Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Brasília - DF, 01/06/2016. Presidente Interino Michel Temer durante cerimônia de posse de Maria Silvia Bastos Marques, no cargo de Presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e dos senhores Paulo Rogério Caffarelli, no cargo de Presidente do Banco do Brasil, Gilberto Occhi, no cargo de Presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Parente, no cargo de Presidente da Petrobras e Ernesto Lozardo, no cargo de Presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Foto: Beto Barata/PR

Um megagolpe dentro do golpe – Temer remunera STF, MPF e TCU

Por Redação

01 de junho de 2016 : 22h16

Foto: Beto Barata/PR

por Bajonas Teixeria de Brito Junior, colunista do Cafezinho

Temer e seu governo estão correndo para acertar as contas do impeachment, para fazer pagamentos que afundarão de vez o país na crise econômica, mas darão maior chance de sobrevida ao poder conquistado pela usurpação. O aumento salarial muito generoso para o Judiciário, de 41,5%, sem sombra de debate público ou sequer de regateio, se destina a anular revides de insatisfação que foram letais para Dilma:

1- No Supremo Tribunal Federal (STF), no qual a atuação de alguns ministros foi decisiva para produzir o resultado fatal, ao implementarem ritmos diferenciados de agendamento – retardando o afastamento de Eduardo Cunha, o arquiteto do impeachment; execrando publicamente Lula, após uma gravação de conversa estritamente privada, e revelada de modo criminoso; suspendendo, primeiro, e depois postergando, a decisão sobre a tomada de posse de Lula na Casa Civil.

2 – No Ministério Público Federal (MPF) que desenvolveu a tese, absurda para qualquer historiador amador que leia regularmente os jornais, de que a corrupção na Petrobras começou somente após o fim do governo de Fernando Henrique Cardoso, e que, portanto, é um fenômeno petista. Tese da qual decorre outra,  a saber, que havia uma cadeia de comando cujo ápice era a presidência da república – “Lula tinha que saber” – e que, portanto, implica por sua lógica truncada também Dilma, já que ela também ocupou a presidência. O procurador mor do MPF, Rodrigo Janot, já pediu que o STF autorize a abertura de processo contra ambos.  O momento e a oportunidade dessa permissão estão sendo chocados nos meandros do STF e, para nossa surpresa, virá quando menos esperarmos.

3 – No Tribunal de Contas da União (TCU), que levantou a lebre das pedaladas e foi protagonista estratégico para a execução da estratégia de cerco que culminou no impeachment.

Temer se empenha pessoalmente e tem muita pressa.  Uma chamada com destaque no portal G1, que reflete um pouco da irritação da Globo com seu pupilo, diz:  “Temer pede aprovação ainda hoje de reajusta salarial para o judiciário”. O aumento tem que sair ainda esta noite (01 de junho), ou seja, sem qualquer risco de que a sociedade possa acordar para o que se trama às suas costas, para que não haja a mais remota chance de se levantar um debate público. Enfim, e preciso dar um novo golpe dentro do golpe.  No UOL a manchete é: Base de Temer na Câmara deve aprovar megarreajuste com impacto de R$ 58 bi.

A situação é tão esdrúxula que a Globo já havia confrontado o governo Temer em termos bastante ásperos por sua “esquizofrenia”, como discutimos no artigo Suprema Esquizofrenia ? Globo ataca o projeto de aumento do STF.  Dessa vez, para falar em nome de sua indignação, a empresa mobilizou o PSDB.

“O deputado Duarte Nogueira (PSDB-SP) reclamou do momento para se proporcionar aumento salarial, apenas poucos dias após o governo conseguir aprovar no Congresso a mudança da meta fiscal, com a previsão de um rombo de mais de R$ 170 bilhões.

— É uma confusão, esse governo está passando por sérias dificuldades e dá um sinal desses em um momento de necessidade de muita austeridade — afirmou Duarte.”

Todo o judiciário (juízes, desembargadores, e ministros do supremo) terão o mesmo percentual de 41,5%. Os salários de ministro do STF passarão de meros R$ 33,7 mil para a mixaria de R$ 39,3 mil. Além de ficar no ar um aroma de remuneração por serviços prestados, e anestesia contra futuras irritações jurídicas, este aumento produz o efeito bola de neve, ou melhor, avalanche de lama, que a equipe de Dilma procurava evitar e, por isso, valeu à presidente tão justificada antipatia do judiciário em todos os seus níveis.

Para justificar esse aumento absurdo, um interlocutor do governo valeu-se de uma das mais cômicas e ridículas desculpas esfarrapadas dos últimos tempos, o que mostra o atual nivelamento da inteligência política no Brasil: “Se [Temer] não cumprir os acordos enviados, pode abrir margem para uma nova negociação que pode ser maior do que estava acordado”.

São políticos habituados a argumentar em rincões em que o mandonismo decide tudo, e que por isso acreditam que uma argumentação tão infantil pode ter efeito de convencimento sobre a opinião pública qualificada no Brasil. Sabemos que, ao contrário, uma nova negociação tenderia, logo que ao assunto ganhasse o debate público, nesse momento de crise, a colocar o Judiciário contra a parede e, com isso, a obriga-lo a amainar o seu apetite. Como resultado, o aumento poderia ser transferido para o futuro, quando as finanças apontassem na direção da recuperação da crise.

Mas, isso não atrairia o ódio do Judiciário contra o governo Temer? Claro que atrairia. Mas isso é outra conversa.

Para dar a impressão de que se trata de uma decisão que não visa beneficiar A, B ou C, ou seja, STF, MPF e TCU, o pacote se mostra generoso com os três poderes.

Toda essa festa, não esqueçamos, desmente uma das fundamentações mais propaladas do golpe: de que se fazia necessário, dado que Dilma perdera as condições de governar, um novo governo para atacar as raízes da crise econômica e virar o jogo. Mas o governo Temer, um governo fraco e que derrete a olhos vistos já em seus primeiros dias, age em oposição à austeridade, valendo-se da lambança como única tábua de salvação. E bem possivelmente a história não registra outro governo que, em seus primeiros 14 dias úteis, tenha perdido dois ministros por ligação com a corrupção, e esteja em vias de perder ao menos outros dois pelos mesmos motivos.

E o que é pior: um governo que ostenta um pescoço presidencial sobre o qual o medo de revelações e escutas paira como uma guilhotina prestes a cair a qualquer momento. Um governo crivado de suspense e suspeitas que, por isso mesmo, se vê obrigado a distribuir gordas propinas para amealhar cúmplices e evitar problemas com a justiça.

Mas se for assim, se estivermos diante de uma justiça que se deixa comprar, todos nós, que questionamos o governo de Michel Temer, estamos desde já correndo um sério risco.

Bajonas Teixeira de Brito Júnior – doutor em filosofia, UFRJ, autor dos livros Lógica do disparate, Método e delírio e Lógica dos fantasmas, e professor do departamento de comunicação social da UFES.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

66 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Sandra Francesca de Almeida

02 de junho de 2016 às 22h01

Golpe caro, esse!

Responder

Maria De Fátima Morello

02 de junho de 2016 às 18h58

safado

Responder

Luiz Carlos

02 de junho de 2016 às 10h45

O problema é que o povo brasileiro assiste a tudo isso quieto! E ainda tem gente que aplaude…

Responder

Dilma Coelho

02 de junho de 2016 às 10h45

O desgraçado comprou todos eles. E agora os indignos ficarão de quatro para o ladrão.
Fracassado o golpe no Senado, Michel Temer será preso ou anistiado?
Temer não é presidente! Está presidente interino!
Cunha morreu, Temer agoniza, DIILMA RENASCE!!!

Responder

João Bosco

02 de junho de 2016 às 10h41

Isso é o que se pode chamar de uma compra.

Responder

Euler

02 de junho de 2016 às 11h12

Simples. Está na hora de todos os servidores públicos, das três esferas – federal, estaduais e municipais – exigirem o mesmo reajuste. Uma greve geral é o caminho. Por que o tratamento desigual?

Responder

Helena

02 de junho de 2016 às 09h45

O governo Temer veio para saquear o Brasil e está agindo bem rápido nesse sentido. Está abrindo o país pelo entreguismo e desmontando tudo que foi feito para a redução das desigualdades, mas não vai parar. Encheu o bolso dos piratas das corporações do STF e MPF. É o fim da picada.

Responder

Marcvs Antonivs

02 de junho de 2016 às 08h54

Alguém me diz que isso não é propina que o judiciário recebeu pelo apoio que deu ao golpe.

Responder

leandro oliveira

02 de junho de 2016 às 08h51

Isso é o pagamento acertado pelo cunha com o gilmar mendes !

Responder

Marcia Rufino

02 de junho de 2016 às 08h34

Mega golpe é o PT fez e faz com o Brasil, é tanto desempregado que não tem nem dinheiro para o seguro desemprego.

Responder

    leandro oliveira

    02 de junho de 2016 às 08h50

    Mas para aumentar o salário do gilmar mendes tem né sua coxinha !!!

    Responder

      Marcia Rufino

      02 de junho de 2016 às 14h09

      A sua Tia Dilma já havia liberado esse aumento, isso é comum quando se quer prejudicar o sucessor. Obrigada pela coxinha.

      Responder

        leandro oliveira

        02 de junho de 2016 às 16h41

        A Dilma havia vetado esse aumento cara coxinha … vai ler um pouco. Esse acordo foi o acerto pelo golpe fechado juntamente com os cabeças cornudas do STF / Temer / Cunha !

        Responder

          Marcia Rufino

          02 de junho de 2016 às 23h19

          Nada disso, esse veto faz tempo, antes de sair ela autorizou e não foi só isso, autorizou outros gastos sem previsão, caro mortadela.

          leandro oliveira

          03 de junho de 2016 às 01h21

          Sem previsão é o rombo do seu chefe CUNHAda…
          170bilhões é que é sem previsão, e ainda pedalando 100bilhões do BNDES.

          Marcia Rufino

          03 de junho de 2016 às 09h57

          Bom não é meu chefe, só se for na sua cabeça, não defendo partido e nem político, no Brasil só se praticou a politicagem, sou extremamente contra esse aumento, é ganhar aqui e gastar ali. O dinheiro já perdeu e vai perder ainda mais o poder de compra. Já sai do banco sem valer muita coisa. É só fazer a feira da semana, está difícil para todos. Consequência de políticas econômicas equivocadas, como essa agora.

          leandro oliveira

          04 de junho de 2016 às 19h18

          Sim e você não vai bater panela ?

          Marcia Rufino

          04 de junho de 2016 às 22h00

          Eu bato panela de graça e os políticos não são meus patrões, muito pelo contrário, estão lá para servir à sociedade.E nas manifestações do governo, sou eu que estou pagando a mortadela e os 30 reais também.

          Luna Araujo

          04 de junho de 2016 às 22h45

          Seu caso é mais para psiquiatra do que para a política. Vai se tratar. Nem parece que é uma mulher. Está vendo este governo que colocou as mulheres na condição de sub raça e está aplaudindo? Que coisa feia. E mentir sobre a história do PT, e mentir que foi petista. Chamar os outros de mortadela? Que coisa mais primitiva. Coisa de quem nunca leu um livro. Eu tenho muita dó de você… muita mesmo.

          Marcia Rufino

          04 de junho de 2016 às 23h13

          Como repete “coisa”! Tirando os outros por si, cuidado, odiamos nos outros aquilo que odiamos em nós mesmos. E existe fatos e conhecimento de causa, situação que só vivenciando. E ser mais didática, impossível, infelizmente a maioria é bem funcional.

          leandro oliveira

          05 de junho de 2016 às 09h05

          Você é uma touperia alienada … sutentando o CUNHAdo no poder …
          É uma trouxa que acredita em papai noel, aliás na globo novelas …

          Marcia Rufino

          05 de junho de 2016 às 10h51

          Eu não vejo novela, mas se você escreveu isso é porque vê. E as ofensas mostram a escassez de argumentos. Lamento que o manual do mortadela seja tão parco.

          leandro oliveira

          07 de junho de 2016 às 08h14

          Cara márcia, te chamar de toupeira alienada é um elogio a você, e um demérito a toupeira ! E o seu manual da coxinha já leu essa semana ?

          Marcia Rufino

          07 de junho de 2016 às 14h45

          Sendo repetitivo e tirando os outros por você mesmo, lamentável. Não temos manual, para ter deveria incidir algum custo e isso não acontece. Que caracteriza crime, espero que acabe, isso é campanha rasteira.

          leandro oliveira

          07 de junho de 2016 às 18h13

          Ok toupeira das havaianas … rasteira e tapada !

          Marcia Rufino

          07 de junho de 2016 às 18h33

          Hahaha, e isso tem tudo a ver com o assunto, mais um sinal que essa identidade tem um referencial profundo em você.

          leandro oliveira

          08 de junho de 2016 às 08h42

          hahaha é a sua cara mesmo …

          Marcia Rufino

          08 de junho de 2016 às 09h54

          Ainda bem que reconhece, apontamos mos outros aquilo que odiamos em nós mesmos.

          leandro oliveira

          15 de junho de 2016 às 09h11

          rs … odeio coxinhas mesmo … e não tenho isso em minha essência !

          Marcia Rufino

          15 de junho de 2016 às 11h24

          Lamento, mas o ódio é um veneno que tomamos esperando que o outro morra.

          leandro oliveira

          16 de junho de 2016 às 17h58

          quem tem ódio são vocês coxinhas … aliás ódios antes dissimulados e hoje mostrados com orgulho !

          Marcia Rufino

          16 de junho de 2016 às 19h26

          Você deveria reavaliar essa questão de ódio. Não se deve encarar essas questões políticas como se fosse uma partida de futebol.

          leandro oliveira

          21 de junho de 2016 às 11h44

          Oh coitada … virou marcinha paz e amor agora ???
          Pague pelo seu ídolo no poder, juntamente do cunha !

          Marcia Rufino

          21 de junho de 2016 às 14h15

          Continua se olhando no espelho?!

          leandro oliveira

          28 de junho de 2016 às 18h32

          não… vejo sua cara de coxinha mesmo !!!

          Marcia Rufino

          28 de junho de 2016 às 18h38

          Não pode mesmo, não tem. Kkkkkk

          Luna Araujo

          03 de junho de 2016 às 09h50

          Menina, você precisa urgente se tratar. Acompanhei o seu discurso e parece coisa para psiquiatria. As contradiões são enormes. Pena menina, acorde e procure um especialista.

          Marcia Rufino

          03 de junho de 2016 às 10h51

          Obrigada pela menina. Mas essas conclusões você está tirando por você provavelmente. Que decepção, acabou os argumentos, o manual do mortadela não te orientou em mais nada?

        Luis Augusto de Moraes

        02 de junho de 2016 às 20h32

        VOCÊ ESTÁ ENGANADA ,O STF ESTÁ NO GOLPE POR CAUSA DESSE AUMENTO QUE A DILMA VETOU ,PROCURE SE INFORMAR !!!!!

        Responder

    Gilmar Antunes Miranda

    02 de junho de 2016 às 10h00

    Dados do IBGE, o mesmo que noticia agora as quedas substanciais nos níveis de emprego desde 2014: os governos Lula e Dilma geraram, até 2013, aproximadamente 16,8 milhões de empregos. E sabe quantos foram gerados nos 8 anos de FHC, também informado pelo IBGE? Foram 800 mil empregos aproximadamente. Ou seja, os governos de FHC ficaram com aquela franja de 0,8 milhão de empregos embutida nos 16,8 milhões dos governos petistas. E mais, sabe quais eram os índices de desemprego e inflação em 2002 (dados do IBGE)? 12% e 12,5%, respectivamente. Ou seja, os índices atuais, muito ruins sem dúvida, ainda não alcançaram os índices ainda piores de FHC. Mas é óbvio que não precisamos esperar que alcancem. E tudo isto considerando o massacre criminosamente mentiroso da imprensa golpista contra os governos petistas.

    Responder

      Anderson Gonçalves

      02 de junho de 2016 às 10h11

      Perfeito Gilmar, é o que eu falo: Eu não gosto de discutir politica, eu gosto de dados, informação concreta, o que você falou não a sua ou a minha opinião, é uma informação verdadeira e isenta. Mas infelizmente metade da população “recebe informação” da Globo e do Facebook.

      Responder

        Marcia Rufino

        02 de junho de 2016 às 14h05

        Tenho mais de cinquenta anos e já fui Petista na época da ilegalidade, já corrigi muito da polícia e faço trabalho social há muito tempo, sempre foi assim, como enxugar gelo. Com esses anos todos com esse governo o trabalho só aumentou.

        Responder

          Alexandre Denser

          02 de junho de 2016 às 16h40

          O PT nunca foi um partido ilegal. Ele já nasceu dentro da redemocratizacao. Não entendi o que tu falou. Fazer trabalho social não te exime de nada… Ter corrido da polícia tampouco. Estranho uma pessoa tão política nos anos de chumbo, vir agora com um discurso, muito mal escrito por sinal, de direita. Das duas uma, ou tu não entendia o que se passava no passado ou tu não tá entendendo o que se passa no presente.

          Marcia Rufino

          02 de junho de 2016 às 23h55

          Sério!!! Não diga!! Só os PeTralhas de raiz não devem saber disso, isso é conhecimento de causa, algo que só vivenciando. Realmente reconheço que alguns são limitados para entender determinadas redações, deve-se manter a didática. Mas diga-me, como devo redigir corretamente? Já que você é um expert.

      Marcia Rufino

      03 de junho de 2016 às 00h11

      E você acha que PSDB é oposição também. É por isso que o PT ainda está no governo, graças a farsa tucana. Estão todos juntos em toda a roubalheira, já existia isso quando ele entrou, mas aí se institucionalizou, só faltaram criar o ministério da corrupção. O Populismo faz isso, a falsa impressão de que se está ganhando, depois chega a conta, Sarney que é o grande mentor intelectual dessa safadeza é que começou com isso e seu FHC implantou efetivamente o fisiologismo, que é o troço mais nojento que tem no governo. Tem uma coisa que o PT sabe bem fazer, oposição. Governar… Esquece, porque quem não sabe fazer até o saco atrapalha.

      Responder

    Luiz Carlos

    02 de junho de 2016 às 10h41

    Marcia Rufino, sem entrar no mérito partidário, você está de acordo com tudo isso que vem acontecendo neste desgoverno de Temer???

    Você acredita mesmo nesta história que são medidas necessárias para retomar o crescimento???

    Responder

      Marcia Rufino

      02 de junho de 2016 às 14h00

      Qualquer governo é melhor que o PT, que governou só para ele e defende hoje o seu poder e esse aumento do funcionalismo público que saiu agora já tinha sido autorizado pelo governo Dilma, já para prejudicar esse governo.
      E fora do governo está fazendo o que sempre fez, oposição. Se águas passadas movesse moinhos seria ótimo. O tipo de inflação em 80, 90, era bem diferente do que ocorre hoje, onde o comprometimento é muito maior, viver sem Internet, sem cartão de crédito, SEM TV por assinatura, fica complicado. Tem que entregar o carro financiado em 60 vezes, é muito frustrante.
      O Populismo pode ser muito bom na hora, mas não sabem que não existe almoço de graça, sempre será assim muito para quem paga e pouco para quem recebe.

      Responder

        Mauricio Felix da Silva

        02 de junho de 2016 às 14h28

        “Marcia Rufino, sem entrar no mérito partidário”
        -Qualquer governo é melhor que o PT.

        Ae não da neah amiguinha?kkkk
        Você acredita mesmo nesta história que são medidas necessárias para retomar o crescimento???(2)

        Responder

Reinaldo Mechica Miguel

02 de junho de 2016 às 07h31

COMPRAR A CONIVÊNCIA E O APOIO DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS BUSCANDO SE MANTER NO PODER. JÁ COMPROU OS POLÍTICOS DA BASE E AGORA QUER COMPRAR O SILÊNCIO E A CONIVÊNCIA DO FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS…

SE NÃO TEM PÃO QUE COMAM BRIOCHES!!!

FORA GOLPISTA TRAIDOR.

Responder

    Reinaldo Mechica Miguel

    02 de junho de 2016 às 07h32

    EIS O CANALHA DESNUDADO!!!

    A nobreza Francesa vivia em uma utopia, não faltavam comida nem festas nem glamour, mas o povo vivia na miséria. A rainha,não sabia o que acontecia com seu povo, quando um funcionário indago que o povo passava fome, a rainha respondeu “Se não têm pão, que comam brioches”.

    Responder

Moacirp

02 de junho de 2016 às 04h28

Para dar aumento aos que viabilizaram o golpe é necessário que se desvincule o salário minimo, fim da obrigatoriedade de investimento em saúde e educação, fim do minha casa minha vida e de outras conquistas sociais. A justiça Brasileira é uma vergonha mundial!!! Ganham belos salários, excelentes benefícios, mas a ganância não tem limites, creio que o prédio do STF tenha um insuportável aroma de podre no ar.

Responder

Spin Espelho

02 de junho de 2016 às 02h16

Nesta noite o JN citou a palavra “esperança” por umas 50 vezes. Durante os últimos 13 anos não ouviu essa palavra no JN. O JN mostrou até um coxinha chorando para dizer que até que enfim(com o fim do petê) podia ter esperança….hum….

Responder

Marcia

02 de junho de 2016 às 02h06

Um absurdo. Um “presidente” que não aguenta pressão. Virou refém de todos os setores da administração pública. Não tem a mínima responsabilidade com o país.

Responder

naldo

02 de junho de 2016 às 01h28

O que vai ser parcelado é o aumento dos serviodres do judiciario, em oito párcelas e a ultima em 2019, o aumento dos juizes é de uma vez e vai para 39.000,00.

Responder

rogeriobezerra

02 de junho de 2016 às 00h25

Poucos de minha família estiveram nas manifestações contra o Golpe, contra o Temer. E hoje esse aumento beneficia minha família diretamente. E tanta gente precisando de reajustes e trabalho e esse usurpador, esse traidor concede aumento exatamente para quem mais ganha nesse “puder” . Usaremos esse dinheiro para financiar “blogs sujos” e iremos a todos os atos contra essa corja. fdp!

Responder

Sue

02 de junho de 2016 às 00h12

RIDICULO. GRAVATA TODA TORTA. NÓ ERRADO. QUEM MANDOU JUNTAR COM A SOBRINHA. TIO SUKITA. SOME. CAIA FORA.

Responder

Antonio Passos

02 de junho de 2016 às 00h09

Eu sei que sonho demais, mas acho que deveria ser iniciado um movimento no Senado, de declaração de voto CONTRA o golpe, em discurso dado em plenário. Os senadores começariam a antecipar seu voto, em pronunciamento, numa forma de compromisso com a democracia e o povo. Sei que é algo dificílimo mas quem sabe ? Se o movimento ganhasse corpo, com manifestações pedindo o voto de cada senador, a coisa talvez tomasse uma força irresistível. Quem sabe ?

Responder

Helena

01 de junho de 2016 às 23h31

Marivane, sociedade? Sei, a sociedade que chupa de canudinho o sangue dos
trabalhadores? A sociedade dos pernilongos e parasitas tipos mordomo de
vampiro. É por isso que adoram se vestir de preto, bando de lacaios. Um
trabalhador recebe 880 reais e um vampiro vai ganhar querida 47.685,
mais de 50 vezes. Que sociedade nefasta naum?

Responder

Iran Bayma

01 de junho de 2016 às 23h21

Se matemática ainda for uma ciência exata vai de R$ 33.700, para R$ 47.685,50 e não R$ 39,ooo e umas petecas.

Responder

Olavo Lever

01 de junho de 2016 às 23h10

Olha só. Nas costas do povo eles jogam o pagamento da farra e o STF vai receber salário de R$ 47.685 quando a brincadeira terminar. Dá pra acreditar??? Supremo Tribunal de Justiça????

Responder

Júlia Veiga

01 de junho de 2016 às 23h07

Enquanto isso, o reduzido salário de um professor de universidades federais, pela primeira vez, desde que ingressei no serviço público federal em outubro de 2010, não está em conta corrente no final do primeiro dia útil do mês…será que passará a fazer parte de nossa rotina atrasos no pagamento de salários? Sabe-se que é da práxis dos governos de elites políticas e econômicas desvalorizar e desrespeitar o trabalhador…mas aí vão dizer que é por causa do rombo de 170 bi, antes que alguém venha dizer essa bobagem, já explico que não se trata de um rombo, mas da liberação de recursos, poupados ao longo de anos, para que o governo cubra o déficit fiscal, ou seja, há muito recurso liberado pelos aliados do interino, agora parece que não é para ser usado para cumprir com os compromissos com a nação, mas com a dívida da campanha do impeachment…prenúncio de dias piores.

Responder

renato andretti

01 de junho de 2016 às 22h50

Não entendi..
41,5 % de aumento..
de 33,7 para 39,3 é 41,5 %??

Responder

    Olavo Lever

    01 de junho de 2016 às 23h07

    O que está divulgado é que será dividido em 8 parcelas e vão ser pagas em 4 anos. Vai para R$ 47.685 no final.

    Responder

Marivane

01 de junho de 2016 às 22h45

dar aumento salarial de 41% ao STF TCU e MPF. Acho que está de acordo com que a sociedade espera do governo.

Responder

    Helena

    01 de junho de 2016 às 23h18

    Sociedade? Sei, a sociedade que chupa de canudinho o sangue dos trabalhadores? A sociedade dos pernilongos e parasitas tipos mordomo de vampiro. É por isso que adoram se vestir de preto, bando de lacaios. Um trabalhador recebe 880 reais e um vampiro vai ganhar querida 47.685, mais de 50 vezes. Que sociedade nefasta naum?

    Responder

    TOATOA

    02 de junho de 2016 às 09h35

    Vc deve tá de brincadeira…..ou trabalhar num desses STF TCU ou MPF…só pode !!!

    Tá defendendo ??? Não produzem absolutamente nada para o Brasil…aliás…não fariam falta alguma se não existissem…

    Responder

Deixe um comentário