Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Temer anuncia fim do fundo soberano e revela: vem aí o desmonte da Petrobras!

Por Miguel do Rosário

24 de maio de 2016 : 17h56

Foto: Mídia NINJA

Temer anuncia fim do fundo soberano e abertura do pré-sal

No Brasil 247

Em pronunciamento à imprensa nesta terça-feira, 24, o presidente interino Michel Temer anunciou medidas para conter os gastos públicos e tentar equilibrar as contas do governo.

Entre as medidas anunciadas estão a extinção do Fundo Soberano, criado em 2008 com a sobra do superávit primário que existia naquele momento e com royalties do petróleo. “É uma coisa paralisada [recursos do fundo soberano]. Vamos talvez extinguir o fundo soberano e trazer esses R$ 2 bilhões para cobrir o endividamento do país”, disse Temer.

O presidente interino também anunciou que irá agilizar a abertura da exploração do pré-sal para empresas estrangeiras. “Vamos apoiar esse projeto sem nos incomodar com críticas que virão“, disse Temer. O presidente interino também se comparou com o ex-presidente Juscelino Kubitschek, ao dzier que não tem compromisso com o erro, e que pode voltar atrás em decisões.

R$ 100 bilhões do BNDES

Outra proposta anunciada pelo presidente em exercício foi o pedido de devolução, pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes), de pelo menos R$ 100 bilhões em recursos repassados pelo Tesouro Nacional nos últimos anos que, no total, somam mais de R$ 500 bilhões. Segundo Temer, a ideia é que sejam devolvidos ao Tesouro Nacional R$ 40 bilhões neste momento, e o restante no futuro.

Teto de gastos públicos

Outra medida anunciada pelo presidente em exercício, Michel Temer, é a proposta de adoção de um teto para os gastos públicos, proposta semelhante à que foi feita pela equipe econômica da presidente afastada Dilma Rousseff no que ficou conhecida como “reforma fiscal”.

“Estamos propondo limite [do crescimento do gasto público] equivalente à inflação do ano anterior. Isso tudo parece ser a melhor forma de conciliar meta para o crescimento da despesa primaria e permitir que o Congresso continue com liberdade absoluta para definir a composição do crescimento do gasto publico”, completou.

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

4 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Adansil da Selva

25 de maio de 2016 às 04h25

INFELIZMENTE ESTES CANALHAS SÓ SERÃO DETIDOS QUANDO SUAS CABEÇAS COMEÇAREM A ROLAR. ESTÃO ABUSANDO, FAZENDO GATO E SAPATO DA INDOLE PACÍFICA DO POVO BRASILEIRO.
MAS UMA HORA ISTO VAI MUDAR, TEM QUE MUDAR. É O QUE ESPERO E TORÇO.

Responder

Adansil da Selva

25 de maio de 2016 às 04h22

O QUE ME INCOMODA É SABER QUE TEMOS SEGURAMENTE, UMA DAS, SENÃO A MAIS RICA NAÇÃO DO MUNDO, MAS QUE NUNCA DEIXOU DE SER UMA MERA COLÔNIA. SEMPRE ESPOLIADA, USADA E ESCRAVIZADA IMPIEDOSAMENTE E SEMPRE COM A AJUDA DE UMA ELITE DOMINANTE, IMPATRIÓTICA, SUBMISSA, COVARDE, PUXA-SACO E ENTREGUISTA. É ISTO QUE DEVIA INCOMODAR A TODOS OS QUE AMAM A ESTA PORTENTOSA MAS, INFELIZMENTE, SUBMISSA NAÇÃO.

Responder

Adansil da Selva

25 de maio de 2016 às 04h20

Se o povo brasileiro não reagir contra tudo isto que esta ocorrendo é
por que realmente merece estar neste inferno. Não é possível, engolir
tanta maldição junta. Se não reagirmos contra esta imundice que esta
assumindo o País, não nos levantaremos jamais, pois seremos menos que
vermes e tão somente meros capachos. É inacreditável. É insuportável ver tanta
desgraça junta e ainda defecando escárnios inimagináveis sobre o povo.
MEU DEUS DO CÉU! Até quando vamos aceitar tanta aberração,
pacificamente, sem ao menos esboçar uma reação? SIMPLESMENTE A ESCÓRIA
HUMANA, ESTA TOMANDO O PAÍS DE ASSALTO E NÃO VAMOS REAGIR? NÃO POSSO
ACREDITAR, JAMAIS. É se quer, impensável e completamente inaceitável sob
todos os aspectos.TEM QUE TER LUTA SIM. E MUITA LUTA.

Responder

Fabiana

24 de maio de 2016 às 22h36

Cadê as Forças Armadas para impedir a perda de um setor tão estratégico?

Responder

Deixe um comentário