Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Wanderley: golpistas vão ter de impor ditadura

Por Miguel do Rosário

09 de dezembro de 2015 : 15h37

O professor alerta: conspiradores estão brincando com fogo. Seu desafio não será apenas ganhar uma batalha parlamentar, e sim controlar 204 milhões de pessoas que não precisarão respeitar um governo ilegítimo.

Trecho do artigo de Wanderley:

“Ninguém deve obediência a governos ilegítimos a não ser por coação explícita. Precisa ficar claro aos conspiradores que não bastará uma vitória no Congresso; vão ser obrigados a encarcerar muita gente. A promessa é de um espetáculo de confissão de caráter: quem se candidata a carcereiro e quem se dispõe a ser encarcerado. Estou para ver quem se apresenta como condutor da democracia à cadeia.”

Eu diria mais: vão ter que censurar os blogs também. Só o Cafezinho está com alcance semanal de 10,5 milhões de pessoas.

ScreenHunter_246 Dec. 09 15.25

Num eventual governo golpista, o blog estaria numa situação politicamente bem mais confortável, sem o peso de ser chamado de governista ou chapa-branca por algumas de suas afinidades ideológicas.

Sim, porque adianto logo que, diante de um governo ilegítimo, usurpado via golpe, eu terei o maior prazer de fazer a denúncia diuturna de seu vício de origem: ser um governo não eleito, um governo sem legitimidade.

O que faria o governo? Censura? Prenderão todo mundo?

O caminho que estão traçando não me parece muito inteligente, porque eles ingressaram num jogo de perde-perde. Se perderem a votação em plenário, serão golpistas derrotados; se ganharem, serão golpistas vencedores.

***

A DEMOCRACIA NA CADEIA

8 de dezembro de 2015

Por Wanderley Guilherme, no blog Segunda Opinião.

Quando as instituições falham, o caráter prevalece. Há quem nunca fraudou a lei por falta de oportunidade e há os que resistiram apesar dos convites das circunstâncias. Em crise, o caráter de cada um é desnudado. De vários políticos já conhecemos o material de que são feitos, uns de primeira, outros de segunda qualidade. Não há coletividade humana que escape ao vírus da safadeza. A esperança é que não se propague.

Para mim, o pedido de impedimento apresentado por conspiradores paulistas é absurdo. Prova-o a discussão dos beneficiários e associados: qual a melhor data para dar andamento? as ruas acompanharão os conjurados? Como reagirão os deputados do PMDB a uma defecção do vice-presidente? Qual o melhor acordo entre os pré-candidatos tucanos e os conspiradores do PMDB? Não há apresentação de evidências de que a presidente Dilma Rousseff tenha cometido crime de responsabilidade, única base constitucional legítima para impedi-la. Com todas as letras, dizem não ser necessário.

Se não é necessária a comprovação de crime, convém à oposição irresponsável preparar-se para o que acontecer fora do Congresso. Antes de ter início o processo, por exemplo, ou o Vice-presidente Michel Temer declara peremptoriamente que não vê razões substantivas para o impedimento ou não ficará como Vice-Presidente para assistir o final e se beneficiar dele. O destino do País não depende somente de tratativas em palacetes paulistanos, entre as quais figuraram com certeza os termos da missiva bombástica selando o acordo paulista contra a democracia. A carta de rompimento que o Vice enviou a Dilma Rousseff, repudiando antecipadamente qualquer resposta amistosa da destinatária, é uma justificativa para o oportunismo de manter-se à margem, pronto para “reunificar o País”. Duvido. O que há de reunificar o País é o respeito de boa fé a suas leis fundamentais. E estas são ofendidas quando o signatário prefere se declarar, preferencialmente, Presidente do PMDB. Ou o Vice renuncia ao mandato ou será despejado pelas ruas, que fariam bem acampando nos portões de sua residência. Pacificamente, mas com justificada razão para impedi-lo de governar, a saber: por quebra do compromisso constitucional de cumprir o mandato de acordo com as leis. E as leis condenam conspiradores.

Ninguém deve obediência a governos ilegítimos a não ser por coação explícita. Precisa ficar claro aos conspiradores que não bastará uma vitória no Congresso; vão ser obrigados a encarcerar muita gente. A promessa é de um espetáculo de confissão de caráter: quem se candidata a carcereiro e quem se dispõe a ser encarcerado. Estou para ver quem se apresenta como condutor da democracia à cadeia.

***

Últimas palavras

Ficou difícil o retorno do Vice-Presidente à condição de não decorativo: ou invade o Executivo, a mando usurpador de um Congresso tucaneado, ou se demite. Vice-presidente não será mais.

Ilustração: Juliano Guilherme (pintura à óleo).

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Daniel

10 de dezembro de 2015 às 14h14

Miguel, você precisa seriamente arrumar um mecanismo de comentários mais funcional

Responder

Allan Junior Silva

10 de dezembro de 2015 às 15h11

O PT vai nos proteger.

Responder

Rogério Matuck

10 de dezembro de 2015 às 13h29

#NãoVaiTerGolpe #DefesaDoEstadoDeDireitoJá #CunhaForaDoLegislativoJá #CunhaNaCadeiaJá #GolpistasForaDoLegislativoJá #PsdbDemPmdbDeCunhaEstãoPraComemorarAniverDoAI5
#AcordaJanot

Responder

Warner Vanderlei

10 de dezembro de 2015 às 12h49

Chamar de golpe não muda nada. Apenas mais um ardil dos fracassados

Responder

Warner Vanderlei

10 de dezembro de 2015 às 12h49

Chamar de golpe não muda nada. Apenas mais um ardil dos fracassados

Responder

Diego

10 de dezembro de 2015 às 07h59

O que o STF está esperando? E o sr. Janot? Eduardo Cunha vem arrasando a economia do Brasil com suas pautas bombas, chantagens e paralisações e não fazem nada. Estão esperando o pior? Esse pior deve ser melhor para quem? Olha srs. o Brasil não pertence a uma casta, pertence a todos nós.

Responder

Graça Evangelista

10 de dezembro de 2015 às 02h47

Tudo caminha para uma ditadura de direita. Eles que vivem acusando os outros de serem ditadores, na verdade são muito mais autoritários e detestam a tal democracia que põe poder nas mãos do povo.

Responder

Oliveira

09 de dezembro de 2015 às 22h49

Guilherme, adorei o seu texto é espalhei no grupo de washap.
Por isso que Cafezinho tá bombando.

Responder

Hell Back

09 de dezembro de 2015 às 22h22

Já entendi porque querem revogar o Estatuto do Desarmamento. Com esse golpe o Brasil se transformará numa terra de ninguém, num Afeganistão dos trópicos. Um grande mercado para os países que vivem da “exportação de guerras”.

Responder

Hannah da Terra

10 de dezembro de 2015 às 00h02

#OndeEstasJanot

Responder

Jorge Menezes

09 de dezembro de 2015 às 22h29

A justiça e as polícias tratarão de enquadrar qualquer subversivo que tentar afrontar a nova ordem vigente.A Globo colaborará para a paz social fazendo reportagens ufanistas sobre o sucesso do governo golpista,questões sociais serão varridas do noticiário e o ministro da justiça Eduardo Cunha,garantirá o aumento do salário de todos os jornalistas brasileiros ainda vivos.

Responder

Leonardo Flores

09 de dezembro de 2015 às 20h36

Isso é certo. Não é só a questão do impeachment. Terão que fazer como da outra vez. Matar e torturar quem ouse discordar de tal ilegitimidade.

Responder

José Ciríaco Pinheiro

09 de dezembro de 2015 às 19h03

Nada de golpe!

Responder

Jorge Santos

09 de dezembro de 2015 às 16h47

Isso é uma clara demonstração de violação à democracia! Mas os brasileiros não vão admitir isso! Saquear a democracia dessa forma é golpe!

Responder

Jorge Santos

09 de dezembro de 2015 às 16h45

Fora golpe!

Responder

Cleonice Fonseca

09 de dezembro de 2015 às 18h44

Vai virar uma bagunça porque estariam sem nenhuma moral para cobrar respeito do povo por isso que eu sou Dilma 13!!!

Responder

João Cláudio Fontes

09 de dezembro de 2015 às 18h43

Eu escrevi isso um tempo atrás , mas parece bem atual e ‘profético’ .Não é tão difícil perceber o que está acontecendo , e o que pode vir à acontecer .A única forma de retroceder ao que eu chamo de ‘fase 1’ da nossa história , como eu escrevi no texto , seria alguma forma de ditadura .Mas , quem está disposto a pagar esse preço …? O Brasil mudou nesses últimos 12 anos , queiram os golpistas ( de direita , e de ‘esquerda’ …) ou não .Não tem mais volta àquele país inconsciente onde todas as injustiças e desigualdades eram consideradas obras da natureza e ‘vontade de Deus’ . Isso me dá confiança de que o golpe não prosperará ( um exemplo recentíssimo é o movimento dos estudantes em SP ) .Por mais que os golpistas queiram regredir ao passado , não vai dar .Então , nós temos motivos pra ter esperança .Mas , a luta será longa e árdua , não tenhamos ilusões … o texto : https://www.facebook.com/notes/jo%C3%A3o-cl%C3%A1udio-fontes/a-dial%C3%A9tica-evolutiva-do-brasil/984503634942931

Responder

João Bacellar

09 de dezembro de 2015 às 18h15

Terão o dever moral de não respeitar um “governo” ilegitimo.

Responder

Deixe um comentário