Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Com ameaças e truculência, Globo obtém rebaixamento do piso salarial de jornalistas!

Por Miguel do Rosário

24 de junho de 2015 : 10h11

No Brasil, acontecem algumas coisas inacreditáveis.

A Globo está usando seu poder de monopólio para forçar rebaixamento do piso salarial de várias categorias profissionais do jornalismo.

Colegas estão me dizendo que a Globo está fazendo isso no Brasil inteiro. Alguns sindicatos inclusive me prometeram repassar mais informações.

O modus operandi são ameaças, voto de cabresto, coação.

Além de não conseguirem reajustes, os jornalistas estão aceitando ganhar menos!

Esse é outro mal do monopólio, deixa o trabalhador à mercê do arbítrio de um patronato cartelizado.

E tem jornalista que ainda é contra a democratização da mídia…

Houvesse uma regulamentação democrática, poderiam surgir dezenas, centenas de novas empresas de mídia.

O monopólio sufoca a concorrência e destrói o ecossistema de qualquer atividade econômica, sobretudo no campo da economia criativa, que é onde opera o jornalismo.

Se os empregados da grande mídia já são escravos mentais e ideológicos de seus patrões, com o rebaixamento de seus salários caminham para se tornar escravos no sentido pleno da palavra!

***

No Sindicato de Jornalistas do Rio de Janeiro.

Campanha salarial: ação patronal leva à aprovação de convenção rebaixada para jornalistas de rádio e TV

A ação das empresas de rádio e TV levou à aprovação de um acordo salarial para este segmento que rebaixa o piso salarial, concede reajuste abaixo da inflação atual e, ainda por cima, prevê pagamento parcelado do retroativo. A manobra não se repetiu na votação do segmento de jornais e revistas, que rejeitou a proposta dos patrões e vai continuar em negociação.

A proposta para a convenção coletiva de 2015 de rádio e TV foi aprovada em votação apertada – com apenas onze votos de diferença. O grupo que votou de acordo com a vontade dos patrões o fez sob falsas ameaças de que teriam salários cortados em até 30% e que não receberiam parcela da participação de lucros paga pela Rede Globo.

A decisão poderá fazer com que os jornalistas deste segmento tenham reajuste de 7,13%, cujo retroativo a fevereiro poderá ser parcelado em até quatro vezes, dependendo do número de profissionais empregados na empresa. Foi referendado piso de R$ 1.446,25 (rádio) e R$ 1.606,95 (TV) – respectivamente R$ 986,47 e R$ 825,77 abaixo do piso estadual, que é de R$ 2.432,72. A CLT prevê que valor fixado em convenção coletiva prevalece sobre o da lei regional, ainda que seja menor.

Os profissionais de jornais e revistas, por sua vez, rejeitaram a ofensiva patronal. Eles não se sentiram contemplados pelas propostas das empresas e decidiram pela continuidade das negociações. Foi aprovado destaque para que o Sindicato não fique autorizado a negociar piso salarial na convenção. O recurso vai impedir que os patrões desse segmento pressionem por um valor abaixo do que foi sancionado pela Assembleia Legislativa em maio.

Uma das propostas patronais de jornais e revistas rejeitadas ontem fixava a correção dos salários em 7,13%, relativo ao INPC, mas com piso de R$ 1.550 para jornadas de cinco horas – valor R$ 932,72 inferior ao piso regional. A outra, também rejeitada, previa reajuste de 7,13% para quem ganha até R$ 5.000 e R$ 356,50 para os salários superiores. Por essa alternativa, valeria o piso regional. O reajuste retroativo a fevereiro seria pago em parcelas nas duas alternativas.

Rede Globo manda jornalistas para assembleia em carros de reportagem

Essa foi a oitava assembleia da campanha salarial 2015. Realizada em duas sessões, uma na sede do Sindicato e outra no Bar Enchendo Linguiça da Lapa, foi a que reuniu o maior número de jornalistas: 229. Ficou evidente a ação das empresas para dividir os trabalhadores para que votassem contra si e em benefício dos patrões – o que será denunciado ao Ministério Público do Trabalho.

Editores e chefes da Rede Globo circulavam com desenvoltura entre os jornalistas da emissora, ordenando – no pior estilo ‘voto de cabresto’ – em quais propostas os profissionais deveriam ser favoráveis ou contrários. A Rede Globo conduziu os jornalistas à assembleia da noite em seus carros de reportagem.

A manobra, no entanto, ficou evidente e gerou forte resistência dos jornalistas que, junto ao Sindicato, desejavam uma discussão mais aprofundada das cláusulas em busca de um acordo mais vantajoso para os trabalhadores. Se, na primeira sessão, o grupo da TV Globo conseguiu passar o trator e votar todas as propostas em bloco, à noite essa tentativa foi abortada por resistência dos demais, e numerosos, jornalistas presentes.

Nas redes sociais, a aprovação do acordo rebaixado gerou indignação e incredulidade. Jornalistas articulam mobilização para tentar barrar o resultado da votação de rádio e TV.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

32 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

geraldo rf

26 de junho de 2015 às 00h16

Uma empresa bandia isto é coisa da globo.

Responder

Menezes Guerra

25 de junho de 2015 às 03h48

Globo deve ao fisco, o equivalente a mais de duas refinarias de Passadina.

Responder

    Anônimo

    25 de junho de 2015 às 11h48

    Enquanto a Globo não acabar com essa postura antipetista, eu não assisto nenhum jornal dessa emissora. A notícia tem que ser transmitida com imparcialidade e não com predileção a este ou aquele partido. Se você está indignado faça o mesmo e repasse para todos os seus amigos que também não aguentam mais. A audiência de alguns programas já caíram, agora chegaremos aos jornais.

    Responder

Menezes Guerra

25 de junho de 2015 às 03h47

#GloboPagueaoFisco

Responder

Josue Castilho

25 de junho de 2015 às 01h42

Será que, ainda assim, os jornalistas globais ainda continuarão a tratar os patrões como colegas?
Será que, ainda assim, jornalistas (globais ou não) seguirão tratando a regulamentação social da mídia como “censura”?
Ou o lobby é muito forte?

Responder

Oscar Müller

24 de junho de 2015 às 14h50

Pseudos “jornalistas”, se honrassem a profissão, não teriam se submetido tão descaradamente aos interesses do patronato. Agora estão sentindo na pele o resultado.
Demorou!

Responder

Francisco Rêgo Monteiro Rocha

24 de junho de 2015 às 17h28

Essa GLOBO FRAUDE é um veneno! É muita corrupção!

Responder

Alexsandro S. Dos Santos

24 de junho de 2015 às 14h04

Renato Queiroz

Responder

Nando Leandro

24 de junho de 2015 às 14h02

PIIRATAS DA MÍDIA E BRASIL GLOBO E PSDB QUEREM REBAIXAR TUDO NO BRASIL E DEPOIS TOMAR POSSE COMO UMA EMPRESA DELES.

Responder

Rosaly Menezes

24 de junho de 2015 às 14h01

Emily Austregésilo Mesquita

Responder

Eliane Magalhães

24 de junho de 2015 às 13h59

o discurso mimimi da crise também serve para isso: arrocho salarial. Conhecemos esse filme.

Responder

Paulo Roberto Muller

24 de junho de 2015 às 13h58

e olha que quem diz isso é a Carta (o papel higiênico do putê quem diz) http://www.cartacapital.com.br/politica/globo-concentra-verba-publicitaria-federal

Responder

Paulo Roberto Muller

24 de junho de 2015 às 13h56

pode me responder por que o governo federal, diga-se Lula e Dilma pagam tanto a Globo?

Responder

Luiz Antônio Muniz De Souza E Castro

24 de junho de 2015 às 13h52

À Dilma acaba de convocar todos os petistas para dançar a quadrilha no palhaço do planalto e a cobra será o Lula., já que seu volume está morto.

Responder

    Oscar Müller

    24 de junho de 2015 às 14h47

    Se enganou, não Luiz?
    Volume morto é do Alkimin!

    Responder

Sandra Francesca de Almeida

24 de junho de 2015 às 13h51

Donos de emissoras, que são concessões públicas, fazem o que bem lhes interessa, ao arrepio da lei. Isto só existe no Brasil. É inacreditável.

Responder

Carlos Motta

24 de junho de 2015 às 13h49

Nenhuma novidade: essas empresas só cumprem a lei quando ela as beneficia. Vivem a fase pré-capitalista. Veem os sindicatos como inimigos e os trabalhadores como um mal necessário.

Responder

Paulo Roberto Muller

24 de junho de 2015 às 13h49

o CUfezinho, mais um jornalista escroto, pago pelos putistas pra falar merda.

Responder

    Asiole Senun

    24 de junho de 2015 às 14h04

    Muito melhor que a Falha, a Éputa e a EscraVeja.

    Responder

    Seu Zé

    24 de junho de 2015 às 11h26

    Você foi obrigado a vir aqui? Ou será que tem outra coisa aí? Eu sei…

    Responder

Vitor

24 de junho de 2015 às 10h48

O Sicsú fez uma matéria muito boa sobre os recentes erros na condução da política econômica de Dilma:
http://www.cartacapital.com.br/economia/nao-entrega-o-que-prometeu-e-entrega-o-que-negou-311.html
Não é possível que o governo vai continuar aumentando juros… Impressionante!

Responder

Reinaldo Mechica Miguel

24 de junho de 2015 às 10h48

Se o vídeo abaixo é verdadeiro – foi periciado – então 200 milhões de brasileiros estão sendo TRAÍDOS em todos os sentidos e devemos LUTAR para que se faça Justiça. TODOS OS BRASILEIROS PELA JUSTIÇA E PELO BRASIL! (DIVULGUEM ESTE VÍDEO QUE É MUITO IMPORTANTE)

http://www.youtube.com/watch?v=qeoOj_2Sapk&feature=youtu.be

Responder

Fabricio Condé

24 de junho de 2015 às 13h40

Não é atoa que eles estão publicando notícia chamando a Dilma de ex-presidente. Só ficaram os piores.

Responder

Marco Trigueiro

24 de junho de 2015 às 13h21

Tudo culpa da Globo, a audiência da Globo vem caindo muito nos últimos anos, arrumei uma desculpa melhor para o fracasso do PT

Responder

Luiz Antônio Muniz De Souza E Castro

24 de junho de 2015 às 13h20

O lula disse para todos ouvirem: o PT é uma bosta, um volume morto. Fora Lula!!!

Responder

André Hinnah

24 de junho de 2015 às 13h20

Que a Globo se exploda!

Responder

Juca Coelho Barbosa

24 de junho de 2015 às 13h19

Responder

Marcos Portela

24 de junho de 2015 às 13h17

Os leitores sabem o que os Piratas da República Globo/PSDB estão fazendo com a sua Lava Jato, criminalizando empresas e desempregando milhares, transformando o país numa zona.

Responder

Deixe um comentário para Paulo Roberto Muller

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?