Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Líder da oposição alerta os impichadores: não vai ser fácil

Por Miguel do Rosário

13 de setembro de 2015 : 09h00

Leiam o artigo abaixo, com o alerta de um dos líderes mais radicais da oposição, Raul Jungmann, do PPS.

Ele mostra o perigo que corremos. A única força realmente organizada que apoiaria o impeachment em bloco, sem constestação e, mais que isso, sustentaria um novo governo sem legitimidade democrática, seria a mídia.

Esse é o lado bom. A mídia vai se desmoralizar de vez. Talvez seja essa a armadilha que a história esteja criando para mudar de vez um sistema de comunicação herdado da ditadura e que não se adapta à realidade do nosso país.

Diferentemente de Collor, o impeachment agora terá os seguintes adversários, durante e, sobretudo, no day after:

1) O principal partido na Câmara, o PT, e que ainda é o partido com maior número de militantes orgânicos do país;
2) A UNE. Seria tolice subestimar a UNE, hoje muito mais organizada do que em qualquer outra época.
3) Todas as grandes centrais sindicais, ou ao menos, aquelas com atuação política mais experiente e orgânica. Só a Força Sindical, e mesmo assim, dividida, apoiaria um governo pós-impeachment.
4) A intelectualidade de esquerda, hegemônica em todas as universidades.
5) Os movimentos de ultra-esquerda, capilarizados nas universidades, que tem feito oposição ao PT, mas que seriam muito mais agressivos num governo pós-impeachment.
6) O PSOL, partido de oposição ao governo, mas que exerceria uma oposição muito mais orgânica num governo pós-impeachment.
7) A imprensa progressista.
8) A opinião pública progressista.

Todas essas forças, sob as atuais formas ou sob suas formas antigas, apoiaram o impeachment de Collor e deram sustentação ao governo montado em seguida.

Não será mais o caso.

Sem esses apoios, um governo pós-impeachment, para encontrar estabilidade, terá que apelar para a repressão, como fazem os governos tucanos em São Paulo e Paraná. O resultado, naturalmente, será desastroso.

Na verdade, um impeachment seria uma verdadeira vitória de Pirro para a oposição e a mídia. O seu custo seria tão alto, a mancha na história tão escura, que corresponderia a uma derrota.

***

‘Impeachment não seria simples como o de Collor’

Por Tereza Cruvinel, em seu blog.

12 de Setembro de 2015

Os partidos de oposição começam a girar a engrenagem do impeachment esta semana, cobrando a definição das regras, mas entre eles há diferenças importantes sobre a condução do processo e suas consequências. O deputado Raul Jungmann, do PPS, embora ache que o impeachment vai se tornando uma tendência inexorável, vem advertindo seus pares sobre as peculiaridades do eventual afastamento de Dilma Rousseff, que a seu ver seria bem mais complexo que o de Collor em 1992.

– Venho dizendo que o impeachment de Dilma não seria igual ao de Collor porque precisamos ter isso claro e precisamos nos preparar para o que virá. Não será uma simples remoção do bode da sala, como todos nós gostaríamos que fosse. No caso de Dilma, haverá disputa de narrativa, e isso é importante na política. É claro que o PT dirá que foi golpe, que seu governo foi interrompido porque promoveu os pobres e reduziu a desigualdade. O governo Collor acabou e não se falou mais neles. Com o afastamento de Dilma, haverá “day after”, e haverá oposição ao governo que vier. Aponto tudo isso não para desencorajar o movimento mas para evitarmos erros. Não podemos ter “a pressa que a aniquila o verso”, como disse o poeta – diz Jungmann citando o verso de Edson Régis, poeta pernambucano que morreu no atentado ao aeroporto de Guararapes em 1966.

O impeachment vai se tornando inexorável, diz ele, porque a própria presidente continua fornecendo elementos para a insustentabilidade de seu governo, que só fazem aumentar a ânsia pela “remoção do bode”. Originário do PCB e da resistência à ditadura, Jugmann confessa: “Pessoalmente, a solução do impeachment me angustia, pois sou de uma geração que lutou para instituir e não para interromper os processos políticos. Mas ele vai se impondo como inevitável e terá de ser conduzido como muita precisão e habilidade para que o dia seguinte não seja ainda mais complicado.”

No “day after” de um eventual impeachment de Dilma ele aponta ainda (além da disputa de narrativa e da reação do PT e dos movimentos sociais aliados) o fato de a política nacional não contar hoje com líderes importantes e respeitados como os que atuaram no impeachment de Collor e negociaram o governo de transição de Itamar Franco, tais como Ulysses Guimarães, Fernando Henrique e Mario Covas.

Diferente também foi a conduta da sociedade civil, que estava unida a favor do impeachment de Collor em 1992, o que hoje não ocorre. O então presidente da OAB, Marcelo Lá venere, assinou o pedido de impeachment de Collor juntamente o presidente do ABI, Barbosa Lima Sobrinho. “Onde anda a OAB hoje?”, pergunta Jungmann. A UNE, que liderou os cara-pintadas daquela época, hoje é contra o impeachment. O sindicalismo estava unido. Hoje apenas a Força Sindical está com a oposição.

– Três palavras devem reger todos os nossos passos. Legalidade, Legitimidade e solução administrável – diz Jugmann.

Pergunto o que significa esta última, “solução administrável”. A resposta é dele:

– É o que vamos colocar no lugar. Será um governo do PMDB? Será um governo de coalizão? Quem participará dele e com quê programa? No caso de Collor, a solução administrável foi facilmente encontrada. Agora, será mais complicado construí-la.

Jugmann confirma que na terça-feira, conforme já divulgado, os líderes da oposição cobrarão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, esclarecimentos sobre o rito e as regras que regerão o assunto, pois já foram apresentados à Mesa 13 pedidos de abertura de processo de impeachment contra Dilma. Será um primeiro passo mas o roteiro já ficará definido. Em algum momento, haverá recurso ao plenário contra o arquivamento de uma das propostas. Possivelmente, a de Helio Bicudo. Para garantir a tramitação do pedido, a oposição precisará de maioria simples dos votos (metade mais um dos presentes, estando presentes metade mais um dos 513 deputados, ou 257). Depois, para aprovar a abertura do processo, as oposições é precisarão de 2/3 dos votos, ou 342, o que é muita coisa. Teoricamente o governo teria condições de barrá-lo, precisando para isso de apenas 171 votos. Mas em casos assim, depois de uma vitória da oposição na votação preliminar, a do recurso, a segunda costuma vir por gravidade. Ferido de morte, o governo não resiste.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

90 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Antonio Pedro Bezerra Gomes

15 de setembro de 2015 às 23h10

Caro colega, veja o que se passa ao seu redor. Desde que me entendo como gente que esta nação foi saqueada pelos grandes, os pequenos e o povo em geral nunca tiveram vez. Foi preciso que um torneiro mecânico chegasse ao poder. Para que os pobres tivesse acesso a faculdades e melhora de vida. Esta é a razão porque a oposição e a grande mídia querem tirar a Dilma do poder.

Responder

    Souoksou

    17 de setembro de 2015 às 01h37

    Só idiota pra acreditar nessa arenga! Um torneiro mecânico analfabeto, que nunca quis se instruir e despreza a educação promovendo a inclusão universitária… Conta outra!

    Responder

      Miguel do Rosário

      17 de setembro de 2015 às 14h23

      Ué, foi o que aconteceu. E Lula se instruiu sim. Tanto que acumula mais títulos de doutor que 99% dos brasileiros. Conhecimento é como o bom senso, ensinava Descartes, é democrático. E está na vida.

      Responder

surreal

15 de setembro de 2015 às 10h31

A república federativa brasileira nasceu sob a formação militar em 15 de novembro de 1889, hoje somos uma democracia, democracia essa sob a proteção e garantia militar que honra o nome do Brasil e seus cidadãos. Hoje, vejo uma guerra internacional e comercial contra o Brasil com interesses de traidores entreguistas de nossa grande nação, com a ajuda da mídia anti-pátria, de entrega de nossas riquezas estratégicas, da destruição de conquistas sociais e tecnológicas. O aparelhamento internacional de traidores do Brasil estão fazendo seu vil trabalho, tentando destruir as grandes empresas nacionais e atacando até os grandes e honrados nomes da área militar que trabalham para o engradecimento e soberania do país. Tudo arquitetado entre mídia anti-pátria e a banda podre do judiciário, contando com a ajuda de alienados. O Brasileiro precisa reagir contra esse mal, que quer a destruição de nossa soberania. Chega de indolência e alienação.
A pátria dos traidores é o dinheiro sujo, não importa de onde vem, é dinheiro manchado com o sangue do povo brasileiro.
https://www.youtube.com/watch?v=Bi15bR4GXo0
https://www.youtube.com/watch?v=1phd2VxUnW4
https://www.youtube.com/watch?v=L3VTSxWTvjI
https://www.youtube.com/watch?v=22Ygk15lCGY

Responder

Souza P Felipe

14 de setembro de 2015 às 22h40

Golpista tem que comer chumbo!

Responder

Maria Lucia

14 de setembro de 2015 às 18h36

Não vai mesmo !!!!

#HipócritasDeMerda

Responder

Mario Quadros

14 de setembro de 2015 às 17h43

Miguel do Rosario esta equivocado. Depois do golpe a Ines eh morta. Encontra-se solução p tudo. Temos q mobilizarnos ANTES E CONTAR COM SETORES DAS FORÇAS ARMADAS, COMO O GAL. LOTT EM 54. Caso contrario adeus projetos e governos populares.

Responder

Kalima Abu Charam Bhaktvedanta Prabupãda

14 de setembro de 2015 às 00h46

BOMBA!
PSDB Ladrão e corrupto é acusado pela Andrade de roubar no Petrolão!
Lava Jato!
O Pixuleco tucano do PSDB, Aécio, Serra , Aluísio e se for mais fundo Alckmim

Executivos da Andrade citam Serra, Aécio e Aloysio Nunes
DOM, 13/09/2015 – 19:28

A empreiteira Andrade Gutierrez foi a maior doadora de recursos para a campanha de Aécio Neves em 2014

Jornal GGN – Segundo informações do colunista Cláudio Humberto, no Diário do Poder, dois executivos da construtora Andrade Gutierrez, ouvidos no processo da Lava Jato, afirmaram que as principais lideranças do PSDB, senadores José Serra (SP), Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes Ferreira (SP), estariam envolvidos no esquema de corrupção que tirou recursos da Petrobras.

No início deste mês o tucano Aloysio Nunes começou a ser investigado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), após declarações do dono da construtora UTC, Ricardo Pessoa, de que Nunes teria recebido R$ 200 mil de caixa dois para sua campanha ao Senado. Em março o principal delator da operação Lava Jato, Alberto Youssef havia afirmado que o senador Aécio Neves estaria envolvido em um esquema de corrupção de Furnas (estatal mineira de energia subsidiária da Eletrobras).

A empreiteira Andrade Gutierrez foi a maior doadora de recursos para a campanha de Aécio Neves em 2014, concedendo um total de R$ 20 milhões, divididos em 322 doações, segundo dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Diário do Poder

Executivos da Andrade Gutierrez implicam PSDB

Acordo de delação premiada firmado por dois executivos da construtora mineira Andrade Gutierrez, uma das integrantes do cartel de empreiteiras responsável pela roubalheira à Petrobras, envolve no esquema do Petrolão as principais lideranças do PSDB, maior partido de oposição ao governo Dilma. São citados na delação os senadores José Serra (SP), Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes Ferreira (SP).

Brasil 247

Delação da Andrade Atinge Aécio, Serra e Aloysio

Em acordo de delação premiada, dois executivos da construtora Andrade Gutierrez, uma das investigadas no esquema de corrupção da Petrobras, citam os nomes das principais lideranças do PDSB: os senadores Aloysio Nunes (SP), José Serra (SP) e Aécio Neves (MG); Aloysio já é alvo de pedido de investigação por parte da Procuradoria Geral da República por suposto recebimento de doação irregular na campanha; a Andrade Gutierrez contribuiu com R$ 19 milhões para a campanha de Aécio à presidência da República em 2014

Dois executivos da construtora Andrade Gutierrez, uma das envolvidas no esquema de corrupção da Petrobras e investigada pela Operação Lava Jato, citam os nomes das principais lideranças tucanas em acordo de delação premiada.
São mencionados os senadores José Serra (SP), Aécio Neves (MG) e Aloysio Nunes (SP), de acordo com o colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder (leia aqui).

Aloysio já é alvo de pedido de investigação da Procuradoria Geral da República ao Supremo Tribunal Federal. E Aécio já foi mencionado em depoimento do doleiro Alberto Youssef por ter recebido dinheiro de Furnas.

A empreiteira, que teve seu presidente, Otávio Azevedo, preso em junho, foi a maior doadora de recursos na campanha de Aécio à presidência em 2014. Foram 322 doações, que somaram mais de R$ 20 milhões, de acordo com dados do TSE.

Responder

Pedro Paulo

14 de setembro de 2015 às 00h26

Deputado, o povo quer saber como anda a “sociedade”? com a esposa do Noblat do jornal O Globo, aquela, sabe, que abocanharam 33 MILHÕES DO INCRA, já que Vossa Excelência é tão “puritana”?, dê um alôzinho aí pro POVÃO.

Responder

Nivaldo Silva

14 de setembro de 2015 às 01h06

Li toda matéria e fiquei imaginando,qual a solução para o Brasil ?
Voltei no tempo e na história, e comecei a pensar, quando então descobri porque o tomador da minha poupança, foi cassado..
Vou continuar pensando…

Responder

Cecilia Corrêa

14 de setembro de 2015 às 00h22

Enquanto a esquerda continuas dividida nada será possível.

Responder

Francisco de Assis

14 de setembro de 2015 às 00h10

Os políticos da oposição querem o quanto pior melhor. O Brasil virará um caos após o golpe. O melhor será que todos ajudem a presidenta governar o Brasil e governe para a melhoria de vida das pessoas. Todos melhoraram de vida durante os governos de LULA e o 1º de Dilma Rousseff

Responder

Vladmir DA Silva

14 de setembro de 2015 às 00h02

a maioria dos coxinhas não passam de uns covardes arrogantes, até mudam de opinião quando as autoridades ameaçam processá-los, são bovinos, parasitas e sonegadores, como é que uma gente preguiçosa assim vai ter força ou dignidade para dar um golpe? ao contrário, as classes trabalhadoras são muito bem dispostas, motivadas e contam com o apoio das juventudes, das mulheres, dos negros, dos índios, e das esquerdas latinoamericanas, então, deixa os coxinhas virem com suas ameaças fúteis e seus bonequinhos infláveis querendo a volta da ditadura fascista, podem acabar acelerando o processo de conscientização das massas na consumação final do Socialismo no Brasil para todo o Continente.

Responder

Gustavo Salgado

13 de setembro de 2015 às 23h00

A opinião pública progessista?
“Este item foi adicionado apenas a título de piada. Simplesmente não é possível que, com 7% de popularidade, ele venha falar em uma “opinião pública” que se enfureceria com a saída de Dilma. Pura fanfarronice.”

Responder

Jorge Luiz Nascimento Marins

13 de setembro de 2015 às 22h30

Pode até derrubar…difícil vai ser se manter.

Responder

Antonio Pedro Bezerra Gomes

13 de setembro de 2015 às 21h12

Não se iludam os corruptos e os covardes, que a presidenta tem o povo ao seu lado. Ela deve decretar o Estado de Sitio e fechar o Congresso.

Responder

    Jose Nascimento

    13 de setembro de 2015 às 22h33

    Q POVO DE LADO??????? 93% DETESTAM ESTE DESGOVERNO. O EXERCITO TÁ DO LADO DE DEMOCRACIA. NOSSA BANDEIRA É VERDE AMARELA E NÃO VERMELHA

    Responder

    Jose Nascimento

    13 de setembro de 2015 às 22h38

    ANTONIO VC SÓ DEVE TER ALGUM PROBLEMA MENTAL. VC LÊ JORNAIS VÊ JORNALISMO NA TV? SE VC FAZ ISTO VC VÊ Q UMA QUADRILHA TOMOU POSSE DO GOVERNO BRASILEIRO. BRASIL TÁ TRAZENDO MUITO DESENVOLVIMENTO MESMO, MAS É PRA CUBA E OUTROS PAÍSES. A PETROBRAS ESTA TOMADA POR LADRÕES E ELA JÁ PERDEU 300 BILHÕES DE SEU VALOR POR MÁ ADMINISTRAÇÃO. O BRASIL ESTE ANO DEVE CRESCER MENOS DE MEIO POR CENTO. A INFLAÇÃO TÁ DE VOLTA COM FORÇA TOTAL. A VIOLÊNCIA E A SAÚDE NESTES 12 ANOS DE GOVERNO PETISTA EXPLODIRAM. AS DROGAS TOMARAM CONTA DO BRASIL. A DILMA NÃO CUMPRIU NEM UM TERÇO DAS PROMESSAS DE COMPANHA. VC SABE O Q É CONSELHO POPULAR Q A DILMA QUER POR Q QUER INSTALAR AQUI SE NÃO SABE VOU TI DIZER É O MESMO Q EXISTE NA VENEZUELA , EM CUBA É ISTO Q VC QUER PRO BRASIL.. DEIXA DE SER INÚTIL E VOLTE A ESTUDAR E VERÁ O BRASIL REAL Q O PT TÁ FAZENDO. O PT TÁ DESTRUINDO O BRASIL.

    Responder

Vinicíus Diderot

13 de setembro de 2015 às 20h06

Manda o Maluf (PP) devolver o dinheiro que ele roubou.

Responder

Messias Franca de Macedo

13 de setembro de 2015 às 16h29

[SENSACIONAL! EXTRA! BOMBA?! NÃO! NITROGLICERINA PURA!…
Viram, estropícios desalmados e [mega]corruptos?!]

DELAÇÃO DA ANDRADE ATINGE AÉCIO, SERRA E ALOYSIO

http://www.brasil247.com/images/cache/1000×357/crop/images%7Ccms-image-000455882.jpg

Em acordo de delação premiada, dois executivos da construtora Andrade Gutierrez, uma das investigadas no esquema de corrupção da Petrobras, citam os nomes das principais lideranças do PDSB: os senadores Aloysio Nunes (SP), José Serra (SP) e Aécio Neves (MG); Aloysio já é alvo de pedido de investigação por parte da Procuradoria Geral da República por suposto recebimento de doação irregular na campanha; a Andrade Gutierrez contribuiu com R$ 19 milhões para a campanha de Aécio à presidência da República em 2014

13 DE SETEMBRO DE 2015 ÀS 13:56

(…)

FONTE: http://www.brasil247.com/pt/247/poder/196683/Dela%C3%A7%C3%A3o-da-Andrade-atinge-A%C3%A9cio-Serra-e-Aloysio.htm

Responder

Hildermes José Medeiros

13 de setembro de 2015 às 14h52

A lista das forças que se opõe não apenas ao impeachment, mas a queda do Governo, seja por golpe, impedimento da Presidenta ou renúncia, nunca inclui as forças populares, que certamente não estão sendo ouvidas, porque ou as julgam maria vai com as outras, ou são consideradas sem memória. Como se não tivessem vivido os horrores do neoliberalismo, do entreguismo (crimes de lesa pátria) e de políticas anti-povo. Essas pesquisas fajutas feitas, ainda faltando três anos para término do mandato da Dilma e das próximas eleição nada dizem, porque ao fim a realidade será outra. Muitos projetos importantes podem impactar favoravelmente o Governo, muitas medidas que estão sendo adotadas podem ser exitosas, e por último, a economia internacional pode modificar-se favoravelmente no sentido de impactar nossa economia na direção do crescimento. Por falta de alternativa viável, de que a mudança possa, ao arrepio das Leis e do bom-senso, mesmo assim levar o país para uma outra situação que não seja voltar a adotar o ideário já experimentado com parte da oposição de hoje à frente dos negócios do país, quando fomos três vezes ao FMI quebrados, sendo forçados à recessão, com forte desemprego como hoje mais se vê nos países ricos que adotam essa mesma receita. Fica claro que o projeto de voltar ao poder sem ser através de eleições fica difícil. Resta à oposição ameaçar com essas medidas nada republicanas, completamente anti-democráticas, tentando inviabilizar que o PT e aliados voltem a ter êxito em 2018. O problema é que não têm nada a oferecer para que o povo como um todo, não apenas os 40% de sempre, os apoiem para que possam conduzir uma política contra seus próprios interesses e do país. Até os aliados circunstanciais que se acham de esquerda, mesmo com seu poucos votos, os apoiariam. Está certo o canalha pernambucano, que por muito tempo travestiu-se de comunista como Roberto Freire e hoje são aliados da direita entreguista.

Responder

Ritalo Santiago

13 de setembro de 2015 às 16h38

governo tem que reagir. democratizar a mdia, mudar o comando da polilcia federal, tirar esse ministro da justiça tucano e ir para as ruas

Responder

Gustavo Lima

13 de setembro de 2015 às 15h55

Aqui nao e cuba venezuela bolivia !NEM TODO.BRASILEIRO E QUADRUPEDE Q COME CAPIM!eita acho q quadrupede e uma palavra muito dificil para os ptistas! Perdao!

Responder

Gustavo Lima

13 de setembro de 2015 às 15h52

E AI BRASIL VAMOS CONTINUAR SENDO SAQUEADOS POR ESSSA MAFIA ATE QUANDO?

Responder

Angela Simões

13 de setembro de 2015 às 12h45

A irresponsabilidade é tanta que poderão criar uma crise social no Brasil insustentável e que eles não tem poder de controle , pois não tem projeto de governo, a única coisa que possuem é uma mídia golpista , que esconde e camufla todos seus atos e mente sobre medidas tomadas pelo governo e inflam a crise econômica, fazendo com que as pessoas esqueçam das filas para comprar carne, pois o gado de corte sumiu, as maquininhas que remarcavam preços durante o dia todo, o número de desemprego no governo FHC, o preço do combustível que subia três vezes no mesmo semestre.O povinho sem memória.

Responder

antonio

13 de setembro de 2015 às 12h12

Se for necessário estou pronto pra lutar. Não vou ficar parado.

Responder

Roberto Ventura

13 de setembro de 2015 às 15h11

Aviso dado !

Responder

Rose Andrade

13 de setembro de 2015 às 15h04

Responder

Rose Andrade

13 de setembro de 2015 às 15h03

Responder

Rose Andrade

13 de setembro de 2015 às 15h02

Responder

Rose Andrade

13 de setembro de 2015 às 15h02

Responder

Rose Andrade

13 de setembro de 2015 às 15h01

Responder

Janine Moreira Nascimento

13 de setembro de 2015 às 14h47

Segundo esse pústula do Raul Jungmann, os tres princípios que devem nortear os golpistas são legalidade, legitimidade e solução administrável…agora, como reunir tudo isso num golpe articulado pelas forças mais reacionárias, elitistas e corruptas desse país??

Responder

Ricardo Costa

13 de setembro de 2015 às 14h46

Governo eleito com mentira, corrupção e dinheiro desviado eleito democraticamente a mesma democracia q pode dizer não, queremos mais esse governante.

Responder

Messias Franca de Macedo

13 de setembro de 2015 às 11h33

O ínclito ministro Ricardo Lewandovski “converge junto ao MST”

##########################

Lewandowski denuncia o despudor de Gilmar e Moro

Juiz político é uma ameaça à Democracia.

Judicatura e dever de recato

publicado 13/09/2015

(…)

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/232872-judicatura-e-dever-de-recato.shtml

Responder

André Cortez

13 de setembro de 2015 às 13h54

Mais um intelectual se pronunciando!
Diz um pouco mais sobre essa facilidade…

Responder

Anônimo

13 de setembro de 2015 às 10h54

A elite mundial quer as riquezas do Brasil, em especial, o Petróleo do pré-sal. Os falsos brasileiros, que não estão nem aí para as demandas do nosso povo, não se importam em vender essas riquezas para ficarem pessoalmente mais ricos. Corrupção pura. Para isso precisam tomar o poder, mas como não tem votos para ganhar através de eleições, não aguentam mais esperar. Já se passarem quase 13 anos fora do poder e faltam mais 3 para possivelmente perderem novamente, pois até lá a economia deve melhorar e o poder da mídia tradicional estará ainda menor. Por isso querem tomar o poder de qualquer maneira e não estão nem aí se tiver guerra civil, ou coisa do gênero. Tem um monte de brasileiro inocente acreditando nessa fantasia de luta contra a corrupção, mas essa elite é muito mais corrupta. Muita, mas muita gente mesmo, já sabe dos reais motivos dessa crise política, que estão explicados acima.

Responder

Antonio

13 de setembro de 2015 às 10h50

xxxxx

Responder

Antonio

13 de setembro de 2015 às 10h50

Que tentem, eu sei que vou tombar defendendo a legalidade, mais antes de eu cair eu levo pelo menos uns 10 canalhas comigo.

Responder

Messias Franca de Macedo

13 de setembro de 2015 às 10h47

… Sim, conspirador insidioso e oportunista Raul Jungmann, do PPS, reles correia de transmissão do DEMoTucanato: o sapiente, honesto e impávido povo trabalhador brasileiro “não pagará para ver [os estragos]”!
Ou seja, não permitiremos o golpe!
‘Capiche’?!
Ou prefere que desenhemos?!…

Responder

    Messias Franca de Macedo

    13 de setembro de 2015 às 11h06

    “… Os líderes da oposição cobrarão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha…”
    Por Raul Jugmann

    LEITURA: os bostas cobrarão do *’Achacador Geral da Nação’ e [mega]propineiro presidente da ‘Câmara dos 300-400 [ou mais!] Picaretas dePUTAdos’ a oficialização do ‘golpe jurídico-midiático ainda ora em curso desde o antanho do Mentirão’!
    *o mesmo [eduardo] ‘CU(nha)’ do ‘Aécio Furnas Forever’ do ‘AeroPÓrto [Arquivado (sic)] da Fazenda do Titio’!

    RESCALDO: vão tendo pressa (idem sic), vigaristas, arrivistas, nazifascistas, terroristas, [mega]corruptos… Golpistas de meia tigela IMUNDA!
    Vão tendo cada vez mais…

    Pressa,
    “como diria
    o poeta”!

    Responder

Beto Piemont

13 de setembro de 2015 às 13h41

Vai ser fácil sim…
Porque só os que apóiam a quadrilha são os mercenários pão com mortadela que geralmente tem uma boquinha no governo.

Responder

Marcos

13 de setembro de 2015 às 10h38

Eu parei no: “Seria tolice subestimar a UNE”. Essa que já foi “União Nacional”, hoje é gerida pelos gatos pingados da UJS…
Os protestos comprovam: A rua não está mais com o PT.
Cada convocação das centrais sindicais eu passo mais vergonha.
Não dá pra defender esse governo.

Responder

    L@!r M@r+35

    14 de setembro de 2015 às 21h27

    Eles querem mais é que tenha golpe pra sair em confronto nas ruas. Muita gente da UNE (e até do PT) quer o caos.

    Responder

Valdelio Assis

13 de setembro de 2015 às 13h32

E nossa sociedade sabe mesmo o que quer, ou até mesmo o que é?

Principalmente os mais jovens: hoje podem se reunir em grandes grupos; podem discutir ATÉ política; protestar; participar de redes sociais; até xingar a presidenta da república eles xingam, e continuam vivos para contarem a história e passarem esse CÍVICO exemplo para seus descendentes; gente, eles já podem ATÉ VOTAR!!! Mas dizem que vivem em uma ditadura, e que o IMPEACHMENT de um governante eleito pelo voto direto da maioria de eleitores é que é democracia!!!

Se ao menos essa opinião fosse emitida apenas (ou na maioria) por pessoas de menor educação e cultura, seria mais compreensível, porém, é exatamente uma categoria de pessoas de mais elevado nível de educação e cultura que vomitam essas barbaridades diariamente, tanto pessoalmente quanto nas redes (nem tanto) sociais! Prova de que, educação e cultura não são sinônimos de “inteligência” e, menos ainda, experiência de vida!

Nossos jovens (bem como boa parcela de pessoas mais maduras também) não se importam, se interessam, e consequentemente, não lêem sobre história, principalmente história política; sofrem de uma pseudo-incoerente aversão à política, mas não se escusam de emitir suas opiniões ingênuas e inócuas sobre uma crise política de tão alta importância como a brasileira, que parece eterna, mas mesmo assim, continua fora do foco de importâncias dos eleitores!

Então, volto a perguntar: nossa sociedade sabe mesmo o que quer? Nossa sociedade sabe mesmo o que é?

Responder

Gerson

13 de setembro de 2015 às 10h28

A direita fascista está apostando que em caso de confronto nas ruas, as forças armadas ficarão do lado deles, consumando o golpe e depois entregando o poder para a oposição civil, assim como Lacerda e Magalhães Pinto pensavam em 1964.

Responder

walter pastori

13 de setembro de 2015 às 10h21

Por esses motivos e principalmente por esses congressistas e esse pig
nefasto jamais aceiterei o impichiman da presidenta vai ter troco somos muito mas fortes do que voces imaginam.

Responder

Alexsandro Berce

13 de setembro de 2015 às 13h15

Estamos todos no limiar da tolerância,
Se por um lado o PT cindiu com a maior parte de suas bases ao longo dos últimos anos e se ensimesmou, por outro o impedimento vai aglutinar a divergente esquerda e os defensores da democracia todos motivados pela flagrante ilegitimidade de quem assumir, ou seja, haverá uma situação limite cuja as conseqüências serão agudas.

Responder

Jjdm Cipriano Azevedo

13 de setembro de 2015 às 13h15

Responder

Josias Vicente

13 de setembro de 2015 às 13h04

Muito engraçado os mais corruptos do país querem o poder para roubar mais, sem investigação, acham que todos estarão do mesmo lado que seus apioadores engavetadores e seletivistas…o buraco vai ficar mais embaixo seus patifes…!!!

Responder

    Gian Ferrari

    13 de setembro de 2015 às 15h47

    Golpe de 93% da população? Kkkkkk. Que mundo vivem esse lunáticos esquerdistas?

    Responder

    José Glaydson

    13 de setembro de 2015 às 15h54

    Vc acredita piamente na pesquisa Datafolha, né? Duvido muito que com toda desgraça desse ano, com erros de Dilma, oportunismo do Congresso e da oposição, o governo tenha apenas sete por cento. Saiba que opinião pública não significa opinião publicada. Ainda mais desses Institutos pertencentes à imprensa, que já deixou claro duas intenções.

    Responder

Mauricio Gomes

13 de setembro de 2015 às 09h40

Jamais aceitaremos um golpe contra a democracia. Se esses canalhas golpistas levarem essa maluquice adiante, o “day after” vai virar um pesadelo pra esses pulhas fascistóides. A primeira vítima da ira popular será a mídia, mas vai sobrar para todos que de alguma forma tenham participado dessa patifaria. Botem as barbas de molho seus malditos golpistas!

Responder

Jose Nascimento

13 de setembro de 2015 às 12h36

VCS AINDA NÃO SE DERAM CONTA!!!!!!! ACABOU A FESTA. ACABOU O PETISMO. ELE MESMO SE IMPLODIU COM AS MARACUTAIAS, DESMANDO E INCOMPETÊNCIA

Responder

    Frederico Freder

    13 de setembro de 2015 às 12h39

    Procure ajuda.

    Responder

    Jose Nascimento

    13 de setembro de 2015 às 12h42

    VCS Q ESTÃO PRECISANDO SEREM AJUDADOS!!!

    Responder

      Antonio

      13 de setembro de 2015 às 10h47

      Não, é voce mesmo que esta precisando de ajuda, procure um psiquiatra

      Responder

    Rivadal Padilha

    13 de setembro de 2015 às 12h59

    Então experimenta amigo, venha, estamos só aguardando.

    Responder

      Antônio Lourival Alves de Almeida

      14 de setembro de 2015 às 11h22

      Diz para o José que perder faz parte do jogo!Volta,trabalha uma política voltada para o povo e não para os mega-empresários,mestra que tem capacidade de administrar um país que há pouco tempo matava seus filhos de fome,ganha as eleições e governa-pronto,tá resolvido o problema!Agora,1964,NUNCA MAIS!

      Responder

    Paulo Costa

    13 de setembro de 2015 às 13h01

    José, o frustrado. Vai aprender política e vaza daqui apátrida burro.

    Responder

    Jjdm Cipriano Azevedo

    13 de setembro de 2015 às 13h16

    Estamos prontos para da muitas porradas nestes FDPS…..

    Responder

    Galeno Bretas Leite Bretas

    13 de setembro de 2015 às 13h17

    Coxinha idiota acorda.e lula 2018.

    Responder

    Valdir Dantas

    13 de setembro de 2015 às 13h21

    NÃO FICARA PEDRA SOBRE PEDRA….KKKKKKKKKKKK

    Responder

    Valdir Dantas

    13 de setembro de 2015 às 13h22

    O UNICO OBJETIVO DE DERRUBAR DILMA.

    Responder

    Maria De Fatima Chaves

    13 de setembro de 2015 às 13h28

    O mimimim desgraçado. Golpista porque na urna.

    Responder

    Antonio

    13 de setembro de 2015 às 10h50

    Coitado

    Responder

    Eliana

    13 de setembro de 2015 às 15h08

    Veremos , José.
    É só tentar que estaremos todos na rua
    denunciando o golpe e resistindo pelo bem da democracia.
    GOLPISTAS, não passarão!

    Responder

    Jose Nascimento

    13 de setembro de 2015 às 22h31

    A laia de gente infame que querem o nosso pais transformado numa zona de verdade.Essa gangue de bandidos que ainda abre a boca pra falar asneira NUNCA ANTES o nosso pais foi tão mal administrado A violência que já tomou conta da sociedade e a impunidade O Lula fez a maior merda de medidas provisória Desarmou o pai de família e armou bandidos Acabando a Dilma nos seus decretos fajutos Hoje matar roubar está fácil o preço da liberdade é o valor da fiança NUNCA ANTES a vida foi tão desvalorizada!!!! Esse é o modelo PT de fazer Também esperar o oque de um sujeito que é amigo fiel e seguidor de um sujeito como Fidel Castro Simplesmente é o pó da humanidade Simplesmente repugnante Quere transformar o Brasil numa Cuba onde os direitos do cidadão se resumem em miséria como no caso de Venezuela um pais entregue a própria sorte onde impera a força bruta de um regime autoritário. Como vem querendo constituir o PT no Brasil. Mas Deus é maior e o povo vai banir assa lacraia que vcs tanto querem porque certamente vcs tão ganhando e querem permanecer nesse emprego pois não tem capacidade de trabalhar num emprego decente!

    Responder

    Jose Nascimento

    13 de setembro de 2015 às 22h35

    A laia de gente infame que querem o nosso pais transformado numa zona de verdade.Essa gangue de bandidos que ainda abre a boca pra falar asneira NUNCA ANTES o nosso pais foi tão mal administrado A violência que já tomou conta da sociedade e a impunidade O Lula fez a maior merda de medidas provisória Desarmou o pai de família e armou bandidos Acabando a Dilma nos seus decretos fajutos Hoje matar roubar está fácil o preço da liberdade é o valor da fiança NUNCA ANTES a vida foi tão desvalorizada!!!! Esse é o modelo PT de fazer Também esperar o oque de um sujeito que é amigo fiel e seguidor de um sujeito como Fidel Castro Simplesmente é o pó da humanidade Simplesmente repugnante Quere transformar o Brasil numa Cuba onde os direitos do cidadão se resumem em miséria como no caso de Venezuela um pais entregue a própria sorte onde impera a força bruta de um regime autoritário. Como vem querendo constituir o PT no Brasil. Mas Deus é maior e o povo vai banir assa lacraia que vcs tanto querem porque certamente vcs tão ganhando e querem permanecer nesse emprego pois não tem capacidade de trabalhar num emprego decente!

    Responder

    Fabio Meirelles

    14 de setembro de 2015 às 09h51

    Dê o golpe fascista e você verá que o petismo acabou rapaz.
    Não confunda a Dilma com o petisto.
    Não confunda o golpes que vocês querem dar com democracia.
    Não pague para ver.

    Responder

giovanni pedroso

13 de setembro de 2015 às 09h22

Se rolar esse golpe iremos pra rua quebrar tudo, vai ser um inferno!

Responder

Vicente

13 de setembro de 2015 às 09h22

Temos que convocar greve geral caso essa palhaçada de impeachment seja instaurada na Câmara. Não dá pra esperar o “day-after” pra reclamar.

Responder

Valdir Dantas

13 de setembro de 2015 às 12h20

PARA CONSERTAMOS TODOS ESSES DESMANDOS DO MP. STJ, STF . PGR, PF, TCU, temos que ir as ruas determinados acabar com essa sujeira, só uma revoluçao em massa, NÃO DA MAIS PRA ESPERAR PELO UNICO ZÉ DA JUSTIÇA.

Responder

Eliana

13 de setembro de 2015 às 09h16

Estarei na resistência ao golpe.
Não passarão!

Responder

Frederico Freder

13 de setembro de 2015 às 12h11

Bom dia!!! um bloco de bandidos querendo tirar a Dilma Rousseff. Jamais aceitaremos.

Responder

    Gian Ferrari

    13 de setembro de 2015 às 15h47

    Golpe de 93% da população? Kkkkkk. Que mundo vivem esse lunáticos esquerdistas?

    Responder

Deixe um comentário