Ato em defesa da imprensa

O risco de golpe contra a soberania popular

Por Miguel do Rosário

07 de julho de 2015 : 19h16

Por Miguel do Rosário, de Brasília

Passei o final da manhã e a tarde inteira em Brasília, conversando com deputados, senadores e assessores, tentando entender o clima de fim de mundo que se instalou na política nacional.

Engana-se quem pensa que os alertas de golpe seriam “paranoia” ou “delírio” de blogueiros sujos.

Não há ninguém com medo. Ao contrário, a disposição dos movimentos sociais e a deste blog é de luta. A resistência contra o golpe será grande, embora o seu tamanho dependerá da inteligência e ousadia do governo para produzir uma grande agenda positiva.

Os discursos tucanos em sua convenção de domingo deixaram bem claro que eles já tomaram uma decisão política em prol da ruptura da ordem institucional.

Nessa terça-feira, que é mais ou menos quando começa a semana parlamentar, os discursos dos senadores Cassio Cunha Lima e Aécio Neves não deixaram dúvida.

Eles não trataram o PT e o governo como entidades contra as quais eles simplesmente fazem oposição política.

Não, eles abandonaram a estratégia de fazer oposição política. Eles decidiram tratar o PT e o governo como “organização criminosa”.

Não se dialoga com “organização criminosa”.

O PSDB, no entanto, agora se tornou apenas uma de muitas frentes de oposição. E as mais perigosas vem de aparelhos do próprio Estado.

É o Estado estamental, aristocrático, meritocrático, conservador, elitista, reagindo contra um governo popular.

Há várias frentes abertas para violar a soberania do voto de 54 milhões de eleitores.

TCU, TSE, Lava Jato, mídia.

No TSE, que é o mais perigoso, eles já tem três votos, num total de sete votantes.

O impeachment pode ser aprovado na Câmara Federal, e se isso acontecer a presidente tem de se afastar imediatamente.

Em seguida, há votação no Senado, onde se decide o impeachment em si.

A grande mídia tem promovido o impeachment há meses. Já mostrei aqui no blog que a seção de política da Folha – caderno Poder – ficou durante meses inteiramente recheada de propaganda do impeachment.

Houve uma reação do governo hoje, através de programas anunciados e uma entrevista da presidenta, mas ainda falta muito para se reconstituir politicamente.

Dilma sempre age assim: aparece apenas aos 44 minutos do segundo tempo.

O programa em prol de emprego, apesar de importante, também não é exatamente uma agenda positiva. É para segurar o desemprego, então passa a seguinte ideia: “olha como a situação está ruim! o governo está tomando medidas desesperadas”.

Não se oferece, todavia, um programa substancioso. Na psicologia das massas, pede-se esperança, futuro, expectativa de tempos melhores. A estratégia da “gratidão popular” pelos feitos do governo nos últimos 12 anos não tem mais força.

Dilma às vezes aparece, mas logo desaparece de novo.

E se a crise política arrefece um pouquinho, some de vez.

A bancada governista está bastante ressentida com essa apatia política do Planalto, que não é de hoje.

A presidenta só articula entrevistas com a grande mídia de oposição. A tal “batalha de comunicação”, anunciada no início do ano, durante a primeira grande reunião ministerial, parece ter sido uma bandeira natimorta.

(Aliás, aquele discurso, convencional, prolixo, vazio, divulgado de maneira crua pelas redes sociais, era um exemplo de anti-batalha de comunicação).

Não digo que a presidenta deveria dar entrevistas a “blogueiros sujos”. Pode até dar, deveria dar, seria vantajoso para os blogs e para ela, mas ela podia dar entrevistas semanais à Carta Capital, Caros Amigos, Brasil de Fato, jornais regionais, rádios populares.

Deveria empoderar as mídias que estão dispostas a lhe ajudar, não a lhe derrubar, como Folha, Estadão, Veja e Globo.

Sua assessoria podia fazer videozinhos diários, com falas da presidenta, com pegada jovem e moderna.

Podiam ser lançados aplicativos com dados atualizados do governo, trazendo os planos futuros, com detalhes sobre os grandes projetos, os acordos internacionais celebrados, além de sistemas de interação com a sociedade.

Os partidos de esquerda, PT à frente, tem dezenas de milhares de representantes políticos ou núcleos de organização, em toda parte. Por que o governo não articula uma rede de comunicação capilarizada em todo país, usando essas forças?

As universidades têm milhares de quadros de esquerda, ansiosos para colaborar, para construir programas, elaborar projetos, estudar narrativas.

O governo não usa nada. Por quê?

As próximas semanas, até o fim de agosto, serão pesadas, e se o governo não reagir, há o risco real de ser derrubado.

O que segura Dilma nesse momento é apenas a questão democrática, e um certo receio – justificadíssimo, aliás – do empresariado, de uma grande instabilidade política em caso de impeachment.

Os líderes da base aliada, de vários partidos, divulgaram hoje uma nota em apoio à Dilma e à legalidade democrática.

No entanto, o terrorismo judicial, econômico e político causado por uma Polícia Federal descontrolada, dominada por núcleos que passaram a ter como referência de poder a oposição e a mídia, e não o governo, tem gerado enorme instabilidade hoje.

O senador Lindberg, com quem também conversei hoje, escreveu um artigo contundente, denunciando esse jogo de chantagens: o terrorismo judicial visa convencer setores do capital a apoiarem o golpe.

Trechos do artigo de Lindbergh:

“(…) O outro argumento – este de bastidor – é que nunca houve na história do Brasil um governo tão fraco na relação com o Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Federal. Se em público os tucanos aplaudem o juiz Sérgio Moro, em privado falam de abusos no processo e prometem que, se chegarem ao poder, tudo mudará. Não cansam de repetir que não agirão como Dilma, “que lavou as mãos”, e prometem um governo forte, com ascendência sobre o Ministério Público, trânsito no STF e nos meios de comunicação. Lembram que, no período FHC, era o presidente quem escolhia o Procurador (Engavetador) da República. Não havia eleição, isso foi “invenção do Lula”. Nunca vi tanto cinismo junto!

Trata-se, como evidente, de um discurso encomendado para seduzir setores da própria base governista. Vou mais longe: o que começou como uma conspiração está tomando a feição de um acordo, já com roteiro e plano de ação prontos. Falam-se das “pedaladas” e da rejeição das contas pelo TCU, mas a grande aposta é no TSE.

Sabe-se que o PSDB, logo que terminou as eleições presidenciais do ano passado, entrou com uma representação, uma AIJE (Ação Indireta de Investigação Eleitoral), de suposto “abuso de poder econômico”. Procura-se de todas as maneiras forjar um depoimento de um dos delatores presos na Operação Lava Jato, falando de “origem ilegal de recursos de campanha”. Pronto. Arrumou-se o mote.

A partir desse depoimento, parte-se para cabalar votos no Tribunal. Como é um Tribunal pequeno, apenas sete membros, uma maioria circunstancial de quatro permite o afastamento da presidenta da República. Sem nem precisar passar pelo Congresso! Sem nem passar pelo complexo e desgastante processo de um impeachment! Restaria a Dilma apenas lutar por uma liminar junto ao STF.

Resultado do hipotético julgamento junto ao TSE, afastados a Presidenta e o Vice, assumiria a Presidência da República, por três meses, o deputado Eduardo Cunha, enquanto novas eleições seriam realizadas. Este é o roteiro preferencial da chanchada preparada pela oposição e por alguns setores da ainda formalmente chamada “base governista”.

Alguém pode perguntar: o PMDB embarca nesta canoa furada mesmo contra Michel Temer? Ora, o Temer é minoria no PMDB. Além disso, aqui sabemos que ele não tem boas relações com seu próprio partido no Senado. E o controle da bancada do PMDB na Câmara é de Eduardo Cunha, que adoraria assumir a Presidência da República de forma interina. Evidentemente, se esse caminho não der certo, vão-se tentar outras veredas, a exemplo do impeachment e TCU.

Diante da gravidade da situação brasileira, o que nós, democratas e militantes de esquerda, podemos fazer para impedir o golpe, seja judicial ou parlamentar? Podemos fazer muito. Na minha avaliação, a questão central é mobilizar nossas bases sociais para irem às ruas.”

***

Eu perguntei ao senador se havia diálogo entre governo e a bancada do PT. Sua resposta: “nenhuma”. Ou seja, o governo não está ouvindo os únicos que podem lhe defender de um golpe: seus próprios parlamentares e os movimentos sociais.

A Lava Jato, que se tornou uma conspiração midiatico-judicial, chantageia abertamente a Odebrecht, para que abandone qualquer tipo de apoio ao governo, se não quiser ser perseguida inclusive internacionalmente, visto que os procuradores estão indo até os EUA em busca de informações contra a empreiteira.

Os grandes empresários, que já são tucanos por natureza, passam a ser ameaçados pela mídia e estamentos meritocraticos – seções burocráticas historicamente conservadoras, que flertam às vezes com o fascismo -, para que se juntem às conspirações para derrubar o governo.

É como se a história se repetisse.

Como se Dilma estivesse novamente presa, amordaçada, pendurada num pau de arara, enquanto seus algozes lhe xingam.

A direita novamente domina os aparatos de repressão, através dos quais manda seus adversários, incluindo os empresários que ousaram fazer doações de campanha a eles, para a cadeia, independente da existência de provas.

A frase que marca toda uma era de conspirações midiático-judiciais foi proferida por Rosa Weber, ministra do STF, durante o julgamento do mensalão:

“Não tenho provas para condenar Dirceu, mas a literatura me permite fazê-lo.”

Uma frase pavorosamente fascista, que pode valer para tudo, inclusive para um possível golpe de Estado.

A constatação, porém, de que a conjuntura está ruim não deve servir para desmobilizar os movimentos sociais e militantes pela democracia.

Não dá para tampar o sol com a peneira. Mas repito: não há ninguém com medo.

Haverá resistência.

Por outro lado, o governo não conseguirá resistir se não rearticular sua base de apoio, a mesma base que tratou com estúpida indiferença depois que se reelegeu, contrariando os alertas desesperados que todos nós lhe fazíamos.

E não adianta fazer reuniãozinha com fulano, reuniãozinha com sicrano. É hora de ações concretas, de políticas públicas progressistas, ousadas.

O ajuste fiscal já foi para as cucuias, visto que a instabilidade política, os juros altos, a insegurança jurídica, tudo isso devora qualquer economia que se faça reduzindo programas sociais.

Ao contrário, o ajuste fiscal está piorando as perspectivas de economia: o desemprego já começou a crescer e o crescimento do PIB vai sendo reavaliado cada vez mais para baixo.

Apertem os cintos, portanto.

Haverá sim uma tentativa de golpe, numa conjuntura extremamente negativa para o campo progressista. Os exércitos golpistas avançam por todos os lados.

E haverá também resistência.

Mas para que essa resistência tenha a força necessária à vitória, o governo tem de fazer a sua parte.

Não apenas conversar com as bancadas de esquerda, com os movimentos sociais, com o campo político que se mobilizou e deu vitória à Dilma – mas sobretudo agir, tomar decisões políticas audaciosas e inteligentes.

Ou seja, a guerra obrigará o governo a se posicionar com muito mais assertividade e coragem.

Só assim poderá vencer esta odiosa conspiração golpista.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

166 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Marcos Alexandre

09 de julho de 2015 às 22h26

Com golpistas não se dá moleza, parabéns ao Cafezinho!

Responder

José Eduardo Ramos Semeghini

09 de julho de 2015 às 19h18

Em 1964, quem estava querendo dar o golpe era a dupla de cunhados, João Goulart e Brizola. Não conseguiram.

Responder

Max

09 de julho de 2015 às 14h18

A mídia e o judiciário se derem um golpe se tornaram definitivamente e incansavelmente alvo a ser abatido. Os barões golpista donos de mídia no Brasil que apoiaram e ajudaram a dar um golpe em 64 caso concretizem um golpe contra Dilma e o PT , contra o Brasil e a democracia seram exterminados. Se preparem para a guerra.

Responder

alex

09 de julho de 2015 às 14h18

A pior das corrupções é aquela que investiga UM LADO SÓ !!!!!!!!!!

Responder

Maria De Fatima Rozadas

09 de julho de 2015 às 14h43

Tá bom, já entendi.

Responder

Renato Talarico

09 de julho de 2015 às 13h47

não você deveria dizer vem escola, vem livros ou até mesmo google …. leia mais e aprenda algo hahahahahahahaha

Responder

Ana Paula Jacinto

09 de julho de 2015 às 13h42

Gente o que é isso? ?? Democracia com monarquia??? Esse povo enlouqueceu… Vem meteoro!!!!

Responder

Louis Perry

09 de julho de 2015 às 12h03

Sério, quem ainda consegue acreditar no socialismo? Quem ainda tem a cara de pau de elogiar Lula e Dilma? Quem ainda cai nessa de revolucionários abnegados e altruístas? É preciso ser muito otário mesmo…

Responder

Otoniel Monaco Viana Viana

09 de julho de 2015 às 11h54

E finalmente, Golpe é ficar sustentando páginas no facebook , do tipo o cafezinho, com o dinheiro do brasileiro !

Responder

renato

09 de julho de 2015 às 00h51

http://www.correiocidadania.com.br/antigo/ed127/politica.htm

[…]

Crise política se agrava e Tarso Genro propõe renúncia de FHC e convocação de nova eleição
_fd

Por Luiz Antonio Magalhães
dddddds

Fernando Henrique Cardoso inicia nesta semana o segundo mês de seu segundo mandato. A julgar pelo que ocorreu em janeiro, FHC deve mesmo estar apreensivo com o que vem pela frente. Da moratória de Itamar à disparada do dólar, nada deu certo para o presidente.

A impressão que se tem hoje é que FHC não encontrou uma fórmula para enfrentar as múltiplas crises que emergiram nas últimas semanas. A equipe do presidente teve, desde a eclosão da crise econômica, uma atuação pífia, para não dizer constrangedora. Mesmo analistas simpáticos ao governo têm reconhecido este fato.

O presidente e sua equipe parecem desorientados. André Lara Resende, que deixou a presidência do BNDES desmoralizado pelo seu envolvimento no escândalo do grampo, foi chamado de volta. Pedro Malan, antes intocável, esteve em vias de ser substituído.

Crise e parlamentarismo

Se na área econômica a situação realmente não é nada animadora para FHC, no campo político, tudo é ainda mais complicado. No último domingo, o governo sofreu um golpe duro de onde menos esperava. Um dos maiores jornais entre a corte dos que o apoiavam —a Folha de S. Paulo— resolveu mudar o tom de seu noticiário. Em editorial publicado na primeira página, manifestou sua insatisfação com a política econômica a cobrou mudanças. No caderno cultural da mesma edição, a Folha publicou artigos recheados de críticas ao governo, da autoria de intelectuais como Celso Furtado e Conceição Tavares e José Luís Fiori. Para defender FHC, só o obscuro sociólogo Leôncio Martins Rodrigues.

A mudança no comportamento da Folha é emblemática. Significa que Fernando Henrique começa a enfrentar problemas onde nunca os encontrou: na mídia. Mais ainda, é importante notar que a Folha é conhecida pelo faro que tem para detectar mudanças no cenário político.

Os ataques ao governo FHC, entretanto, não param por aí. Dentro da própria base aliada começam a surgir propostas inimagináveis há dois ou três anos. Sem que se soubesse ao certo quem e como, começaram a aparecer notas na imprensa dando conta de que parlamentares tucanos estavam avaliavando a possibilidade de rediscutir o próprio sistema de governo.

Tarso Genro e a renúncia

O maior petardo disparado contra o Planalto na semana passada, no entanto, não partiu de sua base ou da mídia, mas da oposição, que, até então, quase não se fazia sentir.

Na terça-feira saiu publicado (não por acaso na Folha de S. Paulo), um artigo de autoria do ex-prefeito de Porto Alegre Tarso Genro, político que vem sendo cotado para a disputar a presidência do PT. Depois de analisar a crise econômica e diagnosticar uma crise de credibilidade do governo FHC, Genro levantou uma proposta polêmica: a renúncia de Fernando Henrique, com a ressalva de que o presidente deveria encaminhar ao Congresso uma emenda constitucional convocando eleições para a presidência em outubro. De acordo com a proposta do líder gaúcho, o novo presidente eleito no final deste ano cumpriria um mandato-tampão de três anos (clique aqui para ler um artigo de Tarso Genro, exclusivo para o Correio, comentando a repercussão da sua proposta).

As idéias de Genro causaram rebuliço. Muitos juristas renomados, como Eros Graus e Celso Antonio Bandeira de Melo, o apoiaram. Mas o que a proposta de Tarso mais recebeu, e de todos os lados, foi crítica.

Na quarta-feira, FHC retrucou com um artigo do tucano Teotônio Vilella Filho, publicado no mesmo espaço onde Tarso havia lançado suas idéias, e do seu porta voz, Sérgio Amaral, ambos acusando o ex-prefeito de golpista.

No campo da oposição, houve críticas e elogios. José Dirceu, presidente do PT, disse que a proposta de Tarso era “ingênua” e Lula tachou-a de descabida. Já o deputado federal José Genoíno gostou da análise que o ex-prefeito fez do momento político, mas discordou da proposta de renúncia de FHC. “Acho que a renúncia e idéia de novas eleições não são adequadas. A oposição deve continuar lutando para mudar a política econômica e credenciar-se, nesses quatro anos, como alternativa real de poder, dentro da institucionalidade.”

Se não colheu muitos elogios entre as lideranças de seu partido, Genro agradou os aliados da eleição de 1998. O deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP), por exemplo, acredita que o ex-prefeito foi direto ao ponto: “é preciso entender que a proposta de Tarso possui um grande mérito, qual seja o de apresentar uma solução democrática para a crise. Frente o diagnóstico ingovernabilidade do país, seria muito justo que a população pudesse optar, logo, por alternativas para sair desta crise.”

Para o deputado do PCdoB, a situação do país é muito grave e o governo FHC não pode se arrastar por quatro anos sem que algo seja feito. “Quando uma situação semelhante ocorreu no final do governo Sarney, havia pelo menos a esperança de que as eleições que se aproximavam resolveriam os problemas. Agora, as próximas eleições estão marcadas pra 2002. É muito tempo.”

Impeachment

Outra proposta que surgiu para resolver o impasse criado neste início de governo foi a do impeachment do presidente Fernando Henrique Cardoso. O deputado federal Milton Temer (PT-RJ) propõe uma ampla campanha das forças de oposição para forçar o Congresso a avaliar a idéia de destituir o presidente da República (clique aqui para ler o artigo de Temer onde a proposta do impeachment é lançada).

“Se comparamos com Collor, somos obrigados a constatar que o primeiro Fernando não passava de um pivete trombadinha diante dessa intelectualidade tucana. E se a ele o povo destinou o impeachment, por que não pensar em algo semelhante para Fernando Henrique e seus cúmplices?”, escreve Temer no manifesto pró-impeachment lançado na semana passada.

Tudo somado, o fato é que o presidente Fernando Henrique não sonhava com um início de segundo mandato tão agitado. Mas o pior é que, pelo andar da carruagem, a crise está apenas começando…

Responder

Eliana Infanti

09 de julho de 2015 às 03h42

#Dilma13

Responder

Maria José Silva Nina

09 de julho de 2015 às 03h23

Não falem pelo MP.
Sou membro do Ministério Público e de forma alguma apoiamos um impeacheament fabricado e alimentado. A ordem constitucional é a base da verdadeira democracia.

Responder

Sergio Messias Dos Santos

09 de julho de 2015 às 02h48

O cafezinho poderia escrever mais sobre o golpe do “mensalao” e reportagem de 2012 do ze abreu http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/88025/Z%C3%A9-de-Abreu-aponta-trama-para-Val%C3%A9rio-falar.htm

Responder

Marlene

08 de julho de 2015 às 23h14

Os golpistas de meia pataca que se cuidem! Dilma foi arregimentar o exercito vermelho para o caso de necessidade. Não foi a toa que antes de partir ela deu o recado: “cair é para os fracos” e “vão encarar?”.
Gente, é só a base se mobilizar, NÃO VAI TER GOLPE!

Responder

Messias Franca de Macedo

08 de julho de 2015 às 23h12

DA SÉRIE ‘AGORA VAI’!
Pausa para rir!
ENTENDA

#######################################

PF quer investigar possíveis repasses do governo de MG a empresas de Youssef

MÁRCIO FALCÃO
DE BRASÍLIA

08/07/2015 21h12 – Atualizado às 22h45

A Polícia Federal enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um pedido para investigar ordens bancárias eventualmente emitidas pelo governo de Minas Gerais em 2010, em valores superiores a R$ 500 mil, que tenham tido como beneficiárias empresas controladas pelo doleiro Alberto Youssef.
(…)

FONTE, pasme: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/07/1653468-pf-quer-investigar-repasses-do-governo-de-mg-a-empresas-de-youssef.shtml

Responder

Ana Bemvinda Oliveira Santos

09 de julho de 2015 às 01h04

O negócio é sério e como!

Responder

Hugo Junqueira

09 de julho de 2015 às 00h52

MAS O GOLPE ESTA EVIDENTE : O Foro de São Paulo, via estratégia Gramsciana, VEM DANDO UM GOLPE ATRÁS DO OUTRO nas democracias da América Latina…até mesmo SOVIETES (”conselhos populares”) já tentaram instalar aqui…APARELHAM A MÁQUINA pública…DESVIAM B-IL-H-Õ-E-S da PTrobrás para alimentar um PROJETO DE PODER…SE É DESSE TIPO DE GOLPE, que falam…ele é EVIDENTE…o resto é pura RETÓRICA Gramsciana/esquerdopata…ponto.

Responder

Tânia Reis Cardoso

09 de julho de 2015 às 00h34

#Globogolpista

Responder

José de Assis

08 de julho de 2015 às 21h15

Isso não deveria estar acontecendo. Era para Dilma só esquentar a cadeira para o Lula, este nosso verdadeiro lider. Conseguiu tirar milhões, milhões…de…ah sim da pobreza.

Ele saberia o que fazer. Lula tinha tirado milhões, milhões….de pessoas com fome no mundo. Ele saberia o que fazer, mas essas mídias golpistas como o STF, TCU, PF, CGU, MPU, PGR querem passar a limpo o pais. Lula saberia como enfrentá-los, pois tirou milhões, milhões…de pessoas…sem teto. Ele saberia o que fazer.

Responder

Maurilio Bicalho

08 de julho de 2015 às 21h58

Presente grego

Responder

Maurilio Bicalho

08 de julho de 2015 às 21h58

Ele está certo …

Responder

Geraldo Galvão

08 de julho de 2015 às 21h57

Me dá a impressão de que aterrorizar é tática para atrair comentaristas. Gosto muito das análises do Miguel, mas é o que me parece.

Responder

    José Franciscatto

    08 de julho de 2015 às 21h57

    ôpa lá Geraldo. Miguel do Rosario é um excelente jornalista. Defende o PT, Lula e Dilma de graça. É muito ingênuo, porém hipercompetente. Já fui assim quando tinha 20 anos e ainda acreditava nos projetos do PT. Pedi desfiliação.

    Essa pedagogia do terror que ele faz em seus textos só reflete sua ideologia doentia. Imagina o que esse menino não faria com a grana que recebem Luis Nassif e Leonardo Attuch?

    PRONTO MIGUEL, PODE APAGAR O POST…KKK

    Responder

Marcelo Escobar

08 de julho de 2015 às 21h48

Dilma!!!! Principia o início do fim, preferiu valer-se da mentira para morrer agarrada ao poder, agora deixará seu nome gravado na história num dos piores capítulos, quando os ratos deixam o barco é porque já começou a fazer água!!!! Lamentável!!!

Responder

Mauricio Gomes

08 de julho de 2015 às 18h05

É incrível até onde pode ir a estupidez humana. Esses paneleiros golpistas estão cada dia piores, daqui a pouco defenderão uma “solução final” para a crise brasileira. Esses fascistóides já passaram há tempos dos limites, deviam ir pra cadeia por agressões, insultos e crimes na internet e na vida real. Basta ver o “líder” dos retardados online, que tem uma extensa ficha criminal e se gaba de ser uma fascista convicto, que ainda ganha dinheiro dos trouxas com seu kit golpe. Patéticos!!!

Responder

Malu Porto

08 de julho de 2015 às 19h46

Tempos sombrios!

Responder

Messias Franca de Macedo

08 de julho de 2015 às 15h13

FALA DE AÉCIO REVELA COMO ELE FAZ OPOSIÇÃO AO BRASIL

Depois de seu partido ter votado integralmente pelo reajuste médio de 59% do Judiciário, que foi aprovado por unanimidade pelo plenário do Senado no fim de junho, Aécio Neves diz em entrevista que o aumento para os servidores é “absolutamente impagável” no cenário atual; segundo o senador tucano, “essa aprovação é o retrato do fim do governo”, que não conseguiu articular para que a matéria não passasse no Congresso; e sobre os votos da oposição, justificou: “a oposição votou a favor de forma pedagógica, para mostrar que ali não existia governo, certa de que a presidente ia vetar, e tem que ser vetado mesmo”; em ato falho nesta terça, Aécio declarou que o PSDB é “o maior partido de oposição ao Brasil”

8 DE JULHO DE 2015 ÀS 13:10

(…)

FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/188077/Fala-de-A%C3%A9cio-revela-como-ele-faz-oposi%C3%A7%C3%A3o-ao-Brasil.htm

Responder

Victor Siqueira

08 de julho de 2015 às 13h52

Permitam-me dizer-lhes o que acontecerá nos próximos meses no Brasil.

1) Dilma vai cair – Não pela lava jato e sim pelas pedaladas fiscais
2) PMDB vai mandar no Brasil pelos próximos 3 anos.
3) Lula, Dilma e toda corja do PT vão ser pegos na Lava Jato e não terão mais poder, portanto não terão influencia nenhuma no STF e serão condenados
4) Esse blog vai parar de receber a grana do PT e vai fechar
5) O PT acaba até 2017
6) O Brasil cresce e se torna uma grande potência
7) Aécio presidente!

8) Chupa Ptralhas!

Responder

    Miguel do Rosário

    08 de julho de 2015 às 13h54

    Esqueceu a parte que vc acorda

    Responder

      Victor Siqueira

      08 de julho de 2015 às 14h13

      Miguel, você é um cara muito informado. Pelas suas palavras no seu texto percebo que o fim está próximo. Dilma vai cair…Lula já era.

      Responder

        Anônimo

        08 de julho de 2015 às 17h27

        Permita dizer o que vai ocorrer Victor. Vocês irão perder novamente em 2018, em 2023 e assim por diante. Continuarão golpistas, paneleiros e chorões, latindo como cães raivosos.

        Chupa tucanalha fascistóide!

        Responder

    Vitor

    08 de julho de 2015 às 14h07

    Vc tá pior que o Miguel. Dilma certamente chega ao final do mandato!

    Responder

      Victor Siqueira

      08 de julho de 2015 às 14h17

      Eu achava que chegaria Vitor, e sinceramente queria que chegasse. Eles iriam acabar com o Brasil, chegaríamos ao fundo do poço mas pelo menos PT nunca mais subiria ao poder e teríamos chance de crescer um dia.

      Mas nos últimos dias, vendo a movimentação do TCU e do PMDB, vendo a reação do Aécio que voltou a aparecer com tudo e principalmente, o notório desespero dos Ptistas, blogueiros contratados e principalmente da “Presidenta e Ex-presidente” Dilma e Lula; percebo que tem algo ar.

      Acho que a vaca tossiu e foi pro brejo!

      Responder

        Vitor

        08 de julho de 2015 às 14h41

        Meu caro, acredite no que eu estou te falando, o Miguel não é contratado por ninguém! É um idealista que exagera às vezes, mas é independente. Nem propaganda do Governo ele tem.
        No mais, acho o Aécio patético, ainda mais depois das últimas declarações. E o PMDB não é suicida!

        Responder

    Anônimo

    08 de julho de 2015 às 19h20

    Torça por isso, mas aguente as consequências. Ao que disse o Miguel, acrescento que a oposição está tentando jogar o país em um clima que você vai sentir saudades do da situação de hoje. Rompendo-se a ordem institucional, cria-se um precedente perigoso. A via democrática deixa de fazer sentido. Há muitos setores que estão quietos, mas apenas enquanto se respeita o processo democrático. Não queira que eles despertem com um golpe.

    Responder

DENIS

08 de julho de 2015 às 13h27

E vcs vão ficar esperando o pior? Jango tb quis esperar, esperou os militares governistas e fiéis, que esperou o Brizola, que esperou a UNe, que esperou a Igreja, que esperou a ALN, que esperou o PCB, que racharam todos, ninguém se entendeu e nisso se passaram décadas de trevas.

Responder

Elisa Almeida

08 de julho de 2015 às 16h23

PSDB partido golpista.

Responder

foo

08 de julho de 2015 às 12h09

“Dilma às vezes aparece, mas logo desaparece de novo.

E se a crise política arrefece um pouquinho, some de vez.”

Síntese perfeita da estratégia de comunicação da Dilma. :-(

Responder

DENIS

08 de julho de 2015 às 11h50

O governo precisa se mais enérgico sim….mas independente disto vou pras ruas incentivado por esses comentários facistas….o governo pode ser muito devagar MAS ESSA GENTE NÃO VAI ANULAR O MEU VOTO SEM LUTA. Perder pra mídia ainda vai, agora perder para gente com esse perfil de “comentarista do UOL”, “velhinhas de Taubaté tipo otoniel”, viúvas da ditadura etc. Não passarão, sacripantas.

Responder

Rosivan Silva

08 de julho de 2015 às 14h16

Pilantras

Responder

Edmundo Silva

08 de julho de 2015 às 14h08

Kkkkkk

Responder

Luis Carlos Fernandes De Medeiros Medeiros

08 de julho de 2015 às 14h07

se 9% é soberania então dilma é a melhor presidente.

Responder

    Miguel

    08 de julho de 2015 às 12h58

    O que dá legitimidade à um presidente é o voto, não pesquisas de opinião.

    Responder

      Vitor

      08 de julho de 2015 às 14h10

      Boa! Até pq tem muita gente que acha o Governo regular ou até ruim, mas ainda assim muito melhor que da oposição! Eu sou um deles!

      Responder

Sérgio Wanderley

08 de julho de 2015 às 13h37

#Fossa …

Responder

Maria Celia Borges Borges de Freiotas

08 de julho de 2015 às 13h06

É a primeira vez que vejo se ter inveja de coisa ruim. A posição inconsequene, está provocando um caos ficticio, só pelo poder. O normal e natural, seria procurar ajudar o País a superar a crise e não intensifica-la.

Responder

Otoniel Monaco Viana Viana

08 de julho de 2015 às 12h43

GOLPE é cortar benefícios do Trabalhador,GOLPE é dar Bilhões nosso p/Cuba construir Portos e Aeroportos,GOLPE É Vender o Pré Sal por banana aos ingleses e chineses, GOLPE é colocar Pelegos e baderneiros nas ruas (CUT,MST,UNE) p/ defender governo Corrupto. GOLPE É Torrar 34 Bilhões na Copa p/ agradar a Elite, GOLPE é desviar Bilhões da Petrobrás, junto com empreiteiros amigos, GOLPE é querer implantar Socialismo/Comunismo,por baixo dos panos,GOLPE é montar maior Quadrilha Governamental do Planeta. A isto chamamos de golpe !

Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 11h42

    Cadê o remédinho do vô Otoniel? tá surtado.

    Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 12h22

    Ô pá, mas que gajo irritadiço aí está!

    Responder

    Junior Pedro Salgado Sonia Salgado

    08 de julho de 2015 às 19h01

    Otoniel, falou tudo

    Responder

    Lucia Maria Santos

    09 de julho de 2015 às 09h53

    Golpe é querer assumir um governo para o qual nao foi eleito. Simples assim. Aecinho é o golpista mor.

    Responder

    Otoniel Monaco Viana Viana

    09 de julho de 2015 às 11h46

    Ninguém aqui tá defendendo Aécio ou outro qualquer.Quem falou em defender A ou B foi você. O que é próprio de vocês Petistas que querem rebater nossas assertivas com desvios do foco central. Qualquer um que houver praticado um ilícito deve responder perante a Lei. Seja PT,PSDB,PMDB. a QUESTÃO MINHA AMIGA É QUE VOCÊ TÁ TRATANDO A COISA COMO SE FÔSSEMOS TORCEDORES DE TIMES DE FUTEBOL O QUE NÃO É O CASO.NÓS OS “GOLPISTAS” COMO VOCÊS NOS DENOMINARAM, QUEREMOS QUE OS DESMANDOS COMETIDOS PELA PRESIDENTE E SEU ASSECLA LULA SEJAM DEVIDAMENTE JULGADOS E APLICADA A LEI. SÓ ISSO ! O RESTO É VOCÊ DIZENDO QUE UM OUTRO LADRÃO QUER FICAR COM O “LOCAL DO ROUBO”.

    Responder

    Otoniel Monaco Viana Viana

    09 de julho de 2015 às 11h49

    GOLPE é cortar benefícios do Trabalhador,
    GOLPE é dar Bilhões nosso p/Cuba construir Portos e Aeroportos,
    GOLPE É Vender o Pré Sal por banana aos ingleses e chineses,
    GOLPE é colocar Pelegos e baderneiros nas ruas (CUT,MST,UNE) p/ defender um governo Corrupto.
    GOLPE É Torrar 34 Bilhões na Copa p/ agradar a Elite,
    GOLPE é desviar Bilhões da Petrobrás, junto com empreiteiros amigos,
    GOLPE é querer implantar Socialismo/Comunismo,por baixo do pano,
    GOLPE é montar maior Quadrilha Governamental do Planeta.
    A isto chamamos de golpe !
    Leu tudinho, cafezinho de merda?

    Responder

    Otoniel Monaco Viana Viana

    09 de julho de 2015 às 11h52

    GOLPE é cortar benefícios do Trabalhador,GOLPE é dar Bilhões nosso p/Cuba construir Portos e Aeroportos,GOLPE É Vender o Pré Sal por banana aos ingleses e chineses, GOLPE é colocar Pelegos e baderneiros nas ruas (CUT,MST,UNE) p/ defender governo Corrupto. GOLPE É Torrar 34 Bilhões na Copa p/ agradar a Elite, GOLPE é desviar Bilhões da Petrobrás, junto com empreiteiros amigos, GOLPE é querer implantar Socialismo/Comunismo,por baixo dos panos,GOLPE é montar maior Quadrilha Governamental do Planeta. A isto chamamos de golpe !
    Leu tudinho senhora Lucia Maria Santos, e entendeu também ? Não estamos torcendo prá “time” algum” !

    Responder

Otoniel Monaco Viana Viana

08 de julho de 2015 às 12h41

É DESSE JEITO QUE O PT SE SUSTENTA NO PODER , NÉ MESMO ?

Responder

    Tio Osvaldo

    08 de julho de 2015 às 23h21

    Quem disse isso foi Henry Kissinger, seu coxa.

    Responder

Otoniel Monaco Viana Viana

08 de julho de 2015 às 12h39

ME EXPLICA DIREITO O QUE É SOBERANIA POPULAR . 7% DE APROVAÇÃO POPULAR É “SOBERANIA POPULAR”. O QUE VCS CHAMAM DE GOLPE CHAMAMOS DE APLICAÇÃO DA LEI. SEJA PELO SUPERIOR TRIBUNAL ELEITORAL, SEJA PELO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, SEJA PELO MINISTÉRIO PÚBLICO, SEJA PELA POLÍCIA FEDERAL, SEJA PELOS 93% DE BRASILEIROS QUE ESTÃO INDIGNADOS COM OS DESMANDOS, DESCALABROS, MENTIRAS, ROUBALHEIRAS, DESPOTISMOS DESTE GOVERNO. INCLUA-SE AÍ TAMBÉM OS SAFADOS DO PMDB,PP,PSDB ! VIU QUE NÓS NÃO ESTAMOS EXCLUINDO NINGUÉM. NÃO SE TRATA DE POLÍTICA, TRATA-SE DE JUSTIÇA E A DEVIDA APLICAÇÃO DA LEI. O RESTO É DEFESA DE PESSOAS QUE SOBREVIVEM ÀS CUSTAS DOS LADRÕES ! ESTE SEU BLOG SERVE AO PT, PROBLEMA SEU MAS NÃO VENHA QUERER DIZER QUE ESTAMOS QUERENDO GOLPE CONTRA A SOBERANIA POPULAR PORQUE O QUE SE QUER É JUSTIÇA , MOLEQUE!

Responder

Otoniel Monaco Viana Viana

08 de julho de 2015 às 12h32

MEU CARO, ISTO NÃO É TIME DE FUTEBOL, QUE TEM TORCIDA ORGANIZADA,ETC. QUEREMOS APENAS TIRAR OS LADRÕES INDEPENDENTE DE SEREM DO PT,PMDB,PSDB,PP. NÃO ESTAMOS VISANDO SÓ O PT !

Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 13h21

    o líder daquele movimento tb disse a mesma coisa. descendete de japonesesTem 19 anos, largou a faculdade pelo movimento(é claro que não trabalha) e acredita ser um Mangá.

    Responder

Otoniel Monaco Viana Viana

08 de julho de 2015 às 12h29

TCU, TSE, MP, PF, NA “COLA” SEM FALAR EM APENAS 7% DE APROVAÇÃO POPULAR DESTE SEU GOVERNO, E VOCÊS ACHAM QUE TODOS SOMOS GOLPISTAS ?

Responder

    Valdir Santos

    08 de julho de 2015 às 14h14

    Do ponto de vista de idiotas,ignorantes,viuvas do fhc como tu,esta tudo a beira do precipicio aqui no Brasil. Entao caia fora bobalhao,va pra o inferno paspalho.

    Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 11h43

    golpistas, psicopatas e gagás, né otoniel.

    Responder

    Otoniel Monaco Viana Viana

    08 de julho de 2015 às 14h50

    SOU PASPALHO PORQUE PRÁ VOCÊ QUEM ESTÁ CONTRA ESTE GOVERNO ESTÁ A FAVOR DO PSDB, NÉ MANÉ! SE VOCÊ PELO MENOS LESSE DIREITO O QUE ESCREVI NÃO ESTARIA RESPONDENDO DESTA FORMA TÃO CORDIAL. ISTO SÓ COMPROVA A SUA DEPENDÊNCIA DO GOVERNO NÉ? QUEM VIVE COMO PARASITA COMO VOCÊ TEM MAIS É QUE DEFENDER O SEU HOSPEDEIRO NÉ MESMO ?

    Responder

    Otoniel Monaco Viana Viana

    08 de julho de 2015 às 14h53

    ENGRAÇADO É QUE VOCÊ, VALDIR, NÃO DÁ UMA RESPOSTA COM UM MÍNIMO DE SENSATEZ. SÓ FAZ CHAMAR OS QUE ESTÃO CONTRA OS SEUS PATRÕES DE IDIOTAS, IGNORANTES,ETC. E SE EU DISSER QUE VOCÊ É UM GRANDE SAFADO VOCÊ FICARIA TRISTINHO? É FÁCIL FICAR COM A SUA BUNDINHA SENTADA NUMA CADEIRA EM FRENTE A UM COMPUTADOR, DISPARANDO MERDAS PRÁ TODO LADO. ISTO NÃO ME CHATEIA O QUE ME CHATEIA MESMO É VOCÊ ESTAR SENDO PAGO PRÁ ISSO E COM O DINHEIRO DO BRASILEIRO. VOCÊ É SAFADO !

    Responder

    Otoniel Monaco Viana Viana

    08 de julho de 2015 às 14h55

    E AÍ VAI FAZER O QUÊ ? EU TE CHAMEI DE SAFADO !

    Responder

      DENIS

      08 de julho de 2015 às 12h17

      gagá. vai desenhar suástica coloridas pros netinho, vai vovô Toniel.

      Responder

    Otoniel Monaco Viana Viana

    08 de julho de 2015 às 14h55

    EH,EH,EH!

    Responder

Otoniel Monaco Viana Viana

08 de julho de 2015 às 12h27

TCU,TSE,MP,PF PRÁB

Responder

Josely Brasil

08 de julho de 2015 às 12h26

O desespero dos perdedores dá nisso!

Responder

Aurelio Landim

08 de julho de 2015 às 12h01

Cara eu sei que o governo tá indo num caminho diferente daquele que propôs durante a campanha mais duvido veementemente que dilma tenha apenas 9% de aprovação .isso de queda na popularidade é mais uma tentativa de alimentar o golpe .institutos de pesquisas ,midia ,parte do judiciario sao um complo contra o pt .

Responder

Néya Pedroso

08 de julho de 2015 às 11h55

Alguém pede pra essa cambada ir trabalhar. Afinal o povo paga o salário desse pessoalzinho aí da oposição. Que vergonheira.

Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 12h19

    ele já é aposentado, naia. deixa ele surtar um pouquinho. daqui a pouco o enfermeiro leva ele pra dormir e aí só amanhã.

    Responder

Lula 2018

08 de julho de 2015 às 10h45

A política sempre vive momentos dramáticos. É uma continuação da guerra por outros meios.

Responder

Odenir Batista

08 de julho de 2015 às 10h45

CARAIO, por falta de informação é que não deveria “morrer” este Governo mas pelo jeito parece que o Governo gosta de sofrer !!!

Responder

Henrique Pedro

08 de julho de 2015 às 10h14

Entenda, se comprovado qualquer irregularidade no governo, então não é golpe, é apenas o cumprimento da lei. Ok ?!

Responder

    Vicente

    08 de julho de 2015 às 09h43

    Mas não foram comprovadas irregularidades. O que o psdb quer é tirar o governo por receber doações de empreiteras que sempre doaram mais ao psdb, que doaram ao FHC, e nunca foi considerado problema. Se não der certo, vão querer derrubar o governo por manobras fiscais, que foram feitas também pelo FHC e não eram problema. Isso é GOLPE, não tem outro nome.

    Responder

Claudio.sj

08 de julho de 2015 às 06h18

Enquanto Dilma estiver assessorada pelos Mercadantes e Ze Cardoso da vida, nada vai acontecer. Depois que vier o golpe não adianta chorar e querer convocar o povo para defende-la.
Ninguem vai ser louco de sair às ruas e ser trucidado pelos fascistas que ameaçam matar quem defende o governo.

Responder

Sérgio Marinho Marques Cavalcanti

08 de julho de 2015 às 05h26

Para mim eles estão pressionando a Dilma mesmo sabendo que não vão conseguir nada, mas vão conseguir iludir aqueles menos crente que pulam de galho em galho e com isto nas eleições de 2018 acham que conseguirão tirar o pé do lula na entrada do planalto.

Responder

Barreto

08 de julho de 2015 às 02h05

De fato seria o ideal uma articulação do PT com os setores organizados da sociedade que o apoiam naturalmente. Porém, e não é pessimismo, o PT não é um alvo isolado dos ataques dos aparelhos ideológicos da direita; o cálculo, que é inteligente, leva em conta estes movimentos organizados com os quais o PT não se comunica fluentemente. Estes estão levando pedrada há anos sem dizer um “ai”, desde os movimentos sindicais até a classe acadêmica, e permanecem inalterados e inertes como o partido que naturalmente apoiam, jogando um olhar diante da conjuntura política que paira entre a arrogância e a ingenuidade.
Claro, posso entender que cabia ao PT articular a intelligentsia de esquerda com as massas, mas há uma cota importante da responsabilidade na apatia das classes não organizadas que surge do hermetismo das classes organizadas. Eu participei das manifestação e paralisação nacional em contra a PL4330. Dia? Quarta-feira. Horário? Meio-dia. Houve paralisação? Inexpressiva. Portanto, o que o trabalhador comum, vulnerável à mídia, sem consciência de classe viu? Um bando de vagabundos marchando, tomando cerveja, enquanto eles trabalham. E de qual manifestação provavelmente muitos destes participaram? De alguma organizada mais inteligentemente, num domingo, com apelo midiático carregado de verde e amarelo. Esse tiro no pé não é anedótico… cada vez que a CUT está organizando uma marcha, a orienta apenas para a classe trabalhadora organizada, e se esquece da nova classe média, dos prounistas, enfim, dos ex-lumpem que ao emergir sem proteção ideológica se identificaram com a velha classe média e a burguesia hegemônica não alinhada ao PT.
Como estou vendo a situação, tentar articular o PT, as classes organizadas, com o fim de atingir as classes não organizadas, necessariamente implica em algum nível de fricção entre estes três. Como fazer para conciliar a classe acadêmica da escola de campinas, por exemplo, com as escolhas de Dilma para a Fazenda e para o Bacen? Mas sobretudo, como fazer que o povo comum, despolitizado, entenda que as dores que atualmente sentimos no tecido social são desferidas por solavancos violentos de políticas econômicas neoliberais, e não em si de um projeto progressista de esquerda?
Em 64 muitos prometeram resistência, e o golpe foi desferido tendo por estopim o líder de uma das mais expressivas frentes de resistência, o Cabo Anselmo à frente da revolta dos marinheiros… e a frente política que sustentava o governo recuou de forma mais ou menos unânime e imediata.
Se há de fato a maquinação para um golpe, ela não pode ser subestimada. Se é de interesse do PT permanecer no poder, ele terá que deixar de lado as expectativas do mercado, terá que deixar de ser pusilânime quanto a projeto de país, e terá que agir de forma coordenada com os movimentos sociais e com a classe acadêmica para ambos saírem do ostracismo. É impossível sustentar uma guinada para um projeto neo ou social desenvolvimentista sem um mínimo de trabalho metapolítico.

Responder

Hannah da Terra

08 de julho de 2015 às 04h50

#RespeiteMeuVoto

Responder

Renato Talarico

08 de julho de 2015 às 04h20

COM DEMOCRACIA QUEREMOS MONARQUIA !! https://www.facebook.com/Brasil.Monarquia?fref=ts

Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 11h56

    só podia ser um talarico mesmo

    Responder

Carlos Eduardo Fernandes Teixeira

08 de julho de 2015 às 04h09

Ces só podem estar brincando. Não vão derrubar ninguém. E quem flexibilizará a leis? Só o PT pode fazer isso.

Responder

Miguel do Rosário

08 de julho de 2015 às 00h27

Não houve manobra. O tcu se turno um banco de reservas de velhas raposas. Querem vender dificuldades, para ampliarem seu poder.

Responder

    Vicente

    08 de julho de 2015 às 09h47

    Ah, é?
    O Brasil que de ajoelhado ao FMI, passou a credor, que diminuiu o desemprego e aumentou salários, que multiplicou o PIB deve cair por manobras fiscais?
    Vai perguntar pro Obama se ele não faz manobras fiscais. Pergunte ao FHC.
    Qual é o teu país ideal? O do psdb?

    Responder

ricardo

08 de julho de 2015 às 00h13

Também acho que a decisão acontecerá nas ruas. O roteiro é o seguinte: as instituições enquadram a Dilma nas próximas semanas. A militância petista sai às ruas imediatamente após a abertura do processo de impeachment ou coisa que o valha. Serão dezenas de milhares pelo Brasil afora. E, então, para o infortúnio da resistência brancaleônica, o dia 16 de agosto virá, reunindo em marcha os humores de milhões. As ruas vão ferver e os blefadores se arrependerão profundamente de seus blefes.

Responder

Cristiano Eduardo Moro Réboli

08 de julho de 2015 às 03h02

Avança Brasil Maçons BR?!? Só pode ser piada…

Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 11h58

    Piada de mau gosto. E batida, pelo jeito. Ou a Maçonaria virou bosta ou vai deixar ficarem usando seu nome assim?

    Responder

Cristiano Eduardo Moro Réboli

08 de julho de 2015 às 02h51

Dilma é masoquista, disso eu já não tenho mais nenhuma dúvida…

Responder

Supersil Sil

08 de julho de 2015 às 02h43

Parece que o PSDB – O Partido Somos Do Golpe – trocou de vez o B pelo G, então cabe a aplicação da Lei da Segurança Nacional? Lei 7.170/83 Art 23 prevê prisão para quem promove o golpe contra militar o/a Presidente da República ou forças Institucionais e pena de 4 anos de prisão para quem incitar o Golpe.

Responder

Vitor

07 de julho de 2015 às 23h41

Miguel, já leu a matéria sobre golpe do Paulo Nogueira?

Responder

    Miguel do Rosário

    07 de julho de 2015 às 23h51

    Sim

    Responder

Rogério Matuck

08 de julho de 2015 às 02h25

#PSDBgolpista #PSDBentreguista #TiraoBicoDoPréSal

Responder

Crenilson Corrêa DA Silva

08 de julho de 2015 às 02h25

Kkkkl

Responder

Edeilson Rocha

08 de julho de 2015 às 02h11

É verdade! Um “golpe” previsto na Constituição Federal e usado pelo PT contra o Collor.

Responder

Eliana Maria Vinhaes

08 de julho de 2015 às 01h53

Muito feio para a biografia pregressa do ex comunista.

Responder

Eliana Maria Vinhaes

08 de julho de 2015 às 01h52

Com Jango lançaram mão do golpe do Parlamentarismo para controlar o poder do presidente, que assumiu no lugar da renúncia da Jânio: João Goulart.

Convoca-se um plebiscito e o Presidencialismo ganhou de lavagem.

Nesse momento, querem amordaçar a Presidente Dilma. Roberto Freire PPS é um bom exemplo na campanha partidária

Responder

Darci Almeida

08 de julho de 2015 às 01h43

a resistência tem que ser armada. Violenta e eficaz. Já passou da hora de organizar a resistência.

Responder

Luís Eduardo Guedes

08 de julho de 2015 às 01h38

Tempos sombrios. Mas o principal responsável por isso é o próprio governo que se afastou de suas bases de apoio. Como a gente pode querer defender quem aparentemente não quer ser defendido?

Responder

Raimundo Cordeiro

08 de julho de 2015 às 01h34

O não aceitará golpistas.

Responder

Ricardo FMaia

08 de julho de 2015 às 01h29

O Ahésim Golpista já começou a falar a verdade.

Responder

Luiz Antonio Barbosa

08 de julho de 2015 às 01h16

Meu caro Miguel, o golpe está posto pelos mesmos, mas hoje mesmo apareceu um pouco do antídoto na CPI da Petrobrás. Trata-se da fala do ex Ministro da CGU Jorge Hage. Caso não tenha visto ou ninguém por perto de vc comentou, procure no sitio da Câmara… acho que irá gostar. Em alguns momentos foi até engraçado… rapaz alguns deputados tentaram enquadrá-lo, e um deles o perguntou qual era a profissão dele antes de ser Ministro, ele sapecou: Sou Juíz de Direito aposentado… quase vacuaram… rsrsr mudaram o tom de voz com ele rapidinho… foi um tal de bate e assopra que ??? engraçado do tipo pisando em ovos. Abraço.

Responder

Renato Colombo de Almeida

08 de julho de 2015 às 01h12

Responder

    Beth Andrade

    09 de julho de 2015 às 00h24

    kkkkkkkkkkkkkkkkk devaneios, golpes, insurreições, ocupam a mente desocupada desse invejoso que lesado, vive no ócio…

    Responder

Beth Andrade

08 de julho de 2015 às 01h10

O momento é grave… a união das esquerdas e a rua é já! simples assim: …”Presidenta Dilma, por favor, entenda que essa turma quer a sua e as nossas cabeças. A nossa “Dilma coração valente” tem que reaparecer e governar com o programa vencedor das eleições. Olhar para o seu povo. Ser a guerreira defensora dos mais pobres, defensora dos empregos.

Este é um daqueles momentos de encruzilhada da história do Brasil em que somente o povo é capaz de nos livrar do golpe em curso. Se o governo não entender a gravidade da crise e continuar no mesmo rumo, mantiver a mesma política econômica recessiva, ainda assim vamos continuar na trincheira contra o golpe. No entanto, infelizmente, tudo será mais difícil, principalmente a necessária mobilização popular contra o golpe e os golpistas…”

Lindbergh Farias é Senador da República pelo PT-RJ

Responder

José Leonel Miranda

08 de julho de 2015 às 00h24

Aécio elabora o golpe, surge um parlamentarismo branco, Serra assume como 1º ministro; Temer não se sujeita à Cunha, renúncia a vice – presidência, por acordo assume Renan. Tiririca Sobe à tribuna e se põe a ridicularizar o poder, é deposto por falta de decoro. Veja quebra todos recordes de venda, a Globo reassume a liderança no IBOPE, e nós povo, vamos às ruas catar o que sobrou no lixo.

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

07 de julho de 2015 às 23h56

Os Maçons têm o número da conta? Ou é Hoax no estilo HAVAN?

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

07 de julho de 2015 às 23h55

Hahaha

Responder

Edmundo Camargo

07 de julho de 2015 às 23h55

Caro cafezinho. Ao ler o post, fiquei com a impressão de que o blogue está assumindo uma postura anti Dilma. Se for isso mesmo, bem vindo aos 91 por cento da população brasileira.

Responder

    Edmundo Camargo

    08 de julho de 2015 às 01h02

    Povao tá em peso com Dilma, a gente ve como ela tem procurado o contato espontâneo com a multidão.

    Responder

      Pedro

      07 de julho de 2015 às 23h05

      Hoje mesmo na fila do Banco tava todo mundo tecendo homenagens a nossa presidenta e acusando o golpe.
      Era maravilhos a alegria e empolgação do povo.

      Responder

    Airton Macêdo

    08 de julho de 2015 às 14h29

    Lula,vem ai!

    Responder

marcos augusto

07 de julho de 2015 às 20h50

Tenho o mesmo sentimento da Marilena Chaui: “Eu odeio a classe média”. Sabem por quê? Ninguém mais, além dos ricaços, que esta classe burra e nojenta apoia este golpismo que está aí se instalando, sem dúvida contra O PAÍS. Agora, prá mim que, tanto faz quanto fez, ou seja, com os golpistas no poder ou sem eles nada vai mudar, só não estou pagando prá ver esta classe média repugnante se arrepender em menos de seis meses pós o golpe que está sendo engendrado, porque tenho absoluta convicção de que os mais pobres e que foram incluídos nos últimos doze anos é que vão sofrer mais ainda, lamentavelmente. Os mais fracos, sozinhos, não resistirão esta avalanche desencadeada, em suma, contra eles e que, certamente, não irão para as ruas para tentar se defenderem.

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

07 de julho de 2015 às 23h43

Cristiano Eduardo Moro Réboli

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

07 de julho de 2015 às 23h43

Cynthia Valente

Responder

Rodrigo Jardim Rombauer

07 de julho de 2015 às 23h43

João Aroldo

Responder

Mariano Moreira

07 de julho de 2015 às 23h41

Tucano não tem culhão para dar um golpe. São preguiçosos até pra isso !

Responder

    Janisson Silva

    08 de julho de 2015 às 00h10

    Eu não sou tucano e estou desejando que dilma caia, essa austeridade so atingiu do governo só atingiu nós, a grande massa, austeridade essa que deveria cortar gastos do governo, mas a solução aplicada foi duplicar os valores de agua e energia, aumentar impostos e reduzir salários… Grande austeridade o governo aplicou.

    Responder

    Janisson Silva

    08 de julho de 2015 às 00h11

    Austeridade do governo*

    Responder

    Supersil Sil

    08 de julho de 2015 às 02h49

    Janilson Silva, quer mudar o governo ? então ganhe no voto nas próximas eleições estas são as regras democráticas, porque para golpe aplica-se Lei da Segurança Nacional (Lei 7.170/83) Art 23 prevê prisão para quem promove o golpe militar contra a/o Presidente e a pena é de 4 anos de prisão para quem incita o Golpe.

    Responder

Bira Huffel

07 de julho de 2015 às 23h33

Mas o TSE por unanimidade com aval do pior dos Ministros antiPT Gilmar Mendes aprovou as contas, como agora já têm 3 contra a aprovação.??

Responder

Mario Neto

07 de julho de 2015 às 23h32

Dilma parece gostar de viver perigosamente

Responder

Wilson Pepe

07 de julho de 2015 às 23h27

O espírito da UDN e de Carlos Lacerda incorporou no PSDB e Dem , Aécio , FHC , Serra , Agripino .

Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 13h29

    Então o espírito de Marighella vai baixar em nós.

    Responder

Solange Trigo

07 de julho de 2015 às 23h27

Dá calafrios

Responder

Edi Ezequiel

07 de julho de 2015 às 23h26

Nunca!
O POVO É SOBERANA E DEVEMOS TOMAR OUE É NOSSO DE DIREITO,!

Responder

Ivana Fernandes

07 de julho de 2015 às 23h23

#DilmaPoderosa #EmCasoDeGolpeTodoMundoNoCongreso #NaoPassarao #Lula2018 #CoracaoValente

Responder

Cleide Portella

07 de julho de 2015 às 23h21

Não passarão!! Vamos reagir! Dilma Rousseff sai só 2017!! #Lula2018

Responder

Carmen Lúcia Cortes Mesquita

07 de julho de 2015 às 23h20

#EmCasoDeGolpeTodoMundoNoCongresso #SomosTodosDilma #AceitaDilmaVez #NãoAoGolpe
#DilmaMeRepresenta #JuntosComDilma #JuntosPeloRespeitoADemocracia
#ÉporTodasAsMulheres #ÉPelaDignidadeFeminina #DilmaGuerreira

Responder

Camila Orsolon

07 de julho de 2015 às 23h15

Aí gente, não aguento mais esse clima horrível que nosso país está. É lamentável que tanta gente se deixe manipular

Responder

Ricardo Edmundo Cecconello

07 de julho de 2015 às 23h14

ATENÇÃO, BRASILEIROS E BRASILEIRAS, EU EXIJO “JUSTIÇA” PARA ESSA CAMBADA DE PARASITAS, AINDA QUE TARDIA.

Não entendo, não consigo entender, o porquê o Ministério Público se cala ante essa enxurrada de estelionatários nas igrejas e na política, com a bancada evanjégue canalha fazendo leis, e zombando do direito constitucional.

Por que o Ministério Público Federal, com salvaguarda constitucional contra GOLPISTAS ESTELIONATÁRIOS, CURANDEIROS BANDIDOS, CHARLATÕES LADRÕES, por que um Juiz Federal, tipo Moro, não manda prender todos esses picaretas da fé, curandeiros que fabricam “milagres”, e vendem deus ao consumidor idiotizado?

Qual a veracidade nesse teatro universal internacional mundial circo igreja estelionatário, vergonhosa fábrica de milagres fraudulentos, e imensa lavanderia de dinheiro sujo do crime organizado?

Por que não é composta uma equipe de notáveis com a ABI com Ricardo Boechat, Conselho Federal de Medicina com os médicos Dráuzio Varela, Vicente Amato, e David Uip, com o GAECO e uma unidade de policiais federais, e auditores da Receita Federal do Brasil, para fazer uma devassa nesses antros igrejas pardieiros que enganam, iludem e roubam os cidadãos brasileiros?

Afinal das contas, qual autoridade brasileira, com um mínimo de vergonha na cara, seria capaz de avalizar um “milagre de cura” do sobrenatural deus pagador do antro religioso curandeiros atual?

VERGONHA! O Brasil precisa desmascarar o circo picadeiro igreja que vende milagres fraudulentos.

E já não é sem tempo, porque a massa do povão cristão perdeu a moral e os bons costumes.

E faz tempo.

Tudo é fraude na religião. E eu posso provar.

CADEIA PARA OS MARGINAIS CURANDEIROS DAS FOTOS.

Responder

Vall Pereira Nascimento

07 de julho de 2015 às 23h13

Viviane Amin Daniel Ferreira e Cosme Henrique

Responder

Lulu Pereira

07 de julho de 2015 às 23h13

o circo vai pegar fogo

Responder

Recrutar Surubim

07 de julho de 2015 às 23h02

Com a infantilidade do adversário, não tem o que se esperar. Não entendo como Aécio tem atitudes tão imaturas.

Responder

Agenceslau Junior

07 de julho de 2015 às 23h02

Queremos um golpe, um bem certeiro , um golpe na malandragem do PT , na corrupção , um golpe contra a aparelhamento das estatais , enfim um golpe nestes canalhas que estão encalacrados no poder.

Responder

    Ana Paula Jacinto

    09 de julho de 2015 às 13h40

    Vcs querem golpe contra um governo eleito democraticamente pelo voto do povo??? É isso mesmo? Golpe contra a democracia? ?? Por não aceitar a derrota por não aceitar a vontade da maioria? ??? Depois de tanto sangue, de tantas lutas pela democracia vem esses Cretinos falarem isso???? Lembre se da lei do retorno e o seu desejo pode se voltar contra vc…

    Responder

Mari Andreasi

07 de julho de 2015 às 23h00

Miguel, já combinaram o golpe com o povão? Eles fazem bem em ter receio pois vai dar m**da e grande. O povão não está mais apalermado, como em 64…

Responder

    José Eduardo Ramos Semeghini

    09 de julho de 2015 às 19h21

    Apalermado, é ? Não acho não, o povo saiu às ruas em grande número, pedindo a intervenção militar e a remoção dos cunhaditos do poder, o que acabou acontecendo. Eu sei, porque estava lá.

    Responder

    Mari Andreasi

    09 de julho de 2015 às 19h32

    José Eduardo Ramos Semeghini, vc não prestou atenção no que escrevi. Eu disse que o povo NÃO está mais apalermado.

    Responder

Ana Oliveira

07 de julho de 2015 às 22h59

Ai desculpa, gostei da entrevista! Não adianta, tenho empatia pela pessoa dela, gostei da frases, gostei do jeito que ele se posicionou! As as frases estão pipocando nas redes e as pessoas estão gostando, ficaram animadas…. Não a achei prolixa não. O duro e que de novo na Folha de São Paulo? Que fixação!!! Alguém explica? E difícil dar uma entrevista ao PHA no programa dele de domingo onde tem boa audiencia? Acho que a presidente tem que sair da pauta do que a grande mídia impõe, o governo deve criar os fatos, não refém. dos factoides que a direita fabrica

Responder

Francisco Garcia

07 de julho de 2015 às 22h57

O que a imprensa e oposição golpista não mostra e tenta esconder nos mostramos nas redes sociais e nas ruas. A campanha do PETRÓLEO E NOSSO ocorrida nos anos 50 do século passado e muito atual neste momento . As tentativas de entrega demissas reservas petrolíferas estão sendo feitas pelos mesmos grupos políticos, e econômicos. Estamos com DILMA, vamos enfrentar o golpe nas redes sociais, nas ruas até nas trincheiras.

Responder

Teder Skiba

07 de julho de 2015 às 22h53

Demora sem tamanho pra reagir, usar o pode para combater o mal, trocar este ministro da justica e empossar alguem que realmente trabalhe pra valer

Responder

Jason Gabriel

07 de julho de 2015 às 22h48

Não está na lei que um presidente pode perder o cargo em casos de corrupção e crimes de responsabilidade fiscal? Isso é golpe?

Se um político comete crimes ele não pode perder o cargo porque foi eleito pelo povo?

Responder

Álvaro Ribeiro

07 de julho de 2015 às 22h46

Dilma 13.

Responder

Jason Gabriel

07 de julho de 2015 às 22h45

Pergunto se houver provas contra a presidente e ela perder o cargo é golpe?

Responder

Luís CPPrudente

07 de julho de 2015 às 19h44

O Governo Dilma tem que ser cobrado diariamente porque ainda dá dinheiro público a associações criminosas do PIG e que usam este dinheiro para bater constantemente no Governo Dilma.

O Governo Dilma também deveria demitir o Zé Devagar Cardozo, pois este sujeito não defende o Governo Dilma e nem a Democracia.

Responder

Tahia Sarapo

07 de julho de 2015 às 22h44

Miguel Do Rosario Você quer que a gente morra de aflição?

Responder

mineiro

07 de julho de 2015 às 19h43

é hora de lutar e depois é depois. a resistencia contra esse golpe desgraçado orquestrado pela direita facista , branca, nazista é muito mais importante.

Responder

mineiro

07 de julho de 2015 às 19h40

voces querem saber de uma coisa, esse desgoverno ta pedindo para ser derrubado , so pode. nao tem como , ta todo mundo apreensivo de ca e essa morta viva que eu ja tomei antipatia, mas defendo a democracia. se for para defender esse desgoverno para defender a democracia , eu defendo. ate porque eu votei nesse poste covarde maldito , mas em nome da democracia , nos temos sim que deixar de lado o que nos pensamos dessa m…………………..de governo e defender a democracia. porque o golpe de estado , nos estamos todos fritos, como bem diz a giria popular. temos sim que lutar pela democracia e deixar pelo menos no momentos as diferenças com esse governo.

Responder

Coletivo Moais

07 de julho de 2015 às 22h40

Partido Sabotador do Brasil

Responder

Ana Oliveira

07 de julho de 2015 às 22h39

Miguel fique ai em Brasília investigando as coisas! Precisamos entender melhor o que real esta acontecendo…

Responder

Eliana Rocha Oliveira Lana

07 de julho de 2015 às 22h37

Nilce Rochaa
Rico Montenegro
Maria Das Dores Teixeira Teixeira

Responder

Manoel

07 de julho de 2015 às 19h29

Parabéns Miguel

Responder

Sérgio Yoshio Mitsugui

07 de julho de 2015 às 22h27

O clima é o mesmo de 1964! O governo e aliados estão completamente apáticos, sem articulação … entregues!

Responder

Cecilia

07 de julho de 2015 às 19h26

Acho que nesse momento todos que acreditam no projeto do governo, devem começar a defende-lo, pois na frente de acusação já tem bastante gente……
Eu mesma sem pre votei no PT, por acreditar que eles fariam exatamente o que fizeram, melhorar profundamente a vida dos menos favorecidos….
Para mim a mudança de governo não será o fim do mundo, sobreviverei, como sempre foi, o que estou mais admirada é que apesar da melhora nas condições de vida das pessoas, e não é um coisa qualquer, no Brasil que conheço a 50 anos, considero muita coisa, uma mudança enorme….
Então só me resta esperar que essas pessoas que foram finalmente identificadas, apoiadas e tiveram sua vidas modificadas……
SE APRESENTEM PARA DEFENDER O GOVERNO QUE OLHOU POR ELES….

Responder

Katia Galvão

07 de julho de 2015 às 22h23

Miguel, o Governo precisa se posicionar….. Passou da hora…. Estamos todos dispostos a lutar para garantir a democracia….

Responder

    DENIS

    08 de julho de 2015 às 12h42

    Independente do governo temos que lutar sim! Não é só a Dilma ou PT que está em jogo! E nem somente as grandes conquistas e avanços sociais… Pafraseando americanos(argh), estamos defendendo todo um modo de vida(way of life), uma ideologia. Se o golpe der certo, a direita vai capitalizar o resultado e se mostrar “VENCEDORA” em todas as outras frentes.

    Responder

Deixe uma resposta