Analista da Ideia fala sobre “voto útil” dos eleitores de Ciro a Lula no 1° turno

Kim Kataguiri e Eduardo Cunha

Dez fatos que mostram que o MBL, do Kim Kataguiri, é aliado do Eduardo Cunha

Por Tadeu Porto

06 de maio de 2016 : 15h15

Por Tadeu Porto, colunista do blog O Cafezinho*


Esmalte sem unha, o Kim sem o Cunha, sou eu assim sem vocês, leitores e leitoras do cafezinho.

Bem embora, nesse exato momento, a grande liderança do Movimento Brasil Livre tente de todas as formas ocultar a velha aliança “dos cidadãos de bem” entre ele e o presidente da câmara, como aquele jovem que tentou esconder a adolescência inteira que assistiu Chiquititas do início ao fim (e ainda sabe de cor “não me diga mentirinhas” e “coração com buraquinhos”).

Não era mesmo de se esperar gesto de grandeza de um grupo como o MBL: sem transparência com os gastos, sem compromisso com a democracia e surfando em privilégios de uma mídia golpista (como fizeram Collor e a ditadura militar, talvez não por acaso) o agrupamento liberal disputa o jogo sombrio e nefasto da política sem a menor cerimônia.

Provavelmente por isso eles conseguiram se unir tão organicamente a Eduardo Cunha, o malvado favorito dos corruptos. Mas, claro, como bons ratos que são a nova onda liberal abandonou o Titanic carioca – que afunda a milhas lentíssimas graças ao STF – com palavras retóricas [“nunca fomos aliados do Cunha” (hahahaha)] totalmente destonantes dos verdadeiros atos praticados pelo movimento.

Já dizia a sabedoria popular que contra fatos não há argumentos, portanto, simples e rasteiro, enumero aqui dez acontecimentos que demonstram como Cunha e MBL são carne e unha, almas gêmeas, um coração único que bate no peito do golpe.

 

  1. Por uma aliança tática, O MBL poupou Cunha de maneira bizarra, visto que “buscam” um Brasil sem corrupção. Não obstante, o movimento exime Temer numa atitude mais estranha ainda, pois o vice assinou as mesmas pedaladas que justificam, segundo o próprio Kim, o impedimento da Dilma;
  2. Apesar de se declarar liberais, o MBL se une a bancada mais conservadora do país, a evangélica, comandada por Eduardo. É impossível querer uma parceria com os religiosos e fugir do Cunha que: nomeou amigos evangélicos na câmara; utiliza eventos para vender uma agenda conservadora e mantém liderança participando de cultos no parlamento;
  3. A relação “institucional” entre Cunha e Kim, na verdade, são favores para transitar livre e ilegalmente no parlamento;
  4. Na briga Cunha x Marco Aurélio de Mello, o MBL comprou o lado do ex-presidente da câmara;
  5. Foi com sorrisos e descontração – ambiente difícil de imaginar numa reunião entre “inimigos” –  que Cunha recebeu Kataguiri & Cia em um dos pedidos de abertura do impeachment da Dilma;
  6. Na briga Cunha x STF (rito do impeachment) MBL saiu, de novo, em defesa do deputado carioca;
  7. O MBL acampou em frente a casa do Cunha. Foi para pedir a cabeça dele? Não, foi para utilizá-lo como aliado no pedido de impeachment;
  8. A campanha #acolhecunha do MBL tem anos luz mais destaque que qualquer movimento #foracunha por parte dos liberais. Aliás, fora a retórica para disfarçar, eles não foram as ruas nem uma vez sequer contra o Eduardo. É raríssimo encontrar alguma movimentação anti Cunha por parte deles;
  9. No caso do aceite de Cunha a peça do impedimento, apesar de ser escancaradamente política, o MBL saiu as ruas para comemorar o feito do amiguinho. Fica fácil ter inimigos que faz o que queremos, não é?;
  10. “Seria burrice atacar Eduardo Cunha, ele é útil para nós”, diz Movimento Brasil Livre. Auto explicativo.

Ressalto, ainda, que agrupamentos como o Movimento Brasil Livre são importantes para a democracia e fico feliz que, enfim, os entreguistas liberais tenham saído das sombras para engatinhar em discussões abertas na sociedade (até mesmo porque, fica mais fácil para a gente apontar incoerências do liberalismo econômico).

Ademais, espero que esses movimentos, e outros que surgiram com a internet, sejam capazes de fazer a discussão em alto nível e parem de se ancorar no fascismo das ruas ou no conservadorismo da bancada evangélica para conseguirem seguirem em frente com suas tomadas de decisões, que ainda, infelizmente, passam por golpes de Estado e proteções midiáticas para alijarem o povo da discussão política.

E que essa dança incoerente e hipócrita de liberais, na figura do Kim, e conservadores, como fundamentalista Cunha,  possa ser bailada a luz do dia para que a população possa avaliar quem busca um combate a corrupção sistemático e efetivo ou quem procura um estado de excessão para punir e destruir opiniões adversas.

Afinal, como flores sem jardim ou o Cunha sem o Kim, somos nós, assim, sem a democracia.

 

P.s. entrei agora no site do MBL, 14:57h do dia 06 de Maio de 2016, um dia depois do afastamento do presidente da câmara e não achei nenhuma notícia ou texto sobre o ocorrido. Entrei na seção “notícias”, procurei e não achei. Não satisfeito, apertei “ctrl + f”, digitei c,u,n,h,a e não encontrei correspondência na página (depois da letra “n” já tinha 0 de 0). Que coisa não? Torço todos os dias para ter inimigos assim! :)

*Tadeu Porto [twitter: @tadeuporto] é Diretor do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF). 

 

Tadeu Porto

Colunista do Cafezinho e diretor da Federação Única dos Petroleiros e do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

arthur

07 de setembro de 2021 às 17h14

Ô seu animal, o bolsonaro tbm ta nessa foto

Responder

Sérvulo Gurgel do Amaral

29 de abril de 2017 às 12h07

Prezado: Tempos atrás, digitei o nome do “fado” (do nada, surgiu quase que como por encanto) Kim Kataguiri, na internet.
Surgiu “Koch Summer Fellow”, i.é., indivíduo recrutado e pago pelos irmãos Koch.
Você sabe, não precisa, mas lembrarei: Charles e David Koch, segundo maior complexo industrial americano.
São o maior núcleo fascista privado mundial a alimentar golpe e radicais extremistas de direita em todo mundo.
Rindo, aos deboches, dizem : “a maior multinacional do mundo, nós a dirigimos, e ninguém sabe dela. kkkk”.
É a da interferência e invasão de soberania dos paises de terceiro mundo.

Responder

Deoclecio Albuquerque Fortes B

24 de novembro de 2016 às 04h52

Kim Kataguiri: Quem É Esse Coisinha???

Essa carinha está sempre dando mostras de analfabetismo político radical. Em entrevista à revista IstoÉ afirmou não ter lido ninguém. Exceto Marx. Logo Marx. Na minha modesta avaliação Marx não era marxista. Pelo menos no sentido gramscista do termo.

Como pode um analfabeto dito funcional compreender Marx? Como pode um aliado de Eduardo Cunha, fotografado sorridente ao lado dele, com aquele gesto padrão de dedinho para cima só sorrisos, dizer algo que valha ser ouvido contra a corrupção?

O problema de Kim Kataguiri (KK) é sua impossibilidade de crescer intelectualmente. Como pode alguém fazer crescer um intelecto inexistente? Seu discurso limitado por dois ou três chavões parece um disco dêvêdê repetitivo, monótono, chato e cansativo.

Por trás do Movimento Brasil Livre estão os irmãos Koch (Indústrias Koch) exploração de óleo e gás, associados ao roubo de milhões em petróleo de uma reserva ambiental. Eles faturam nada menos de US$ 115 bilhões anuais. Nada contra o lucro.

A revista e editora que fatura verbas bolivarianas, Carta Capital, divulgou que os Koch possuem US$ 43 bilhões e estão na lista dos 10 mais bilionários do mundo. Financiam, entre outras, a organização internacional “Estudantes Para A Liberdade”. No Brasil possui a finalidade de promover seus fantoches da MBL, entre esses, Kim Kataguiri.

A organização MBL visa favorecer as demandas de grandes empresários e banqueiros das “zelite” (como diria Dom Lulla Ratão) e seus conchavos com os políticos associados à corrupção, entre outras muitas, a do Petrolão institucional.

A demagogia discursiva de KK, datada e tagarela, faz cm que se ache muito prosa. KK nunca se posicionou contra ataques aos direitos trabalhistas das classes médias mortadelas. Isso porque esse movimento MBL existe para proteger esses ataques.

Duas centenas de partícipes do MBL estão encabrestados pelas ideias dos movimentos liberais do DEM, PSDB, PMDB, PPS, PSC, partidos aliados aos esquemas de corrupção dos corruPTos. Com mais de duas centenas de políticos envolvidos conforme a delação da Odebrecht vai em breve revelar. Não é à toa que KK é só alegria e sorrisos. Transparece nele a convicção fanática definida por muitas pessoas como histérica. Quem investe nele sabe em quem está a vestir de fantoche.

Responder

luxaman

07 de maio de 2016 às 10h01

Caro colunista!

A falta de planejamento de previsão, a inépcia, a demagogia, a incompetência o desconhecimento regional do país, a falta de cultura de que o povo hoje tem informações eficazes e celeres, e, porque o PT apenas se apressou em meramente colher as maçãs sem plantar. Não restaria outro desencadeamento, senão a derrocada.

Responder

renato andretti

06 de maio de 2016 às 23h23

TADEU PORTO, acaba de prestar um serviço a NAÇÃO.
Obrigado..
Já estamos listando todos os GOLPISTAS.
Logo teremos a LISTA COMPLETA.
Por CPF e CNPJ..
E também a lista de todos que se beneficiaram indiretamente,
esta um pouco mais elaborada, pois consta de anunciantes..
A LISTA de politicos que possuem MIDIAS, já existe na internet
mas precisa ser atualizada..
Ela não abrange VEREADORES..
É só de prefeito para cima..

Responder

    savioli

    07 de maio de 2016 às 14h56

    Isso é fundamental que seja feito. Lista de pessoas físicas e jurídicas, como participaram do golpe e quais benefícios estão colhendo dele.

    Responder

C. Luiz

06 de maio de 2016 às 22h51

Umberto Eco disse que as redes sociais deram voz aos imbecis.

Responder

Edson Santos

06 de maio de 2016 às 20h37

Não sei pq tanta ênfase a um BOSTA desses…Se Kagamole fosse nosso problema, venceríamos eleições até 2050…

Responder

Ben Alvez

06 de maio de 2016 às 19h29

Dedinho duro?

Responder

freitas

06 de maio de 2016 às 18h35

Um idiota que se aproveitou da ignorância do povo e foi “marchar com ele”. Idêntico aqueles estudantes da Ucrânia, que arrancavam o calçamento pra jogar pedras nos policiais, e depois se arrependeram vendo o caos que se formou e ainda perdendo uma parte importante do território. Um idiota inconsequente que encontrou outros mais idiotas que o seguiram.

Responder

Almir Silva

06 de maio de 2016 às 18h25

Acho que os quinze minutinhos de fama desse sujeitinho já passaram. A fila anda.

Responder

Ben Alvez

06 de maio de 2016 às 17h38

Em 1964, os states mandaram, através da FIESP, um milhão de dólares para pagar o apoio do marechal Amaury Kruel.

Kruel imediatamente apoiou o golpe de primeiro de abril.

Em valores atualizados: uns 50 ou 60 milhões de dólares.

A quem a mala de dinheiro foi entregue desta vez?

(__) Cunha

(__) Temer

(__) Teori

(__) Dividido em partes iguais entre os integrantes do STF

(__) Bob Freire e Mr Buarque, em partes desiguais

(__) outro/a(s)

Responder

    renato andretti

    06 de maio de 2016 às 23h32

    FIESP….
    E eles estão por ai querendo cobrar..
    Foram 560 milhões..se não me engano..
    Vale a pena confirmar, não vamos informar
    errado..
    Alguem disse que com as portas fechadas
    agora pela lava jato,e outras anti corrupção
    não se poderia esconder
    tanto dinheiro, que me parece ser em especie..
    Fronteiras estão bem vigiadas, conforme sacoleiros.
    E me parece que já foi distribuido….
    E a PF já tem os endereços..
    Afinal todos eles se manifestaram….e continuam..
    MAS…temos que averiguar VERDADES, não podemos sair
    dando tiros por ai…
    A internet ajuda quem madruga..

    Responder

robertoAP

06 de maio de 2016 às 17h06

O Cata Guri é tão tapado, que acha que Mussolini é um volante que joga na Juventus, e que Internauta é um astronauta que jogou no Internacional.
Cabra esperto e focado.

Responder

Geraldoribeiro Magela

06 de maio de 2016 às 16h44

ESTE NÃO MERCE SER NOTICIA, NEM BOA NEM RUIM.VAMOS TENTAR NÃO PRONUNCIAR ESTE NOME.

Responder

Helena

06 de maio de 2016 às 16h41

Também acho ridículo. Esse rapaz é figurante em um cenário de papel. Não passa de um simulacro de líder de um pseudo movimento político que representa uma classe média de zumbis. Dar atenção a isso? Pelo amor de deus.

Responder

Comentador

06 de maio de 2016 às 16h23

Impressionante como a blogosfera gosta de dar atenção para esse muleque. Após o impeachment ele vai sumir, acordem…

Responder

Jose Robson

06 de maio de 2016 às 16h09

Preciso muito saber de quem é a cabeleira branca que aparece do lado esquerdo desta foto, não consigo achar na internet uma versão que mostre quem é. Alguem pode me ajudar?

Responder

TioDrakul

06 de maio de 2016 às 16h07

Kataguiri deve estar tentando tirar o troféu de hipocrisia do Azevedo.

Responder

Deixe um comentário

O Xadrez para Governador de Minas Gerais O Xadrez para Governador de São Paulo O Xadrez para Governador do Rio de Janeiro Novo Presidente da PETROBRAS defende preços altos Cadê o churrasco do povo, Bolsonaro? Preço explodiu! Conservadores? A atual juventude brasileira O Indulto sem Graça de Bolsonaro Os Principais Eleitores de Lula Os Principais Eleitores de Ciro Gomes Os Principais Eleitores de Bolsonaro