Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Mais uma derrota da oposição na Câmara

Por Redação

06 de janeiro de 2016 : 13h21

Após decisão do STF, aliado de Picciani toma posse

Vereador licenciado, o suplente Átila Nunes (RJ) assumiu o mandato de deputado federal no lugar de Ezequiel Teixeira (PMDB-RJ), nomeado secretário pelo governador do Rio, Luiz Fernando Pezão; cerimônia de posse ocorreu no gabinete do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, após determinação do STF; Cunha havia se recusado a empossar Nunes em dezembro

no Brasil 247

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), resistiu, mas foi obrigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a empossar como deputado um aliado do líder Leonardo Picciani (PMDB-RJ), que apoia o governo da presidente Dilma Rousseff.

Suplente, o vereador licenciado Átila Nunes (RJ) assumiu o lugar do deputado Ezequiel Teixeira (PMDB-RJ), que foi nomeado pelo governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, como secretário da Assistência Social e Direitos Humanos do Estado.

Cunha se recusou a empossar Nunes em dezembro alegando que ele exercia o cargo de vereador. O suplente entrou com um mandado de segurança no STF argumentando que já havia se licenciado do cargo. A resposta do presidente da corte, Ricardo Lewandowski, foi de que para um suplente, a licença era suficiente.

A cerimônia de posse ocorreu no gabinete de Cunha e durou mais de uma hora. Átila Nunes chega para reforçar o apoio ao líder da bancada do PMDB na Casa, Leonardo Picciani, que chegou a ser destituído do cargo por dez dias em 2015.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

5 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Manoel Martins

07 de janeiro de 2016 às 16h32

Acho q temos q acabar com isso. Derrota dawui derrota dali.quem realmente esta sendo derrotado é o povo brasileiro.com essa briga do governo e oposição. Todos estão lá. Eleitos por nos .governo e oposição tao la pra fazerem projetos em benefício do pais nao pra viverem se pegando e esquecendo o pais. Se o povo realmente soubesse o valor q tem o seu voto na proxima eleição nao daria mandato a nenhum q ai estao.

Responder

Renato Bloisi

07 de janeiro de 2016 às 11h28

Responder

Renato Bloisi

07 de janeiro de 2016 às 11h27

Responder

Maria Jose Machado

07 de janeiro de 2016 às 03h22

Sexta feira será votado o projeto do governo de sequestrar a poupança dos brasileiros. Será que a oposição vai votar com o governo?

Responder

Francisco Das Chagas Lemos

06 de janeiro de 2016 às 23h26

Cunha agora tá pior que o IBIS, SÓ LEVA DE GOLEADA.

Responder

Deixe um comentário para Maria Jose Machado