Bahia: Refinaria privatizada provoca desabastecimento de Gás de Cozinha

Jogo sujo do golpe: Na semana do impeachment, 3 das 5 notícias mais compartilhadas na rede são falsas

Por Redação

17 de abril de 2016 : 11h37

Na semana do impeachment, 3 das 5 notícias mais compartilhadas no Facebook são falsas

A “guerra da desinformação” nas redes sociais fez mais de 200 mil vítimas na semana que antecedeu o domingo de votação do impeachment, na Câmara dos Deputados

por Ricardo Senra, na BBC Brasil

Levantamento do Grupo de Pesquisa em Políticas Públicas de Acesso à Informação da USP, ao qual a BBC Brasil teve acesso, revela que três das cinco reportagens mais compartilhadas por brasileiros no Facebook entre terça-feira e sábado são falsas.

Apesar de ocuparem o topo do ranking de acessos, as matérias são desmentidas em notas oficiais ou reportagens publicadas pela imprensa (veja mais abaixo).

Criado pelos professores da USP Marcio Moretto Ribeiro e Pablo Ortellado, o grupo investigou o desempenho de 8.290 reportagens, publicadas por 117 jornais, revistas, sites e blogs noticiosos neste período.

Estatísticas

Os boatos presentes no “top 5” de compartilhamentos na rede social mais popular do país são os seguintes:

“Polícia Federal quer saber os motivos para Dilma doar R$30 bilhões a Friboi”, do site Pensa Brasil (3º lugar no ranking geral da semana, com 90.150 compartilhamentos)

“Presidente do PDT ordena que militância pró-Dilma vá armada no domingo: ‘Atirar para matar'”, do site Diário do Brasil (4º lugar, com 65.737 compartilhamentos).

“Lula deixa Brasília às pressas ao saber de nova fase da Lava-Jato. Seria um mandado de prisão?”, do site Diário do Brasil (5º lugar, com 58.601 compartilhamentos).

Procurado pela reportagem, o Diário do Brasil disse que a reportagem sobre o suposto presidente do PDT “não era exclusiva” e insiste que a notícia é real – ainda que o homem retratado na reportagem não seja presidente regional da legenda, que desmentiu o boato.

Sobre o suposto mandado de prisão contra Lula, o site diz que a reportagem original foi publicada em 10 de março, às vésperas da Operação Xepa – que não trouxe qualquer mandado contra o ex-presidente.

mentira1

Boato sobre perdão de dívida de frigorífico por Dilma foi um dos mais compartilhados

A reportagem fez novos questionamentos e perguntou por que a matéria foi republicada no dia 14, mas não teve resposta. O Pensa Brasil não respondeu aos questionamentos da BBC Brasil.

Os relatórios também mostram que os “virais falsos” atingem tanto a oposição quanto apoiadores do governo – na última semana, entretanto, os boatos contrários à presidente tiveram maior repercussão.

As estatísticas são divulgadas na página “ Monitor do debate político no meio digital“, recém-criada no Facebook.

O principal desmentido aos boatos campeões de audiência da semana vem do PDT, em nota oficial assinada por seu presidente no Distrito Federal, Georges Michel Sobrinho.

Repetida mais de 60 mil vezes, a reportagem falsa diz que um homem chamado José Silvio dos Santos seria o presidente do partido no DF e teria convocado militantes para atirarem em parlamentares neste domingo.

mentira2

 

Santos, segundo o líder do partido, nunca exerceu cargos na legenda.

“O PDT torna público que este cidadão, por não ter nenhuma autorização para se manifestar em nome da instituição, foi expulso do quadro de filiados do partido”, diz a nota.

Já a reportagem sobre a “doação de R$ 30 bilhões” pelo governo à Friboi foi desmentida, em entrevista à BBC Brasil, pelo próprio presidente da JBS, que controla o frigorífico – e não foi consultado pela publicação.

Notícias sobre a suposta doação circulam nas redes desde pelo menos 2014, com textos às vezes idênticos. A mais recente – reforçada por mais de 90 mil internautas – afirma que Dilma Rousseff teria “concedido anistia à divida de R$ 30 bilhões da Friboi com o BNDES”.

mentira3

 

“A JBS (…) deve R$ 40 e poucos milhões, que vieram de aquisições que fizemos da Tyson e da Seara”, disse o presidente Wesley Batista à repórter Ruth Costas, em 2015.

Questionado sobre a verba recebida pelo BNDESPar, braço de participações acionárias do banco público, Batista respondeu: “O total de aportes na JBS foi da ordem de R$ 5 bilhões. Eles compraram isso em ações que hoje, felizmente, valem muito mais”.

“A JBS vendeu participação acionária para o BNDESPar, que participa em 200 ou mais empresas”, disse ainda o presidente da controladora da Friboi.

A quinta história mais compartilhada no Facebook sugere que Lula teria deixado Brasília ao saber de nova fase da Lava Jato, sob “risco iminente de um mandado de prisão”.

Mas nenhuma etapa da Lava Jato foi deflagrada desde a publicação, no último dia 13. A última aconteceu no dia 12, com a prisão preventiva do ex-senador Gim Argello (PTB-DF), sem menções ao ex-presidente.

Também não houve mandado de prisão contra Lula.

A ferramenta digital criada pelos pesquisadores mapeia, de hora em hora, todas as reportagens publicadas pelos 117 veículos de comunicação selecionados e verifica seus compartilhamentos a partir de um sistema oferecido pelo próprio Facebook.

Além do levantamento digital, os pesquisadores fizeram pesquisas de opinião em protestos realizados tanto por grupos ligados à direita, quanto à esquerda, na avenida Paulista, em São Paulo.

“Cada lado dessa disputa construiu narrativas mais ou menos simplistas para defender suas posições. Tanto os boatos como as matérias produzidas foram muito compartilhados quando se adequaram a essas narrativas”, explica Marcio Moretto.

“Uma das narrativas de ambos os grupos foi de que o outro era formado pelos verdadeiros corruptos.”

O professor diz que as pesquisas também mostraram que ambos os lados da disputa do impeachment “eram propensos a acreditar em boatos que confirmavam suas narrativas pré-estabelecidas”.

intolerancia-internet-vitort

Para pesquisadores, “imaturidade” brasileira nas redes explica popularidade dos boatos (Charge: Vitor Teixeira)

Ele dá exemplos de mitos citados pelos dois lados nas ruas: “‘Lulinha é sócio da Friboi’, de um lado, e ‘Sergio Moro é filiado ao PSDB’, de outro”.

Para o pesquisador, a popularidade dos boatos tem a ver com a maturidade dos usuários de redes sociais.

“Parte considerável das brasileiras e dos brasileiros entrou na era digital muito recentemente com a popularização dos smartphones. É de se esperar que com o tempo, conforme as pessoas se acostumem com as plataformas e conforme o debate em torno delas amadureça, elas se relacionem com essas ferramentas de maneira mais crítica e menos ingênua”, diz Moretto.

O estudo realizado nos dias anteriores ao impeachment verificou 6,1 milhões de compartilhamentos na rede social. Por questões técnicas, o levantamento não incluiu as reportagens publicadas na segunda-feira – e se resumiu a publicações entre terça-feira e sábado.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

10 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Zeca Do Mato

17 de abril de 2016 às 23h07

7×1

Responder

Octavio Filho

17 de abril de 2016 às 16h53

O boato de que filho do Lula é dono da Friboi, está mais do que desmentido. Porém a ligação do Moro com o PSDB é muita estreita. Pode ser que ele não seja mais filiado, mas que tem uma vida muito ligada ao PSDB, tem . O seu pai foi fundador do PSDB na cidade onde viviam ou vivem (não sei). A sua esposa é assessora jurídica de políticos ligados ao governo tucano. E o próprio Moro já advogou para políticos do PSDB, como tambem é professor de curso da família Arns (PSDB).

Responder

Eros Alonso

17 de abril de 2016 às 13h45

Procurem saber quem são os donos e tudo fica esclarecido.

Responder

Fábio Brito

17 de abril de 2016 às 13h41

ATENÇÃO: BOMBA!!! BOMBA!!! BOMBA!!!

DIANTE DA GRAVE CRISE PELA QUAL PASSAMOS, peço a todos que leiam este texto e que, caso concordem com ele, COMPARTILHEM COM O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS E ENTIDADES POSSÍVEL, pois, somente assim, faremos com que o conteúdo do texto chegue a um número grande de pessoas e venha a contribuir com o esclarecimento acerca dos acontecimentos recentes em nosso país. Obrigado a todos, Fábio Brito.

https://rebeldesilente.wordpress.com/2016/04/16/todo-poder-emana-do-povo-e-a-verdade-nos-libertara/

Responder

    AZ Botelho Paiva

    18 de abril de 2016 às 02h59

    Veja neste vídeo, a verdadeira história deste ídolo de pés de barro que, alem de tudo era preconceituoso. Não gostava de negros, e nem de gays. E quem afirma isto, são pessoas que o conheceram desde quanto ele se aproximou de Fidel Castro. E tem mais, ele também era covarde e falso com os companheiros.Esta tudo contado neste vídeo. Assistam até o fim, é dublado.
    https://www.youtube.com/watch?v=oUJKNBH0RhI

    Responder

Jojo The Man

17 de abril de 2016 às 12h22

Os argumentos usados por esses Pensa Brasil e Diario do Brasil são rasteiros e sem sustentação.Mas por conta da alienação geral dos usuários das Redes (não tem nada a ver com ‘imaturidade’ , mas com alienação pura e simples) eles proliferam . É lamentável ver como a carência de educação mata nosso povo.

Responder

    Octavio Filho

    17 de abril de 2016 às 16h54

    E esta alienação acontece com pessoas de alto nível educacional.

    Responder

Denilson Fraga

17 de abril de 2016 às 12h04

É preciso usar um último argumento para convencer de vez os deputados indecisos: com que cara Michel Temer vai discursar na Assembleia Geral da ONU, com que cara Michel Temer vai negociar acordos com a China, com a Rússia, com a França? Com que cara Michel Temer vai discursar nos encontros de líderes da América Latina? O Brasil não será mais levado à sério, nem será ouvido! É essa vergonha que pretendem impor ao povo brasileiro???

Responder

    josé gilvar gonzaga

    17 de abril de 2016 às 12h18

    FAÇO AS MINHAS PALAVRAS AS SUAS.

    Responder

    Jojo The Man

    17 de abril de 2016 às 12h20

    Nem sei se ele será reconhecido como Presidente .A cara de golpe está tão bem desenhada
    na imprensa estrangeira , que vai ser complicado escapar do estigma também para os governos estrangeiros.

    Responder

Deixe um comentário para Denilson Fraga