Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

A resposta de Edinho a um jornal de Araraquara reflete a falência do governo no campo da comunicação

Por Miguel do Rosário

29 de dezembro de 2015 : 16h27

Entrei no Twitter e me deparei com uma micropostagem do ministro Edinho Silva, titular da Secom.

ScreenHunter_275 Dec. 29 15.18

Clico no link e descubro que Edinho tem um blog, bem tosquinho, no qual rebate acusações feitas em reportagem publicada no jornal O Imparcial, de Araraquara.

Vejo que Edinho é de Araraquara. Lá tem sua base eleitoral, por isso a pronta resposta.

Só que a resposta é pavorosamente mal escrita, na sintaxe e no raciocínio, e deixa entrever porque o governo possui uma comunicação tão ruim.

O fato da denúncia vir de um site “conhecido publicamente por ser instrumento militante contrário ao governo” não é argumento válido, porque quase toda a mídia brasileira, nos últimos tempos, tem agido da mesma forma.

Que que tem que é um site de oposição?

Claro que é, ou Edinho Silva esperava ser denunciado pelo site Amigos do Presidente Lula?

Para rebater uma acusação, é preciso ir ao mérito das questão, revolver suas contradições, enfrentar objetivamente, sem muitos adjetivos, a origem das mentiras.

A denúncia em questão, de que Edinho Silva, então tesoureiro da campanha de Dilma, abordou um empresário dizendo que, se ele não doasse, sofreria “represálias”, é ridícula.

Se esta delação aconteceu, é obviamente uma tentativa desesperada de um delator para sair da cadeia.

É ridícula porque parte do pressuposto que tanto os emissários do governo quanto o empresário contatado sabiam que Dilma iria ganhar a eleição.

Entretanto, por mais ridícula que seja, essa acusação é uma das principais peças da nova narrativa da oposição, para esquentar as denúncias do PSDB junto ao TSE,  e usar a Lava Jato como base para cassar a candidatura de Dilma Rousseff.

O que me espanta é que, apesar deste ser o principal campo de batalha da democracia no momento, ele seja tratado com tamanha displicência por Edinho Silva, PT e governo.

Com o impeachment praticamente morto, em virtude da decisão do STF de cortar as asinhas de Cunha, toda a artilharia de oposição e mídia se voltará para o TSE.

Governo e PT, mais uma vez, deixarão a mídia manipular livremente a opinião pública, sem uma estratégia de contra-informação?

Será que não entendem que é preciso responder à opinião pública, e que isso é perfeitamente democrático, porque é aí que a batalha é decidida?

Ministros de tribunais superiores, seja TSE, STJ ou STF, só conseguem enfrentar a mídia quando sentem respaldo na opinião pública.

Para isso é preciso fazer vídeos, animações, aplicativos, textos longos, textos breves, desenhos, músicas, memes, etc!

A quantidade de infográficos que Folha, Globo, Veja, Estadão produziram para explicar o mensalão e a Lava Jato é impressionante.

Nunca fizeram nada para explicar o trensalão, nem a sonegação, claro!

O site de que fala a assessoria do ministro (ele não cita, mas obviamente é o Antagonista) é o principal blog da oposição, que vem recebendo enormes investimentos para ampliar sua penetração.

A resposta aos ataques tem de ser feita com verve, criatividade, inteligência –  e sentido de urgência.

O tom da resposta da assessoria de Edinho Silva é péssimo. Parece uma resposta de um esquerdista de 15 anos, que começou a escrever semana passada.

Uma denúncia deste tipo tinha que ser respondida com muito mais elegância, incluindo um depoimento em vídeo do próprio ministro. Não é a reputação dele que está em jogo, mas o destino da república.

É sintomático, ainda, o provincianismo do ministro: enquanto a acusação está na internet, atingindo milhões de pessoas, destruindo a sua reputação e ameaçando a escolha de 54 milhões de eleitores, Edinho Silva não fala nada. É preciso a acusação sair num jornalzinho obscuro de uma cidade do interior para que Edinho se decida a responder.

Este é o titular da Secom do governo Dilma, um governo que acabou com o único canal de comunicação direto entre a presidenta e o público, o Café com a Presidenta, e não o substituiu por nada. Resultado: a aprovação de Dilma, logo após o fim das eleições, iniciou um processo de queda livre, estimulando o golpismo e gerando movimentos de desestabilização política.

Quando o PT aprenderá a importância da comunicação?

Quando o PT aprenderá que uma comunicação mal feita gera instabilidade política, que por sua vez produz crise, desemprego, ou seja, prejudica a classe trabalhadora, os empresários, toda a economia brasileira?

Pior: uma comunicação mal feita estimula corrupção, porque os corruptos não sobrevivem a um ambiente de esclarecimento e luz.

A falta de comunicação traz uma enorme insegurança para a liberdade física de cidadãos e empresários, ficando todos vulneráveis ao discurso único da mídia, que por sua vez é usado para legitimar processos judiciais arbitrários.

Ao final do texto, fala-se que “a verdade vencerá”, um clichê idiota, com ressonâncias desesperadas, que qualquer mentiroso poderia usar.

Quando todos os caciques do PT estiverem presos, a maior parte sem provas, talvez suas lideranças façam um workshop de comunicação no presídio…

***

DEC 29, 2015
Nota ao jornal O Imparcial

Reproduzo aqui a nota enviada ao jornal “O Imparcial” de Araraquara desmentindo publicação sobre a campanha à reeleição da presidenta Dilma. O jornal menciona suposta delação premiada de um executivo de empresa investigada nas denúncias envolvendo a Petrobras.

A informação, primariamente reproduzida pelo jornal, é de um site conhecido publicamente por ser instrumento militante contrário ao governo. Também conhecido por ser vinculado às forças políticas de oposição. Portanto, sem nenhuma credibilidade jornalística.

É inacreditável o nível de manipulação da informação que estamos vivenciando. Tudo que é referente à campanha de Dilma é colocado sob suspeita. Os mesmos meios legais utilizados por outras candidaturas, se quer, são questionados. A agressão à verdade só enfraquece a democracia e só acirra os ânimos já tão exaltados nessa época de intolerâncias.

Fica aqui a crença nas instituições brasileiras. A verdade vencerá.

***

Nota ao jornal O Imparcial

A assessoria de imprensa do ministro da Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, refuta com veemência a publicação deste jornal, na edição desta terça-feira, dia 29 de dezembro de 2015, quando inverdades são ditas sobre a campanha à reeleição da presidenta Dilma Rousseff. Primeiro, chega às raias do ridículo tal afirmação de achaque sobre as contribuições eleitorais da campanha da presidenta.

A campanha Dilma 2014 recebeu contribuições eleitorais da mencionada empresa assim como outras campanhas também receberam. Por que só as doações para a campanha Dilma são objeto de achaque? Pergunta básica do jornalismo ético.

Nunca se manipulou tanto na mídia com objetivos meramente politiqueiros. Ao contrário da descabida afirmação, a campanha Dilma arrecadou de forma legal e ética, tanto que suas contas foram aprovadas por unanimidade pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Deveria o jornal, que publica essa descabida mentira, identificar a fonte de sua informação. Desta forma, o leitor saberia que se trata de um site na web ideologicamente militante contra o governo e com ligações políticas com as forças de oposição.

Esperamos a publicação desta nota por parte do jornal garantindo, assim, o legal direito de resposta.

Assessoria de Imprensa do ministro Edinho Silva

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

22 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

janete

07 de março de 2017 às 10h26

muito bom o seu artigo

Responder

Gerson

03 de janeiro de 2016 às 09h10

A prova que o governo Dilma não entende nada de comunicação é a matéria da Presidenta Dilma para a Fe-lha nessa semana. É brabo admitir, mas os integrantes do governo adoram aparecer no PIG, e se for na Rede Bobo então, eles vão ao “orgasmo”.

Responder

Suzelaine Pedroni Rosa

01 de janeiro de 2016 às 22h41

Fernando Mauro

Responder

Marcelo Drumstick

30 de dezembro de 2015 às 13h07

Qual a surpresa? A incompetência e a incapacidade são as marcas da gestão do PT.

Responder

Marcelo Drumstick

30 de dezembro de 2015 às 13h07

Qual a surpresa? A incompetência e a incapacidade são as marcas da gestão do PT.

Responder

Flávio Sarquis Soares

30 de dezembro de 2015 às 12h26

Uma das maiores carências dos governos de Lula e Dilma é mesmo a falta de comunicação. Li a matéria do Cafezinho. Se a resposta oficial do governo é aquela, motivo da matéria, então seria melhor que não houvesse resposta… É difícil entender porque a comunicação é tão primária…

Responder

Flávio Sarquis Soares

30 de dezembro de 2015 às 12h26

Uma das maiores carências dos governos de Lula e Dilma é mesmo a falta de comunicação. Li a matéria do Cafezinho. Se a resposta oficial do governo é aquela, motivo da matéria, então seria melhor que não houvesse resposta… É difícil entender porque a comunicação é tão primária…

Responder

Almiro Oliva

30 de dezembro de 2015 às 01h33

Lucas Oliva de Sousa

Responder

Marcos Carvalho Campos

30 de dezembro de 2015 às 01h28

Laerte Braga, ajude a por fogo no “rabo” dos petistas … Senão teremos golpe de estado em 2016. João Cotonete, Tadeu Braga, Martiniano Nelson Viana.

Responder

Rejane Luthemaier Vinaya

29 de dezembro de 2015 às 23h59

é outro da turma das paquitas, até cego enxerga a estultice desse Edinho.

Responder

Lidia Hatsumi Yoshikawa

29 de dezembro de 2015 às 23h44

Sinara Tanure

Responder

Lulu Pereira

29 de dezembro de 2015 às 22h21

podes crer, esse edinho é bem burrinho e a dilma e o pt não entenderam nada depois de 13 anos, impressionante, nem o lula entendeu e ainda largaram o dirceu, que entendeu um poucquinho, o f martins foi escrever livro sobre marchinha de carnaval, a ebc e rede brasil caídas, tamo mal. comunicação é poder e o pt, dilma e o governo têm vergonha.

Responder

Ninguém

29 de dezembro de 2015 às 19h53

Miguel, uma sugestão: porque os blogueiros não convidam a Dilma para uma coletiva temática, a fim de discutir APENAS a questão da (falta de) comunicação do governo federal? Mas não é para fazer perguntas tipo armador de vôlei (levantar a bola para ela cortar). É para fazer perguntas “duras” e cobrar respostas (perguntar quais medidas estão sendo tomadas concretamente, para resolver esse problema de mutismo para lá de grave). Se ela não responder, insistir. É inacreditável o nível de amadorismo da área de comunicação do governo federal.

Responder

Adriano Américo

29 de dezembro de 2015 às 21h32

Em 2014, durante aquela batalha que foi a eleição presidencial, eu enviei um e-mail para o Partido dos Trabalhadores perguntando como fazia para me filiar ao partido. Pois bem, até hoje estou esperando uma resposta… O que me parece é que o PT está tão preocupado no presente, e o presente é a manutenção do poder a qualquer custo (não entrarei no mérito sobre se o impeachment é justo ou não), que está se esquecendo do futuro. Pensem, meus nobres colegas de partido, este partido que arrebatou corações e mentes de milhões de brasileiros com suas propostas de “mudar tudo que está aí” e que, no final das contas, continuou a praticar o mais do mesmo, os mesmos esquemas (vejam o caso do Mensalão, preliminarmente usado pelo inimputável PSDB), está na lona, seus simpatizantes tachados de corruptos, sendo quase que linchados por pseudomoralistas, achincalhado dia e noite na mídia hegemônica. Digo estas palavras com o coração sangrando, pois ainda encontramos forças para defendê-los sabe de onde, pois sabemos que as outras opções são um tiro no pé. Coloquem a mão em suas consciências, salvem o que lhes resta de dignidade! O que Dirceus e Delcídios fizeram para desmoralizar as esquerdas não serão anos que serão capazes de reverter, em matéria de credibilidade e amor. Pensem, camaradas, pensem!

Responder

Leda Meira

29 de dezembro de 2015 às 19h31

A boa comunicação é a alma do negócio!

Responder

Tony Evora

29 de dezembro de 2015 às 19h12

O tal de Edinho faz parte do paquete que inclui o Cardoso…. Parece que são inamovíveis e afundaram a Dilma na sua incompetência e anular os futuros governos de esquerda..

Responder

    Gugu Mello

    29 de dezembro de 2015 às 19h16

    Lula caminhou melhor quando escanteou os Petistas de Sampa.

    Responder

Regina Queiroz

29 de dezembro de 2015 às 19h11

Artigo muito bem escrito! Claro, objetivo, útil!

Responder

Maria Regina Novaes

29 de dezembro de 2015 às 19h04

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…Foi um grande erro do pt e continua sendo.

Responder

walter pastori

29 de dezembro de 2015 às 16h49

Miguel com esses manes assessorando a presidenta ela vai ate 2018 no canto do ringue mas ela e teimosa insiste com esses caras eles quando dao entrevistas me da imprensao que estao chorando saudades que tenho do PT quando so tinha macho.

Responder

Álvaro

29 de dezembro de 2015 às 16h39

É de chorar! O cara é Ministro! Dilma merece o que está acontecendo. São dela as escolhas de seus assessores.

Responder

Pietro Azzulk

29 de dezembro de 2015 às 18h38

Globo foi a pedra do Brasil, globo é a pedra do Brasil, que não deixa o Brasil anda.

Responder

Deixe um comentário