Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Corrida à prefeitura do Rio promete ser acirrada

Por Redação

05 de outubro de 2015 : 15h26

Por Carlos Eduardo, editor assistente do Cafezinho.

O Globo publicou nesta segunda (5) matéria sobre a corrida eleitoral à prefeitura do Rio de Janeiro. Se repetir o que ocorreu nas eleições do ano passado, o mais provável é que o jornal da família Marinho apoie a candidatura do PMDB. 

Quem acompanhou de perto a campanha deve se lembrar que os veículos da Globo bombardearam implacavelmente as candidaturas de Anthony Garotinho (PR), Lindbergh Farias (PT) e Marcelo Crivella (PRB), com críticas e notícias negativas.

E não estou aqui defendendo qualquer um destes candidatos, apenas constatando o fato de que a cobertura da campanha de Luiz Fernando Pezão foi bem mais positiva que de seus adversários.

Segundo a matéria, assinada pelo repórter Cássio Bruno, o PT também apoiará a candidatura de Pedro Paulo pelo PMDB, mas tenho minhas dúvidas. Sempre que o Globo publica alguma notícia sobre os bastidores do PT meu sinal de alerta acende.

Até onde eu sei, há hoje no PT fluminense uma ala que defende o fim da aliança municipal com o PMDB e o apoio à candidatura de Marcelo Freixo pelo Psol, formando uma frente de esquerda nas eleições municipais. Para esta ala do PT, essa é a única saída que o partido tem para recuperar seu capital político no Rio.

Porém, se optar pelo caminho do pragmatismo, realmente o mais provável será a continuidade da aliança regional PT-PMDB. Seus defensores também afirmam que o apoio do PMDB no Rio será fundamental em 2018, caso haja o retorno do ex-presidente Lula.

***

Corrida à prefeitura do Rio já tem sete pré-candidatos

Por Cássio Bruno, no O Globo.

A saída do deputado federal Alessandro Molon do PT para a Rede em setembro acirrou a disputa pela prefeitura do Rio, em 2016. Já são sete os pré-candidatos. Se confirmados, a briga pelo comando da cidade sede do Jogos Olímpicos será pulverizada e sem a participação do partido da presidente Dilma na cabeça de chapa. O PT apoiará o PMDB.

O cenário conta com pré-candidaturas de Pedro Paulo (PMDB), secretário municipal de Coordenação; dos senadores Marcelo Crivella (PRB) e Romário Faria (PSB); da deputada federal Clarissa Garotinho (PR); do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL); e do ex-deputado federal Indio da Costa (PSD), além de Molon.

No PMDB, o prefeito Eduardo Paes ganhou a guerra contra Jorge Picciani, presidente estadual do partido e presidente da Assembleia Legislativa. Em articulação com o Planalto, Paes e o governador Luiz Fernando Pezão emplacaram o filho de Picciani, o deputado federal Leonardo Picciani — então pré-candidato à prefeitura —, como líder da legenda, deixando, assim, livre o caminho de Pedro Paulo.

Peemedebistas temem crise do PT

Para tornar Pedro Paulo conhecido, Paes tem usado eventos relacionados aos Jogos e inaugurações de obras como vitrine. A estratégia será intensificada no ano que vem. Além disso, o prefeito, Pezão e o ex-governador Sérgio Cabral têm se empenhado em conseguir alianças importantes. O objetivo é implodir pré-candidaturas de possíveis adversários. Crivella e Romário são os alvos preferenciais.

— Respeito todas as candidaturas. Mas estou focado na confirmação do partido pelo meu nome. É uma responsabilidade tentar dar continuidade ao trabalho — disse Pedro Paulo.

Nos bastidores, peemedebistas temem que a crise do PT e do governo e o andamento da Operação Lava-Jato possam respingar na campanha. Na semana passada, o PMDB do Rio defendeu Dilma publicamente. Em 2014, parte da legenda pediu votos para Aécio Neves (PSDB-MG).

Segundo o presidente regional do PT, Washington Quaquá, a decisão de manter a aliança no estado em 2016 é estratégica para a eleição presidencial em 2018:

— Ajudamos na aproximação da família Picciani e do PMDB com Dilma. Nossa prioridade é criar condições para o retorno de Lula. O PMDB do Rio é nosso aliado.

Com votação recorde, Romário foi eleito senador, anunciou ser pré-candidato a prefeito e assumiu o comando do partido com esse objetivo. No entanto, a candidatura vem se tornando incerta porque ele se aproximou do PMDB. Evita atacar Paes, Pezão e Cabral. Recentemente, foi visto almoçando com o prefeito e o governador.

— Alguns dizem que Romário não tem equipe preparada e não sobreviveria aos debates. Temem perder o espaço que têm — afirmou um aliado do senador.

Já em ritmo de pré-campanha, Freixo tem no horizonte Molon e Romário, com quem pode dividir os votos dos eleitores do campo da esquerda, como obstáculos.

— A diversidade contribui para a democracia. Vai ser a eleição mais disputada dos últimos anos — disse Freixo.

Indio da Costa vem consolidando a pré-candidatura. A executiva municipal do PSD divulgou nota dizendo aprovar o nome. Mesmo reconhecendo “qualidades” da prefeitura atual, o partido colocou à disposição de Paes os espaços administrativos ocupados pela legenda.

Segunda mais votada do Rio, Clarissa Garotinho flertou com o PSDB, mas não pôde trocar de legenda.

— Sempre quis disputar uma eleição majoritária, mas preciso avaliar o cenário mais à frente e definir uma estratégia — disse Clarissa, filha dos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Matheus.

Em relação a Crivella, o cientista político Ricardo Ismael diz que o senador pode surpreender:

— O Molon vai atrapalhar o Freixo. E o Romário poderá embaralhar tudo. Por fora, corre o Crivella, que sempre surpreende na reta final. A briga vai ser para saber quem será o candidato contra o PMDB.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

24 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Adriana Araujo

08 de outubro de 2015 às 01h16

Marcelo Freixo ganha disparado no RJ

Responder

América Rocha

07 de outubro de 2015 às 00h09

Tamborins esquentando…

Responder

Batista Barros

06 de outubro de 2015 às 22h46

Mollon o melhor!

Responder

Alice Dantas

06 de outubro de 2015 às 18h15

Mais uma vez a esquerda dividirá o voto: MolonxFreixo?

Responder

Luciano Thomaz

06 de outubro de 2015 às 11h49

NADA DE NOVO NO FRONT

Responder

Reginaldo Bianchi

06 de outubro de 2015 às 11h35

Romário na cabeça. Não sou do Rio de Janeiro mas Romário vai levar fácil mais esta.

Responder

Venicio Fonseca

06 de outubro de 2015 às 03h36

freixo

Responder

Edlany Pinheiro Moura

06 de outubro de 2015 às 02h01

TODOS OS POLITICOS UM PELO OUTRO EU NÃO QUERO TROCA ….

Responder

Frederico Freder

06 de outubro de 2015 às 01h51

Eu votaria no Marcelo Freixo.

Responder

Miguel F Gouveia

06 de outubro de 2015 às 01h49

romario ganha de lavada

Responder

Joaquim Gomes

06 de outubro de 2015 às 00h37

Romário Faria vai levar essa eleição de lambuja

Responder

Pedro Ivo Petra

06 de outubro de 2015 às 00h08

Ricardo Alcantara

Responder

João Ricardo Melo Avelar

06 de outubro de 2015 às 00h06

Em relação ao PT vai acontecer igual no Maranhão ano passado, formalmente vão apoiar o PMDB mas a militância inteira vai votar no Freixo, ou Molon.

Responder

Conceição Costa

05 de outubro de 2015 às 23h55

Eu vou pagar multa,
Não voto em nenhum deles,
Nenhum desses tais me representa.

Responder

Filipe Martins

05 de outubro de 2015 às 23h04

Parei de ler a reportagem de O Globo no “peemedebistas temem crise no PT”…

Responder

Jonjon Costa

05 de outubro de 2015 às 22h49

CAFEZIM VC É COMUNISTA … DUVIDO VC PASSAR TRINTA DIAS EM CUBA E TRAZER BOAS LEMBRANÇAS DE LÁ…

Responder

    Thiago Dias Bitelli

    05 de outubro de 2015 às 22h55

    Vai trazer uma rola pra enfiar na tua bunda.

    Responder

    William Siqueira

    06 de outubro de 2015 às 01h13

    ahushusa olha os papos do maluco ashuahuashusa

    Responder

    William Siqueira

    06 de outubro de 2015 às 01h37

    Você já ouviu Hobsbawm falar sobre o comunismo pós guerra fria? A experiência soviética passou, morreu. Por gentileza, atualize seus conhecimentos em política, se possível fique longe de astrológos.

    Responder

    Jonjon Costa

    06 de outubro de 2015 às 01h48

    Seu Thiago vc deve ser MAIS UM IDIOTA ÚTIL… seu william se atualize com o nosso país….

    Responder

    Frederico Freder

    06 de outubro de 2015 às 01h52

    Cuba tem o mar do caribe, nunca subestime isso.

    Responder

    Jonjon Costa

    06 de outubro de 2015 às 01h53

    CUBA TAMBÉM TEM O DIABO…HAHAHAHAH E ESSE MAR DO CARIBE NUNCA NAVEGADO POR CUBANOS…

    Responder

    Christopher Hitchens

    06 de outubro de 2015 às 15h38

    Não discutam com pessoas que adoram CAPS LOCK ativado, é um sinal claro de demência coxinhesca.

    Responder

Profcicero Quirino

05 de outubro de 2015 às 22h49

INOCENTES. O PMDB JÁ ANUNCIOU QUE TERÁ CANDIDATO EM 2018. ESTÁ SÓ MAMANDO NO GOVERNO FEDERAL ATÉ LÁ.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador do Ceará Lula ou Bolsonaro podem vencer no 1º turno? O Xadrez para Governador de Santa Catarina