Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Primeira grande vitória da Zelotes!

Por Miguel do Rosário

06 de agosto de 2015 : 13h04

O juiz que andava sentando em cima de todos os pedidos do Ministério Público, não deixando fazer nenhuma prisão preventiva de 48 horas (na Lava Jato, as preventivas são “eternas”), foi afastado do caso.

É a primeira grande vitória política da Zelotes!

***

Abaixo, texto da assessoria do gabinete do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), que preside subcomissão na Câmara para acompanhar a operação.

Juiz da Operação Zelotes é afastado do caso

Magistrado negou pedidos de prisão de envolvidos, acusados de terem desviado cerca de R$ 20 bilhões dos cofres públicos

O juiz Ricardo Augusto Soares Leite, responsável pela 10ª Vara Federal do DF, não responde mais pelo processo da Operação Zelotes, considerado o maior escândalo de corrupção do país. O magistrado foi afastado e quem responderá pelo caso será a juíza Marianne Borré.

Ricardo Leite, que negou os pedidos de prisão temporária de 26 investigados solicitados pelo Ministério Público Federal, teve sua conduta criticada pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal, órgãos responsáveis pela investigação da Operação Zelotes. Nos últimos meses, duas representações contra o magistrado foram protocoladas, uma feita pelo MPF na Corregedoria do Tribunal Regional Federal da 1ª região, e outra encaminhada ao Conselho Nacional de Justiça, pelo relator da subcomissão da Câmara dos Deputados que acompanha as investigações sobre o esquema de corrupção no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf), deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS). A representação do parlamentar foi acolhida pela Corregedora Nacional de Justiça, ministra Nancy Andrighi, que deu prazo de 15 dias para o juiz prestar informações.

Em declarações na noite de quarta-feira (5), o deputado Pimenta disse esperar que a substituição do juiz “seja para melhor” e que o Poder Judiciário passe a atender as solicitações do MPF e da Polícia Federal na Operação Zelotes. “Esperamos que sejam reconsideradas decisões tomadas pelo juiz Ricardo Leite, como a de negar todos os pedidos de prisão temporária, a de impedir o acesso da população aos autos do processo, entre outras. Talvez por não ser um escândalo político mas, sim, um caso de corrupção que envolve grandes empresários e escritórios de advocacia, esse episódio no Carf parece contar com uma rede de proteção para que as ilegalidades não sejam tornadas públicas, e o maior exemplo disso é o desinteresse da mídia sobre os R$ 20 bilhões que foram desviados dos cofres públicos”, critica Pimenta.

GABINETE DEPUTADO FEDERAL PAULO PIMENTA

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

walter pastori

07 de agosto de 2015 às 10h28

Li uma noticia hoje que considero uma perola dois parlamentares tucanos inventaram o golpe democratico o fazer uma nova eleição pra presidente da republica onde todos poderiam concorrer inclusive o perdedor deles, achei a ideia muito legal gostaria de solicitar aos dois ilustres parlamentares que incluisse o estado do Parana.

Responder

ttania maria machado

06 de agosto de 2015 às 20h25

GRANDE , é isso aí DEPUTADO PAULO PIMENTA, PARABENS.

Responder

Vitor

06 de agosto de 2015 às 17h22

Bora agilizar essa Zelotes!

Responder

Jocilene

06 de agosto de 2015 às 14h25

Obrigado Paulo Pimenta. Orgulho de você.
Encheu o saco pessoal questionando o Eduardo Cardozo.

Responder

Álvaro

06 de agosto de 2015 às 13h37

Parabéns Paulo Pimenta. Não pode haver 2 justiças.

Responder

Deixe um comentário