Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Brasília - O vice-presidente, Michel Temer, fala à imprensa ao deixar seu gabinete no Palácio do Planalto (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Jânio de Freitas: Temer mentiu sobre vazamento de carta

Por Redação

20 de dezembro de 2015 : 20h52

por Jânio de Freitas, na Folha

Férias sem Direito

A qualquer custo, férias. Fosse essa a atitude de funcionários dos quais dependesse parte do serviço público fundamental, o Judiciário, como já se testemunhou tanto, imporia a prioridade do interesse público. Assim é até quando o direito universal de greve, e não apenas férias, está em questão. As férias do Supremo Tribunal Federal, porém, são regidas por outro princípio desconhecido, como mais um dos casos do mal afamado “segredo de Justiça”.

O Supremo Tribunal Federal deu prioridade ao início das férias, como previstas para a sexta-feira (18), a adiá-las por poucos dias para não deixar o país na baderna institucional, com sua Câmara deslegitimada como Poder Legislativo, sob direção virtualmente destituída a pedido da Procuradoria-Geral da República. E, apesar disso, ativa para as manipulações que desejar.

O Supremo satisfez-se em deixar assentado o ritual de um impeachment. As últimas semanas foram de confusão a respeito, com a colaboração do noticiário de imprensa, que prosseguiu informando que o Supremo deu ao Senado o poder de barrar o impeachment, e coisas assim. Isso mesmo está em mais de um artigo da Constituição há mais de um quarto de século, em textos curtos e claros, definidores de que a Câmara apenas admite (ou não) o processo de impeachment e, ao Senado, compete processar e julgar (ou não) o presidente. Ou seja, pode sustar ou dar ao processo as consequências possíveis.

No mais, onde o relator Luiz Fachin quis inovar, e fez a alegria apressada e efêmera dos impichadores, 8 dos 11 ministros preferiram os mais ponderados argumentos, expostos por Luiz Barroso, pela reprodução do ritual parlamentar usado no impeachment de Collor. Não é o melhor como regra, porque leva a um conservadorismo que exclui melhorias. No caso, porém, evitou mais conturbação com acusações de favorecimento e desfavorecimento, causadas pelas possíveis inovações. E as férias já na porta nem davam tempo para discussão de procedimentos ideais.

Foi um julgamento bonito, não só pelo avanço progressivo da reviravolta, quando o colunismo impichador anunciara “até quase unanimidade” na aprovação do relatório Fachin e do seu apoio às manobras de Eduardo Cunha. Foi bonito pelos princípios defendidos, com apenas 2 dos 11 ministros seguindo Fachin: Gilmar Mendes, pouco presente no julgamento, e o moço Dias Toffoli, cada vez mais tomado por um pensamento primário e mofado.

Toffoli considerou que o STF estava “tolhendo a soberania popular” ao reconhecer no Senado, como quer a Constituição, o poder exclusivo de processar e julgar o presidente em acusação de crime de responsabilidade. Mas Câmara e Senado são eleitos da mesma maneira, pelo mesmo eleitorado. Senadores, em geral, portam até mais representatividade do eleitorado soberano, tendo quantidade individual de votos quase sempre maior do que os deputados mais votados no mesmo Estado.

Transparência foi uma palavra muito citada e decisiva na confirmação do voto aberto sobre impeachment. A palavra já entrou no Supremo, pois, apesar de para uso externo. Situação bem mais promissora do que o respeito a prazo de vista em processo sob julgamento, isenção política de todos nos julgamentos e compostura expressa no comparecimento ao plenário. Em sessão de tamanha importância, Gilmar Mendes lá esteve por pouco mais do que o necessário para sua habitual diatribe. Chegou tarde e saiu cedo “para viajar”, precipitando as férias. Ao que o presidente Ricardo Lewandowski apenas lhe dirigiu um curto e enfático “boa viagem”. Que talvez não fosse, mas parecia do gênero “à vontade, não fará falta”. Mais uma ideia ponderada no julgamento.

ENTREGA

Acabou a discussão sobre a publicidade da carta de Michel Temer a Dilma. O vice decorativo se disse surpreso e contrariado com a publicação da carta, insinuando ser coisa da Presidência. Agora, sua nota de resposta ao ataque de Renan Calheiros foi logo divulgada com exclusividade pelo mesmo jornalista que teve exclusividade da carta. Com destinatários distintos, a origem das divulgações idênticas só pode ser a mesma. Temer mentiu.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

47 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Lucho Mauro Filho

22 de dezembro de 2015 às 01h24

Tentou livrar o rabo, e acabou cagado nas calças.

Responder

Maria Oliveira

21 de dezembro de 2015 às 16h58

Esse cara nunca me enganou! Sempre desconfiei do seu jeito dissimulado, sonso. Não foi surpresa a traição ao governo.

Responder

Rodolfo Souza

21 de dezembro de 2015 às 16h16

ta se matando sozinho!!!! se enrolando nos próprios atos!!!!

Responder

Jorge Menezes

21 de dezembro de 2015 às 15h22

Temer mentiu é pleonasmo!

Responder

Diego

21 de dezembro de 2015 às 12h22

Os corruptos ladrões para escaparem buscam a solução desesperada que é o golpe na democracia, travar a lava-jato, desmoralizar o STF e demais poderes.
A mídia sonegadora esconde:
https://www.youtube.com/watch?v=eIJgyUQ5tSs
https://www.youtube.com/watch?v=T-4KzC4vgAQ

Responder

João Batista

21 de dezembro de 2015 às 13h13

VAGABUNDO

Responder

João Batista

21 de dezembro de 2015 às 13h13

VAGABUNDO

Responder

Batista Barros

21 de dezembro de 2015 às 12h59

EX Governador de Minas, Azeredo, PSDB, continua atuando na CEMIG, recebendo 25 mil mensais.

Responder

Batista Barros

21 de dezembro de 2015 às 12h59

EX Governador de Minas, Azeredo, PSDB, continua atuando na CEMIG, recebendo 25 mil mensais.

Responder

Angelo Filomena

21 de dezembro de 2015 às 12h13

Batia trocha

Responder

Seiji Okamoto

21 de dezembro de 2015 às 12h02

Cunha e Temer, como separar a merda do estrume

Responder

Seiji Okamoto

21 de dezembro de 2015 às 12h02

Cunha e Temer, como separar a merda do estrume

Responder

Sandra Bathe

21 de dezembro de 2015 às 11h28

Nenhuma novidade vindo deste senhor ….

Responder

Sandra Bathe

21 de dezembro de 2015 às 11h28

Nenhuma novidade vindo deste senhor ….

Responder

Vera Lucia Alves Milanez

21 de dezembro de 2015 às 10h39

todo mundo ja sabia!

Responder

Ruth Vieira

21 de dezembro de 2015 às 09h22

Temer é um mau caráter. O lugar dele é mesmo junto ao dem. psdb, paneleiros, a globolixo e outros desviados da democracia. Fora Temer.

Responder

Luiz Henrique

21 de dezembro de 2015 às 06h15

Temer traidor.
FORA CUNHA.

Responder

Patrice L

21 de dezembro de 2015 às 04h04

de suspeita do DCM, já havia uma esquisitice que, a ser verdade, transforma o tal jornalista em inegável cúmplice do golpismo – o que, aliás, não seria nenhuma surpresa!

trata-se do horário em que o jornalista postou o teor da carta, a qual, parece, só teria sido recebida e lida no Planalto mais tarde naquele dia

sendo que o jornalista é também o porta-voz da nova decepção do Temer que seria o fato do Planalto ter tornado pública uma carta pessoal à presidenta

vejam, então, que, a ser o caso, o jornalista é canal do golpismo e de uma armação mal feita para lhe dar curso

não deve ter sido o único motivo, mas alguns apontam, na pressa epistolar do Temer, a iniciativa do Estadão em entrevistá-lo para o assunto de ele também ter assinado “pedaladas”

quis, com isso, aparentar que, por discriminação da Dilma (que lhe deu um papel decorativo), não tratava de política econômica e fiscal

conseguiu se atrapalhar e contradizer-se duas vezes:

a) enquanto na carta reivindicava um papel ativo para o vice no trato dessas questões, mais adiante reivindicou para o mesmo vice um papel passivo, idiota, burocrático e tarefeiro ao dizer que a ele só compete assinar o que o presidente quer

b) sua agenda demonstrou vários encontros e discussões com a área econômica

Responder

Josias Vicente

21 de dezembro de 2015 às 02h33

Mentiu…??? oh! novidade…!!!

Responder

Gugu Mello

21 de dezembro de 2015 às 01h25

Só os tolos ou os venais não entendem que os preços baixos do petróleo não vão subsistir eternamente, pois o que há não é excesso de petróleo, mas uma guerra entre a Opep e os EUA, que nenhum dos dois pode sustentar indefinidamente.

Um pouco mais devagar, sim, mas parar o esforço para que a nossa petroleira possa ser a líder da exploração desta imensa riqueza do pré-sal, nunca. E nem tão devagar assim, pois uma obra é tão mais cara quanto a gente a faz arrastar-se. – Fernando Brito.

Responder

Jorge Henrique Farias Nagel

21 de dezembro de 2015 às 01h11

Que preguiça. Apenas conjecturas. Achismo puro.

Responder

Elda Rocha

21 de dezembro de 2015 às 00h43

De Leonel Brizola para Temer : ” a política ama a traição e abomina o traidor “.

Responder

Edson Luiz Raminelli

21 de dezembro de 2015 às 00h36

Todos sabemos que ele mentiu.

Responder

Bernadete de Paula

21 de dezembro de 2015 às 00h35

Não diga!

Responder

Kleber Silva

21 de dezembro de 2015 às 00h34

#NãoVaiTerGolpe #DilmaFica #ForaCunha #EsseImpeachmentÉGolpe

Responder

Solange Pestana

21 de dezembro de 2015 às 00h06

Ainda bem que Dilma não informa tudo pra ele porque se não mais estragos ele é sua corja faria ao país. Só serve pra decorar .

Responder

Marly Maria Lopes Veiga

21 de dezembro de 2015 às 00h02

Cadê a novidade?

Responder

Marly Maria Lopes Veiga

21 de dezembro de 2015 às 00h02

Cadê a novidade?

Responder

Fábio Fuga Seara

20 de dezembro de 2015 às 23h51

Esse camarada parece mesmo o típico mordomo dos filmes de terror, temos muito que ” temer” com ele.

Responder

Fábio Fuga Seara

20 de dezembro de 2015 às 23h51

Esse camarada parece mesmo o típico mordomo dos filmes de terror, temos muito que ” temer” com ele.

Responder

Maria D'Orazio

20 de dezembro de 2015 às 23h46

Gostei da “cartinha” do Mimimichel. Foi muito bom ele ter exibido para todos, o verdadeiro desprezo que Dilma tem por ele.

Responder

Maria D'Orazio

20 de dezembro de 2015 às 23h46

Gostei da “cartinha” do Mimimichel. Foi muito bom ele ter exibido para todos, o verdadeiro desprezo que Dilma tem por ele.

Responder

Manoel ex-PeTralha

20 de dezembro de 2015 às 21h46

Questão prática. Com a saída de Cunha da presidência da Câmara de Deputados, quem assumiria?
Sob o ponto de vista de Dilma eu acho que é bom Cunha ficar como Presidente até o retorno das férias do STF. Fica muito difícil para a oposição manter a campanha pelo impedimento da Presidente com Cunha lá. O desgaste deles é muito grande.
Paralelamente Temer se destruiu. Este é o melhor momento para Dilma desde sua eleição em outubro de 2014.
Se ela resolver governar agora em janeiro, pode retomar o poder.
Poderia começar colocando Requião no Ministério das Comunicações e Ciro no Ministério da Justiça, uma vez que no PT não há ninguém à altura destes ministérios.

Responder

Luizbandeira Gomes

20 de dezembro de 2015 às 23h44

Então, é um mentiroso contumaz !

Responder

Luizbandeira Gomes

20 de dezembro de 2015 às 23h44

Então, é um mentiroso contumaz !

Responder

Gf Andrezão

20 de dezembro de 2015 às 23h41

Olha o gordinho da saveiro heim temer…!!!

Responder

Gf Andrezão

20 de dezembro de 2015 às 23h41

Olha o gordinho da saveiro heim temer…!!!

Responder

Cicero Magalhães

20 de dezembro de 2015 às 23h36

Temer mentiu?? Politico mente???

Responder

Cicero Magalhães

20 de dezembro de 2015 às 23h36

Temer mentiu?? Politico mente???

Responder

Cicero Magalhães

20 de dezembro de 2015 às 23h36

Temer mentiu?? Politico mente???

Responder

Marcos Portela

20 de dezembro de 2015 às 23h34

ILUSIONISMO BOLIVARIANO DO GILMAR, o mais novo HERÓI da REDE GLOBO, após terem sofrido quarta DERROTA consecutiva na ELEIÇÃO PRESIDENCIAL de 2014, os sempre INCONFORMADOS tentaram por meios ILÍCITOS o GOLPE de ESTADO, menosprezando os + de 54 MILHÕES de VOTOS do POVO BRASILEIRO que REELEGERAM a PRESIDENTA DILMA, APOSTARAM e VENDERAM o GOLPE por UM ANO, até que o STF, quase por UNANIMIDADE, DECIDIU pelo CONTRAGOLPE, o que está deixando BARÕES da MÍDIA, TRAFICANTES de COCAÍNA e FASCISTAS da DIREITA ainda mais INCONFORMADOS, dando demonstração do seu PODER agora ATACAM o STF e a PGR, através da REDE GLOBO (há 50 anos vendendo ILUSÃO e MANIPULANDO), GILMAR MENDES (negociador de HABEAS CORPUS), MORO (inquiridor do PT com o LAVAJATISMO do PARANÁ), CUNHA (LADRÃO quase PRESO da Igreja Evangélica Assembleia de Deus) e do AÉCIO (Aeroporto de Cláudio e 450 kg do HELICOCA), já que eles tem uma IMENSA DÍVIDA de SONEGAÇÃO e com quem BANCOU todo esse ESPETÁCULO, VENDENDO a ILUSÃO que seria FÁCIL executar o GOLPE, sem CONSIDERAR a REAÇÃO do POVO nas RUAS, por isso que o STF e o CONGRESSO acabaram com o FINANCIAMENTO EMPRESARIAL em campanhas políticas, justamente para acabar com essa PRÁTICA dos POLÍTICOS só TRABALHAREM para os EMPRESÁRIOS e não para seus ELEITORES, portanto se pretenderem INICIAR uma nova GUERRA, serão COMBATIDOS com a volta do POVÃO às RUAS e em última instância pelos MILITARES como tanto DESEJARAM.

Responder

Marcos Portela

20 de dezembro de 2015 às 23h34

ILUSIONISMO BOLIVARIANO DO GILMAR, o mais novo HERÓI da REDE GLOBO, após terem sofrido quarta DERROTA consecutiva na ELEIÇÃO PRESIDENCIAL de 2014, os sempre INCONFORMADOS tentaram por meios ILÍCITOS o GOLPE de ESTADO, menosprezando os + de 54 MILHÕES de VOTOS do POVO BRASILEIRO que REELEGERAM a PRESIDENTA DILMA, APOSTARAM e VENDERAM o GOLPE por UM ANO, até que o STF, quase por UNANIMIDADE, DECIDIU pelo CONTRAGOLPE, o que está deixando BARÕES da MÍDIA, TRAFICANTES de COCAÍNA e FASCISTAS da DIREITA ainda mais INCONFORMADOS, dando demonstração do seu PODER agora ATACAM o STF e a PGR, através da REDE GLOBO (há 50 anos vendendo ILUSÃO e MANIPULANDO), GILMAR MENDES (negociador de HABEAS CORPUS), MORO (inquiridor do PT com o LAVAJATISMO do PARANÁ), CUNHA (LADRÃO quase PRESO da Igreja Evangélica Assembleia de Deus) e do AÉCIO (Aeroporto de Cláudio e 450 kg do HELICOCA), já que eles tem uma IMENSA DÍVIDA de SONEGAÇÃO e com quem BANCOU todo esse ESPETÁCULO, VENDENDO a ILUSÃO que seria FÁCIL executar o GOLPE, sem CONSIDERAR a REAÇÃO do POVO nas RUAS, por isso que o STF e o CONGRESSO acabaram com o FINANCIAMENTO EMPRESARIAL em campanhas políticas, justamente para acabar com essa PRÁTICA dos POLÍTICOS só TRABALHAREM para os EMPRESÁRIOS e não para seus ELEITORES, portanto se pretenderem INICIAR uma nova GUERRA, serão COMBATIDOS com a volta do POVÃO às RUAS e em última instância pelos MILITARES como tanto DESEJARAM.

Responder

Marcos Portela

20 de dezembro de 2015 às 23h34

ILUSIONISMO BOLIVARIANO DO GILMAR, o mais novo HERÓI da REDE GLOBO, após terem sofrido quarta DERROTA consecutiva na ELEIÇÃO PRESIDENCIAL de 2014, os sempre INCONFORMADOS tentaram por meios ILÍCITOS o GOLPE de ESTADO, menosprezando os + de 54 MILHÕES de VOTOS do POVO BRASILEIRO que REELEGERAM a PRESIDENTA DILMA, APOSTARAM e VENDERAM o GOLPE por UM ANO, até que o STF, quase por UNANIMIDADE, DECIDIU pelo CONTRAGOLPE, o que está deixando BARÕES da MÍDIA, TRAFICANTES de COCAÍNA e FASCISTAS da DIREITA ainda mais INCONFORMADOS, dando demonstração do seu PODER agora ATACAM o STF e a PGR, através da REDE GLOBO (há 50 anos vendendo ILUSÃO e MANIPULANDO), GILMAR MENDES (negociador de HABEAS CORPUS), MORO (inquiridor do PT com o LAVAJATISMO do PARANÁ), CUNHA (LADRÃO quase PRESO da Igreja Evangélica Assembleia de Deus) e do AÉCIO (Aeroporto de Cláudio e 450 kg do HELICOCA), já que eles tem uma IMENSA DÍVIDA de SONEGAÇÃO e com quem BANCOU todo esse ESPETÁCULO, VENDENDO a ILUSÃO que seria FÁCIL executar o GOLPE, sem CONSIDERAR a REAÇÃO do POVO nas RUAS, por isso que o STF e o CONGRESSO acabaram com o FINANCIAMENTO EMPRESARIAL em campanhas políticas, justamente para acabar com essa PRÁTICA dos POLÍTICOS só TRABALHAREM para os EMPRESÁRIOS e não para seus ELEITORES, portanto se pretenderem INICIAR uma nova GUERRA, serão COMBATIDOS com a volta do POVÃO às RUAS e em última instância pelos MILITARES como tanto DESEJARAM.

Responder

Deixe um comentário para Danilo Santos Nascimento

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?