Mais de 70% dos eleitores já estão decididos sobre o voto presidencial, diz DataFolha

Governo Temer: uma reunião de pessoas sob suspeição tentando fatiar o Brasil aos interesses estrangeiros, dos rentistas e do capital privado

Por Redação

29 de maio de 2016 : 11h33

Resistir!

por Jandira Feghali

A entrada de Temer na presidência como um “golpe branco” nunca foi tão bem revelado após o vazamento de gravações do diálogo entre os senadores Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney com o ex-presidente da Transpetro, Sergio Machado – ex lider do PSDB e atual membro do PMDB e por isso conhece muito bem as entranhas do ninho. Ficou óbvio para a sociedade e o mundo que a derrubada da presidente Dilma Rousseff foi uma tentativa de abafar a operação Lava-Jato e interromper as investigações em curso.

Conversas nada republicanas como essas sinalizam que os golpistas usurparam violentamente o governo e deram de ombros para o povo. Achincalharam nossa História e patrocinaram uma ruptura democrática jamais vista em mais de três décadas. E o pacote de maldades, costurados de forma ilegítima, será entregue à nação sem diálogo algum. Um absurdo sem tamanho.

Os diálogos da alta cúpula golpista revelam também a misteriosa face do presidente tucano, o senador Aécio Neves. O que deixaria este outro golpista tão assustado em relação ao senador Delcidio? E que tipo de esquema estaria por trás de Aécio, dito com tanta veemência por Machado? Perguntas que só a Procuradoria Geral da República pode e deve responder.

Como relator do caso Aécio, o ministro Gilmar Mendes suspendeu as investigações tendendo a abafar o caso do candidato derrotado em 2014. A cumplicidade entre o magistrado e a turma do retrocesso é sem igual.

Tem sido apurado na mídia alternativa que o próprio presidente interino, Michel Temer, teria sido alvo de gravação por Machado. As gravações revelariam verdades inconfessáveis do golpista e poderia por seus planos por água abaixo.

Há um conteúdo que deve ser levado em conta: Dilma é uma mulher honesta e, com ela na presidência, não haveria interrupção das investigações da Lava-Jato. Isso fica claro em conversa gravada por Renan e Machado.

Cabe a nós, democratas e progressistas, exigir a suspensão do afastamento de Dilma. Não há nenhum tipo de legitimidade do governo em curso e não haverá trégua se ele permanecer com tantas provas do golpe à vista.

É com orgulho que vejo os movimentos de ocupação tomando os espaços públicos referentes à Cultura, como resistência ao ato da extinção do MinC. Apesar do retorno da pasta com status de ministério, o simbólico de atraso ainda permanece. Não há possibilidade de avanço algum num mar de retrocessos.

Pés firmes nos asfaltos das ruas para continuar a luta contra essa imoralidade que tem se mostrado o Governo Temer. Uma reunião de pessoas sob suspeição tentando fatiar o Brasil aos interesses estrangeiros, dos rentistas e do capital privado, e na perspectiva ja anunciada de supressão de direitos e programas sociais. É um momento agudo de nossa trajetória, mas não recuaremos um milímetro sequer. Como ensinam os movimentos sociais da Cultura: “ocupar e RESISTIR!”.

Jandira Feghali é médica e deputada federal (PCdoB/RJ)

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

barbeks

07 de abril de 2017 às 01h30

Agora, se tua barba é abundante, ideal seria
barbear todos e cada um dos dias e não combinar com um golpe de cabelo muito longo
e também desordenado, porque dá uma sentimento de que você é uma selva ou
qualquer tipo de desleixadão. Jesus, os médicos
são instrumentos que Deus colocou na terra para nos facilitar, por que a cura vem do Juntos, curtimos tudo que engorda, mesmo que proibido, tudo que faça rir, mesmo quando chorando, todos e cada um dos domingos com cheiro de
pipoca, gosto de abraço e também mimo com seriado no sofá.

Responder

cash till pay day loans

22 de fevereiro de 2017 às 15h34

hi!,Ilove your writing so much! percentage we keep up a correspondence more approximately
your article on AOL? I require an expert in thus area to solve my problem.
May be that is you! Having a lokk forward to peer you.

Responder

RuydeLimaeSilva

29 de maio de 2016 às 13h38

Parabéns, Jandira, mais uma vez você disse tudo muito bem. É absolutamente inaceitável esta quadrilha no Poder. Temos que descobrir uma fórmula de reverter esta iniquidade toda, apesar dos Veículos de Comunicação, apesar do Congresso, apesar do STF. “Turminha brava, hein?” dizia o velho comercial do Bardahl, “É fácil agarrá-los!” dizia ele em resposta.Neste caso atual já não sei, não, se é muito fácil. Uma bomba de nêutrons? Uns gorilinhas legalistas dispostos a se redimir de 64? (Não seria má idéia, pensando bem, contanto que se mancassem logo depois…).E então criaríamos uma forte legislação anti-golpe parlamentar-judicial, para desgosto dos Capriles, Aloysios, Serras, Aécios, Caiados, Obamas, Hillarys, etc.

Responder

Fabiana

29 de maio de 2016 às 13h28

Os adolescente, estudantes do EM de SP, sozinhos, deram uma aula sobre como enfrentar um abuso, no caso da merenda escolar, nem a famosa polícia ” tukana ” , os fez dar arrego.

Acredito que estes adolescentes, merecem ser imitados por todas as pessoas que tem dignidade neste país.

Responder

Joel do Nascimento Côrtes

29 de maio de 2016 às 14h00

Eles estão todos macumonados.
Pode vim a tona o que for, que nada vai fazer com que eles voltarem atrás, infelizmente.
Só se o povo todo, (os que têm consciência de que foram golpeados, fazer uma greve.
Assim talvez conseguiremos obter exodo.

Responder

Fabiana

29 de maio de 2016 às 12h49

Esse ministro é o mesmo que deu habeas corpus para o médico Abdelmassih, aquele condenado a 278 anos por estuprar sua pacientes dopadas, é deste sujeito que estamos falando.

Responder

Dilma Coelho

29 de maio de 2016 às 12h32

Precisamos conseguir, (não sei como) o impedimento desse maldito e sinistro gilmar dantas. Esse câncer precisa ser “quimioterapizado”. Ele tem um problema de ordem pessoal séria, para ele, e inferniza todo o país. Não vai resolver… Precisamos afastá-lo. Muitas coisas mudariam sem esse câncer infeliz. Precisamos descobrir um meio..

Responder

Romualdo Moraes Neto

29 de maio de 2016 às 12h20

Quando juiz se encontra com réu na surdina, feito o encontro entre gilmar e temer, só reforça a tese que reitero em seguida. Creio que com as últimas revelações (que aliás, não são nada além do que já pressentíamos), com todo ordenamento institucional, inclusive mp e judiciário, envolvido na conspirata golpista, só nos resta “abrir a caixa de ferramentas”. E temos que fazer isso logo. Antes que entreguem todo o patrimônio público. Ficarmos só trocando nossas raivas e ironias nas redes sociais, só serve como desabafo. Resistência pacífica também já provou que não funciona contra a corja nazista que assacou o poder. A história e as próximas gerações de brasileiros nos cobrarão caro por nossa omissão. Estará para nós reservado o mesmo lixo que nossos algozes se não reagirmos logo. Ou seja, a desfaçatez com que o golpe foi assacado já está mais do que clara. Mas há um certo cabotinismo em grande parte de nossa sociedade, especialmente da auto-denominada classe média. Muitos que foram usados como massa de manobra nos piquiniques dominicais, ainda que no seu íntimo já se dêem conta disso, preferirão o conforto pusilânime e arrogante de não dar a mão a palmatória, inclusive para si mesmos. E aqui, está a chave: é esse conforto que tem que ser confrontado. Os escândalos que estão sendo revelados serão de pouca valia a não ser para as lutas intestinas dentro do golpe. Vejam bem: folha de são paulo = a zé çerra. Zé çerra não quer concorrência no ministério do planejamento (estratégico para negociar as propinas que virão na esteira da nova privataria). De uma tacada, zé çerra jogou afastou localmente (do planejamento) o esquema de cunha e o xerécio never. O filet mignon virá para ele (çerra) e aos outros, terão que se contentar com as migalhas (ainda que, suculentas migalhas). Nada disso, por mais escandaloso que seja, vai fazer movimentar grande parte de nossa sociedade. Essa só se movimentará no momento que se sentir ameaçada em seu conforto que virá, inevitavelmente, com o desmonte de nossa economia e a entrega do patrimônio público. Mas aí, será tarde demais. A tarefa que nos cabe, taticamente, é antecipar esse desconforto. É jogar uma luz sobre ele. É evidenciar de forma enérgica o descontentamento da população mais humilde e de sua vanguarda intelectual. E a resistência pacífica, apenas, será impotente. Incomodar a vizinhança do temer espalhando lixo nas imediações é muito pouco. Há que se evidenciar com urgência para a sociedade a insegurança que um golpe como esse, que trás em seu bojo a insegurança jurídica, a completa falência institucional, não lhe interessa. Esperar a completa destruição da economia e do estado democrático de direito, se revelará tardio e impossível de reverter. Como diria Marx, o quanto pior, pior. A hora é agora. Enquanto os espaços para-institucionais, ainda, não foram completamente controlados.

Responder

    Mario

    29 de maio de 2016 às 15h25

    Valeu, Romualdo. A luta continua. Fora golpistas e Gilmau Dantas!

    Responder

Deixe um comentário