Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Lava Jato: a falácia sobre a “maior corrupção do mundo”

Por Miguel do Rosário

07 de janeiro de 2016 : 13h37

Permitam-me responder a esse coxinha, que publicou o seguinte comentário na fanpage do Cafezinho:

ScreenHunter_286 Jan. 07 12.14

Em primeiro lugar, deixemos de lado os exageros retóricos que são apenas ridículos. Os Estados Unidos acabam de fazer uma guerra (fracassada) de vários trilhões de dólares contra o Iraque, cujo único objetivo foi encher os cofres dos prestadores de serviço do Pentágono.

Corrupção na veia, além de milhões de mortos.

Se vamos falar de corrupção, tudo bem, mas sem ranking internacional, por favor.

Aliás, sem ranking de espécie alguma, porque se ficarmos apenas ao nível nacional, a privataria tucana, o Banestado, a compra da reeleição deixam qualquer mensalão e petrolão no chinelo, não apenas em valores, mas também no que representam em termos de perda de soberania (privataria), danos à capacidade do Estado de investir (Banestado), e violação democrática (reeleição).

Não vou falar da sonegação, porque poderia lembrar que a operação Zelotes começou investigando desvios superiores a 20 bilhões, por parte de gigantes do sistema bancário e midiático, e terminou perseguindo o filho de Lula por causa de um contrato, feito dentro da lei, com pagamento de impostos, etc, de R$ 2,5 milhões…

A narrativa midiática produz um engodo incrível. Ela inverte as coisas.

Nos anos do “petrolão”, o governo brasileiro conseguiu reduzir brutalmente o endividamento público, aumentou exponencialmente os investimentos em infra-estrutura, descobriu o pré-sal e aumentou a produção de petróleo, recriou cadeias produtivas inteiras, promoveu a maior recuperação da massa salarial em décadas, multiplicou em várias vezes os gastos com programas sociais, além de aumentar sensivelmente o orçamento da Polícia Federal, que foi reestruturada, após décadas de sucateamento, em especial na era tucana. E tudo isso num ambiente de forte crescimento econômico, controle inflacionário e redução dos juros.

Para onde foi o dinheiro da maior corrupção do mundo ou da história? Os petistas mais ricos, em relação aos tucanos, são um punhado de favelados. O tesoureiro preso do PT não tem imóveis nem dinheiro. O PT está falido. Lula vive de palestras e seu único imóvel é o mesmo apartamento de São Bernardo em que vive há décadas (ele cogitou comprar um outro apartamento em Guarujá, o qual até hoje é tratado pela imprensa como um palácio de Versalhes, mas a imprensa demonizou tanto a possível compra que ele, logicamente, desistiu. Mesmo assim, a mídia ainda afirma – mentirosamente – que o apartamento é dele).

Nos anos da privataria tucana, a capacidade de investimento do Estado foi inteiramente desmantelada, grandes empresas estratégicas foram privatizadas (e o BNDES emprestou dinheiro para estrangeiros comprarem, a baixo preço, nossas estatais), programas sociais foram esvaziados, os salários baixaram, a inflação anual passou de 20% em alguns anos, e a dívida pública líquida saiu de 30% para 60%. A dívida bruta explodiu igualmente. Ao final do governo FHC, apesar de toda a lambança, ainda tivemos o Proer, um programa de doação de mais de R$ 100 bilhões aos bancos, que estavam em “crise”, coitadinhos. Tudo isso num cenário de juros altíssimos, crescimento baixo, desemprego galopante.

E os tucanos, todos milionários.

Lula não comprou medida parlamentar para se reeleger, FHC, sim. Mas é Lula que vai depor na Polícia Federal, por causa de Medida Provisória, relatada e defendida pela oposição, e que beneficiou principalmente estados governados pelo PSDB.

É mesmo um país surreal!

Não, coxinha, eu não defendo o PT, nem ninguém. Eu defendo o que eu entendo como verdade. Verdade da qual não sou dono, mas que também não acredito que seja propriedade de uma mídia corrupta e cevada no autoritarismo. Verdade que, sobretudo, não está com um punhado de coxinhas totalmente corrompidos mentalmente pelas mentiras da mídia.

Claro que houve corrupção por parte de petistas. A corrupção, infelizmente, é inerente ao poder, ao homem, aos governos.

Tem de ser combatida não com o moralismo vulgar e oportunista de nossa imprensa e de seu exército de zumbis alienados, e sim com transparência e fortalecimento das instituições.

Quem criou todos os atuais programas federais de transparência?

Quem criou leis obrigando os entes públicos a divulgarem suas despesas na internet?

Quem criou a lei anti-corrupção que, pela primeira vez na história, nos permite condenar não apenas os corrompidos – muitas vezes barnabés do serviço público – mas também os corruptores (lei esta que permitiu a Lava Jato, é importante lembrar)?

Desculpe lhe informar, coxinha, mas foi o PT.

Há corrupção em toda a parte, inclusive, e em grande escala, no Judiciário e no Ministério Público, o que é a corrupção mais danosa, porque exercida por servidores vitalícios.

Atribuir a corrupção a um só partido, ou pior, a um campo político, é uma loucura ideológica digna de um fascista!

Quem inventou a corrupção não foi nem PSDB, nem o PT.

Mas quem combateu a corrupção, mais que nenhum outro governo, inclusive a corrupção em si mesmo, o que é mais difícil e merece mais méritos?

Arrotar discursos vazios sobre a corrupção é fácil. Quero ver um governo investindo em órgãos de investigação que farão devassas no próprio governo, e quero ver esse governo aceitar tudo isso docilmente, resignadamente, como faz o governo Dilma.

A  imprensa internacional já entendeu perfeitamente que o governo Dilma se tornou um modelo mundial de combate à corrupção, justamente pela docilidade com que aceita todas as violências  e todos os excessos das autoridades investigativas contra o próprio governo.

Entretanto, para que a luta contra a corrupção não seja conspurcada pelas intrigas políticas, é preciso combater esses excessos, é preciso mostrar à sociedade que não se combate corrupção reduzindo direitos, e que a demagogia penal jamais foi um bom caminho.

É justamente isso o que a nossa grande imprensa não faz. Ela quer surfar nos excessos. Ela os insufla. Ela adula os juízes que cometem esses excessos, porque a nossa imprensa é profundamente corrupta e autoritária, cevada em esquemas monstruosos de sonegação, negociatas políticas, conspirações  e golpes de Estado.

A sociedade, então, fica perdida, pois a mídia alternativa ainda não tem tamanho e penetração suficiente para fazer um contrapeso adequado aos arbítrios da imprensa tradicional, sobretudo em se tratando de rádio e TV.

Coxinhas, repito, não sou o dono da verdade. Mas não acredito que a postura de vocês seja em prol do interesse nacional.

Quero combater a corrupção tanto como vocês alegam querer, e por isso defendo o aumento da transparência e o fortalecimento das instituições.

Esse fortalecimento das instituições, porém, deve ser feito seguindo a doutrina democrática dos freios e contrapesos, porque não podemos criar um Ministério Público e uma Polícia Federal que não sejam controlados democraticamente, por auditorias externas independentes.

Não podemos criar monstros autoritários, com pretensões a substituir a soberania popular, como se tornaram o Ministério Público e o Judiciário.

Acima de tudo, não podemos esquecer jamais que o poder emana do sufrágio universal.

Por isso o crime supremo é o golpe.

Os autoritários podem prender quem eles quiserem. A sociedade assistirá a tudo entre esperançosa (pela prisão de supostos bandidos) e apreensiva (pelo temor dos excessos), mas aceitará os fatos mais ou menos resignada.

Mas que estas violências não atinjam a liberdade e os direitos políticos,  que existem plenamente apenas no direito do povo de escolher seus governantes, porque isso provocará revolta popular e uma instabilidade de longo prazo em nossas instituições.

Que a Lava Jato cumpra seu papel. Ela também é fruto do lulismo. Ela também é mérito do PT, que jamais construiu esquemas de blindagem para proteger os seus, que investiu na autonomia da Polícia Federal e do Ministério Público.

Não seria possível uma Lava Jato no governo Sarney, nem no governo Collor, nem no governo FHC. Em especial não poderia haver no governo FHC, por causa da aliança espúria entre mídia, Executivo e os estamentos privilegiados do serviço público.

Tivemos que eleger um governo popular, um governo antipático às elites do serviço público, para que estas, tomadas de ódio de classe e embriagadas pelos holofotes da mídia, se decidissem a investigar até o fim os grandes esquemas de corrupção.

As nossas críticas à Lava Jato, contudo, se dão no sentido de que nenhuma investigação pode prescindir da preocupação com o estado da economia. Não tem nenhum sentido combater a corrupção e destruir grandes empresas estratégicas, atrasando em anos o nosso desenvolvimento.

Mas se isso acontecer, se a Lava Jato decidir destruir as grandes empresas nacionais de engenharia, não serão os procuradores e delegados, nem a mídia, que construirão novas empresas. Seremos nós, simples cidadãos, modestos blogueiros, que exigiremos do Estado que adote medidas públicas para o surgimento de outras empresas, que preencham a lacuna deixada pela destruição irresponsável da Lava Jato.

Essas outras empresas serão corruptas da mesma forma, porque a corrupção, como já disse, é inerente ao caráter humano, e somente a transparência e a vigilância podem reduzi-la.

Eu sou partidário da ideia de que não é preciso destruir a economia brasileira como “lição moral” contra a corrupção. Isso não beneficia o povo. Os barões da mídia ganham dinheiro com a crise, porque seus investimentos já estão atrelados à crise. Eles ganham com juros altos, inflação alta, desemprego. Os barões midiáticos não ganham dinheiro com seus jornais, que vivem de publicidade. Aliás, os barões estão sacrificando suas próprias empresas no altar da crise, demitindo em massa, porque não é daí que vem a sua renda. A sua renda vem de aplicações financeiras, os chamados fundos abutres, que existem aos montes no país.

Sou partidário de que a luta contra a corrupção seja moderada pelo compromisso com o nível de emprego, e que não tenha a pretensão tola de “moralizar” o país, pois esta moralização só virá com uma justa distribuição de renda e com a justiça social.

A corrupção não tem de ser combatida com violência policial ou penal, e sim com processos justos, moderados e isentos, sem contaminação política, sem histerias midiáticas, sem linchamentos.

Tem de ser combatida, repito pela terceira ou quarta vez neste artigo, pelo aumento da transparência e pela criação de instrumentos modernos de vigilância.

Temos que destruir a corrupção, não temos que destruir o país, não temos que destruir empresas, não temos que destruir empregos, não temos que destruir, sobretudo, nenhum ser humano, nem os acusados, nem mesmo os condenados.

Os acusados ou condenados tem de enfrentar as instâncias da lei, com todos os seus direitos garantidos, mas sem linchamento, sem lhes atribuir a culpa de 500 anos de opressão e corrupção.

Temos de proteger nossas empresas. Sou defensor, por exemplo, de um combate mais efetivo e mais duro contra a sonegação, mas longe de mim que a Receita passe a destruir cada pequeno negócio, cada pequeno botequim, em prol da luta contra a sonegação. A luta contra a sonegação tem de ser feita com inteligência e moderação, visando o bem comum, a estabilidade econômica e o aumento da arrecadação fiscal.

Que o bom senso prevaleça sobre os instintos baixos desse golpismo sujo e autodestrutivo que tomou conta de setores do Estado e da mídia, contaminando parte da população.

 

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

168 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Rodrigo

15 de outubro de 2018 às 12h33

Quanta desinformação… um pessoa dessa tem a cara de pau de se intitular jornalista? Quer dizer que o contra argumento é quem roubou mais ou menos? Isso é discussão de pessoas doentes e desequilibradas. PT e PSDB são parceiros ideológicos e seguem hegemonicamente na alternância do poder. Esse ciclo deve ser rompido, contudo somente vejo defensores desse ciclo.

Responder

Marcio Bayard Tupy Da Fonseca

10 de janeiro de 2016 às 22h01

Muito bom.

Responder

Selma Ribeiro da Silva

10 de janeiro de 2016 às 18h45

Muito muito bom…

Responder

Marcio Ramos

09 de janeiro de 2016 às 20h23

Caracas!!! Mandou bem!!!

Responder

Replicante Seletivo

09 de janeiro de 2016 às 03h44

Uma resposta espetacular a um comentário pobre e preconceituoso, deixado por um analfabeto político qualquer. Vale a pena ler, em toda sua extensão, e compartilhar com toda convicção necessária.

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h35

“Temos de proteger nossas empresas. Sou defensor, por exemplo, de um combate mais efetivo e mais duro contra a sonegação, mas longe de mim que a Receita passe a destruir cada pequeno negócio, cada pequeno botequim, em prol da luta contra a sonegação. A luta contra a sonegação tem de ser feita com inteligência e moderação, visando o bem comum, a estabilidade econômica e o aumento da arrecadação fiscal.”

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h35

“Temos de proteger nossas empresas. Sou defensor, por exemplo, de um combate mais efetivo e mais duro contra a sonegação, mas longe de mim que a Receita passe a destruir cada pequeno negócio, cada pequeno botequim, em prol da luta contra a sonegação. A luta contra a sonegação tem de ser feita com inteligência e moderação, visando o bem comum, a estabilidade econômica e o aumento da arrecadação fiscal.”

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h33

“Temos que destruir a corrupção, não temos que destruir o país, não temos que destruir empresas, não temos que destruir empregos, não temos que destruir, sobretudo, nenhum ser humano, nem os acusados, nem mesmo os condenados.”

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h33

“Temos que destruir a corrupção, não temos que destruir o país, não temos que destruir empresas, não temos que destruir empregos, não temos que destruir, sobretudo, nenhum ser humano, nem os acusados, nem mesmo os condenados.”

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h33

“Sou partidário de que a luta contra a corrupção seja moderada pelo compromisso com o nível de emprego, e que não tenha a pretensão tola de “moralizar” o país, pois esta moralização só virá com uma justa distribuição de renda e com a justiça social.”

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h33

“Sou partidário de que a luta contra a corrupção seja moderada pelo compromisso com o nível de emprego, e que não tenha a pretensão tola de “moralizar” o país, pois esta moralização só virá com uma justa distribuição de renda e com a justiça social.”

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h31

“Eu sou partidário da ideia de que não é preciso destruir a economia brasileira como “lição moral” contra a corrupção. Isso não beneficia o povo. Os barões da mídia ganham dinheiro com a crise, porque seus investimentos já estão atrelados à crise. Eles ganham com juros altos, inflação alta, desemprego. Os barões midiáticos não ganham dinheiro com seus jornais, que vivem de publicidade. Aliás, os barões estão sacrificando suas próprias empresas no altar da crise, demitindo em massa, porque não é daí que vem a sua renda. A sua renda vem de aplicações financeiras, os chamados fundos abutres, que existem aos montes no país.” Excelente!!!

Responder

Renato Bloisi

08 de janeiro de 2016 às 23h31

“Eu sou partidário da ideia de que não é preciso destruir a economia brasileira como “lição moral” contra a corrupção. Isso não beneficia o povo. Os barões da mídia ganham dinheiro com a crise, porque seus investimentos já estão atrelados à crise. Eles ganham com juros altos, inflação alta, desemprego. Os barões midiáticos não ganham dinheiro com seus jornais, que vivem de publicidade. Aliás, os barões estão sacrificando suas próprias empresas no altar da crise, demitindo em massa, porque não é daí que vem a sua renda. A sua renda vem de aplicações financeiras, os chamados fundos abutres, que existem aos montes no país.” Excelente!!!

Responder

José Ricardo Zuchieri

08 de janeiro de 2016 às 17h23

Quem acredita no Aécio é bosta mesmo.

Responder

José Ricardo Zuchieri

08 de janeiro de 2016 às 17h23

Quem acredita no Aécio é bosta mesmo.

Responder

Ronaldo Coimbra

08 de janeiro de 2016 às 15h44

Viu só acabei de comentar e eis que aparece um.

Responder

Mônica Dias Rêgo

08 de janeiro de 2016 às 15h06

Belo texto

Responder

Mônica Dias Rêgo

08 de janeiro de 2016 às 15h06

Belo texto

Responder

Mauricio Bellini

08 de janeiro de 2016 às 14h53

Eu não preciso ler revista alguma! Eu vou ao mercado…posto de gasolina…vejo os hospitais públicos…ouço os servidores públicos…não preciso me emprenhar pelos ouvidos! Eu vivo no Brasil de verdade e não no Mundo do faz de conta do PT!

Responder

Mauricio Bellini

08 de janeiro de 2016 às 14h53

Eu não preciso ler revista alguma! Eu vou ao mercado…posto de gasolina…vejo os hospitais públicos…ouço os servidores públicos…não preciso me emprenhar pelos ouvidos! Eu vivo no Brasil de verdade e não no Mundo do faz de conta do PT!

Responder

Mauricio Bellini

08 de janeiro de 2016 às 14h50

Engraçado…e essa geração do PT que acham que saíram da miséria? Seriam chamados de quê? Risole? Kkkk Bem…os que nunca trabalharam…São sustentados pelo papai ou vivem dos bens deixados…moram no Leblon e etc.. haaaa esses são os “caviar” kkkkkl Esquerda Caviar!

Responder

Mauricio Bellini

08 de janeiro de 2016 às 14h50

Engraçado…e essa geração do PT que acham que saíram da miséria? Seriam chamados de quê? Risole? Kkkk Bem…os que nunca trabalharam…São sustentados pelo papai ou vivem dos bens deixados…moram no Leblon e etc.. haaaa esses são os “caviar” kkkkkl Esquerda Caviar!

Responder

Enrico Madriga

08 de janeiro de 2016 às 13h18

Processo nele!

Responder

Jose Edvan Paz

08 de janeiro de 2016 às 12h17

Agora manda a origem da expressão PETRALHA, por favor.

Responder

Jose Edvan Paz

08 de janeiro de 2016 às 12h17

Agora manda a origem da expressão PETRALHA, por favor.

Responder

Paulinho Valero

08 de janeiro de 2016 às 11h39

E o termo mortandela, foi criado pelos petistas… KKK

Responder

Lidia Macedo

08 de janeiro de 2016 às 11h32

Excelente texto, tudo que penso sobre a conjuntura atual que passa o país!!

Responder

Décio Werneck

08 de janeiro de 2016 às 11h28

Que vontade de marcar alguns nomes, concorda Maurício?

Responder

    Décio Werneck

    08 de janeiro de 2016 às 11h29

    Mauricio De Queiroz

    Responder

    Mauricio De Queiroz Carmo

    08 de janeiro de 2016 às 13h46

    Concordo, mas não adianta. Eu percebi que as pessoas não podem ser tiradas do mundo de conforto delas. Isso seria brutalidade. É como tirar um passarinho do cativeiro e faze-lo livre.

    Responder

Ivan Diesel

08 de janeiro de 2016 às 09h44

Rafael Frinhane Wilton Vieira Galvão

Responder

Ale Nogueira

08 de janeiro de 2016 às 06h15

FabioFender, de certa forma, está correto. Ele se refere à MAIOR INVESTIGAÇÃO de corrupção, o que exclui todos os casos de corrupção não investigados, ainda que mais graves, como por exemplo o do Banestado.

Responder

Beth Monte

08 de janeiro de 2016 às 06h39

Pollyanne Alves, um bom termo…

Responder

Carlos Augusto

08 de janeiro de 2016 às 05h54

Quá . No Brasil é cada apelido. Digo que esta briga pelo poder é os Cozinhas X “ôz Mortadelas” comunistas.
Kkkkk, essa politica é muito piegas.

Responder

Rosana Vescio

08 de janeiro de 2016 às 03h25

No final das contas todos coxinhas ou não coxinhas só interessam para o governo aqueles que podem votar ,e e isso que estão tentando fazer com a oposição que vire posição e vote no Pt nas próximas eleições deixe de ser coxinha vote no Pt e isso que estão querendo dizer

Responder

Elidio Nonato

08 de janeiro de 2016 às 03h21

Ei ei sonhor da intelijumentici e vc mesmo e os meio de comunição de fora do brasil que afirmam.

Responder

João Vaz

08 de janeiro de 2016 às 02h51

agora temos os Nazi Coxas pra piorar, campeonato de burrice

Responder

Norma Shirakura

08 de janeiro de 2016 às 02h17

Leia, Sandra Atelier

Responder

Melquisedeque Oliveira

08 de janeiro de 2016 às 01h36

Pablo Carvalho .

Responder

Melquisedeque Oliveira

08 de janeiro de 2016 às 01h36

Pablo Carvalho .

Responder

Melquisedeque Oliveira

08 de janeiro de 2016 às 01h36

Pablo Carvalho .

Responder

Álvaro Marins

08 de janeiro de 2016 às 00h56

Que nada! Coxinha não consegue ler mais do que duas linhas de texto. Por isso ficam tão impressionados com manchetes de jornais e capas de revistas. Coxinha quando tem o tico não tem o teco, e vice-versa.

Responder

Marcos André Oliveira

08 de janeiro de 2016 às 00h52

Acho que o coxinha nem vai responder. Até pq, acho difícil ele ter entendido. É de mais pra cabeça dele. kkkk.

Responder

Márcia Bertoldi

08 de janeiro de 2016 às 00h42

Parabéns pela lucidez.

Responder

Nasrin Haddad

08 de janeiro de 2016 às 00h30

Otimo yassimin afshar

Responder

Sirlei Dorneles Martinez

08 de janeiro de 2016 às 00h05

O coxinha é ignorante da história do país , não reconhece processo legal e ignoram a Constituição como orientadora da vida dos cidadãos.

Responder

Christian Kniphoff

07 de janeiro de 2016 às 23h17

Engraçado é ver pessoas defendendo o governo e acusando aqueles que não o fazem, pré julga-los como: analfabetos políticos e apoiadores da direita, será esse povo tão dependente de um líder a ponto de ser inimaginável a vida sem um chefe…

Responder

João Vitali

07 de janeiro de 2016 às 23h11

A gente vive um desequilíbrio ideológico muito grande, onde criticar o serviço público, governantes ou partidos é levado como ofensa pessoal. Não conseguiu ler o texto pq minha internet não conseguiu abrir ainda, mas vários comentários aqui são de uma “tosquidão” sem fim, graças a esse desequilíbrio. A direita eu já sabia q era intelectualmente limitada, mas nesses últimos anos a esquerda mostrou q não sabe perder nem quando se disputa quem é mais estúpido. Enquanto essa corja, q se alimenta de cérebros de militantes, se dispuser de condições favoráveis de sobrevivência, o cidadão q almeja crescer continuará apenas sobrevivendo.

Responder

Raimundo Freitas Freitas

07 de janeiro de 2016 às 23h08

Todo mundo sabe, CORRUPÇÃO é falácia. Nunca existiu em governos petistas, que são seríssimos. É coisa de golpistas, nazistas, fascistas,homofóbicos, reaças, extremistas de direita e coxinhas. Ah sim, o rebaixamento do Brasil pelas agencias internacionais, é coisa de FHC, Bolsonaro e Aécio!

Responder

Adriano Brzozoski

07 de janeiro de 2016 às 22h55

o que é pior: os coxinha ou os mortadelas iludidos

Responder

Juliana Drumond F. Werneck

07 de janeiro de 2016 às 22h22

pois atualmente coxinha tem um novo significado… É alguém que tem mais matéria nas partes baixas que na cabeça! Na exata forma de coxinha!

Responder

MarceloeGraziele Mendite

07 de janeiro de 2016 às 22h17

Perfeito… todos deveriam ler essa resposta

Responder

renato

07 de janeiro de 2016 às 19h58

Já esta guardado em meus favoritos..
Arma da inteligentes…
É assim que eles nos tratam quando descobrem
que somos a favor deste governo..
– Nossa? Mas você é tão inteligente…???

Responder

Helda Medeiros

07 de janeiro de 2016 às 21h32

Excelente artigo.

Responder

Francisco Tavares

07 de janeiro de 2016 às 21h17

não sei quem é o Resposavel pelo este tal de CAFEZINHO, mais que ele é um escroto ele é…as vezes da para pensar que ele é só burro, mais não, na verdade é mais um inutil que vive de bajular este bando de ladrões que que Roubam na maior cara de pau, não sei com este Idiota tem Coragem de Questionar um Comentario sobre a lava Jato, Operação Bombardeada diariamente com MENTIRAS, com o Unico ituito de defender ladrões, lamentavem em todos os sentidos…

Responder

Edmilson Cesar Pinto

07 de janeiro de 2016 às 21h08

Fantástico comentário, concordo plenamente em gênero, número e grau!!!!!

Responder

Edmilton Torres

07 de janeiro de 2016 às 20h59

Estupidez parece não ter limites. O pior cego é aquele que não quer ver. Quanta desonestidade intelectual…

Responder

Márcia Köhler

07 de janeiro de 2016 às 20h45

Bela resposta “O cafezinho’!

Responder

Kênia G Camilo

07 de janeiro de 2016 às 20h31

Henf!!!

Responder

Eric Plank

07 de janeiro de 2016 às 20h16

Concordo com várias coisas, mas não sabia que o lula estava tão pobre assim.

Responder

Joca Freire

07 de janeiro de 2016 às 20h13

Malu Freire

Responder

Washington Luiz Fidalgo

07 de janeiro de 2016 às 20h07

UHUUUUUU! Tanto bla….bla….bla…e Pais ta indo pra merda levando tanto a esquerda quanto a direita, mas o que importa é farinha pouca meu pirão e a ultima lasca de rapadura primeiro.

Responder

Myriam Martinez Assad

07 de janeiro de 2016 às 20h03

Norma Shirakura

Responder

Washington Luiz Fidalgo

07 de janeiro de 2016 às 20h02

A inflação vai obrigar aqueles que estão entrando na fila do desemprego a comer todos dias uma coxinha com um copo de 200 ml de refresco bem ralo; adeus vale alimentação; almoçar pra que! Agora só tem coxinha. Na terra de cego quem tem um olho caido, miope e vesgo é Rei.

Responder

Veridiana Carvalho

07 de janeiro de 2016 às 20h01

Arrasou Miguel!!! Arrasou arrasou arrasou!!! Texto estupendo!!!

Responder

Marcelo Pires

07 de janeiro de 2016 às 19h54

DEPOIS DE TUDO ISSO QUE EU LI NESSA MATERIA ” PERDI ATE A VONTADE DE COMER COXINHA NA MINHA VIDA ” POIS VOU LEMBRAR DESSE ” SAPO , BRONCA , SURRA DE PALAVRAS , VERDADE VERDADEIRA , VERGONHA HISTORICA , PAGACAO DE MICO , ENFIM NEM ENCONTRO MAIS ADJETIVOS PARA ESSA HUMILHACAO E TIRADA DO ANO ” . . . BOM AGORA VOU PEDIR PASTEL PRA COMER NAS LANCHONETES E BARES . . . GARCOM UM PASTEL DE QUEIJO POR FAVOR . . . . OBRIGADO . . . HUMMMMMMMM QUE DELICIA COMER ISSO E FICAR EM PAZ . . .

Responder

Marcelo Pires

07 de janeiro de 2016 às 19h54

DEPOIS DE TUDO ISSO QUE EU LI NESSA MATERIA ” PERDI ATE A VONTADE DE COMER COXINHA NA MINHA VIDA ” POIS VOU LEMBRAR DESSE ” SAPO , BRONCA , SURRA DE PALAVRAS , VERDADE VERDADEIRA , VERGONHA HISTORICA , PAGACAO DE MICO , ENFIM NEM ENCONTRO MAIS ADJETIVOS PARA ESSA HUMILHACAO E TIRADA DO ANO ” . . . BOM AGORA VOU PEDIR PASTEL PRA COMER NAS LANCHONETES E BARES . . . GARCOM UM PASTEL DE QUEIJO POR FAVOR . . . . OBRIGADO . . . HUMMMMMMMM QUE DELICIA COMER ISSO E FICAR EM PAZ . . .

Responder

Sandra

07 de janeiro de 2016 às 17h52

Dá-lhe Miguel!As nossas armas são os argumentos inteligentes e a fala pacífica, que dá nos nervos dessa gente ignorante e raivosa.

Responder

Murillo Paiva

07 de janeiro de 2016 às 19h43

Este artigo d’OCafezinho é antológico!

Responder

Murillo Paiva

07 de janeiro de 2016 às 19h43

Este artigo d’OCafezinho é antológico!

Responder

Paulo Sergio Cruz

07 de janeiro de 2016 às 19h39

Sr. Hork? rsrs

Responder

Paulo Sergio Cruz

07 de janeiro de 2016 às 19h39

Sr. Hork? rsrs

Responder

Marcos Sannuto

07 de janeiro de 2016 às 17h27

Será que com um texto primoroso deste os coxinhas vão continuar negando a realidade só achei longo demais coxinhas só lêem dois parágrafos curtos no máximo mas falam e escrevem porcaria por horas

Responder

Tahia Sarapo

07 de janeiro de 2016 às 19h19

gostei e levei….

Responder

Tahia Sarapo

07 de janeiro de 2016 às 19h19

gostei e levei….

Responder

Barbara Ferreiro

07 de janeiro de 2016 às 19h18

Eita cafezinho bom…. ainda dá caldo em coxinha ! Obrigado Miguel , Parabéns pelo texto !!

Responder

Barbara Ferreiro

07 de janeiro de 2016 às 19h18

Eita cafezinho bom…. ainda dá caldo em coxinha ! Obrigado Miguel , Parabéns pelo texto !!

Responder

Marisa Amaral

07 de janeiro de 2016 às 19h14

Excelente Miguel. Parabéns.

Responder

Marisa Amaral

07 de janeiro de 2016 às 19h14

Excelente Miguel. Parabéns.

Responder

Iza Pereira

07 de janeiro de 2016 às 19h07

E petralha, vem de onde? Kkkk

Responder

Barbara Ferreiro

07 de janeiro de 2016 às 18h58

Cafezinho delicioso….. obrigado Miguel ,pelo caldo extra dado a este coxinha !!!

Responder

Timoteo Blank

07 de janeiro de 2016 às 18h41

Para cada linha de argumento raso dos coxinhas, temos que responder com diversos parágrafos baseados em números e fatos concretos. Vide o texto, por exemplo. Por isso é tão difícil a evolução da discussão: os coxinhas tem preguiça de ler ou nós temos preguiça de explanar.

Responder

    Mauricio Bellini

    08 de janeiro de 2016 às 14h56

    Parágrafos e mais parágrafos não conseguem modificar a fome do povo…a falta de atendimentos médicos.. o País quebrado…a roubalheira! Os Petistas tem a mania de justificarem os roubos mostrando os roubos dos outros, mas isso não muda sua condição de ladrão! Lamentável!

    Responder

    Mauricio Bellini

    08 de janeiro de 2016 às 14h56

    Parágrafos e mais parágrafos não conseguem modificar a fome do povo…a falta de atendimentos médicos.. o País quebrado…a roubalheira! Os Petistas tem a mania de justificarem os roubos mostrando os roubos dos outros, mas isso não muda sua condição de ladrão! Lamentável!

    Responder

    Timoteo Blank

    08 de janeiro de 2016 às 15h44

    O artigo do O Cafezinho aí está para ser lido. Abraços.

    Responder

    Mauricio Bellini

    09 de janeiro de 2016 às 08h01

    Só blablablabla

    Responder

Pietro Azzulk

07 de janeiro de 2016 às 18h37

Corrupto querendo acaba com a corrupção

Responder

Sylvania Miranda

07 de janeiro de 2016 às 18h28

Morena Miranda

Responder

Jaime Baghá

07 de janeiro de 2016 às 18h22

É o mesmo que babaca.

Responder

Filipe Gonçalves

07 de janeiro de 2016 às 18h21

Em 2005 o grupo cubano Orishas lança a música “El Kilo” onde usam o termo “Politica cochina”, ou seja, “política porca/ política suja”, já que cochino é porco, o animal.

Responder

Douglas Tanganelli

07 de janeiro de 2016 às 18h13

Muito bom!!! Toda a conjuntura em um único artigo. Agradeço aquele coxinha ter te inspirado tanto, rs.

Responder

Gickson Silva

07 de janeiro de 2016 às 18h12

Perfeito! Parabéns!

Responder

Marcelo Ramos

07 de janeiro de 2016 às 18h10

Muito bem escrito, com todos os pingos e hifens no lugar…

Responder

Maria Janete Carnevalli

07 de janeiro de 2016 às 18h09

O pior tipo de coxinha é o pobre que pensa ser rico.

Responder

Maria Janete Carnevalli

07 de janeiro de 2016 às 18h05

Será que o preconceito dele o deixou entender alguma coisa?

Responder

Roberto Souza

07 de janeiro de 2016 às 17h59

parabéns pela inspiração

Responder

Ivo Vanda Reis

07 de janeiro de 2016 às 17h59

Vc ta certo Cafezim. Mas se não e o maior escândalo de corrupção do mundo e , com certeza, o segundo. ” Veja” bem, só na petrobras 90 bi, agora computa: BNDES, Eletrobras, Zelotes, CEF, BB, Postalis, Petros, Previ, fundo da CEF….. são tantos que a gente até esquece. Mas mesmo assim, se vc discordar do segundo maior, concordo ainda com vc. Vou ficar com o terceiro maior. Esse e o meu limite do corruptometro.

Responder

    Marcelo Pires

    07 de janeiro de 2016 às 19h34

    CONCORDO COM VC CARO AMIGO . . . ” POIS OS MAIS CORRUPTOS SAO DA OPOSICAO DA DILMA ” . . . BEM OBSERVADO . . . MUITO BEM OBSERVADO . . .

    Responder

    Marcelo Pires

    07 de janeiro de 2016 às 19h34

    CONCORDO COM VC CARO AMIGO . . . ” POIS OS MAIS CORRUPTOS SAO DA OPOSICAO DA DILMA ” . . . BEM OBSERVADO . . . MUITO BEM OBSERVADO . . .

    Responder

    Dorival Antonio de Borba

    07 de janeiro de 2016 às 22h44

    IVO se voce ler o livro A PRIVATARIA TUCANA vai descobrir que o maior esquema de corrupçao do mundo nao é do PT

    Responder

    Ivo Vanda Reis

    07 de janeiro de 2016 às 22h47

    Vou ler. Primeiro vou esperar a lava jato terminar as investigações para poder comparar. Tenho que ter os números para não ficar no achismo. Abrs

    Responder

Erika Santos

07 de janeiro de 2016 às 17h57

Nunca tinha ouvido este termo quando morando no brasil…este é novidade, pelo menos veio depois que saí do país. …mesmo nas décadas de 70 e 80, nunca se ouviu, nem no período após o término da ditadura

Responder

Luiz Chagas

07 de janeiro de 2016 às 17h40

Texto maravilhoso, vou até compartilhar, genial!!!

Responder

Kica Olivia Almeida

07 de janeiro de 2016 às 17h37

Como já sugeriram nos post, um texto animado, tipo slide, condensado e colorido … pode ser que os tais coxinhas consigam ler inteiro e, até quem sabe, refletirem sobre o panorama estampado muito bem pelo O Cafezinho.

Responder

Danilo Villaça de Azevedo

07 de janeiro de 2016 às 17h35

Exatamente meu pensamento sobre tudo!

Responder

Mauro Coelho

07 de janeiro de 2016 às 17h29

Enrabar o coxinha sem vaselina foi a maior sacanagem hein O Cafezinho? da próxima vez usem ao menos margarina! kkkkkkk

Responder

Rodrigo Simão

07 de janeiro de 2016 às 17h25

Texto muito muito bom! Excelente!!

Responder

Eduardo

07 de janeiro de 2016 às 15h23

Meio quilo de bosta escrita.

Responder

    Miguel do Rosário

    07 de janeiro de 2016 às 15h30

    Que isso, não se desvalorize tanto. Seu comentário vale mais que meio quilo de bosta.

    Responder

Claudia Kornfeld Fiedler

07 de janeiro de 2016 às 17h21

Ótimo artigo,disse exatamente o que penso!

Responder

Alcioni Possamai

07 de janeiro de 2016 às 17h20

Eu vou desenvolver o Coxímetro! Uma escala que vai de 1 a 22. Conceituando e descrevendo cada nível! No nível mais alto estaria, por exemplo, o Olavo! :-)

Responder

George Ayres

07 de janeiro de 2016 às 17h16

coxinha é o ser assistidor de globo e leitor de veja, folha, estadão.

Responder

Glauberson Duarte

07 de janeiro de 2016 às 17h08

Daqui a 20 anos o post será sobre pão com mortadela.

Responder

Nelma F. Santos

07 de janeiro de 2016 às 16h59

Arrasou!!!
Mas eles não entenderão.

Responder

Sibele Novaes Vasconcelo

07 de janeiro de 2016 às 16h59

Parafraseando Carlos Drummond de Andrade.
E agora coxinha?

Responder

Raul Paco Francisco

07 de janeiro de 2016 às 16h58

O governo federal petista esculhambou o IMPEACHMENT no mês de janeiro. aproveitando o recesso parlamentar, estão rindo a tóa. más Fevereiro tá chegando e os parlamentares vindo com unhas e dentes bem afiados pra defender a NAÇÃO BRASILEIRA . segurem-se que a coisa vai pegar fogo em Brasilia.

Responder

Sergio Borges

07 de janeiro de 2016 às 16h53

Seria bom que TDs os defensores da tucanada vissem este post.

Responder

Edson Luiz Raminelli

07 de janeiro de 2016 às 16h48

Da-lhe porrada Cafezinho. Estes caras podem falar de várias coisas menos sobre corrupção, pois nunca combateram e sim sempre alavancaram.

Responder

Guilherme Marques

07 de janeiro de 2016 às 16h48

Coxinhas não conseguem ler um texto deste tamanho.

Responder

    Andréa Castro

    07 de janeiro de 2016 às 18h07

    a maioria dos coxinhas q responderam aqui, corroboram sua afirmação rss

    Responder

Rosielli Moreira

07 de janeiro de 2016 às 16h48

Rayssa Santos

Responder

Tomaz Pires De Albuquerque Sarto

07 de janeiro de 2016 às 16h48

E o mortadela?tudo é sub produto de lanchonete. Kkkkk

Responder

Samira Marcela Roman

07 de janeiro de 2016 às 16h45

Ótimo texto

Responder

Marcos Falchero Falleiros

07 de janeiro de 2016 às 16h41

” Que o bom senso prevaleça sobre os instintos baixos desse golpismo sujo e autodestrutivo que tomou conta de setores do Estado, da mídia, contaminando parte da população.”

Responder

Arthur Potthoff De Toledo

07 de janeiro de 2016 às 16h39

A impressão que dá é que as pessoas leem esses “gurus” de extrema de direita e só aprendem palavrões ou esses chavões apelativos sentimentalóides de “maior roubo das história das galáxias”, “os país de família estão sem empregos”, “precisamos estocar comida”… Discussões sensatas sobre os prós e contras dentro de um partido político, pontos positivos e negativos da oposição sobre o processo legislativo da câmara, o complicado cenário econômico mundial, propostas futuras,… Nada! São raríssimos os comentários sérios… Dá nisso, o povo fica lendo reportagens absurdas de Vejas por ai (revistas que odeiam todo mundo) ou de vídeos de um velhinho solitário que tem teorias completamente insanas sobre “comunismo” e que também odeia todo mundo… Que no fim, resulta num pequeno exército de adultos infantis de boca suja, e que odeiam todo mundo. Ótimo texto!

Responder

Rita Candeu

07 de janeiro de 2016 às 16h39

pena que o coxinha não vai ler
se ler não vai entender

Responder

Claudio Paulon de Carvalho

07 de janeiro de 2016 às 16h37

Leia Charles Delvaux

Responder

Elizabete B C Oliveira

07 de janeiro de 2016 às 16h33

Muito bem agora sei porque esse termo é usado! Sabia que tinha alguma coisa com falsidade!

Responder

Silva Bruna

07 de janeiro de 2016 às 16h30

Meu filho Miguel do O Cafezinho Rosário. Seu texto é excepcional. Mas como sempre seu jornalismo é o da embromação. Tenta macaquear para não parecer jornalismo chapa-branca, mas não consegue. Parabéns, pois provou tudo o que venho dizendo.

Responder

Rodrigo M Rodrigues

07 de janeiro de 2016 às 16h28

Alexandre Pardal

Responder

Rodrigo M Rodrigues

07 de janeiro de 2016 às 16h28

Marcelo Schaefer

Responder

Renato Laforet

07 de janeiro de 2016 às 16h23

muito bom artigo, pena que o

Responder

Alvaro Rangel

07 de janeiro de 2016 às 16h20

Coxinha é tudo isso que está na postagem e nos comentários anteriores, bem como nos futuros que identifiquem alienados ideológicos e/ou analfabetos políticos funcionais que são”baba-ovo de patrão”; que são de “classe média que pensam que não são proletários remediados e acreditando piamente serem burgueses”; os integrantes da classe média que defendem com afinco o direito e a ‘liberdade” de serem oprimidos, enganados, explorados pela classe dominante que eles pensam pertencer; enfim, tudo como “baratas que defendam o inseticida”… Tudo isso é coxinha e pode ser a origem da expressão coxinha.

Responder

    Elizabete B C Oliveira

    07 de janeiro de 2016 às 16h35

    Gostei! Baratas que defendem inseticidas! Kkkk

    Responder

    Raimundo Freitas Freitas

    07 de janeiro de 2016 às 23h14

    Concordo. Mais ou menos como a nova classe média, criada por Decreto, que tirou 40.000.000 da pobreza a R$200,00 por membro da família. O pior, é que essa plebe rude e ignara, acreditou na propaganda enganosa do poste de Mula!

    Responder

    Alvaro Rangel

    07 de janeiro de 2016 às 23h20

    Ops! Tem coxinha na área vestindo a carapuça. O pior é quando o coxinha tenta ser engraçado, sem o menor talent para a coisa; fazendo rir não pela suposta comédia, mas sim pela ridicularidade. Não sabe ele o segredo do sarcasmo e da sátira é a sutileza.

    Responder

    Célia Nadir Anselmi

    07 de janeiro de 2016 às 23h57

    Alvaro Rangel, não gosta de patrões, monte o próprio negócio seu invejoso e incompetente.

    Responder

    Alvaro Rangel

    08 de janeiro de 2016 às 00h11

    Coxinha fazendo o que faz de melhor atacar pessoalmente, agredir e/ou ofender. Que pena, num comentário genérico não dirigido a ela nem a ninguém especificamente, vestiu a carapuça de “baba-ovo de patrão”. Isso só denota a limitação intelectual da ofensora. Essa sim, vestindo a carapuça e descendo para a baixaria é muito engraçada. Mais uma barata adoradora de inseticida. ???????

    Responder

    Francisco Tavares

    08 de janeiro de 2016 às 00h13

    um petista falando de alienação..Alvaro vc deve ser um Expert em alienação idologica..vc é um desses idiotas que só fala o que o Lula manda…

    Responder

    Alvaro Rangel

    08 de janeiro de 2016 às 00h19

    Ops! Outro coxinha vestindo a carapuça. Aliás, estás enganado Francisco; afinal, sendo o PT um partido burguês, que nem sequer persegue a reforma do capitalismo, garanto que não só não sou petista, como vc está muito mais próximo de ser do PT que eu. ?????

    Responder

    Monica Figueiredo

    08 de janeiro de 2016 às 12h20

    Isso é pior.

    Responder

    Monica Figueiredo

    08 de janeiro de 2016 às 12h20

    Isso é pior.

    Responder

    Alvaro Rangel

    08 de janeiro de 2016 às 12h57

    Monica Figueiredo “Retomar o país dos comunistas”? kkkkkk Bem, o Poder Executivo não é comunista. O Legislativo e o Judiciário também? Daí, a pergunta que não quer calar é retomar de quê? Dizer: “retomar o país dos comunistas” é o mesmo que dizer “retomar o país dos ETs marcianos de outro planeta”. kkkkk Destaco dois aspectos: (01) primeiro que muita gente fala de comunismo, alguns contra e outras a favor, sem saber do que se trata o conceito de comunismo. Vale dizer, a pessoa é contra ou é a favor daquilo que não sabe o que é. Sinistro. Certa feita um militar me diz que é favor da “ditadura comunista” (conceito que não existe no marxismo) porque já ´percebeu que a ditadura capitalista não deu certo e ele é a favor de um regime “forte e disciplinador”. É um desvairado a favor de algo que não existe. Assim como a pessoa que criou e as pessoas que divulgam o post dizendo a sandice de “retomar o país dos comunistas” é contra o que não existe. É como Dom Quixote lutando contra “moinhos de vento”, sem a figura de retórica satírica em relação os Holandeses que dominavam a Espanha através do Rei Carlos (de origem holandesa). Neste caso, os coxinhas lutam contra moinhos de vento mesmo! Cruz-credo!. (02) Em segundo lugar, mais uma vez aprece a figura da “barata defendendo o inseticida”, pois quem posta esse tipo de asneira anticomunista nada mais são do que pessoas que pertencem à classe dominada, já que não detém a propriedade dos meios de produção e não possuem qualquer poder político ou econômico, defendendo interesses de classe dominante burguesa e de seu sistema capitalista (o “inseticida”) que os explora e oprime. Mal sabem que o PT é um partido burguês, que se insere nas instituições capitalistas, que reproduzem o sistema capitalista. Não sabem que o PT é contra-revolucionário no que tange ao projeto de revolução socialista. Enfim, quem manifesta essas posições coxinhas e/ou reacionárias, além da alienação ideológica e do analfabetismo político funcional, demonstra não haver estudado história, não possuir os mais comezinhos conhecimentos acerca dos conceitos e princípios informativos sociológicos, filosóficos e econômicos de ciência política e de marxismo, bem como baixo nível intelectual e cultural. Obviamente que, ou a Monica Figueiredo é uma bilionária capitalista, dona de mansões, ilhas particulares, jatinhos, iates e empresas de base da cadeia produtiva; ou então é apenas uma reacionária “não-alienada” e “não-analfabeta política”, que embora proletária defendendo interesses da burguesia, excepcionalmente trata-se de pessoa inteligentíssima e cultíssima, a quem eu, cônscio de minha própria ignorância, humildemente imploro que me ensine as razões e fundamentos científicos de sua culta e inteligente posição reacionária, eis que sua postagem em comentário foi uma sandice, não fazendo jus a sua cultura e inteligência.

    Responder

    Alvaro Rangel

    08 de janeiro de 2016 às 12h57

    Monica Figueiredo “Retomar o país dos comunistas”? kkkkkk Bem, o Poder Executivo não é comunista. O Legislativo e o Judiciário também? Daí, a pergunta que não quer calar é retomar de quê? Dizer: “retomar o país dos comunistas” é o mesmo que dizer “retomar o país dos ETs marcianos de outro planeta”. kkkkk Destaco dois aspectos: (01) primeiro que muita gente fala de comunismo, alguns contra e outras a favor, sem saber do que se trata o conceito de comunismo. Vale dizer, a pessoa é contra ou é a favor daquilo que não sabe o que é. Sinistro. Certa feita um militar me diz que é favor da “ditadura comunista” (conceito que não existe no marxismo) porque já ´percebeu que a ditadura capitalista não deu certo e ele é a favor de um regime “forte e disciplinador”. É um desvairado a favor de algo que não existe. Assim como a pessoa que criou e as pessoas que divulgam o post dizendo a sandice de “retomar o país dos comunistas” é contra o que não existe. É como Dom Quixote lutando contra “moinhos de vento”, sem a figura de retórica satírica em relação os Holandeses que dominavam a Espanha através do Rei Carlos (de origem holandesa). Neste caso, os coxinhas lutam contra moinhos de vento mesmo! Cruz-credo!. (02) Em segundo lugar, mais uma vez aprece a figura da “barata defendendo o inseticida”, pois quem posta esse tipo de asneira anticomunista nada mais são do que pessoas que pertencem à classe dominada, já que não detém a propriedade dos meios de produção e não possuem qualquer poder político ou econômico, defendendo interesses de classe dominante burguesa e de seu sistema capitalista (o “inseticida”) que os explora e oprime. Mal sabem que o PT é um partido burguês, que se insere nas instituições capitalistas, que reproduzem o sistema capitalista. Não sabem que o PT é contra-revolucionário no que tange ao projeto de revolução socialista. Enfim, quem manifesta essas posições coxinhas e/ou reacionárias, além da alienação ideológica e do analfabetismo político funcional, demonstra não haver estudado história, não possuir os mais comezinhos conhecimentos acerca dos conceitos e princípios informativos sociológicos, filosóficos e econômicos de ciência política e de marxismo, bem como baixo nível intelectual e cultural. Obviamente que, ou a Monica Figueiredo é uma bilionária capitalista, dona de mansões, ilhas particulares, jatinhos, iates e empresas de base da cadeia produtiva; ou então é apenas uma reacionária “não-alienada” e “não-analfabeta política”, que embora proletária defendendo interesses da burguesia, excepcionalmente trata-se de pessoa inteligentíssima e cultíssima, a quem eu, cônscio de minha própria ignorância, humildemente imploro que me ensine as razões e fundamentos científicos de sua culta e inteligente posição reacionária, eis que sua postagem em comentário foi uma sandice, não fazendo jus a sua cultura e inteligência.

    Responder

Jean Quatrini

07 de janeiro de 2016 às 16h19

Roberto Melo

Responder

Ademir Zampieron

07 de janeiro de 2016 às 16h19

coxinha é a pessoa que não depende de doação de outros para sobreviver.

Responder

    Gerson Pompeu

    07 de janeiro de 2016 às 17h01

    Mas, adora sonegar.

    Responder

    Hugo Andre Haffner

    07 de janeiro de 2016 às 17h58

    Coxinha detected and blocked.

    Responder

    Marcelo Pires

    07 de janeiro de 2016 às 19h29

    MAS RECLAMA DOS HOSPITAIS E ESCOLAS PUBLICAS SEREM PRECARIAS . . . SE NAO DEPENDE DE DOACAO VAI PAGAR UM PLANO DD SAUDE E ESCOLA OU FACULDADES PARTICULARES PROS FILHOS OU NETOS ENTAO . . .

    Responder

    Marcelo Pires

    07 de janeiro de 2016 às 19h29

    MAS RECLAMA DOS HOSPITAIS E ESCOLAS PUBLICAS SEREM PRECARIAS . . . SE NAO DEPENDE DE DOACAO VAI PAGAR UM PLANO DD SAUDE E ESCOLA OU FACULDADES PARTICULARES PROS FILHOS OU NETOS ENTAO . . .

    Responder

Vj Jerfeson Nascimento

07 de janeiro de 2016 às 16h17

Para mim esta claro, se eles não derrubar o PT todos vão cair. Isso e um fato, usou a população com essa história de impitimam pensando só neles, mais não deu certo, quero ver agora!!

Responder

    Mauricio Bellini

    08 de janeiro de 2016 às 14h54

    O PT já era! Vão roubar o que podem e deixar a conta pra pagarmos! Já estão fazendo isso!

    Responder

    Mauricio Bellini

    08 de janeiro de 2016 às 14h54

    O PT já era! Vão roubar o que podem e deixar a conta pra pagarmos! Já estão fazendo isso!

    Responder

Vicente

07 de janeiro de 2016 às 14h17

Belo texto! O problema é que os coxinhas não entendem qualquer argumento. Estão programados pela mídia e só a ela obedecem. Raciocinar? Pra quê, se eles têm os Jabores, os Wacks, os Bonners? É só ouvir a “verdade” no Jornal Nacional, depois ler as denúncias da Veja e sair urrando.
Mesmo assim, não desistamos de tentar fazer essa gente pensar e parar de ser inocente útil.

Responder

jose marcos

07 de janeiro de 2016 às 14h14

Texto genial Miguel!!! mais infelizmente nenhum coxinha lerá até o final e se isto acontecer não mudará em nada, pois todo coxinha é fascista e fascista se recusa a pensar, analisar e refletir sobre suas idéias, que no fundo lhes foram impostas e eles acham que são deles.

Responder

Alexandre Costa Cruz

07 de janeiro de 2016 às 16h14

Responder

Anônimo

07 de janeiro de 2016 às 14h13

Esses papagaios da midia direitista, golpista e de oposição são mal informados, mal intencionados ou pagos para escreverem essa bobagem.

Acho que para eles manterem essa boquinha, deveriam escrever melhor e contar umas mentiras mais convincentes.

Vão acabar perdendo o emprego.

Responder

Samuel Savi de Souza

07 de janeiro de 2016 às 16h13

Os coxinhas deveriam ir ler a veja. Kkkk

Responder

Gilceu Ribas

07 de janeiro de 2016 às 16h07

a questão é que coxinha, de regra, não aceita o contraditório. Eles se bastam com seu recheio de carne carregada de hormônio televisivo.

Responder

Paulo Santos

07 de janeiro de 2016 às 15h58

Perfeito, irretocável, PARABÉNS!!!

Responder

Ana Luiza

07 de janeiro de 2016 às 15h58

Paula Ingrid, Isadora Araujo M

Responder

José Dario Zapata

07 de janeiro de 2016 às 15h49

Eu pensava que era o cara que defende o patrão mas tem que comer coxinha com vale refeição.

Responder

    Hell Back

    07 de janeiro de 2016 às 16h56

    Não! O coxinha não usa vale refeição. Ele só usa “Food Stamp”. rs

    Responder

Mônica L. Dos Santos

07 de janeiro de 2016 às 15h47

Li o texto na Carta CartaCapital e ta cheio de coxinha comentando por la,kekekeke. Vestiram a carapuça,kekeke.

Responder

Deixe um comentário