Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Oposição já sabe que perdeu batalha do impeachment

Por Miguel do Rosário

06 de janeiro de 2016 : 11h50

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1) OR current_user_can(access_s2member_level1)]

Análise Diária de Conjuntura – Manhã – 06/01/2016

A primeira semana do ano vai chegando ao fim e, pelo jeito, tudo continua na mesma. A mídia prossegue sua virulenta campanha apocalíptica, oferecendo à sociedade um quadro confuso, sinistro, assustador.

Eduardo Cunha voltou a pautar a imprensa. No Painel da Folha, encontro as seguintes notas:

Pensando no bis A oposição faz as contas e hoje acredita que Dilma teria votos suficientes para se livrar do impeachment, mas por um placar apertadíssimo. Diante disso, desenha uma nova ofensiva de desgaste permanente da petista. [/s2If]

[s2If !current_user_can(access_s2member_level1)]

Atenção, você não está logado como assinante. Para continuar a ler, você precisa fazer seu login como assinante (na coluna da direita; ou abaixo da seção de comentários, se você estiver lendo pelo celular). Confira aqui como assinar o blog O Cafezinho. Se já foi um assinante, temos promoções especiais. Qualquer dúvida, entre em contato com a Thamyres, no assinatura@ocafezinho.com. [/s2If]

[s2If current_user_can(access_s2member_level1)]

Torcida Eduardo Cunha tem dito que, com uma votação pouco acima dos 171 votos necessários, o governo “acaba”: continuará sem capital para aprovar medidas que o tirem do sufoco, o que manterá a crise de pé.

Tenho estoque O peemedebista lembra que ainda há três pedidos de impeachment, com argumentos diferentes do atual, que podem ser deflagrados a qualquer momento.

A oposição já entendeu que o pedido de impeachment será derrotado, e já se prepara, com ajuda da imprensa cunhista, a transformar a sua derrota numa “vitória”.

A frase de Cunha, de que o governo “acaba” se tiver poucos votos acima dos 171 nada mais é do que o choro antecipado de um derrotado.

No Globo, Merval Pereira – que até pouco tempo se reunia a portas fechadas com Eduardo Cunha, planejando o golpe – agora faz textos contra a estratégia da oposição de colar ao presidente da Câmara. É que é muito fácil ser colunista de jornal: pode falar uma coisa hoje e outra coisa amanhã.

Trecho da coluna de Merval, ontem no Globo:

Mais uma vez a oposição está escolhendo o pior caminho na disputa sobre o rito do processo de impeachment, unindo-se ao (ainda) presidente da Câmara, Eduardo Cunha, nos embargos de declaração que serão impetrados para tentar mudar a decisão do Supremo Tribunal Federal.

A oposição hoje, em especial o PSDB, precisa simular distância de Cunha de dia, e jantar com ele à noite, porque ele é que tem a chave do mundinho encantado do golpe parlamentar.

No entanto, a decisão do STF ao final do ano passado deu um nó na cabeça da oposição, que ela apostou alto demais no impeachment, e perdeu.

***

As novas turbulências políticas na América Latina, após as vitórias eleitorais da direita na Argentina e na Venezuela, encontrarão um cenário bem diverso de outros momentos de avanço conservador. As populações pobres da Venezuela e Argentina estão mais politizadas, mais alfabetizadas, mais conscientes de seus direitos, e esses países construíram sistemas de comunicação populares que farão a diferença neste momento.

A direita não tem mais como apelar para a truculência, para a censura, sem perder capital político, e isso restringe muito seus movimentos, de maneira que a cobra neoliberal, que voltou a erguer a cabeça nos últimos dois anos, em todo o continente, pode tê-lo feito apenas para que seja devidamente cortada, democraticamente, pelos povos latino-americanos.

***

Aqui no Brasil, pelo menos, é o que tem acontecido. A cada vez que a direita se manifesta nas ruas, ela perde capital político. Isso explica o declínio de suas manifestações, até o momento em que, quando todas as circunstâncias ofereciam a grande ocasião para ela dar o golpe final no governo, ela tenha fracassado, e levado um número medíocre de pessoas às ruas. Com a esquerda, deu-se o contrário. Quando todos os elementos – pusilanimidade do governo, crise econômica, desorganização partidária e sindical – agiam para que não conseguisse mobilizar as pessoas para defender o voto, a esquerda fez a sua maior manifestação do ano, superando em muito inclusive a direita – que havia passado o ano inteiro se gabando de ter vencido a disputa das ruas.

Enfim, muitas águas irão rolar neste primeiro semestre. Há grandes enfrentamentos agendados para março. Mas antes há o Carnaval, momento de catarse popular, explosão de alegria, esperança e bom humor, justamente os sentimentos que a grande mídia quer esmagar, em sua campanha pelo ódio, pela depressão, pela desesperança.

O governo, por sua vez, tem dois meses de relativa trégua, e já deu sinais variados de que usará para investir na recuperação econômica, embora procure ter o cuidado, desta vez, de não produzir demasiado estardalhaço. O novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, deixou claro que pretende ser um ministro de mais ação do que de palavras, o que é bom, não obstante a necessidade (e isso será fundamental), por parte do governo, de adotar estratégias mais assertivas de comunicação.

Certamente foi pensando nisso que Lula viajou ontem à Brasília, para se reunir com Dilma e tratar de política econômica. A entrada de Barbosa na Fazenda deu unidade de pensamento ao Planalto.

O Conselhão, fórum que reúne empresários, centrais e governo, deverá se reunir em breve, ajudando a produzir estratégias de consenso entre a iniciativa privada e o poder público. O capital produtivo certamente não está feliz com a campanha de caos da mídia, nem com a estratégia terrorista do Ministério Público, decidido a destruir empresas em nome da luta contra a corrupção.

Os profetas do caos (mídia, ministros do TCU e procuradores de oposição) sabem que precisam impor sofrimento ao povo, elevando o desemprego, para manter em baixa a popularidade da presidenta, e por isso torpedeiam a medida provisória 703/2015, que facilita acordos de leniência e permite que empresas investigadas voltam a celebrar contratos com o governo. É uma solução racional para evitar mais quebradeiras, salvar empregos, promover a recuperação econômica do país e retomar algumas importantes obras de infra-estrutura.

É um tanto irritante que alguns marajás do serviço público (procuradores e ministros do TCU), que vivem do dinheiro pago pelo contribuinte, façam campanha pelo caos e ponham a luta contra a corrupção acima de qualquer preocupação de ordem econômica ou social.

[/s2If]

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

124 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Miguel Angelo da Silveira

08 de janeiro de 2016 às 02h08

E nós que votamos na Dilma estamos quase perdendo a paciência!

Responder

Miguel Angelo da Silveira

08 de janeiro de 2016 às 02h08

E nós que votamos na Dilma estamos quase perdendo a paciência!

Responder

Fernando Araujo

07 de janeiro de 2016 às 22h50

A batalha não acabou, estejam em alerta, governo federal, muitos traidores existem. Dilma Fica, mas mudanças na política em prol do social e garantia e aumento de emprego deve existir urgente, só assim, venceremos os mouros.

Responder

Beth Silva

07 de janeiro de 2016 às 17h26

olha a juba desse diabo!

Responder

Lucas Matheus

07 de janeiro de 2016 às 16h51

Bem feita kkkkk

Responder

Jorge Menezes

07 de janeiro de 2016 às 16h05

Quando Cunha será preso?

Responder

Antonino Barros

07 de janeiro de 2016 às 11h02

Que convers de impeachment para quem esta trabalhando e conversa para candidato e eleitores que perderam as eleiçoes e continuam em campanha.

Responder

Vera Lucia Alves Milanez

07 de janeiro de 2016 às 10h34

kkkkkkkkk quero ver este sr, atras das grades

Responder

Wendel Santos

07 de janeiro de 2016 às 10h08

Cunha na cadeia ……

Responder

Charles Lisboa

07 de janeiro de 2016 às 09h02

#CunhaNaCadeia

Responder

Heleno Rabelo Meireles

07 de janeiro de 2016 às 07h48

Na democracia brasileira na há mas lugar para GOLPE, isso é assunto de reacionários. VIVA A DEMOCRACIA,.

Responder

Evandro Carlos Alves Carvalho

07 de janeiro de 2016 às 03h38

Realmente AMIGOS e AMIGAS, no BRASIL parece que quem manda no CONGRESSO NACIONAL É O CRIME ORGANIZADO e de QUALIDADE! Sorte que eu e família não votamos em tipos dessa qualidade!

Responder

Evandro Carlos Alves Carvalho

07 de janeiro de 2016 às 03h35

Tipo de presidente da CÂMARA DOS DEPUTADOS, com BILHÕES no EXTERIOR, não são palavras, mas com provas dos BANCOS INTERNACIONAIS, vamos confiar em POUQUISSIMOS DEPUTADOS, por ser a maioria a favor deste tipinho de deputado!

Responder

    Cacilda Galiotto

    07 de janeiro de 2016 às 16h17

    A mulher e filha do Cunha, não tem imunidade, pq ainda estão soltas? Com a cunhada do Vacari, foi diferente, primeiro prendeu e depois perguntou!

    Responder

Rodolfo Souza

07 de janeiro de 2016 às 03h13

esse vai ler a biblia na cadeia!!!!

Responder

Clério Sander

07 de janeiro de 2016 às 03h07

Este nem o diabo quer,sabe que perde o controle do inferno. Kkkkkkkkk

Responder

José Aldeci

07 de janeiro de 2016 às 00h53

Esse bandido com toda a bancada dos evangélicos vão ser presa quando?

Responder

Jorge Bernardino

07 de janeiro de 2016 às 00h35

É muita vergonha isso sim

Responder

Isaias Oliveira

07 de janeiro de 2016 às 00h25

O mau do urubu é achar que o boi tá morto. Olho neles.

Responder

Graça Meneses

07 de janeiro de 2016 às 00h22

Todos loucos para botar a mão na. Mufufa , pega não , bando de prepotentes pra vcs Lula lá 2018 .

Responder

Etore Machado

07 de janeiro de 2016 às 00h11

João a oposição NEM CANDIDATO TEM.Todos já derrotados e citados na lavajato não salva cerra alkmim hélipo-escândalo do metro SP trens podres falta dagua em SP e vai p/aí João.veja os depoimentos lavajato.

Responder

Elidio Nonato

07 de janeiro de 2016 às 00h04

Se houvesse cumprimento da lei a dilma teria sido afastado pela lei de responsabilidade fiscal mais stf e politico e não defende as leis brasileiras e sim os próprio.Vergonhoso.

Responder

Antonio Santos

06 de janeiro de 2016 às 23h28

Bando de golpistas, querem o poder federal a qualquer custo, porque será? pelos pobres que não é!

Responder

Marcio Generoso

06 de janeiro de 2016 às 23h27

Veio safado e Traidor da Patria

Responder

Marco Aurélio Gama

06 de janeiro de 2016 às 21h30

#ForaCUnha

Responder

Agatangelo Coelho Carmo Aga

06 de janeiro de 2016 às 20h52

E o PMDB de Eduardo Cunha não é da base desse governo? Virou foi esculhambação isso.

Responder

Luiz José Santos Filho

06 de janeiro de 2016 às 20h33

Engraçado ! Ninguém falou em impeachment para o governador do rio,será poque?

Responder

Gf Andrezão

06 de janeiro de 2016 às 20h14

Só digo uma coisa…Dilma fica o resto pode espernear…!!!

Responder

Nairza Santana

06 de janeiro de 2016 às 19h40

nojo

Responder

Thanya Teixeira

06 de janeiro de 2016 às 19h29

PMDBosta e PSDBosta.

Responder

Aldenir Lopes Oliveira

06 de janeiro de 2016 às 19h26

Enquanto o Vermelho afunda o Brasil,
na Venezuela o Maduro tá quase caindo do pé!

Responder

Henrique Antunes

06 de janeiro de 2016 às 19h13

Mas não será os que já estão fazendo campanha… Que surja alguém diferente… mas se for honesto o sistema corrompe!!!

Responder

Terezinha Boro

06 de janeiro de 2016 às 19h06

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Responder

Miguel Linhar

06 de janeiro de 2016 às 18h53

Mais uma vez o Sr LULA ,com muito louvor!

Responder

Iracema Carolina

06 de janeiro de 2016 às 18h35

Esta perdendo também os cabelos.

Responder

Decio Monteiro

06 de janeiro de 2016 às 17h58

A SAFADEZA CONTINUA A MESMA………….. MAS AS MADEIXAS….. QUANTA DIFERENÇA…………..HEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE

Responder

Leo Sérgio Campos

06 de janeiro de 2016 às 17h54

esse vai comer carne enlatada lá na papuda junto com demais que receberam propina comprovada

Responder

Bebel Coelho

06 de janeiro de 2016 às 17h53

NÃO HÁ IMPITIMAM ,,, A FAXINA CONTINUA… DOA AH QUEM DOER,, TAH DIFICIL A LIMPEZA,,TAH… MAS UMA HR VAI ACABAR,,,MATANÇAS AS RATAZANAS.

Responder

Léo Doncatto

06 de janeiro de 2016 às 16h56

Ok, Obg vou verificar..

Responder

Leo Souza

06 de janeiro de 2016 às 16h35

Se informe e saberá que essa imagem é falsa e o francês está errado.

Responder

Mera Carneiro

06 de janeiro de 2016 às 16h23

Não vai ter Golpe! AI – 5 nunca mais! 2018 voto Lula!!!

Responder

Adalva Milanez

06 de janeiro de 2016 às 16h14

Em 2018 votarei Lula e ele vencerá.

Responder

Djua Dilman

06 de janeiro de 2016 às 16h08

infelizmente foi o povo brasileiro que perdeu e vai continua perdendo em forma de novos impostos pra cobri os roubos.

Responder

Joselice Lopes

06 de janeiro de 2016 às 16h06

Ponto para a democracia .

Responder

Carlos Maximo Moura Marcondes Junior

06 de janeiro de 2016 às 15h36

Será que os corruPTores compraram mais alguns corruPTos?

Responder

Toinha Rodrigues

06 de janeiro de 2016 às 15h32

2018 é Lula.

Responder

Regina Araujo

06 de janeiro de 2016 às 15h29

Lula 2018

Responder

Hélio Fernandes

06 de janeiro de 2016 às 15h25

Mas como fica o Cunha e as contas na Suíça? E o Aebrio e os 300 mangos?

Responder

José Antônio Mariquito

06 de janeiro de 2016 às 15h24

Cara de pau achacador chefe de quadrilha

Responder

Rosane Vasconcelos

06 de janeiro de 2016 às 15h24

E o presidente do sindicato do Congresso, quando sai ?

Responder

Bruno Santuario

06 de janeiro de 2016 às 15h07

Não é só a questão do impedimento, não aceitaremos que o Cunha permaneça na Câmara. Não tem condições. Foi provado o roubo e a quebra de decoro.

Responder

Lon Martin Wagner

06 de janeiro de 2016 às 14h48

TTucanalhada os reis da corrupção , saquearam o país 1995-2002 e em outros períodos nas esferas municipal e estadual. Tucanalhada = Corrupção infindável, assustadora, gigantesca, monsturosa.Tucanalhada tem a mídia no bolso há muito tempo.

Responder

Eliane Soares

06 de janeiro de 2016 às 14h39

fora Cunha safado, golpista e canalhas.

Responder

Nelson Mazzocco

06 de janeiro de 2016 às 14h29

Dilma vai se livrar, porque não ha motivos para impeachment. Seria golpe. E quem vai escolher o próximo presidente, como foi nas duas vitórias de Lula e Dilma, sera o povo. Democraticamente elegeremos LULA.

Responder

    Ge Munhoz

    06 de janeiro de 2016 às 16h56

    Ai eu tenho minhas duvidas, este ex presidente esta muito desgastado, o partido esta desgastado.

    Responder

    Nelson Mazzocco

    06 de janeiro de 2016 às 17h13

    Concordo que as dificuldades serão grandes, pois o bombardeio da mídia 24 hrs por dia acontece com a intenção de desgastar Lula e o partido. Mas por outro lado te pergunto. Quando foi fácil? Acredito , tenho fé e ajudarei no que puder para que Lula volte em 2018.

    Responder

    Maria Denise Stahl Gomes

    07 de janeiro de 2016 às 00h31

    Enfim, alguém inteligente! Muito bem, Nelson! ;)

    Responder

    Wendel Dias

    07 de janeiro de 2016 às 01h37

    Vcs vivem em alguma cápsula
    Não e possível
    Não se ouve falar em outra coisa a não ser em roubo
    Só roubo, não tem dinheiro para nada, mais pra roubarem não falta
    O lula so fingiu trabalhar e a Dilma está segurando o pepino q ele deixou
    Mais a má gestão vem lá do lula
    E quem apoia esse governo corrupto
    Sinal q está se beneficiando com a corrupção

    Responder

Néya Pedroso

06 de janeiro de 2016 às 14h25

Perdem a batalha mas não perdem a vergonha na cara.

Responder

Lon Martin Wagner

06 de janeiro de 2016 às 14h20

É lamentável, a insistência, a burrice de chamar esse lixo, bandidagem, máfia, quadrilha, de OPOSIÇÃO, chega ser irritante.

Responder

Francisco Suassuna

06 de janeiro de 2016 às 14h16

PTralhas nunca mais !!

Responder

Pipo Cco

06 de janeiro de 2016 às 14h12

Kkkkkkkkkk

Responder

Vanda M. Machado

06 de janeiro de 2016 às 14h12

O bofe está precisando fazer um implante capilar e depois uma chapinha.

Responder

Ageni Costa de Matos

06 de janeiro de 2016 às 14h09

Os cabelos!! Kkkkkk

Responder

Joao Helder Helder

06 de janeiro de 2016 às 14h05

Agora este cara ai deve sair não vai ter jeito nao.

Responder

Osvaldo Filardo

06 de janeiro de 2016 às 14h04

O impeachment é só uma estratégia da oposição contra a lava jato.

Responder

    Hell Back

    08 de janeiro de 2016 às 16h33

    Sim; a Lava Jato está chegando nos maiores beneficiários que são justamente o pessoal da oposição – PSDB, DEM, etc.

    Responder

Claudio Monteiro

06 de janeiro de 2016 às 14h03

ou aceita, ou sofre…o voto das senzalas são válidos e dignos de respeito, e tenho dito.

Responder

João Vitor Amaral

06 de janeiro de 2016 às 14h01

Se Dilma se livrar do impeachment vai ser por causa dos deputados que a defendem mais 2018 vai chegar é quem vai decidir quem vai governar o Brasil são os 67 porcento dos brasileiros que não apoiam o processo pt é os 8 por cento que apoiam o pt.Aí eu quero ver se vai ter deputado pra decidir quem vai governar o pais

Responder

    Diego Toledo

    06 de janeiro de 2016 às 14h03

    É isso mesmo, em 2018, nas eleições, vcs escolhem outro, democraticamente.

    Responder

    O Cafezinho

    06 de janeiro de 2016 às 14h07

    Isso mesmo, João. Em 2018, o povo escolhe, como faz de 4 em 4 anos.

    Responder

      Bruno Real

      06 de janeiro de 2016 às 15h57

      Miguel…
      Que tal fazer uma reportagem sobre TODOS os impostos que aumentaram, TODOS os que diminuiram e a inflação de 2015?

      Responder

    Dennison Santos Carvalho

    06 de janeiro de 2016 às 14h07

    Só não vale chorar se perder e muito menos falar que foi roubado ?

    Responder

    Tiago Alves

    06 de janeiro de 2016 às 14h08

    2018 é Lula, desaprovação ao governo do PT não quer dizer voto na oposição, da mesma foram que os 80% que aprovaram Lula, e ele teve 60% nas urnas.

    Responder

    Verlaine Pinto

    06 de janeiro de 2016 às 14h10

    É Lula, 2018, sem dúvida!
    O melhor presente que o Brasil já teve!

    Responder

    Luciane Pendek Fogaça

    06 de janeiro de 2016 às 14h12

    Caramba caramba, a coisa é tão maior que PT PT, mas o povo não consegue enxergar, estão programados para cair….

    Responder

    Dilton Marinho Dos Santos Filho

    06 de janeiro de 2016 às 14h37

    Koão Vitor Amaral, segundo o presidente do IBOPE, Carlos Augusto Montenegro, Aécio só obteve 15% dos votos. Segundo o DataFolha, se as eleições fossem hoje, Lula teria 27% dos votos confirmados, e Aécio, os mesmos 15%.

    Responder

    Roberto Douglas

    06 de janeiro de 2016 às 14h52

    2018 tem Lula

    Responder

    Nelson Gomes

    06 de janeiro de 2016 às 15h05

    No meu humilde entendimento, o PT é o único partido CREDENCIADO às próximas eleições, visto que, seus políticos ladrões se encontram todos presos pagando à sociedade ses desvios de caráter. Enquanto osdos outros partidos estão todos em plena liberdade, (acobertados pelo “judiciário”, imprensa e meia dúzia de empresários corrúptos) aterrorizando e colocando em risco a democracia. O POVO SÓ É MAL-INFORMADO, MASS NÃO É BURRO NÃO!!

    Responder

    Everton De Oliveira Dias

    06 de janeiro de 2016 às 15h10

    João 2018 É Lula!!!

    Responder

    Camylla Galante

    06 de janeiro de 2016 às 15h23

    Gente, existem outros partidos alem de PT e PSDB… pq não pôr um outro partido já que ninguém tá feliz com esse flaxflu?

    Responder

    Toinha Rodrigues

    06 de janeiro de 2016 às 15h30

    Em 2018 é Lula.

    Responder

    Everton De Oliveira Dias

    06 de janeiro de 2016 às 15h43

    Camylla Galante pq somos inteligentes e votamos no PT que mudou o Brasíl! Agora se vc não vê isso fazer o que né?

    Responder

    Alexandre Monteiro

    06 de janeiro de 2016 às 16h21

    Tomou João?

    Responder

    Leo Souza

    06 de janeiro de 2016 às 16h37

    Joao, É justamente pelo que lutamos, para que a democracia seja respeitada e que possamos ter um pleito em 2018.

    Responder

    Virginia Vicente

    06 de janeiro de 2016 às 18h23

    Esse ninguém quer dizer o quê Camylla Galante, VC?

    Responder

    Antonio Machado

    06 de janeiro de 2016 às 18h40

    54 milhões de votos amigo esta é a sustentação do PT

    Responder

    Osni Gomes

    06 de janeiro de 2016 às 18h41

    O Cafezinho matou a pau. hahahahahahahaha

    Responder

    Nelson Ribeiro

    06 de janeiro de 2016 às 18h53

    João, isso não quer dizer nada. A oposição não tem um programa de governo para defender no momento. Isso só será definido para onde vai a população quando a oposição tiver isso. Se incluir a terceirização do trabalho, por exemplo, os 8% de popularidade ganha dos 92%…parece Lei de Murphy, mas é assim. Basta lembrar ao povo que a oposição quis acabar com os direitos trabalhistas em 2015, quase todos da oposição votaram no projeto do Cunha… e pronto, cairemos na mesma situação de 2014 onde muitos ficando entre Dilma e Aécio preferiram a Dilma porque não confiaram no Aécio.

    Responder

    Ricardo Correa

    06 de janeiro de 2016 às 19h01

    Sim iremos escolher como fizemos em 2002, 2006, 2010 e 2014!!!! ;)

    Responder

    Verlaine Pinto

    06 de janeiro de 2016 às 19h37

    João Vitor do Amaral, não vai ter golpe. É Lula, 2018 !

    Responder

    Eliza Almeida

    06 de janeiro de 2016 às 19h59

    Camylla Galante. Não sei que lógica é essa que você usa, todo mundo corresponde a 100%. Eu não faço parte desse todo mundo, votei no PT e votarei novamente!

    Responder

    Gf Andrezão

    06 de janeiro de 2016 às 20h09

    Esse aí sabe de cálculos…. “”Renais””…kkkkkkk

    Responder

    Jose Roberto Pires Weber

    06 de janeiro de 2016 às 21h40

    Até 2018, Cafezinho, o Brasil estará completamente quebrado, desacreditado e seu povo na miséria total! O que dizer de um Governo que diz ser classe média alta quem ganha 1019,00 mensais! A questão não é política, nem partidária, é de sobrevivência!

    Responder

    Jose Roberto Pires Weber

    06 de janeiro de 2016 às 21h40

    Até 2018, Cafezinho, o Brasil estará completamente quebrado, desacreditado e seu povo na miséria total! O que dizer de um Governo que diz ser classe média alta quem ganha 1019,00 mensais! A questão não é política, nem partidária, é de sobrevivência!

    Responder

    Verlaine Pinto

    06 de janeiro de 2016 às 22h10

    ” Quanto pior melhor”, né, José Roberto Pires Weber ? ! Sei como é… tsc, tsc, tsc.

    Responder

    Verlaine Pinto

    06 de janeiro de 2016 às 22h10

    ” Quanto pior melhor”, né, José Roberto Pires Weber ? ! Sei como é… tsc, tsc, tsc.

    Responder

    Hamilton Morais

    06 de janeiro de 2016 às 23h36

    LULA EM 2018 COM CERTEZA!

    Responder

    Hamilton Morais

    06 de janeiro de 2016 às 23h46

    Jose Roberto Pires Weber Se você é tão incompetente que vai estar desta forma em 2018, o Brasil não esta com nenhuma crise hoje e nunca estará,a politica suja da oposição tentando quebrar sim, mas esta já esta mortinha da Silva, então vote no LULA em 2018 vais fazer parte de uma grande elite de brasileiros autênticos e verdadeiros que lutam sempre por uma democracia e não fazem parte de nenhum grupo de fascistas e golpistas baratos.

    Responder

    Jose Brito

    07 de janeiro de 2016 às 00h54

    Obs: Lembrando que após as eleições futura de 2018, não tem essa de chorororo mais pra ninguém. Ficam parando o país nessa crise que é mais política do que econômica. O Aécio até hoje não aceitou a derrota, isso o torna ridículo.

    Responder

    João Vitor Amaral

    07 de janeiro de 2016 às 01h08

    ridículo e apoiar um governo que mergulhou o Brasil na crise e que teve seus principais líderes presos

    Responder

    Dennison Santos Carvalho

    07 de janeiro de 2016 às 01h33

    Vou nem discutir com essa criança, não sabe nada da vida ainda.

    Responder

    Jorge Menezes

    07 de janeiro de 2016 às 16h04

    Parabéns você acaba de descobrir como funciona uma democracia presidencialista!

    Responder

    João Vitor Amaral

    07 de janeiro de 2016 às 16h39

    pois bem Denilson eu também não vou discutir com um adulto que JÁ era pra saber o que o país está nessa situação de crise .meu amigo você e um babaca

    Responder

Haroldo Henrique Da Costa Lima

06 de janeiro de 2016 às 14h00

Parece que o Aécio Neves e o FHC ainda não sabem…

Responder

Marcelo Silva

06 de janeiro de 2016 às 14h00

Sem rumo! Sem projetos! Sem representatividade!

Responder

Elias Bittencourt Abranches

06 de janeiro de 2016 às 13h59

Ainda que houvesse alguém digno de assumir, iria pegar uma bomba… Então é melhor deixar como está, com o corruPTo se desgastando de vez….. Não há alguém decente para assumir, entenderam…..

Responder

    Diego Toledo

    06 de janeiro de 2016 às 14h03

    Não tem ninguém decente mesmo, botar tucanos no lugar, imagina? 10 x mais roubalheira, deuzolivre!

    Responder

Anete Claudia Alves

06 de janeiro de 2016 às 13h59

Responder

Fabrício Cerradero DuBrasil

06 de janeiro de 2016 às 13h58

Exato! Agora é nossa vez! TÁ NA HORA DA ESQUERDA IR PRO ATAQUE. PASSOU UM ANO INTEIRO APANHANDO SEM FALAR NADA! TÁ NA HORA DO PT E DOS PARTIDOS DE ESQUERDA SEREM MAIS OBJETIVOS, E IREM PRO CONFRONTO DIRETO DE PROJETOS. SABEMOS QUE O PSDB/DEM E ASSECLAS NAO TEM PROJETO DE PAIS. OBRIGADO

Responder

    Fabrício Cerradero DuBrasil

    06 de janeiro de 2016 às 14h38

    Dilma Rousseff SABE DISSO! TANTO É QUE ESTÁ MAIS AGUDA (VIDE SEUS ULTIMOS DISCURSOS… O DO GOOGLE POR EXEMPLO) E FOCADA EM SEU MANDATO.

    Responder

Elias Bittencourt Abranches

06 de janeiro de 2016 às 13h57

Quem no lugar dela?????

Responder

Elias Bittencourt Abranches

06 de janeiro de 2016 às 13h57

Que oposição?????

Responder

Silvana Simas

06 de janeiro de 2016 às 13h56

Fora Cunha!

Responder

Silvana Simas

06 de janeiro de 2016 às 13h56

Fora Cunha!

Responder

Lina França

06 de janeiro de 2016 às 13h55

Henrique Lorea eita jesus

Responder

Lina França

06 de janeiro de 2016 às 13h55

Henrique Lorea eita jesus

Responder

Roberto Oliveira

06 de janeiro de 2016 às 13h54

O Cunha carái. Contagem regressiva…

Responder

Roberto Oliveira

06 de janeiro de 2016 às 13h54

O Cunha carái. Contagem regressiva…

Responder

Deixe um comentário