Ato em defesa da imprensa

Globo agora tenta criminalizar “militantes”

Por Miguel do Rosário

28 de fevereiro de 2016 : 17h17

É uma consequência previsível.

Se há um movimento para criminalizar a política, em todos os seus aspectos – até mesmo a doação declarada, caixa 1 de campanha, de empresas a um partido se torna um ato criminoso – o passo seguinte seria criminalizar o militante político.

O Globo faz isso hoje, ao dar notícia de que há “militantes políticos” empregados numa agência do governo.

A manipulação da informação, como sempre, está no contexto: todos os governos do mundo empregam militantes, porque isso não é crime. Governos democráticos fazem isso: os governantes eleitos nomeiam pessoas de sua confiança para uma série de cargos… de confiança.

Para isso são eleitos pelo povo, para nomear pessoas de confiança para cargos estratégicos.

A Globo descobrirá, então, que há “militantes políticos” que são ministros, ou mesmo presidentes de estatais.

É do jogo.

Se o governo nomeia incompetentes, isso é outra história – acontece nas melhores empresas privadas. Então que se faça a crítica, necessária, à incompetência.

Que se combata, além disso, o excesso de cargos dados à militantes apenas porque são militantes.

A lógica da denúncia seletiva, porém, é a pior de todas.

Na campanha de 2014, as redes sociais descobriram que o então candidato Aécio Neves havia nomeado sua família inteira para cargos de confiança no governo de Minas.

Sua irmã cuidava das verbas da publicidade.

Até seu pai tinha recebido uma sinecura na Cemig.

Em São Paulo, o governo Alckmin, descobriu-se, tem esquemas semi-clandestinos para pagar mais de 70 mil reais por mês a blogueiros simpáticos.

João Dória, o almofadinha tucano, já recebeu alguns milhões de reais em publicidade do governo de São Paulo, para suas revistas, que ninguém jamais leu ou sequer viu em lugar algum: talvez repousem na sala de espera dos rottarys clubes.

João Dória é um “militante político”, mas como não é de esquerda, e como se veste bem, está sempre penteado, então o fato de receber dinheiro público não vem ao caso para a Globo.

Se é para denunciar que militantes políticos trabalham em agências federais – que se o faça pelo justo motivo da competência.

O que não se pode fazer é criminalizar, como o Globo faz, a figura do militante político, visto que o militante político, longe de ser um criminoso, é figura essencial para a vitalidade do regime democrático.

Claro, para a mídia, o militante político só é criminoso se for de esquerda.

O militante político de direita, aquelas senhores irritadas dos Jardins, fãs incondicionais de Sergio Moro, saudosas da ditadura e, em alguns casos, decepcionadas porque o regime militar não tenha matado todos os… militantes políticos de esquerda, este é o único cidadão de bem, segundo a mídia.

O que é, naturalmente, uma concepção fascista.

Aliás, a nossa mídia em tudo tem se notabilizado por um comportamento fascista e disseminador de valores fascistas.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Atreio

27 de setembro de 2016 às 11h58

a vida segue dura….
e eu cada vez mais acho q estava sozinho na prova de portugues da 4a série….pois as pessoas leem e escutam mas só entendem o q a semi ótica torpe e infantil de uns canalhas objetiva.
parece q não estão mais atentas às armadilhas e figuras de linguagem estrategicamente colocadas pra desinformar. mesmo depois de cesar maia condenado, ele volta candidato a vereador e vivemos em meio a factóides.
mesmo depois de pagar FMI e sair do mapa da fome da ONU os notáveis temerários voltam a “converssar sobre ajuda” com FMI e vemos a fome e miséria vindo no horizonte para o povo brasileiro. eterno retorno….
mas sigo certo de q não demorará 21 anos de novo.

Responder

Enio

29 de fevereiro de 2016 às 10h08

A elite criminosa entreguista tem MEEEEDO do povo brasileiro com Lula 2018. Tem MEEEEDO das urnas. #LulaEuConfio
Esses criminosos só são mantidos impunes porque a mídia lixo provoca e mantém muitos de nosso povo na ignorância, o que os protege é a própria mídia lixo, sem ela perdem o rumo.

Responder

JURIDICO

29 de fevereiro de 2016 às 07h54

Pessoal : é só ler Umberto Eco “numero Zero está tudpo lá explicado como a impressa age no Brasil.
Pensei que o livro seria censurado através de um DESMENTIDO OU UM DESMENTIDO DO DESMENTIDO

Abraços.

Responder

Roberlan

28 de fevereiro de 2016 às 23h54

Somos um país economicista, porque ninguém quer encarar o sistema financeiro, que não se confunda com economia real, o sistema financeiro leva 47% do orçamento do governo e todos ficam enchendo o saco com esse troço de cargos públicos, cargos públicos sem concursos são no máximo 6%. Mas preferem incriminar o governo, que é na verdade nossa última trincheira contra a escravidão neoliberalista, e endeusar o mercado financeiro que tira até a última moeda do bolso do trabalhador. Peça ao mercado financeiro dinheiro para comprar uma aspirina pra ver o que acontece.

Responder

Vicente

28 de fevereiro de 2016 às 19h36

E a Míriam Dutra, cargo de confiança da Globo, pode?

Responder

renato andretti

28 de fevereiro de 2016 às 19h25

LULA…………
O MAIOR militante POLITicO do MundO….
que eu coloquei lá para me representar!!!!!!!!!!!!!!
EH,eh,eh,eh…..
A Globo a maior roubada do mundo…
Os proprios coxinhas começam a se embaralhar com suas
mentiras..
Minha sogra não aguenta mais a lava jato..
minha mãe fica indignada, com a lava jato..
– “esta bosta não termina nunca, passa a novela…que chatice” , diz ela.
E eu levo la para votar ( 83 anos), chegando lá ela diz:
Qual é o numero do LULA…mesmo, meu filho..

Responder

Maria Dolores de Fatima Silva

28 de fevereiro de 2016 às 18h39

Essa midia golpista é mesmo muito ridícula. Funcionaria fantasma q executa um projeto sigiloso e q ganha míseros 9 mil pode?

Responder

Vitor

28 de fevereiro de 2016 às 17h53

“Que se combata, além disso, o excesso de cargos dados à militantes apenas porque são militantes.”
Isso tem q ser combatido com mais coragem. O Governo quebrado e uma hemorragia de dinheiro indo pra um bando de encostado! Longe de ser apenas o PT. Mas a quantidade de desperdício de dinheiro é absurda. Qq governo no país certamente poderia cortar metade dos cargos comissionados e continuariam funcionando igual hj….

Responder

alvaro

28 de fevereiro de 2016 às 17h51

A pergunta que não cala : Empregado fantasma pode?

Responder

Deixe uma resposta