Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Aos historiadores futuros: dois exemplos da ditadura midiático-judicial

Por Miguel do Rosário

28 de julho de 2015 : 13h39

Quando, no futuro, algum historiador estudar nossa época, esse post lhe ajudará a entender, com dois exemplos, a ditadura midiático-judicial que estamos vivendo.

O primeiro exemplo é a décima sexta etapa da Lava Jato, prendendo Othon Luiz Pinheiro da Silva, um dos pais da energia nuclear no Brasil.

A estratégia é a mesma: prende, depois investiga.

Atira primeiro, depois avisa.

A malta, excitada pela mídia, aplaude furiosamente.

Afinal, não somos o país que mais promove linchamentos no mundo?

Sergio Moro se tornou, como diz o Fernando Brito, em post sobre o assunto, uma espécie de monarca absoluto do sistema judiciário brasileiro.

Blindado pela aura de justiceiro desde que a Globo lhe deu o prêmio Faz Diferença, Moro se autonomeou uma espécie de interventor de todas as obras tocadas no Brasil.

Com uma preferência especial, claro, para obras que a mídia possa ligar, de alguma maneira, ao PT.

A prisão do pai da energia nuclear no Brasil foi, como sempre, determinada sem sentença, provas ou condenação.

Prisão “provisória” ou “preventiva”, por motivos de ordem pública.

Nem sei se ele é culpado ou não, o que eu questiono é o seguinte: ele ainda não foi julgado. Ainda não teve oportunidade de se defender. A sua prisão, portanto, é uma decisão puramente arbitrária de Sergio Moro.

Como aliás, todas as suas prisões.

Um jurista, outro dia, denunciou o perigo: como prende antes de julgar, antes de ouvir a defesa, Moro obriga-se a condenar o réu, porque em caso contrário, será acusado de ter sido irresponsável e injusto por ter mandado prender um inocente.

É a armadilha autoimposta do arbítrio.

Prende porque assim o quis, depois condena porque mandou prender.

O segundo exemplo da ditadura midiático-judicial vem descrito na peça de defesa da Odebrecht, que reproduzo abaixo.

Menos mal que a Odebrecht tenha resolvido enfrentar o arbítrio de frente.

A sua defesa corresponde, em verdade, a uma ofensiva política, porque seus advogados já entenderam, corretamente, que a Lava Jato obedece a uma lógica política e midiática, e não jurídica.

Falta só a Odebrecht entender uma última coisa: Sergio Moro é apenas um capacho da mídia.

Então é preciso atacar a origem do mal: o golpismo midiático, que não hesita em patrocinar todo o tipo de conspiração judicial, não importa seus absurdos, suas ilegalidades, seus abusos, em nome de um objetivo maior, derrubar um governo legitimamente eleito.

É o golpismo midiático que, por exemplo, intimida e chantageia juízes dos tribunais superiores, para que eles não interfiram nas intrigas e conspirações patrocinadas por um juiz de primeira instância.

***

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 13ª VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO PARANÁ

Pedido de Busca e Apreensão Criminal no 5024251-72.2015.4.04.7000

MARCELO BAHIA ODEBRECHT, nos autos do Pedido de Busca e Apreensão em epígrafe, vem, por seus advogados, respeitosamente à presença de Vossa Excelência, em atenção ao r. despacho lançado no Evento 437, expor o quanto segue:

Desde a prisão do peticionário, há mais de um mês, teve início a caça a alguma centelha de prova que pudesse, enfim, legitimar uma segregação baseada no nada.

Depois do emprego deturpado da teoria do domínio do fato, da utilização de uma mensagem eletrônica de quatro anos atrás (que nem foi o paciente quem mandou e que Vossa Excelência mesmo reconheceu que precisa ser mais bem investigada), e da transformação da presunção de inocência e do exercício do direito de defesa em causas de encarceramento, era mesmo de se imaginar que houvesse uma busca por algo que disfarçasse a colossal ilegalidade da custódia de MARCELO.

Polícia e Ministério Público Federal engajaram-se na missão com afinco, e para tanto deixaram a razoabilidade de lado.

O Parquet adotou estratégia tão clara quanto intolerável: tudo que surgisse relacionado a qualquer executivo de empresas do grupo Odebrecht seria, automaticamente, imputado também ao requerente. Por tudo, leia- se tudo mesmo – desde documentos velhos de autenticidade duvidosíssima, engavetados para serem usados a conta-gotas, até uma artificiosa correlação entre telefonemas e depósitos bancários lógica e cronologicamente estapafúrdia, e sempre sem qualquer liame com MARCELO.

A Polícia Federal não ficou atrás. Chegou mesmo a violar o sigilo da comunicação entre o preso e seus advogados, transformando um bilhete com tópicos para a discussão de Habeas Corpus – entregues aos defensores por um agente penitenciário, depois de ter sido a ele passado pelo requerente! – em uma esdrúxula ordem voltada ao cometimento do que seria o mais impossível dos crimes: destruir fisicamente aquela mesma mensagem eletrônica, há muito estampada no relatório policial, no decreto prisional e em dezenas de páginas de internet Brasil afora.

Já em despacho do último dia 21, Vossa Excelência instou a defesa a se pronunciar sobre o novo capítulo da tentativa de coonestar a prisão do peticionário. Dessa feita, a autoridade policial apresentou, em anexo ao Relatório Parcial do Inquérito 5071379-25.2014.4.04.7000, um relatório de análise de notas contidas em telefone celular apreendido na residência do requerente.

Em seu afã de incriminar MARCELO a todo custo, a Polícia Federal nem se deu ao trabalho de tentar esclarecer as anotações com a única pessoa que poderia interpretá-las com propriedade – seu próprio autor. Ao reverso, tomou desejo por realidade e precipitou-se a cravar significados que gostaria que certos termos e siglas tivessem.

E, mais uma vez, transformou as peculiaridades do processo eletrônico em sua aliada na tática de atirar primeiro e perguntar depois. Sabedora de que a livre distribuição de chaves eletrônicas tornou os processos da Lava Jato uma espécie de reality show judiciário, a polícia lançou no mundo as anotações pessoais de MARCELO e as tortas interpretações que deu a elas, e aguardou que fossem quase instantaneamente noticiadas como verdades absolutas.

Houvesse tido a cautela que sua função exige, e a Polícia Federal teria evitado a barbaridade que, conscientemente ou não, acabou por cometer: levou a público segredos comerciais de alta sensibilidade em nada relacionados aos pretensos fatos sob apuração, expôs terceiros sem relação alguma com a investigação e devassou mensagens particulares trocadas entre familiares do peticionário, que logo caíram no gosto de blogs sensacionalistas.

Lamentavelmente, a obstinação investigativa e persecutória de autoridades que atuam na Lava Jato parece ter turvado sua compreensão de que o país não se resume a um caso criminal. Há indivíduos, famílias, empresas, finanças, obras e empregos em jogo – no caso das empresas do grupo Odebrecht, são mais de 160.000! –, que deveriam impor um mínimo de cuidado na análise e divulgação de documentos e informações por parte dos agentes públicos, ao menos até que bem esclarecidos seu conteúdo e eventual pertinência com as apurações.

Com a intimação lançada no Evento 437, a defesa até imaginou que esse MM. Juízo decidira impor alguma ordem às coisas. Não obstante já então houvesse sinalizado que estava tendente a encampar as desatinadas interpretações da autoridade policial, ao menos optara por ouvir previamente a defesa sobre as anotações que, conforme vossas palavras, estavam todas sujeitas a interpretação.

Todavia, a inobservância injustificada da contagem de prazo do processo eletrônico para a defesa se manifestar, bem como a iniciativa de Vossa Excelência – estranha ao sistema acusatório que vigora em nosso país – de dragar documentos de inquérito que estava com vista ao Ministério Público Federal para oferecimento de denúncia já faziam prever o que viria.

Um dia depois de conceder o prazo que se esgota na data de hoje, Vossa Excelência não esperou os esclarecimentos da defesa para decretar de novo a prisão do peticionário, com fundamento exatamente naquelas anotações sujeitas à interpretação!

Escancarado, desse modo, que a busca da verdade não era nem de longe a finalidade da intimação, a defesa não tem motivos para esclarecer palavras cujo pretenso sentido Vossa Excelência já arbitrou.

Inútil falar para quem parece só fazer ouvidos de mercador.

O peticionário deplora, isso sim, o rematado absurdo de se considerar anotações pessoais a si mesmo dirigidas, meras manifestações unilaterais de seu pensamento, como atos efetivamente executados ou ordens de fato passadas. Ainda que o conteúdo dos registros fosse aquele nascido das criativas mentes policiais, rematado absurdo, nada indica que eles de algum modo tiveram repercussão prática, ou seja, que foram de fato implementados ou determinados a terceiros.

De mais a mais, o relatório de análise condensa anotações inseridas no campo “tarefas” do programa Outlook ao longo do tempo, umas em sobreposição a outras, sem qualquer ordem cronológica, muitas delas inclusive com seu conteúdo cortado automaticamente pelo programa por limitações de espaço no campo em que digitadas.

Impressiona, igualmente, a dubiedade do discurso de Vossa Excelência. De um lado, quando intima a defesa, assevera que “tudo está sujeito à interpretação”. De outro, porém, antes mesmo de ouvir explicações, prende novamente quem já está preso dando por certo aquilo tudo que estava sujeito a interpretação!

Isto é: mesmo sem poder assegurar o sentido das anotações, e muito menos se elas surtiram efeito prático, Vossa Excelência não hesitou em empregá-las para o mais drástico propósito.

Ademais, esse ínclito Magistrado acabou por encampar o indecoroso uso que a Polícia Federal fez daquilo que a r. decisão tachou de “o trecho mais perturbador” das anotações.

Nos dizeres do relatório policial, quando o requerente escreveu “dissidentes PF”, ele estaria se referindo à Polícia Federal, e teria “a intenção de usar os ‘dissidentes’ para de alguma forma atrapalhar o andamento das investigações”. E mais: “se levarmos em consideração as matérias (grampos na cela, descoberta de escuta, vazamento de gás, dossiês) veiculadas nos vários meios de comunicação, nos últimos meses, que versam sobre uma possível crise dentro do Departamento de Polícia Federal, poder-se-ia, hipoteticamente, concluir que tal plano já estaria em andamento”.

A perfídia é inominável.

Às voltas com denúncias reportadas por seus próprios integrantes de que membros da Força-Tarefa teriam plantado uma escuta ilegal na cela de presos, e depois tentado acobertar fraudulentamente esse gravíssimo fato, o Delegado de Polícia Federal que assina o relatório do inquérito insinua que por trás disso estaria…o peticionário! E não só desse fato, como também de um “vazamento de gás” nas dependências daquele Departamento!

Ao que parece, quem tem um “plano em andamento” é uma parcela da própria Polícia Federal: expiar seus aparentes pecados à custa de MARCELO, para tanto subvertendo o sentido de palavras e adivinhando o significado de siglas na forma que lhe convém.

Aliás, será que Alberto Youssef, que desfruta de infinita credibilidade perante a Polícia, Ministério Público e esse MM. Juízo Federal, também faz parte do “plano em andamento” levianamente atribuído ao requerente?

Afinal, não custa lembrar que foi o eterno delator quem revelou a existência da escuta em sua cela, e afirmou categoricamente que sabia estar sendo monitorado desde o primeiro dia de prisão pela escuta que a Polícia Federal, até hoje, afirma que se encontrava desativada àquele tempo…

Ora, uma leitura minimamente neutra das anotações selecionadas pelo agente policial que figurou como analista destacaria também as inúmeras passagens que revelam a preocupação do peticionário em esclarecer sociedade e mercado, além de dar guarida a medidas de investigação independente e de apuração interna (Evento 124, Anexo 11, pp. 3, 4 e 8, por exemplo).

Preferiu-se, entretanto, tomar “LJ” por Lava Jato ao invés de Lauro Jardim, e “ações B” como providências do submundo, e não como alusões justamente à nota sobre a auditoria interna da Braskem publicada na mesma coluna:

Economia – Nova postura

Desde que as investigações, grampos, depoimentos de presos e delações premiadas foram envolvendo a Odebrecht na roubalheira da Petrobras, a empresa manteve uma postura imutável: negava tudo em comunicados escritos em tom peremptório, beirando o raivoso. Foram dezenas de textos escritos neste diapasão.

Agora, há algo de novo no ar. A Braskem, sociedade entre a Odebrecht e Petrobras, mandou à CVM um comunicado em que “à luz das alegações de supostos pagamentos indevidos para seu favorecimento em contratos celebrados com a Petrobras “, admite que “deu início a um procedimento de investigação interna”.

Certamente, não por vontade própria, mas por uma obrigação com o mercado de ações – não só brasileiro, pois a Braskem tem também ADRs negociadas na Bolsa de Nova York.

Informou também que contratou “escritórios de advocacia no Brasil e nos EUA com reconhecida experiência em casos similares para conduzir a investigação”. Não disse, porém, que escritórios são esses.

Por Lauro Jardim

Tags: Braskem, Lava-Jato, Odebrecht

Braskem: investigação interna

Enfim, uma vez oferecida a denúncia, e porventura recebida em parte ou na sua integralidade, cumpre respeitar-se daqui em diante o rito do Código de Processo Penal, reservando-se o interrogatório do acusado para o final da instrução.

Esse o contexto, além de lamentar que o empenho em se lhe aplicar pena sem processo tenha chegado a esse ponto, o peticionário requer o imediato desentranhamento dos autos do inquérito policial de informações, notas ou conversas privadas que não possuam relação com o caso, de modo a evitar a indevida exposição de terceiros alheios à apuração.

Requer ainda seja prontamente determinado à Polícia Federal que se abstenha de lançar, neste ou em quaisquer outros autos do sistema e- proc, documentos físicos ou eletrônicos sem prévia definição de pertinência com o objeto dos autos. Na eventual impossibilidade de assim se proceder, de rigor sejam gravados daqui em diante com grau mais elevado de sigilo os documentos carreados para os autos, na medida em que o nível atual de sigilo do processo eletrônico em tela não tem logrado impedir reiterados vazamentos na imprensa.

Termos em que,
Pede deferimento.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

54 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

surreal

29 de julho de 2015 às 11h29

ALÉM DE MUITOS POLÍTICOS CORRUPTOS NA CÂMARA E NO SENADO FEDERAL, AINDA TEMOS JUÍZES NO STF COMPRADOS PARA TRAIR A NAÇÃO BRASILEIRA. EXISTE UMA GUERRA COMERCIAL CONTRA O BRASIL, COM AJUDA DE POLÍTICOS TRAIDORES E ENTREGUISTAS, O BRASIL POSSUI MUITOS RECURSOS NATURAIS E ESTRATÉGICOS, UM DOS EX.: ENORMES RESERVAS DE PETRÓLEO E ESSE MANIFESTO VEM SE REPETINDO A MAIS DE UM ANO: AGORA INCLUINDO EDUARDO CUNHA E SEUS COMPARSAS.

O POVO QUER SABER… SE NÃO QUEREM OU NÃO PODEM CHEGAR NOS VERDADEIROS MAFIOSOS TUCANALHAS E ASSOCIADOS DA CÂMARA E DO SENADO, CORRUPTOS SECULARES E NA MÍDIA MÁFIA ANTI-NACIONAL, VERDADEIROS LESA PÁTRIA, QUALQUER OPERAÇÃO DA PF, MP E STF CONTRA A CORRUPÇÃO SERÁ APENAS OPERAÇÃO POLÍTICA COVARDE DESTRUIDORA DE NOSSO POVO E DO BRASIL, PORQUE DESSA FORMA A JUSTIÇA CONTINUARÁ SENDO UMA BALANÇA MUITO DESEQUILIBRADA. O POVO QUER SABER… E OS MAFIOSOS CORRUPTOS TUCANALHAS SOLTOS??? SOLTOS DE INÚMERAS CPIS. ATÉ QUANDO??? ATÉ QUANDO OS CORRUPTOS TUCANALHAS VÃO CONTINUAR SENDO BLINDADOS PELOS JUÍZES E MÍDIA CÚMPLICE MERCENÁRIA SONEGADORA DE IMPOSTOS??? O POVO QUER SABER. ATÉ QUANDO??? OU ATÉ QUANTO??? OU MUITAS EMPRESAS, COMERCIANTES, POLÍTICOS, E AGORA TAMBÉM MILITARES, O POVO BRASILEIRO E A DEMOCRACIA VÃO PAGAR AS PENAS, MENOS O LÍDER DAS CORRUPÇÕES: O PSDB E SEUS PROTEGIDOS DENTRO DA CÂMARA E DO SENADO FEDERAL? ATÉ QUANDO A MÍDIA CRIADORA DE CAOS E SONEGADORA GOLPISTA VAI TRAIR O BRASIL E CONTINUAR IMPUNE???
https://www.youtube.com/watch?v=Bi15bR4GXo0
https://www.youtube.com/watch?v=1phd2VxUnW4
https://www.youtube.com/watch?v=L3VTSxWTvjI
http://caixadoistucanodefurnas.blogspot.com.br/
http://www.juniorpentecoste.com.br/2014/07/quem-e-o-lider-da-corrupcao.html
http://democraciapolitica.blogspot.com.br/2015/04/descarada-blindagem-do-psdb-pe

Responder

Vitor

29 de julho de 2015 às 09h46

Fiquei surpreso com a decisão do Lewandowski, que respeito muito.
Se não havia motivo para o Cerveró ficar preso, pq ele o manteve na cadeia? Alguém pode me ajudar com essa?

Responder

Carlos Hums

29 de julho de 2015 às 00h20

As vezes eu penso que a Dilma é da direita e está infiltrada no PT – ela é simplesmente péssima na parte política, de longe a pior a ocupar o cargo de presidente da República. Enquanto isso o Zé da Justiça e o Levy vão batendo papo com a mídia nativa.

Responder

Angela Simões

28 de julho de 2015 às 20h59

A história lembrará dos ditadores , dos entreguistas, dos oportunistas com elementos nocivos a nação.Essa turma que está aí armando golpe, é de ruborizar Hitler, Joaquim Silvério dos Reis e outros mais.

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 18h43

Aecím, o patético, enfia o PSDB na fria do impítim

Como diz o prefeito Fernando Haddad: Aecím tornou-se patético…

Publicado em 28/07/2015

(…)

FONTE: http://www.conversaafiada.com.br/politica/2015/07/28/aecim-o-patetico-enfia-o-psdb-na-fria-do-impitim/

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 18h40

[Mais um exemplo aos historiadores futuros: exemplo da ditadura midiático-judicial]

‘O MAU DIA BRASIL’ DE HOJE, além de tudo, “amnésia, ouvidos moucos e irracionalidade patética, grotesca e pífia”!
ENTENDA um pouco acerca do programete panfletário fasciterrorista a serviço do ‘golpe jurídico-midiático ainda ora em curso desde o antanho do Mentirão’!
A nossa [nossa?!] barbárie jornalística – e a nossa contemporânea pré-Idade Média festiva!

Na edição de hoje (28/07/2015) do programete ‘MAU Dia Brasil’ do rádio o cínico e boçal [pseudo-]jornalista Alexandre Garcia [das organizações criminosas Globo do FIFALÃO &$ da sonegação bilionária impune] vomitou “toda a indignação [seletiva, óbvio] ‘delle’”!

FALA, GARCIA!

(…)
Um jornal alemão pergunta como é que não se descobriu antes tanta roubalheira na Petrobras [hã?!] Essa relação da Petrobras com empreiteiras tendo no meio-de-campo principalmente o PT mas também o PP! É uma boa pergunta por que se a gente *olha para trás vai ver que teve uma CPI da Petrobras, em **2009, no Senado (…) Depois, em 2014, outra CPI (…) Também em 2014 houve uma CPI mista (…) Mas, livraram todos (…) Ninguém viu nada, ninguém viu nada! Mas, no exterior, se sabe que foi uma ***‘iiimmmeeeeeeeennnsaaaaaaa’ corrupção que o **Brasil demorou a descobrir!”

* “olhando para trás! I”

Jornalista Paulo Francis: desde a ditadura militar a roubalheira na Petrobras, “tendo no meio-de campo” (sic) o PSDB da fatídica era [mega]corrupta FHC ‘O Príncipe da Privataria’!

** um pouco sobre “o 2009 do Garcia ‘da Globo’”!

Ex-diretor afirma que tucano extorquiu Petrobrás e recebeu propina de R$ 10 milhões

16 Outubro 2014 | 18:37

Paulo Roberto Costa diz em delação que Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB, levou dinheiro para enterrar CPI no Senado em 2009; construtora é suspeita de fazer pagamento

Por jornalistas Fausto Macedo, Ricardo Brandt e Mateus Coutinho

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa afirmou em sua delação premiada que o então presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra – morto em março deste ano –, o procurou e cobrou R$ 10 milhões para que a Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobrás, aberta em julho de 2009 no Senado, fosse encerrada. Segundo Costa, o tucano disse a ele que o dinheiro seria usado para a campanha de 2010.
(…)

FONTE, pasme novamente:

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ex-diretor-da-petrobras-diz-que-pagou-propina-para-ex-presidente-do-psdb/

***o(a) dileto(a) (e)leitor(a) deve ter captado o objetivo da ênfase na pronúncia!

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia
República Desse Bananas Nazifascista a $oldo dos Marín(hos) das organizações (sic) Globo soNEGAdoras – das verdades e dos impostos!

Responder

Eva

28 de julho de 2015 às 17h26

Esse Sr. Othon Luiz é militar?
Pode ser a deixa para o exército intervir?

Responder

Cláudio

28 de julho de 2015 às 17h15

A esquerda brasileira e os blogueiros amestrados têm demonstrado notável dom para defender corruptos. Antigamente zurravam que os corruptores não eram presos. Agora que eles estão presos, zurram em defesa destes !

Responder

    Miguel do Rosário

    28 de julho de 2015 às 23h47

    Defendemos a lei! Corruptos são os que pretendem manipular a lei com objetivos escusos.

    Responder

      Fábio

      29 de julho de 2015 às 00h12

      Lei ? Conte outra. O que o blogueiro entende de lei? Nada, absolutamente nada. O sujeito mal conhece o próprio ofício, mal consegue se sustentar com o próprio trabalho e ainda quer dar peruadas no trabalho dos outros. Não passa de um blogueiro amestrado !

      Responder

        Anônimo

        05 de setembro de 2015 às 04h49

        Entre a mídia factoide brasileira e os blogs a credibilidade desses blogs são incontestáveis. Inclusive quando falar com alguém da Veja, diga que o Romário manda lembranças !!!

        Responder

Marcos Portela

28 de julho de 2015 às 20h00

Lava Jato CONTRA A CORRUPÇÃO? Isso é GOLPE, como pode uma INSTITUIÇÃO FEDERAL, no estado do Paraná, ATACANDO ESTATAIS e EMPRESAS brasileiras, DESEMPREGANDO milhares no país, ALEGANDO COMBATE À CORRUPÇÃO, da mesma forma que com suas TARJAS PRETAS escondem e invalidam PROVAS contra partidos de oposição como PSDB e DEM, que aliados a GRANDE MÍDIA, mais parecem uma ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA, instalando o CAOS no país, usando a política do QUANTO PIOR MELHOR, panelinha que virou PANELAÇO.

Responder

Maria Maria

28 de julho de 2015 às 16h51

Mas a estratégia está claríssima: primeiro foi a tentativa de arrasar com o setor petrolífero nacional (Petrobrás, pré-sal) para entregá-lo a preços de polpudas propinas aos norte-americanos, como fez FHC com o setor aero-espacial e de defesa da Amazônia; e agora chegou a vez do setor nuclear. Simples assim!

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 16h38

Aecím, o patético, enfia o PSDB na fria do impítim

Como diz o prefeito Fernando Haddad: Aecím tornou-se patético…

Publicado em 28/07/2015

(…)

FONTE: http://www.conversaafiada.com.br/politica/2015/07/28/aecim-o-patetico-enfia-o-psdb-na-fria-do-impitim/

http://www.conversaafiada.com.br/wp-content/uploads/2015/07/vez-dele.jpg

LÁ VEM O MATUTO TIRADO A GAIATO!

… Na fotografia acima do DEMoTucano [José] (S)erra, faltou uma ‘melequinha’ pendendo da narina [direita!]…

Pano rápido!

Responder

José Soares

28 de julho de 2015 às 19h20

Nos futuros livros de História do Brasil, a “Era Lula” não ficará restrita aos dois mandatos de Dilma e aos três de Lula, mas incluirá também os mandatos de Collor e FHC, eleitos pelo poder do monopólio da mídia para o desmonte do Estado.

Responder

Gustavo Lima

28 de julho de 2015 às 19h06

PASSEI SO P DIZER Q ESTOU SUPER SATISFEITO COM MINHA CONTA DE ENERGIA E PRECO DA GASOLINA DA CESTA BASICA. DA FEIRA! A CARNE TAMBEM ESTA COM PRECO MARAVILHOSO NUNCA ESTEVE TAO BARATA! NUNCA VI TANTO BRASILEIRO FELIZ EM SABER Q NO.FINAL DO MES TA SOBRANDO MUITO DINHEIRO

Responder

Katia Maia

28 de julho de 2015 às 18h51

e têm muitos cegos que ainda não enxergam!

Responder

Caique de Paula Pereira

28 de julho de 2015 às 15h16

Pior que o MORO são os Ministros do STF, um nojo, uma quadrilha que deveria ser EXTINTA e refeita em outros moldes.
Não valem P…NUNHUMA.

Responder

Henrique Dasilva

28 de julho de 2015 às 15h16

Um juiz , em algum lugar desse país, vai mandar prender o dono de uma rede de televisão e depois vai investigar. Aí vai ser um deus nos acuda….em breve!

Responder

Kalima Abu Charam Bhaktvedanta Prabupãda

28 de julho de 2015 às 15h08

Mudando um pouco de assunto.
O TCU realiza nesse mês o julgamento das contas do governo em 2014. Se reprovadas, abre-se caminho para o impeachment da presidente Dilma
Movimentos de extrema direita e outros até menos radicais, ligados a oposição estão pressionando o TCU para a reprovação das contas. Agem mandando centenas de milhares de emails, ou até fazendo plantão organizado no tribunal de contas
Que tal fazermos o mesmo e pressionarmos o TCU pela aprovação das contas. É fácil. Aqui estão os emails dos ministros
gabpres@tcu.gov.br,
min-rc@tcu.gov.br,
min-war@tcu.gov.br,
min-bz@tcu.gov.br,
min-an@tcu.gov.br,
MIN-JM@tcu.gov.br,
min-aa@tcu.gov.br,
brunodantas@tcu.gov.br,
VITALRF@tcu.gov.br,
min-asc@tcu.gov.br,
min-mbc@tcu.gov.br,
min-alc@tcu.gov.br,
min-wdo@tcu.gov.br,

Responder

Joao Lemos

28 de julho de 2015 às 18h01

Se trata de uma soma de fatores. O Miguel colocou muito bem aquele que talvez seja o principal: o apoio total da mídia, que dá todo o suporte para os arbítrios. Se fosse o Alckmin preso preventivamente, certamente apareceriam inúmeros comentaristas na CBN e Globo News fazendo longas explanações sobre a inversão das fases do processo (agora primeiro se prende e depois se investiga), a quebra do princípio constitucional da presunção de inocência, explicariam a importância desse princípio para as sociedades modernas, como isso foi uma conquista da humanidade e etc. Imediatamente as cortes superiores barrariam o juiz de primeira instância, com todo o apoio da mídia. De qualquer forma o STF foi frouxo, ninguém teve o peito de fazer a justiça e soltar aqueles que estão presos preventivamente. Todos se acovardaram diante da pressão da mídia (que vira pressão popular). O Teori, Toffolli e Gilmar Mendes ainda tiveram pulso quando soltaram a turma toda das empreiteiras em abril. Aquelas duas cagonas que o PT colocou lá são uma vergonha, tudo que a Globo impôs elas aceitaram, se deixaram pautar facilmente (Carmen lúcia e Rosa Webber). Agora fica a pergunta, quem colocou as duas cagonas lá? Aí entra o partidinho de merda (PT), que em escolhas decisivas como as dos Ministros do STF, colocou gente como FUX (o pai da escrotidão mundial, que tentou emplacar a filha de 25 anos como desembargadora no TRF do RJ), Carmen Lúcia e Ayres Britto, fora o Batman JB. Agora o PT se fode mesmo, merecidamente. Política não é para gente incompetente e amadora.

Responder

    Marcelo Aranha De Sousa Pinto

    28 de julho de 2015 às 18h04

    De novo, o esqueleto fiscal explodiu mais uma vez no caixa do contribuinte nocauteado.

    O governo do governo do governo das mordomias paralelas, não tem mais espaço para maquiar sua realidade.

    Negar o óbvio de que gastou muito mais do que devia sem prévia concordância do congresso e contribuintes, não fará com que o PIB negativo continue … negativo até 2018.

    A retórica da retórica se enrolou na própria camisa de força dos sócios do condomínio que não são um mero detalhe.

    Embolar o meio de campo jurídico, confundir Confúcio e ganhar tempo nas redes enfrentando a lógica de Pitágoras, não fará com que a idolatria palaciana saia da camisa de força.

    Sem respeitar o dinheiro do eleitor, governos transparentes não terão como acolher o gigantismo da base vulnerável nos próximos 10 anos.

    A partidocracia liberal precisa desenhar um projeto lógico que destrave a economia da difusa Cartelização das Empresas Estatais.

    Ou a união quer faturar no giro econômico, ou a união quer encher o saco com velhas teorias de mais e mais impostos. Nada justifica nada quando o Estado virá uma Estatal.

    As contas secretas da Odebrecht na Suíça eram abastecidas por três filiais da empresa: Venezuela, Angola, República Dominicana. O que essas três filiais têm em comum é o dinheiro subsidiado do BNDES para obras no exterior.

    Os extratos mostram o caminho da propina, do início “Odebrecht”, passando pelo meio “offshores laranjas” ao fim “diretoria Petrobras”. Resta muito pouco para fechar o último elo que mora lá na enrustida republica sindical.

    Responder

      Anônimo

      05 de setembro de 2015 às 04h58

      Sabe tudo de PIB né tucanão ? Na época de “ouro” do seu FHC Privatizador o Brasil amargava a posição de 23º no ranking mundial e hoje é o 7° ! Você isso muito ruim ? Vc achava legal 23 milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza ?

      Responder

    Alda Duarte

    28 de julho de 2015 às 19h05

    Muito boa análise! Foi o PT que cavou sua própria cova com essas nomeações espúrias!

    Responder

Regina Nunes

28 de julho de 2015 às 14h52

Ninguém está acima da lei!

Responder

    Miguel do Rosário

    28 de julho de 2015 às 23h46

    Sim, inclusive e sobretudo os próprios agentes da lei!!!

    Responder

Glaura Daoud

28 de julho de 2015 às 17h46

Se golpe houver ,sera protagonizado pelo judiciario.

Responder

Merces Costa

28 de julho de 2015 às 17h42

Pobre Brasil!

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 14h41

Uma explicação para o surto de ‘golpismo midiático’ na América Latina

Postado em 28 de julho de 2015 às 2:11 pm

(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://m.operamundi.uol.com.br/conteudo/noticias/41125/ignacio+ramonet+maior+batalha+da+esquerda+na+america+latina+e+contra+golpe+midiatico.shtml

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 14h39

BREVE RÉQUIEM À BARBÁRIE!

… Onde estavam o senhor Marcelo Bahia Odebrecht, familiares e amigos(as) quando dos descalabros surreais perpetrados durante o julgamento do Mentirão?!
Onde estavam o senhor Ricardo Pessoa da UTC, familiares e amigos(as) quando dos descalabros surreais perpetrados durante o julgamento do Mentirão?!
Onde estava cada um de ‘nois’ quando dos descalabros surreais perpetrados durante o julgamento do Mentirão?!…

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 14h33

… O atual “juiz do ‘braZ$&l'” faz ouvidos moucos!…
“Também
com a blindagem
que tem!”

O ostracismo do rábula psicopata do Mentirão o espera ‘amanhã’!
“O chute na veia [do traseiro]” dado pelo PIG!

Passa a régua!

Responder

    Messias Franca de Macedo

    28 de julho de 2015 às 14h33

    EM TEMPO$$$ FASCIGOLPISTA$$$, HORA DO RECREIO!

    Ó que engraçado:
    ‘as penas amestradas’ dos Marín(nhos) da GloboNews das organizações criminosas Globo do FIFALÃO &$ da sonegação bilionária especulam e se arvoram a desvendar o significado “de tudo que é sigla vazada da Lava Jato”!
    Exceto, sobretudo, “umazinha”!
    A sigla JS!
    Incrível!
    A mesma sigla providencialmente (sic) ocultada por uma “indecifrável” tarja preta!

    RESCALDO: o perigo é se ‘as penas amestradas’ a $oldo dos Marín(nhos) passarem a especular que JS é a abreviatura de Jô Soares!
    Pausa para rir!
    Ademais, a caixa registradora não pode parar: plim plim!

    Jornalismo ou entretenimento delinquente?!…

    Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 14h26

“É a armadilha autoimposta do arbítrio.
Prende porque assim o quis, depois condena porque mandou prender.”

É de tremer até dente de alho!

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 14h24

… Em qual etapa as organizações criminosas Globo “serão Lavadas a Jato nessas investigações”?!…

Pano rápido!

Responder

    Messias Franca de Macedo

    28 de julho de 2015 às 15h15

    E os DEMoTucanos são alérgicos à água, [portanto] estão fora, imimputáveis!…

    Responder

Lili Batisa

28 de julho de 2015 às 17h21

Assisti um documentario sobre Roberto Marinho na Rede Brasil onde seus filhos, Boni e outros “colaboradores” teciam elogios ao Rasputim midiatico. Os filhos, alem de elogiarem o pai, confessaram nas entrelinhas o carater autoritario do mesmo. Quando Roberto Marinho nao gostava do politico , a ordem era detonar, assim como fez com Getulio Vargas, Carlos Lacerda (depois que ele nao mais servia para seus propositos golpistas), Joao Goulart, e ate um militar qie barrou a sociedade feita com uma empresa estrangeira de televisao, a TimeLife.Deu apoio aos militares e conseguiu montar seu imperio. Com a anestia e a volta de Brizola na cena politica, fraudou a apuracao das eleicoes onde Brizola tinha vencido , mas os filhos e Boni alegaram que a culpa foi do TSE. RM perseguiu Brizola ate sua morte. Depois apoiou Sarney . Na eleicao presidencial apoiou Collor e falaram da edicao do ultimo debate, mas ai a desculpa foi de que Collor tinha ganho o debate de 2X! e a edicao ficou como se ele tivesse ganhado de 3X0 do Lula. Um dos filhos, o mais velho, declarou que o pai havia aprovado a edicao e mandou para o JN. Nao falaram do FHC, mas ele apareveu no documentario ao lado de RM na inauguracao do parque grafico do Globo(dinheiro que conseguiu do BNDES a juros de pai pra filho). Dai pra frente nao falaram mais em apoio ou massacre dos proximos candidatos e nem precisava, o resto da historia a gente conhece!

Responder

    Marcelo Aranha De Sousa Pinto

    28 de julho de 2015 às 18h05

    De novo, o esqueleto fiscal explodiu mais uma vez no caixa do contribuinte nocauteado.

    O governo do governo do governo das mordomias paralelas, não tem mais espaço para maquiar sua realidade.

    Negar o óbvio de que gastou muito mais do que devia sem prévia concordância do congresso e contribuintes, não fará com que o PIB negativo continue … negativo até 2018.

    A retórica da retórica se enrolou na própria camisa de força dos sócios do condomínio que não são um mero detalhe.

    Embolar o meio de campo jurídico, confundir Confúcio e ganhar tempo nas redes enfrentando a lógica de Pitágoras, não fará com que a idolatria palaciana saia da camisa de força.

    Sem respeitar o dinheiro do eleitor, governos transparentes não terão como acolher o gigantismo da base vulnerável nos próximos 10 anos.

    A partidocracia liberal precisa desenhar um projeto lógico que destrave a economia da difusa Cartelização das Empresas Estatais.

    Ou a união quer faturar no giro econômico, ou a união quer encher o saco com velhas teorias de mais e mais impostos. Nada justifica nada quando o Estado virá uma Estatal.

    As contas secretas da Odebrecht na Suíça eram abastecidas por três filiais da empresa: Venezuela, Angola, República Dominicana. O que essas três filiais têm em comum é o dinheiro subsidiado do BNDES para obras no exterior.

    Os extratos mostram o caminho da propina, do início “Odebrecht”, passando pelo meio “offshores laranjas” ao fim “diretoria Petrobras”. Resta muito pouco para fechar o último elo que mora lá na enrustida republica sindical.

    Responder

Reinaldo Mechica Miguel

28 de julho de 2015 às 14h16

Este golpe via JUDICIÁRIO PARTIDARIZADO, corrupto/corruptor E em conjunto com os interesses estratégicos dos USA divulgados pelo PiG. Nos colocam numa situação PIOR QUE A DE 1968 – AI Nº 5 – Os militares apesar de serem perversos tinham o objetivo, segundo eles patrióticos. Este golpe resultará em miséria sem igual ou semelhante a que vivem os povos do ORIENTE-MÉDIO. Acorda Brasil que a luta vai ser ÁRDUA.

Responder

surreal

28 de julho de 2015 às 14h12

A república federativa brasileira nasceu sob a formação militar em 15 de novembro de 1889, hoje somos uma democracia, democracia essa sob a proteção e garantia militar que honra o nome do Brasil e seus cidadãos. Hoje, vejo uma guerra internacional e comercial contra o Brasil com interesses de traidores entreguistas de nossa grande nação, de entrega de nossas riquezas estratégicas, da destruição de conquistas sociais e tecnológicas. O aparelhamento internacional de traidores do Brasil estão fazendo seu vil trabalho, tentando destruir as grandes empresas nacionais e atacando até os grandes e honrados nomes da área militar que trabalham para o engradecimento e soberania do país. Tudo arquitetado entre mídia anti-pátria e a banda podre do judiciário, contando com a ajuda de alienados. O Brasileiro precisa reagir contra esse mal, que quer a destruição de nossa soberania. Chega do indolência e alienação.
A pátria dos traidores é o dinheiro sujo, não importa de onde vem, é dinheiro manchado com o sangue do povo brasileiro.
https://www.youtube.com/watch?v=Bi15bR4GXo0
https://www.youtube.com/watch?v=1phd2VxUnW4
https://www.youtube.com/watch?v=L3VTSxWTvjI

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 14h07

[Mais um exemplo aos historiadores futuros: exemplo da ditadura midiático-judicial]

‘O MAU DIA BRASIL’ DE HOJE, além de tudo, “amnésia, ouvidos moucos e irracionalidade patética, grotesca e pífia”!
ENTENDA um pouco acerca do programete panfletário fasciterrorista a serviço do ‘golpe jurídico-midiático ainda ora em curso desde o antanho do Mentirão’!
A nossa [nossa?!] barbárie jornalística – e a nossa contemporânea pré-Idade Média festiva!

Na edição de hoje (28/07/2015) do programete ‘MAU Dia Brasil’ do rádio o cínico e boçal [pseudo-]jornalista Alexandre Garcia [das organizações criminosas Globo do FIFALÃO &$ da sonegação bilionária impune] vomitou “toda a indignação [seletiva, óbvio] ‘delle’”!

ROSNA, GARCIA!

(…)
Um jornal alemão pergunta como é que não se descobriu antes tanta roubalheira na Petrobras [hã?!] Essa relação da Petrobras com empreiteiras tendo no meio-de-campo principalmente o PT mas também o PP! É uma boa pergunta por que se a gente *olha para trás vai ver que teve uma CPI da Petrobras, em **2009, no Senado (…) Depois, em 2014, outra CPI (…) Também em 2014 houve uma CPI mista (…) Mas, livraram todos (…) Ninguém viu nada, ninguém viu nada! Mas, no exterior, se sabe que foi uma ***‘iiimmmeeeeeeeennnsaaaaaaa’ corrupção que o **Brasil demorou a descobrir!”

* “olhando para trás! I”

Jornalista Paulo Francis: desde a ditadura militar a roubalheira na Petrobras, “tendo no meio-de campo” (sic) o PSDB da fatídica era [mega]corrupta FHC ‘O Príncipe da Privataria’!

https://www.youtube.com/watch?v=7Dyh6-YSXBs

*”olhando para trás! II”

Medida de FHC “abriu porteira” para corrupção na Petrobras, diz , pasme, [Eduardo] Cunha

Do UOL, em São Paulo
16/03/201523h3

(…)

FONTE, pasme: http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2015/03/16/medida-de-fhc-abriu-porteira-para-corrupcao-na-petrobras-diz-cunha.htm

Especificamente, a partir dos 17:40 do vídeo abaixo

https://www.youtube.com/watch?v=3txvVpe4nn4

** um pouco sobre “o 2009 do Garcia ‘da Globo’”!

Ex-diretor afirma que tucano extorquiu Petrobrás e recebeu propina de R$ 10 milhões

16 Outubro 2014 | 18:37

Paulo Roberto Costa diz em delação que Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB, levou dinheiro para enterrar CPI no Senado em 2009; construtora é suspeita de fazer pagamento

Por jornalistas Fausto Macedo, Ricardo Brandt e Mateus Coutinho

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa afirmou em sua delação premiada que o então presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra – morto em março deste ano –, o procurou e cobrou R$ 10 milhões para que a Comissão Parlamentar de Inquérito da Petrobrás, aberta em julho de 2009 no Senado, fosse encerrada. Segundo Costa, o tucano disse a ele que o dinheiro seria usado para a campanha de 2010.
(…)

FONTE, pasme novamente:

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/ex-diretor-da-petrobras-diz-que-pagou-propina-para-ex-presidente-do-psdb/

***o(a) dileto(a) (e)leitor(a) deve ter captado o objetivo da ênfase na pronúncia!

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia
República Desse Bananas Nazifascista a $oldo dos Marín(hos) das organizações (sic) Globo soNEGAdoras – das verdades e dos impostos!

Responder

Messias Franca de Macedo

28 de julho de 2015 às 14h05

[… elites, preguiçosas, incultas e profundamente perversas…. Por Roberto Amaral]

“Estamos vendo o desenvolvimento de um embrião fascista no Brasil”, diz Roberto Amaral
26/jul/2015, 14h33min

Roberto Amaral: “Nós metemos na cabeça que essa gente não formava mais opinião. Nos descuidamos e ficamos assistindo à construção de um monopólio ideológico, destilando conservadorismo de manhã, de tarde e de noite.”

[ http://i2.wp.com/www.sul21.com.br/jornal/wp-content/uploads/2015/07/20150724-9574gs240715-17.jpg?resize=800%2C533 ]

Roberto Amaral esteve em Porto Alegre na última sexta-feira para lançar e debater seu mais recente livro, “A serpente sem casca. Da crise à Frente Popular”.

Por jornalista Marco Weissheimer
O Brasil está assistindo ao crescimento de uma onda conservadora e autoritária, de cunho fascista, que pode lançar o País em um grave retrocesso político, econômico e social nos próximos anos. Toda vez que o país se deixou dominar pelo pensamento de direita, acabou sendo tomado pelos valores do autoritarismo, que vem das raízes escravocratas das nossas chamadas elites, preguiçosas, incultas e profundamente perversas. A advertência é do cientista político, escritor e um dos fundadores do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Roberto Amaral, que esteve em Porto Alegre na última sexta-feira para lançar e debater seu mais recente livro, “A serpente sem casca. Da crise à Frente Popular” (Altadena Editorial) .
(…)
O ovo da serpente e o embrião fascista
“O ovo da serpente tem uma característica especial: ele não tem casca, mas sim uma película muito fina e transparente que permita que se veja o embrião se desenvolvendo. O que quero dizer com essa metáfora é que nós estamos vendo o desenvolvimento de um embrião fascista no Brasil. Está em nossas mãos a decisão.
(…)
“Não devemos nos iludir com os compromissos democráticos da direita”
“Ninguém deve se iludir com os compromissos democráticos e legalistas da direita brasileira. É uma direita que sempre apelou para o golpe e para o desvio democrático. Está aí a história dos anos 50 e 60 repleta de exemplos disso. Ela não tem compromisso com a democracia. Seu único compromisso é com seus interesses de classe. E, lamentavelmente, parece que a burguesia no Brasil tem mais consciência de classe do que muitos setores proletários.”
(…)

FONTES [LÍMPIDAS!]:

http://www.sul21.com.br/jornal/estamos-vendo-o-desenvolvimento-de-um-embriao-fascista-no-brasil-diz-roberto-amaral/

e aqui

https://www.ocafezinho.com/2015/07/27/roberto-amaral-e-preciso-esmagar-o-embriao-fascista-agora/

Responder

Clarice Fiore

28 de julho de 2015 às 16h59

Mas já temos um historiador sr. Villa…que coloca Sr. Moro como um herói Nacional…destacando que o roubo da Petrobrás é maior desde o Império…Não consigo entender o por que esse senhor odeia tanto o Lula. Costuma chama-lo de chefe da quadrilha um horror..

Responder

    Rosa Anello Dos Santos

    28 de julho de 2015 às 17h16

    Clarice, esse ódio todo é porque desde que governo do PT assumiu, eles perderam os privilégios que tinham.

    Responder

    Clarice Fiore

    28 de julho de 2015 às 17h19

    Ele participa do Jornal da Cultura ,os olhos dele ficam até vermelhos ele espuma de ódio…nem consigo mais ver, e nem ouvi-los na radio Jovem Pan pois lá tem tb. Sra. Cheiraazedo e o Sr. Azedo..aí não dá..

    Responder

    Marcelo Aranha De Sousa Pinto

    28 de julho de 2015 às 18h04

    De novo, o esqueleto fiscal explodiu mais uma vez no caixa do contribuinte nocauteado.

    O governo do governo do governo das mordomias paralelas, não tem mais espaço para maquiar sua realidade.

    Negar o óbvio de que gastou muito mais do que devia sem prévia concordância do congresso e contribuintes, não fará com que o PIB negativo continue … negativo até 2018.

    A retórica da retórica se enrolou na própria camisa de força dos sócios do condomínio que não são um mero detalhe.

    Embolar o meio de campo jurídico, confundir Confúcio e ganhar tempo nas redes enfrentando a lógica de Pitágoras, não fará com que a idolatria palaciana saia da camisa de força.

    Sem respeitar o dinheiro do eleitor, governos transparentes não terão como acolher o gigantismo da base vulnerável nos próximos 10 anos.

    A partidocracia liberal precisa desenhar um projeto lógico que destrave a economia da difusa Cartelização das Empresas Estatais.

    Ou a união quer faturar no giro econômico, ou a união quer encher o saco com velhas teorias de mais e mais impostos. Nada justifica nada quando o Estado virá uma Estatal.

    As contas secretas da Odebrecht na Suíça eram abastecidas por três filiais da empresa: Venezuela, Angola, República Dominicana. O que essas três filiais têm em comum é o dinheiro subsidiado do BNDES para obras no exterior.

    Os extratos mostram o caminho da propina, do início “Odebrecht”, passando pelo meio “offshores laranjas” ao fim “diretoria Petrobras”. Resta muito pouco para fechar o último elo que mora lá na enrustida republica sindical.

    Responder

      Eva

      28 de julho de 2015 às 17h27

      Sonhar não é proibido.

      Responder

Pedro Pereira

28 de julho de 2015 às 13h57

Esses vermes não produzem uma agulha, não empregam ninguém…
prendem um herói nacional, com base em uma delação que ainda tem que se provar… Esse país realmente está fadado ao fracasso.

http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/o-brasileiro-que-decifrou-a-bomba-atomica

Responder

    Regina Nunes

    28 de julho de 2015 às 14h54

    Ninguém está acima da lei!

    Responder

      Miguel do Rosário

      29 de julho de 2015 às 11h51

      Sim, sobretudo procuradores e juiz.

      Responder

Nilso Oliveira

28 de julho de 2015 às 16h49

Será marcado como período de vergonha nacional.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina