justiça. Sarney, collor e lula que são os grandes pilantras dessa podre país, basta ver o que eles fizeram com os tribunais superiores nomeando esses tipinhos e é por isso que as quatro grandes operações anteriores foram barradas no stj. desmoralizando o stj em praça pública.

Responder

Hell Back

14 de junho de 2015 às 23h40

O juiz Moro NUNCA vai cometer um crime do “colarinho branco”; acho que é por essa razão que o juiz Moro andar sempre com uma camisa cujo colarinho é preto. (risos)

Responder

Luís CPPrudente

14 de junho de 2015 às 23h19

Parabéns ao ministro Luiz Fachin ao peitar o dr. Sergio Tucano Moro: delação premiada não é prova.

Responder

Hell Back

14 de junho de 2015 às 20h33

“(…) delator (Youssef) afirmou que o senador Aécio Neves recebia 120 mil dólares por mês de propina (…)”.
Esse delator (Youssef) é o mesmo que delatou as outras coisas que valeram contra o PT, porque será que não valem mais quando é contra o PSDB e DEM?

Responder

Vixe

14 de junho de 2015 às 16h39

Caramba Miguel.
Dado a quantidade de coxinhas que comentam por aqui, chego à conclusão que você está roubando “audiência” do Reinaldo Azevedo.
Mas continuem a escrever bobagens por aqui, coxinhas.
O vosso acesso contribui para que o Blog apareça e ganhe mais anunciadores, aumentando a receita.

Responder

Messias Franca de Macedo

14 de junho de 2015 às 10h31

… Essa manifestação do jurista Luiz Edson Fachin é também emblemática no sentido de que demonstra a irrazoabilidade do atual contexto histórico/civilizatório brasileiro!
Ou seja, houve a necessidade de um ministro da Corte Suprema “desenhar o que qualquer criança minimamente escolarizada tem plena convicção”!
E, “ainda por cima”, a partir de agora ‘nois’ teremos que começou a aturar “a grita insana” do pessoal do PIG &$ do restante dos bárbaros da [eterna] oPÓsição ao Brasil e ao honesto povo trabalhador brasileiro!

Haja “saco”!..

Responder

Messias Franca de Macedo

13 de junho de 2015 às 21h34

… Delação é coisa de bandido!
E de bandido covarde!

Responder

    Messias Franca de Macedo

    14 de junho de 2015 às 10h33

    … Nunca é demais lembrar também que delação sem as investigações pertinentes é coisa de judiciário falido na ilegalidade!

    E tenho dito!

    Responder

Messias Franca de Macedo

13 de junho de 2015 às 21h32

… É ou não é um ‘Tolo’?!…

Juiz do Brasil!
Sim!
Sei!

Pausa para rir dessas desgraças!

Responder

Ze Maria de Carvalho

13 de junho de 2015 às 21h25

Miguel cafezinho fresco recebe do petismo para atacar todos os contras

Responder

    Sérgio Marinho Marques Cavalcanti

    13 de junho de 2015 às 22h56

    Não só atacar esta corja que pelo visto você defende, como também vem provando e apresentando muitas das maracutaias que vc. não viu porquê se faz de cego e ouvidos moucos, quanto ao ganho dele pago pelo PT para atacar os contras, é só apresentar as provas e parar de dizer besteiras como um RÁBULA que está como advogado .

    Responder

    Ze Maria de Carvalho

    13 de junho de 2015 às 23h00

    eu sou contra o nazifacismopetista e contra fascistas iguais ao cafezinho frio fraco. obrigado pelo rábula. gostei

    Responder

      Luís CPPrudente

      14 de junho de 2015 às 23h25

      Zé Maria, você comentou dessa forma depois que descansou no Robinson, o helicóptero Helicoca?

      Responder

Mauricio Gomes

13 de junho de 2015 às 15h29

Os fascistas babosos e paneleiros estão choramingando, são viúvas da ditadura e do JB que não suportam o debate em alto nível e o contraditório. Chorem, afinal é livre….kkkkk

Responder

Beatriz Luiz

13 de junho de 2015 às 17h56

obrigada, Ministro Fachin, pela pré-estréia tão auspiciosa.

Responder

    Luís CPPrudente

    14 de junho de 2015 às 23h26

    Boa pré-estreia mesmo!

    Responder

Raul Manhaes

13 de junho de 2015 às 16h56

Responder

Carlos Nascimento

13 de junho de 2015 às 16h54

Roubar é fachim, fachim.

Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h54

    … um coxinha…

    Responder

Emerson Cruz

13 de junho de 2015 às 16h49

Qualquer pessoa que tenha a opinião contrário ao governo é mentiroso imoral ou engorda para os militantes do PT vocês
Esquecem que tem que respeitar a opinião dos outros e a justiça ou se não tudo é baderna

Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h55

    … dois coxinhas…

    Responder

Paulo Silva

13 de junho de 2015 às 16h48

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.. ministro indicado pela vaca das tetas de ouro…..kkkkkkkk… só assim…kkkkkkkkkkkk

Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h55

    … três coxinhas…

    Responder

Orlando Bonetti Junior

13 de junho de 2015 às 16h44

Dr Moro, acho que começou o maior pesadelo da sua vida. “Fachin”, esse é o balde d’água fria na lava jato.

Responder

    Anônimo

    14 de junho de 2015 às 00h50

    Antes de sair propagando este seu desejo você precisa saber que o juiz Fachin não vai participar do julgamento da Lava Jato.
    Ele não integrará a turma de cinco juizes do STF que é responsável pelo processo.
    Simples assim.

    Responder

Antonio Augusto Assis

13 de junho de 2015 às 16h36

Sabe de nada inocente!! kkkkkkkk

Responder

Maurício Azambuja

13 de junho de 2015 às 16h35

O circo do moro está pegando fogo!

Responder

Carlos Merlin

13 de junho de 2015 às 16h33

Virou merda mesmo….se um depoimento ou delaçao nao for prova entao acabou…nao existe mais justiça em lugar algum….FIM !!!!

Responder

    Raul Manhaes

    13 de junho de 2015 às 16h52

    A justiça só vale se o corrupto ja condenado for o juiz kkkkkkkk

    Responder

    Zeca Ribeiro

    13 de junho de 2015 às 17h04

    Deixa eu ver se eu entendi. Qualquer um, pode chegar na frente de um juiz e dizer o que quiser sem um documento que corrobore o que disse e mesmo assim vira prova contra uma outra pessoa? E vc acha mesmo que isso é Justiça? Já pensou se acontecesse com vc?

    Responder

    Edson

    13 de junho de 2015 às 15h42

    Caros amigos Carlos e Raul, vocês simplesmente não conhecem nada de leis, é só pegar o código penal e dar uma lidinha. Exemplo, posso dizer que vocês dois são gays, mas para tal afimação, tenho que ter provas, entendeu ou preciso desenhar, se forem realmente gays, me desculpem!

    Responder

    Anônimo

    13 de junho de 2015 às 15h43

    Delação é mexerico. Até prova em contrário.

    Responder

      Messias Franca de Macedo

      13 de junho de 2015 às 21h34

      … Delação é coisa de bandido!
      E bandido covarde!

      Responder

    Paulo

    13 de junho de 2015 às 15h45

    Delação é mexerico. Até prova em contrário.

    Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h56

    … quatro coxinhas…

    Responder

Clovis Filho Rocha

13 de junho de 2015 às 16h31

Q juizinho corrupto, mafioso alguem de patente maior tem q parar esse babaca

Responder

Misael B. S. Filho

13 de junho de 2015 às 16h29

Por isso que os golpistas e a mídia fascista tentaram barrar sua indicação e nomeação para Ministro do STF, querem apenas ministros que atendam seus interesses mais obscuros, tipo Mendes, Fux e Weber.

Responder

Rosemary Perez

13 de junho de 2015 às 16h28

Boçal como o capitão do mato…kkkk esses coxinhas desinformados….êta judiação….vão se informar melhor….

Responder

Denis Marcolino

13 de junho de 2015 às 16h25

Realmente alguém com senso de realidade, onde se pode acreditar que os corruptores podem falar qualquer coisa que lhes venha a cabeça e prejudicar pessoas, sabe se lá por qual partido estás representam.

Responder

Linalva Ribeiro

13 de junho de 2015 às 16h16

Então vamos sair da Idade Média? Que maravilha!

Responder

Juarez Biscaia

13 de junho de 2015 às 16h15

Engracado como age esse pessoal da ptzada….antes era o ministro Joaquim Barboza, agora o Moro…..sempre querendo esconder a sujeira para debaixo do tapete…..até quando vcs vão se enganar ou querer enganar o povo brasileiro…..cambada de corrptos….

Responder

    Raul Manhaes

    13 de junho de 2015 às 16h50

    Todos dois venais e propinados: Barbosa e Moro.

    Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h56

    … cinco coxinhas…

    Responder

Carlos Alberto Sepulveda Chastinet

13 de junho de 2015 às 16h14

Antes tarde do que nunca…

Responder

Fernando Junior

13 de junho de 2015 às 16h13

PT= LIXO, queremos os corruptos na cadeia e não sendo aplaudidos pelo PT!!!!

Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h56

    … seis coxinhas…

    Responder

Henrique Miranda Braga

13 de junho de 2015 às 16h06

Coemo Saldanha OLHA O QUE ELS FAZEM.

Responder

Nado Lima

13 de junho de 2015 às 16h05

Eu acho que não, pois o que se fala tem que se provar, os depoentes podem envolver pessoas a qual pode ser um desafeto, inventar mentira… Tem se averiguar o que esta sendo dito. Só passa ser prova quando se tem alguma evidência.

Responder

Ruben Nicolau Luft

13 de junho de 2015 às 16h04

Toma imbecil!!!

Responder

Ruben Nicolau Luft

13 de junho de 2015 às 16h04

Toma imbecil!!!

Responder

Jjdm Cipriano Azevedo

13 de junho de 2015 às 16h04

Fora moro tucano..

Responder

Jjdm Cipriano Azevedo

13 de junho de 2015 às 16h04

Fora moro tucano..

Responder

Sandro Abreu

13 de junho de 2015 às 16h03

Deputado do PT de Minas escracha a revista Veja: https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=wHzIJyJBr8w

Responder

Sandro Abreu

13 de junho de 2015 às 16h03

Deputado do PT de Minas escracha a revista Veja: https://m.youtube.com/watch?feature=youtu.be&v=wHzIJyJBr8w

Responder

Leno Campos

13 de junho de 2015 às 16h01

Será verdade, cafezinho ?
O supremo tem muito pilantra PeTralha, mas eles teriam coragem ?
Acho que não !!!

Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h57

    … sete coxinhas…

    Responder

Leno Campos

13 de junho de 2015 às 16h01

Será verdade, cafezinho ?
O supremo tem muito pilantra PeTralha, mas eles teriam coragem ?
Acho que não !!!

Responder

    Paulo Santos

    13 de junho de 2015 às 16h18

    A questão, Leno, não se relaciona à coragem, vontade ou algo semelhante, mas, sim, quanto à possibilidade e legalidade, mas respeito a sua opinião.

    Responder

    Jean André

    13 de junho de 2015 às 16h36

    Pois é, o que era para ser um processo jurídico, vira uma torcida de clubes.

    Responder

Antonio Fernando

13 de junho de 2015 às 15h59

Um pais contaminado por corruptos estamos sem niquem para nos defender

Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h58

    … oito coxinhas…

    Responder

Antonio Fernando

13 de junho de 2015 às 15h59

Um pais contaminado por corruptos estamos sem niquem para nos defender

Responder

Suzana Moreira

13 de junho de 2015 às 15h57

Eita! Agora quem sabe aprende!?

Responder

Suzana Moreira

13 de junho de 2015 às 15h57

Eita! Agora quem sabe aprende!?

Responder

Heitor Camargo De Oliveira Junior

13 de junho de 2015 às 15h55

Delação não e nunca foi prova, esquerdopatas.

A delação só é válida quando acompanhada de documentos ou outras formas de PROVAR o que se diz.

Responder

    Vixe

    13 de junho de 2015 às 19h59

    … nove coxinhas…

    Responder

Heitor Camargo De Oliveira Junior

13 de junho de 2015 às 15h55

Delação não e nunca foi prova, esquerdopatas.

A delação só é válida quando acompanhada de documentos ou outras formas de PROVAR o que se diz.

Responder

    Gabriel de Almeida

    13 de junho de 2015 às 16h12

    “Moro manteve e mantém um monte de gente presa, sem nenhuma prova, apenas com base em delações premiadas.”

    Ler a matéria faz bem, coxinha.

    Responder

    Paulo Santos

    13 de junho de 2015 às 16h16

    “Delação não e nunca foi prova, esquerdopatas. A delação só é válida quando acompanhada de documentos ou outras formas de PROVAR o que se diz.” … ‘Interessantíssimo’ o seu comentário.

    Responder

    Heitor Camargo De Oliveira Junior

    13 de junho de 2015 às 16h22

    Tem que desenhar para esquerdopata entender:

    O monte de vagabundo que o Sérgio Moro mantém preso POSSUEM PROVAS contra eles que são necessárias para as delacoes.

    Responder

    Gabriel de Almeida

    13 de junho de 2015 às 16h36

    Sua pictografia é tão rudimentar que nem vale a pena continuar dando atenção, no entanto, no Direito Penal, só se mantém em cárcere, suspeitos que possam oferecer algum risco à sociedade ou que possam fugir.

    No caso em tela, a medida só é utilizada para suspeitos ligados ao PT. A Lava Jato possui suspeitos ligados a todos os partidos, incluindo nomes graúdos do PSDB e PMDB, no entanto, Moro, que possui ligações mais do que estreitas e comprovadas com o PSDB, só faz uso desse artificio que já beira a ilegalidade, contra seus inimigos políticos, substituindo o elemento jurídico pelo político.

    E nós que temos algum tipo de doença? Dá até desânimo…

    https://www.ocafezinho.com/2014/12/05/sergio-moro-e-casado-com-advogada-do-psdb/

    Responder

    Paulo Santos

    13 de junho de 2015 às 16h37

    Tá “serto” fera. (hahaaaa)… Vocês, no fundo, são divertidos!

    Abraços!
    8-)

    Responder

    Pedro Machado

    13 de junho de 2015 às 16h41

    Eu não acho nem um pouco divertido Paulo Santos :-(, até seria se a consequência disso não fosse um atraso brasileiro.

    Responder

    Paulo Santos

    13 de junho de 2015 às 16h43

    Muito boa a sua reflexão, Gabriel…

    Responder

    Gabriel de Almeida

    13 de junho de 2015 às 16h50

    Atraso maior que esse, Pedro? O brasileiro médio, Homer Simpson, só consegue ver efeitos, não observam as causas. Por isso, ficam presos nesse clichês duais de Bem x Mal, PT x PSDB, Fla x Flu.

    Não percebem que a raiz do problema está no sistema e nas forças políticas que querem, a todo custo, manter o sistema desta forma para continuarem a se beneficiar dele.

    Por exemplo, ontem foi votado no Senado proposta do senador José Serra que retira a participação obrigatória da Petrobras na exploração do pré-sal. Quem procura ir além dessa loucura anti-petista, sabe que o Wikileaks vazou documentos em que José Serra é praticamente um lacaio da petrolífera norte-americana Chvron.

    O que quero apontar com isso? Que enquanto alienados como esse Heitor são direcionados a ver apenas o PT como o mal supremo do país, políticos venenosos como Serra, Cunha e demais, vão criando retrocessos e absurdos que irão, não muito lá na frente, causar prejuízos enormes à população.

    Então, quem tem boa interpretação textual vai entender que não estou aqui defendendo um partido que tem muito a explicar à sociedade, e sim, apontar o óbvio de que este partido não é o único responsável por situações de corrupção, e quem tem uma boa autocrítica, também sabe que o buraco se estende tão fundo quanto nossos próprios vícios culturais.

    Responder

    Raul Manhaes

    13 de junho de 2015 às 16h54

    Heitor Camargo De Oliveira Junior você é tão ridiculo inversamente proporcional à sua arrogância.

    Responder

    Heitor Camargo De Oliveira Junior

    13 de junho de 2015 às 17h01

    Raul, se for tentar ofender alguém, aprenda língua portuguesa…hahaha

    Responder

    Heitor Camargo De Oliveira Junior

    13 de junho de 2015 às 17h03

    Gabriel, dominar os rudimentos da língua portuguesa e noções elementares de direito não mudam os fatos: os presos da Operação Lava Jato estão presos porque existem PROVAS contra eles. Estas provas podem ser gravações telefônicas, podem ser documentos de movimentações financeiras, podem ser mil coisas diferentes, mas o FATO é que a delação premiada DEPENDE de comprovação.

    Responder

Edgar Leite de Freitas

13 de junho de 2015 às 15h53

Moro, o tendencioso.

Responder

Edgar Leite de Freitas

13 de junho de 2015 às 15h53

Moro, o tendencioso.

Responder

Mardete Sampaio

13 de junho de 2015 às 15h50

Moro vai continuar fazendo cara de paisagem e ouvidos de mercador, Até porque o objetivo não é a condenação, além da humilhação dos “réus” as intenções passam pela sangria do governo, o avanço de pautas liberais e entreguistas, o prejuízo infligido às empreiteiras, a falência da candidatura Lula para 2018 e ageração de pautas para grande mídia. Diante desse projeto, conceitos como justiça ou direito de defesa se tornaram obsoletos.

Responder

Mardete Sampaio

13 de junho de 2015 às 15h50

Moro vai continuar fazendo cara de paisagem e ouvidos de mercador, Até porque o objetivo não é a condenação, além da humilhação dos “réus” as intenções passam pela sangria do governo, o avanço de pautas liberais e entreguistas, o prejuízo infligido às empreiteiras, a falência da candidatura Lula para 2018 e ageração de pautas para grande mídia. Diante desse projeto, conceitos como justiça ou direito de defesa se tornaram obsoletos.

Responder

Thiago Luz

13 de junho de 2015 às 15h48

fico a imaginar pq um indivíduo como vc , miguel, defender uma corja que, venha se provar ou não, está sim roubando o pais. é indefensável, ainda que ideologicamente se posicione cmo eles, mas não há necessidade dar-lhes salvo conduto para roubar seus impostos, seu trabalho, em ultima instancia sua vida, nossa vida. o pt nunca fez tanto mal ao ´´pensamento´´ de esquerda, e é o responsável pelo resurgimento da direita no país, mérito este que não podemos negar-lhe.

Responder

Robério Leal

13 de junho de 2015 às 15h47

Um dia o Moro será vitima do seu próprio veneno.

Responder

Alisson Honorio

13 de junho de 2015 às 15h45

E ai, Moro, morô?

Responder

Alisson Honorio

13 de junho de 2015 às 15h45

E ai, Moro, morô?

Responder

Gabriel de Almeida

13 de junho de 2015 às 15h44

O país está tão cheio de cretinos binários insensatos que é preciso alguém no mais alto escalão do Judiciário afirmar que delação não pode ser considerado prova.

Pelamordedeus, que desespero!

Responder

Christiano Avellar

13 de junho de 2015 às 15h44

O dia que delação for prova não precisa mais de investigação. Vira um oba oba geral, todo mundo acusando todo mundo, esse Juiz é a maior prova de como tudo pode virar um grande circo.

Responder

Marcos A. P. Pecci

13 de junho de 2015 às 15h43

acho o juiz tucano Moro imoral!

Responder

Marcos A. P. Pecci

13 de junho de 2015 às 15h43

acho o juiz tucano Moro imoral!

Responder

    Paulo Bragança

    13 de junho de 2015 às 16h11

    O juiz que solta testemunha contra o PSDB e deixa vazar o que interessa ao PiG….

    Responder

Jackson Santos Santos

13 de junho de 2015 às 15h41

A casa tá caindo

Responder

    Jackson Santos Santos

    13 de junho de 2015 às 15h48

    Delação premiada nunca é prova em lugar nenhum. Tanto que Joaquim Barbosa saiu pela porta do fundo do STF.

    Responder

Jackson Santos Santos

13 de junho de 2015 às 15h41

A casa tá caindo

Responder

    Jackson Santos Santos

    13 de junho de 2015 às 15h48

    Delação premiada nunca é prova em lugar nenhum. Tanto que Joaquim Barbosa saiu pela porta do fundo do STF.

    Responder

Marcelo Viegas Barbosa

13 de junho de 2015 às 15h41

Ministro do STF, bem que podiam fazer que nem os juízes suecos e pararem de expressar suas opiniões em público. E se atentarem mais na preservação da moralidade do judiciário. Juiz que se beneficia da sua posição na administração pública para implementar ganhos absurdos deveriam se calar e trabalharem mais. Existe hj uma demanda enorme no judiciário e principalmente no STF, sobre direitos do cidadão que não são julgados a anos ou décadas. Pedidos de vista que são usados para barrar processos e infinidades de arbitrariedades

Responder

    Sergio Lds

    13 de junho de 2015 às 19h53

    Sobre manifestar-se ou não: serve para toda e qualquer instância do Judiciário. O Juiz Moro ultrapassou faz muito os limites… :-(

    Responder

Paulo Santos

13 de junho de 2015 às 15h37

Exato, até porque, isso já foi afirmado pelo Min. Teori Zavascki.

Responder

Paulo Santos

13 de junho de 2015 às 15h37

Exato, até porque, isso já foi afirmado pelo Min. Teori Zavascki.

Responder

Eliane Barroso

13 de junho de 2015 às 15h35

#ForaMoro!

Responder

Eliane Barroso

13 de junho de 2015 às 15h35

#ForaMoro!

Responder

Deixe uma resposta