Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Como FHC enganou o país. Por Palmério Doria

Por Redação

18 de fevereiro de 2016 : 22h40

por Palmério Doria, no Brasil 247

Muito antes das expressões “bullying” ou “assédio moral” se tornarem corriqueiras, pude comprová-las na pele. Inicialmente na forma de sutis consultas, telefonemas despretensiosos, convites para almoços ou cafés.

Eu, o saudoso Sérgio de Souza, o grande editor de Caros Amigos, e todos os colegas envolvidos na apuração da histórica matéria que revelaria ao Brasil a proteção da imprensa a Fernando Henrique Cardoso no caso de seu filho de 8 anos com Miriam Dutra, jornalista da Rede Globo.

Era o verão de 2000. Entre a definição da pauta, em fevereiro, e a publicação da reportagem que entrou para a história do jornalismo independente em nosso país, em abril, meu caráter foi submetido a leilão. Reportagem, aliás, classificada pelo jornalista Ricardo Setti ainda outro dia no Roda Viva como “irresponsável”, sem qualquer contestação dos colegas ali reunidos.

Instalado, durante todo o mês de março, num hotel de luxo dos Jardins, o lobista Fernando Lemos ofereceu dinheiro, empregos, sinecuras e distribuiu ameaças. Tudo para que a tal reportagem não fosse publicada. Eu (ou meus companheiros de Caros Amigos) poderia ter ficado rico, me tornado alto funcionário da Petrobras (como propuseram, e hoje “defendem” a Petrobras), resolvido os crônicos problemas de caixa de Caros Amigos ou o que pedisse. Tudo me foi oferecido, sem rodeios.

Contei tudo isso em detalhes no livro “O Príncipe da Privataria” com Mylton Severiano, outro mestre soberano (Geração Editorial, várias edições), responsabilizei o lobista Fernando Lemos, cunhado de Miriam Dutra e “operador” de FHC, em inúmeras matérias aqui e acolá. Uma delas, em 27 de junho de 2011, no Brasil 247, sob o título A Última Exilada, com o qual Miriam Dutra hoje se apresenta. De nada.

Nem Lemos (morto em 2012), nem FHC, nem Miriam me processaram. Fernando Lemos morreu biliardário e não se deu ao trabalho de gastar um mísero centavo para tentar provar que seu comportamento, por mim relatado, não havia sido nefasto e corruptor. Enfim, faz 16 anos e estou sentado, na cadeira de balanço, debaixo da jaqueira, na curva do rio e sequer uma interpelação judicial.

Com um atraso de exatos 15 anos e 10 meses, Miriam Dutra resolve contar o que revelamos no outono de 2000. Antes tarde do que nunca.

Hoje, nas páginas da Folha – que à época, em discreta nota na coluna Painel justificou seu tumular silêncio, apelando para a surrada tese de que seria uma questão relativa à vida pessoal de FHC e de sua ex-amante – explode a entrevista bombástica de Miriam. Está tudo lá. Um repeteco ampliado e pormenorizado do que há 16 verões publicamos diante do silêncio indecente da grande imprensa.

E há acréscimos importantes: aparece uma das tais empresas nas Ilhas Cayman que arrepiam as penas do tucanato; o nome da Brasif, empresa detentora do negócio bilionário dos Free-shop nos aeroportos fazendo favor financeiro ao presidente da República (imaginem se fosse o Lula); as contas recheadas de FHC em bancos no exterior; a bolsa família paga com dinheiro arrecadado pelo lobista entre empresários que tinham relação promíscua com o governo de FHC; a relação lodosa com o filho que ele teria reconhecido e não teria reconhecido; um apartamento de milhares de euros na cara Barcelona presenteado ao filho que é filho e não é filho; a grave declaração de Miriam de que houve fraude no exame de DNA (quem comprou um Congresso Nacional para se reeleger não compraria um funcionário de laboratório?) Entra na dança Mario Sergio Conti, aquele que entrevistou o sósia do Felipão como se fosse o próprio treinador em plena Copa do Mundo, que em 2000 me brindou com impropérios pelo telefone. Agora como o jornalista que usou sua condição de diretor de redação de Veja para lançar um cortina de fumaça sobre a gravidez da jornalista, em conluio com Fernando Henrique, além engavetador-geral de matérias.

Resta uma pergunta à própria imprensa, aos justiceiros do Ministério Público, aos irrequietos delegados da Polícia Federal, aos plutocratas de São Paulo que viajam em seus jatinhos até Nova York e vestem seus smokings cheirando naftalina em regabofes cafonas organizados pelo João Dória (pausa para sonora e gostosa gargalhada) para louvar o presidente que quebrou o Brasil três vezes; às “senhoras” de Higienópolis; aos Marinho, aos Frias, aos Saad e aos falidos Civita e Mesquita, além dos patéticos paneleiros de todo o Brasil:

Vocês não se envergonham de dizer que não sabiam de tudo isso?

Lembra aquela foto do FHC pedante, imperioso, deslumbrado. “Umbigo delirante” (licença, Millôr). Retrato em branco e preto de alguém que não amadureceu. Apodreceu. Muito longe do cicerone de Sartre no Brasil dos anos 50, ou do exilado no Chile, ou do aplicado professor auxiliar do mestre Florestan Fernandes.

Não se pode negar que FHC enfim caiu na boca do povo. Não enganou só Dona Ruth. Nem só a amante, por ele abandonada. Ele enganou todo um país.

Palmério Doria é jornalista e escritor, autor do livro “O Príncipe da Privataria”

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

42 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

tiao

19 de fevereiro de 2016 às 11h46

O Principe não,o Rei está nu.

Responder

Emília Machado

19 de fevereiro de 2016 às 12h42

#ChifreGate
#OperaçãoTriploChifre

Responder

Homero Felix

19 de fevereiro de 2016 às 12h42

Conveniente o escandalo nesse momento heim…pra quem??

Responder

Nelson Rosemann Oliveira

19 de fevereiro de 2016 às 12h19

Sempre um corno vacilante. Na hora “h” sempre protegeu Lula e foi traído por ele. Custeia moradia e despesas para filho alheio e acha bonito. Corno contumaz.

Responder

Luizbandeira Gomes

19 de fevereiro de 2016 às 12h03

Está em queda-livre (despencando) a moral do Príncipe FHC.

Responder

Jamal Saad Said

19 de fevereiro de 2016 às 11h46

QUEM TA NO PODER ATUALMENTE E O PT ,NAO ESTE BOSTA DO FHC,ENGANANDO A OPINIAO PUBLICA SEUS VERME

Responder

Josefa Maria Da Conceicao Conceicao

19 de fevereiro de 2016 às 11h43

Sempre as mulheres acabando com os politicos sem carater.

Responder

Diego S. Kemp

19 de fevereiro de 2016 às 09h12

A operação lava jato não engana mais.
Vc acha que a lava jato está interessada em combater a corrupção? Não se engane. A lava jato é a arma dos exploradores internacionais para detonar as empresas brasileiras, destruir o projeto de nação Brasil, não se combate corrupção usando uma justiça caolha. Outro propósito da lava jato é criar mais desunião entre os brasileiros, criar um caos para facilitar o avanço rapinante dos oligopólios estrangeiros sobre nossas preciosas reservas minerais e humanas. A mídia venal sabe que a lava jato não está combatendo corrupção com o devido equilíbrio na balança da justiça, e sim usando uma perseguição seletiva, quebrando o estado de direito, só observado antes na história durante a ditadura militar. Não se engane, ao parar o país, visa-se a desestruturação das conquistas de inclusão social de nosso povo, a destruição de nossas grandes empresas e criar desunião entre os brasileiros pra tentar fazer novamente escravos colonizados modernos dos rapinantes internacionais.

Responder

PT Ourinhos

19 de fevereiro de 2016 às 10h55

Devagarinho a verdade vai aparecendo. Somos todos vítimas desse conluio nojento entre os entreguistas da casa-grande e o PIG. Até quando?

Responder

Jorge Moreira

19 de fevereiro de 2016 às 10h29

A mim esse escroque socialista de araque e entreguista nunca enganou ! Figura pífia na política internacional…ninguém nem lembra quem é fhc…Já o LULA…o prêmio Nobel da paz vem aqui só pra falar com ele…mas pro pig isso não vem ao caso…

Responder

Graca Nobre

19 de fevereiro de 2016 às 10h26

Não vamos mudar o foco atual!

Responder

    Gerson Pompeu

    19 de fevereiro de 2016 às 10h38

    Qual seja…

    Responder

    Jorge Moreira

    19 de fevereiro de 2016 às 11h14

    qual seja? condenar de qualquer forma q seja um homem honesto e melhor presidente q o Brasil já teve…e deixar soltos e no comando os maiores safados q se tem notícia no Brasil (psdbosta)

    Responder

Ivana Stoimenof

19 de fevereiro de 2016 às 10h20

Conta outra meu bem….cafezinho essa foi fraca….fichinha perto do que fizeram com o nosso Brasil…..FHC sempre foi um calhorda todos sabemos …maasss…essa é uma merdinha…estamos absurdados com a merdona meu bem…ACORDA.. faliram nosso Brasil. ..vc entendeu???? FALIRAM NOSSO BRASIL…Tem que pagar por isso….e ainda por cima restituir o dinheiro roubado. ..ACORDA ..Sao hilariantes suas observações. ..Arruma uma melhor…

Responder

    Jorge Moreira

    19 de fevereiro de 2016 às 10h31

    LULA= melhor presidente q o Brasil já teve…fhc= lixo…LULA= melhor presidente q o Brasil já teve…fhc= lixo…LULA= melhor presidente q o Brasil já teve…fhc= lixo…LULA= melhor presidente q o Brasil já teve…fhc= lixo

    Responder

    Gerson Pompeu

    19 de fevereiro de 2016 às 10h45

    Falido com US$320 bi em reservas?
    Falir um país é ter que, pela terceira vez, recorrer ao FMI para conseguir passar o governo, tendo apenas US$32 bi em caixa.
    Como eu sempre digo, coxinha adora passar vexame.

    Responder

    Ivana Stoimenof

    19 de fevereiro de 2016 às 10h46

    É deve tá ganhando alguma coisa com isso?? Pq pra não enxergar a coisa ta feia mesmo na tua consciência. ..fazer o que né. .cada qual cada qual…apesar de que concordo com vc FHC foi um grande fdp…

    Responder

    Ivana Stoimenof

    19 de fevereiro de 2016 às 10h55

    Meu Deus onde está este dinheiro? ?? Para 2016 a queda fo PIB será de 8% somente em 1932 tivemos algo parecido com uma queda de 5,3% nunca nunca o Brasil esteve em uma situação parecida…faliram bonitinho nosso Brasil a coisa foi tão articulada que foi redondinha..SCORDA GENTE ..
    Temos obrigação de mudar esta situação…quem puder e conseguir sair do pedestal vejam um filme que esta passando na Net se chama ” Bella” fato verídico. ..como um juiz da Suprema Corte Inglesa mudou toda a história da Inglaterra.
    Isso se pessou nos idos de 1700..Quando a Inglaterra estava bem parecida com o Brasil de hoje…talvez assim vc consiga compreender porque que devemos fazer e lutar por um país onde a honra e a dignidade tenham vez!

    Responder

    Dorinha Alves de Sousa

    19 de fevereiro de 2016 às 11h15

    Responder

    Dorinha Alves de Sousa

    19 de fevereiro de 2016 às 11h16

    Nem sabe o que é país falido.Acredita no terrorismo dos meios de comunicação

    Responder

Bérgson Frota Frota

19 de fevereiro de 2016 às 10h13

Homem sério.

Responder

Gustavo Saba

19 de fevereiro de 2016 às 10h05

“isso não vem ao caso” #sqn

Responder

Ricarda Batista

19 de fevereiro de 2016 às 10h01

Só fico pensando… e se fosse o Lula?!? … Rita Cardoso Ester Cardoso

Responder

Herik Franco

19 de fevereiro de 2016 às 09h57

A mim nunca enganou.

Responder

Tiago Goss

19 de fevereiro de 2016 às 09h49

O príncipe da privataria E da hipocrisia

Responder

Marcos-Antonio Araujo-Silva

19 de fevereiro de 2016 às 09h48

Bomba atômica!!

Responder

Tereza Cristina Martins

19 de fevereiro de 2016 às 09h09

Ichi…A nobreza como é que fica?

Responder

Mariana Silveira

19 de fevereiro de 2016 às 08h55

Já pensou se fosse o Lula que usasse uma empresa de fachada, que mandasse a mulher abortar, que tivesse comprado a reeleição, que mandasse a mulher com o filho para fora, que fosse um adúltero, que mostrasse recorrentemente quem de fato eh?

Já pensou como estariam os púlpitos das igrejas com seu falso moralismo?

Já pensou o que os pastores estariam dizendo para as suas igrejas, que se tornaram os modernos currais eleitorais dos nossos dias?

E o que dizer dessa hipócrita classe média, que só quer venha a nós, vosso reino nada ?

Já pensou como estaria a mídia?

Para Lula, a Lei!!! Apedreja, mata, ladrão, transgride o não roubarás!!!!

Para FHC: Não podemos julgar, irmãos, o julgar cabe a Cristo, a salvação eh pela graça…. Graça barata, claro!!!

Mas pastor, irmão, e o adultério e os roubos na Presidência, e a venda do país, e três vezes ter quebrado o país, como ficam???

A resposta é quase a mesma quando se questiona o dízimo:

A sua obrigação é dar, deixa que Deus resolve.

Com FHC: Ore irmã, para que a medida que vc julga o seu irmão, não seja vc julgada por Deus.

E qual seria o correto?

Tanto Lula quanto FHC se erraram, devem pagar pelos seus erros juridicamente.

Mas não, Lula eh culpado e FHC inocente!!!!

Pois é, se fosse o Lula, essa gente estaria pedindo a solução final.

O curioso eh que a verdade chega e o caráter eh sempre revelado!!!

Responder

    Werickssen Motta

    19 de fevereiro de 2016 às 10h07

    Menos mimimi, são 2 porcarias….

    Responder

    Tiago Moraes

    19 de fevereiro de 2016 às 10h13

    Se tudo isso acontecesse com o lula, já estaria na boca do mundo!!

    Responder

    Ivana Stoimenof

    19 de fevereiro de 2016 às 10h25

    Hipócritas da classe média vc afinal é o que? ? Há milionário com dinheiro furtado do nosso tesouro?? Do nosso Brasil? ? Vc vai em bons restaurantes? Frequenta livrarias? Compra boas roupas? As vezes toma um bom vinho? ? Então me diga em que parcela da sociedades foi criada? ?? Sua mãe e seu pai eram o que? ? Trabalhavam pra te dat boas escolas ou foi criado como filho de ema? Solto no mundo?? Quem é hipócrita? ? Discurso furadooo

    Responder

    Fernando Cunha

    19 de fevereiro de 2016 às 11h13

    LULA 2018 !!!

    Responder

Lígia Karla Souza Ramos

19 de fevereiro de 2016 às 08h18

E privatizar é tão ruim ???

Responder

    Thessa Guimarães

    19 de fevereiro de 2016 às 08h38

    estuda, friend

    Responder

    Lígia Karla Souza Ramos

    19 de fevereiro de 2016 às 08h46

    Thessa Guimarães estudo mesmo, é muito viu!!!!! Adoro renovar meus conhecimento e só vejo funcionários públicos acomodados

    Responder

    Nina Rafaela Lucas

    19 de fevereiro de 2016 às 09h44

    Argumento bem pobre este… Existem 10 funcionários bons para 3 ou 4 que estão ‘acomodados’, o que não é muito diferente em empresas privadas.
    Privatizar as gdes empresas nacionais é entregar de mão beijada ao capital externo nossas riquezas, é deixar que eles tenham um poder enorme sobre a nossa economia, é deixar que homens podres ganhem muito dinheiro/propina por debaixo dos panos, isso tudo pq VC acha que existem funcionários acomodados.

    Responder

    Lígia Karla Souza Ramos

    19 de fevereiro de 2016 às 10h05

    Nina Rafaela Lucas também sou contra capital estrangeiros…

    Responder

leo

19 de fevereiro de 2016 às 05h29

E a venda do Banespa p/ o Santander? e o dinheiro que ele ganhou como premio do governo espanhol pouco tempo depois do leilão do Banco ?

Responder

Messias Franca de Macedo

19 de fevereiro de 2016 às 00h37

O que diferencia o caso Banestado da Operação Lava Jato?

por Henrique Beirangê — publicado 03/11/2015

(…)
Essas constatações tornam-se mais assustadoras quando se relembram as cifras envolvidas. As remessas ilegais para o exterior via Banestado aproximaram-se dos 134 bilhões de dólares. Ou mais de meio trilhão de reais em valor presente. Para ser exato, 520 bilhões
(…)
Das agências, os recursos ilegais seguiam para a filial do Banestado em Nova York. Informado das transações, o Ministério Público Federal recorreu ao Banco Central, à época presidido por Gustavo Loyola. Os procuradores comunicaram em detalhes ao BC as movimentações suspeitas.
Em vez de auxiliar o trabalho do Ministério Público, o Banco Central de Loyola preferiu criar dificuldades para o acesso dos procuradores às contas suspeitas. Segundo Celso Três, as informações eram encaminhadas de forma confusa, propositadamente, diz, com o intuito de atrasar as investigações. Diante dos entraves causados pelo BC, a Justiça Federal tomou uma decisão sem precedentes. Determinou a quebra de todas as contas CC5 do País.
(…)
O Ministério Público chegou a estranhar mudanças repentinas em dados enviados pelo governo FHC. Em um primeiro relatório encaminhado para os investigadores, as remessas da TV Globo somavam o equivalente a 1,6 bilhão de reais.

Mas um novo documento, corrigido pelo Banco Central, chamou a atenção dos procuradores: o montante passou a ser de 85 milhões, uma redução de 95%. A RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul e atualmente envolvida no escândalo da Zelotes, também foi beneficiada pela “correção” do BC: a remessa caiu de 181 milhões para 102 milhões de reais.
A quebra do sigilo demonstrou que o Grupo Abril, dono da revista Veja, fez uso frequente das contas CC5. A Editora Abril, a TVA e a Abril Vídeos da Amazônia, entre outras, movimentaram um total de 60 milhões no período. O SBT, de Silvio Santos, enviou 37,8 milhões.
As mesmas construtoras acusadas de participar do esquema na Petrobras investigado pela Lava Jato estrelavam as remessas via Banestado. A Odebrecht movimentou 658 milhões de reais. A Andrade Gutierrez, 108 milhões. A OAS, 51,7 milhões. Pelas contas da Queiroz Galvão passaram 27 milhões. Camargo Corrêa, outros 161 milhões.
O sistema financeiro não escapa. O Banco Araucária, de propriedade da família Bornhausen, cujo patriarca, Jorge, era eminente figura da aliança que sustentava o governo Fernando Henrique Cardoso, teria enviado 2,3 bilhões de maneira irregular ao exterior.
(…)
Em anotações feitas por doleiros e algumas siglas foram identificadas transações que sugeriam a participação do senador José Serra e do ex-diretor do Banco do Brasil, tesoureiro do PSDB e um dos artífices das privatizações no governo Fernando Henrique, Ricardo Sérgio de Oliveira. Só novas quebras de sigilo permitiriam, no entanto, comprovar as suspeitas. Adivinhe? Elas nunca aconteceram.
(…)
O episódio mais notório continua a ser, no entanto, a Satiagraha. Até um falso grampo no gabinete do ministro Gilmar Mendes serviu de pretexto para melar a operação contra o banqueiro Daniel Dantas, que, aliás, operava uma das contas-ônibus no escândalo do Banestado.
Pressionado, o juiz Fausto De Sanctis viu-se obrigado a aceitar a promoção para a segunda instância. Hoje cuida de processos previdenciários. O delegado e ex-deputado Protógenes Queiroz foi perseguido e tratado como vilão. Em agosto, acabou exonerado da Polícia Federal.
(…)

FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.cartacapital.com.br/revista/874/a-semente-dos-escandalos-9478.html

Responder

Messias Franca de Macedo

18 de fevereiro de 2016 às 23h15

MAIS UM ESCÂNDALO DENTRO DO [MEGA]ESCÂNDALO!

Jornal ‘Estadão’ entra em campo na prorrogação para anular o gol contra da ‘Folha’!
Entenda ‘as mãos invisíveis da máfia do PIG’!

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

[O gol contra dos Frias!]

(…)
Em resposta à ‘Folha’ nesta quarta (17), o ex presidente Fernando Henrique Cardoso de que teria bancado Tomás por meio de uma empresa, como Miriam Dutra afirmou.
(…)

em
‘FHC diz que vai esperar manifestação da Brasif sobre contrato fictício’

De São Paulo
18/02/2016, 18h21

FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/poder/2016/02/1740841-fhc-admite-contrato-com-brasif-mas-diz-esperar-manifestacao-da-empresa.shtml

[No desespero o jornal ‘O Estado de São Paulo’ entra em campo na prorrogação!

18 Fevereiro 2016, 21h 35, pasme, dileto(a) leitor(a),
somente neste momento o jornal ‘Estadão’ publica a primeira menção acerca do [mega]escândalo que envolve o ‘Príncipe da Privataria DEMoTucana’!]

FHC admite ter pago mesada no exterior a jornalista

Ex-presidente diz que contrato com a empresa Brasif foi usado para repassar valores a Mirian Dutra, segundo ele, com recursos próprios

PEDRO VENCESLAU – O ESTADO DE S. PAULO

18 Fevereiro 2016 | 21h 35

(…)

CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,fhc-admite-ter-pago-mesada-no-exterior-a-jornalista,10000017153

Responder

    Messias Franca de Macedo

    18 de fevereiro de 2016 às 23h25

    ajuste:

    [O gol contra dos Frias!]

    (…)
    Em resposta à ‘Folha’ nesta quarta (17), o ex presidente Fernando Henrique Cardoso negou a informação de que teria bancado Tomás por meio de uma empresa, como Miriam Dutra afirmou.
    (…)

    Responder

Messias Franca de Macedo

18 de fevereiro de 2016 às 22h57

18 Fevereiro 2016, 21h 35

18 Fevereiro 2016, 21h 35, pasme, dileto(a) leitor(a),
somente neste momento o jornal ‘Estadão’ publica a primeira menção acerca do [mega]escândalo que envolve o ‘Príncipe da Privataria DEMoTucana’!
E a façanha ocorrendo na era digital!
Imagine se ‘nois’ estivéssemos nos tempos do prelo!…

Dizer mais o quê?
O tal ‘Conselho de [Estrangeiros(!) de] Administração’ do referido jornal atua ou não enquanto máfia?…

$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$

FHC admite ter pago mesada no exterior a jornalista

Ex-presidente diz que contrato com a empresa Brasif foi usado para repassar valores a Mirian Dutra, segundo ele, com recursos próprios

PEDRO VENCESLAU – O ESTADO DE S. PAULO

18 Fevereiro 2016 | 21h 35

(…)

CACHOEIRA – perdão, ato falho -, FONTE: http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,fhc-admite-ter-pago-mesada-no-exterior-a-jornalista,10000017153

Responder

Deixe um comentário