Análise em vídeo das manifestações do 2 de outubro e as vaias a Ciro

Câmara quer proibir candidatos sem ensino superior; o objetivo, claro, é impedir Lula em 2018

Por Redação

03 de junho de 2016 : 18h55

PEC estabelece obrigatoriedade de diploma de curso superior para cargo eletivo

na Agência Câmara

A Câmara dos Deputados analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 194/16, que estabelece a exigência de conclusão de curso de graduação de nível superior em qualquer área como condição de elegibilidade para os cargos de senador, deputado federal, estadual ou distrital, presidente, vice-presidente, governador, vice-governador, prefeito, vice-prefeito e vereador.

O autor da proposta, deputado Irajá Abreu (PSD-TO), diz que busca, com a PEC, “estabelecer um patamar superior para aqueles que tenham a intenção de concorrer a cargos eletivos”. Para ele, os aspirantes a cargos eletivos “devem ter, na busca de soluções dos problemas nacionais de forma duradoura, uma visão mais profunda da realidade brasileira, o que a disponibilidade de conhecimentos integrados por uma visão acadêmica pode propiciar com maior efetividade”.

“Hoje, verificamos que muitos membros do Poder Legislativo possuem, inclusive, dificuldade de leitura, o que impede que os membros atuem de modo efetivo nas suas funções constitucionais, na medida em que o exercício de tais funções torna-se cada vez mais complexo e dependente de conhecimentos específicos”, afirma o deputado.

Tramitação
A PEC será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania quanto àadmissibilidade. Caso seja aprovada, será examinada por uma comissão especial criada especialmente para essa finalidade. Em seguida, precisará ser votada em dois turnos pelo Plenário.

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Lara Haje
edição – Marcia Becker

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

88 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

josé

05 de junho de 2017 às 11h42

Uma proposta dessa natureza nem consegue nascer viva , pois já é uma nat morta, no entanto ridícula, é só vê o que aconteceu com Color de Melo, é isso!

Responder

Oitava Dão

22 de junho de 2016 às 17h11

Haha, Jesus estaria enrolado.

Responder

Luiz Carlos

18 de junho de 2016 às 18h42

Lamentável os comentários estarem invadidos por preconceituosos, trolls e pagos em geral. Poucos comentam com honradez, com espírito de participar da discussão. Já ví que quando o assunto se refere, direta ou indiretamente a Lula, aparecem comentaristas do nada. Deve haver um aviso para a galera participar, isto há muito tempo.

Responder

Brancaleone

13 de junho de 2016 às 16h48

Enéas Carneiro estava certo.

Responder

Halter Maia

07 de junho de 2016 às 23h51

Será que vão recusar títulos superiores tipo ‘honoris causa’? O Lula tem uma coleção maior que a do FHC…

Responder

Paulo César

07 de junho de 2016 às 21h47

Cafezinho dura quanto tempo sem a verba pública paga pelo PT?

Responder

Rubens Dultra E Silva

07 de junho de 2016 às 17h05

Esta lei claramente visa manter a plutocracia. Estamos tendo um retrocesso não de 40 anos, mas de alguns séculos. E ler esses comentários é um show de arrogância e preconceito.

Responder

Luana Mineiro

06 de junho de 2016 às 18h54

Hoje em dia se vc não tiver formação superior não é valorizado no mercado de trabalho – então porque temos que aceitar presidentes sem formação para o cargo maior do país???!!! Tá certo – eu APROVO!!!! Lula além de não ter formação já provou que é desonesto e não tem caráter!!!!

Responder

    Jesus

    07 de junho de 2016 às 16h21

    Vocêesta por fora

    Responder

Marlene Salles

06 de junho de 2016 às 13h43

Isso é o correto. Se para cargos publicos é preciso de um monte de predicados, que dirá para presidencia da republica. Tinha que ser assim para todos os cargos politicos. É uma vergonha o país ser governado e legislado por semi-analfabetos. Inclusive temos que fazer cumprirem a lei de fichas limpas para cargos publicos.

Responder

Ricardo Santos

06 de junho de 2016 às 13h30

o LULA tem titulo the honoris causa dado de graca pela universidade de Coimbra, isso vale como curso superior!!

Responder

    Maria Helena

    06 de junho de 2016 às 22h04

    Tem certeza que foi de graça?Honoris causa,não serve para nada,é meramente simbólico

    Responder

      Carlos Eduardo

      07 de junho de 2016 às 18h36

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

      Responder

    Abbah Kaxie

    07 de junho de 2016 às 13h23

    Me poupe.

    Responder

Rene Correa

06 de junho de 2016 às 11h32

O erro começa lá atrás.
Se analfabeto e menores inimputáveis são aceitos como capacitados a discernir e portanto votar, quem sabe desenhar o nome pode ser candidato. Nada mais justo.

Responder

Alvarenga

05 de junho de 2016 às 13h05

A proposta é totalmente logica e correta. Na verdade até voto de eleitor sem formação ou experiencia profissional deveria valer menos. Se quisermos avançar e progredir como pais ( o que é bom pra todos ), precisamos deixar de ser bobos e tomar medidas tecnicas e sérias. Gente sem formação ou experiencia não tem como gerenciar um pais de forma correta. Isto é simples e óbvio. Somente burro não enxerga isto.

Responder

Carlinda

04 de junho de 2016 às 17h50

O Brasil não precisa de candidatos com nível superior. O Brasil precisa de candidatos com HONRADEZ superior.

Responder

Angela Dabela Lanoa

04 de junho de 2016 às 16h47

Ainda dá tempo de fazer um tecnologo

Responder

Aldo

04 de junho de 2016 às 15h05

Correto o objetivo da PEC. No mínimo vai evitar que picareta semelhantes ao Lula e Dilma sejam eleitos para representar os interesses do povo é do Brasil.

Responder

    makiavell

    04 de junho de 2016 às 15h22

    O Sociologo foi mestre na arte de comprar voto, e vender o patrimonio do povo .

    Responder

      Aldo

      04 de junho de 2016 às 18h13

      O iletrado e a disléxica foram hábeis em mentir, fraudar, desviar e surrupiar dinheiro público, tudo em nome da democracia e do fim da pobreza.

      Responder

        Regina Lima

        05 de junho de 2016 às 09h00

        Vou copiar e colar suas palavras pra denominar dois de seus exemplos: o sociólogo Fernando e o vendilhão Serra foram hábeis em mentir, fraudar, desviar, surrupiar o dinheiro publico, (por aí eu paro) venderam o Brasil e levaram comissões astronômicas. Pra não te ofender vou acreditar que nesse tempo, tu ainda nem era nascido.

        Responder

          Rene Correa

          06 de junho de 2016 às 11h41

          Seu discurso “copiado e colado da militância” está ultrapassado e encarquilhado.

          Pedro Paulo Pretti

          06 de junho de 2016 às 15h56

          Que tal você alfabetizar o Lula no sítio dele(que não é dele) ou lá no apto dele(que também não é dele) em Guarujá! Você será remunerada em pixulecos! E peça a Dilma para bancar um corte de cabelo radical para você por apenas 5.000 pixulecos! Não esqueça também de renovar sua carteirinha de petista, ok?

      Rene Correa

      06 de junho de 2016 às 11h39

      Pelo pseudônimo creio que já deve ter estudado por um bom tempo.
      Melhor voltar aos bancos escolares porque parece que ainda falta alguma coisa a ser entendida.

      Responder

        Jac Bueno

        08 de junho de 2016 às 23h03

        Acho que você é que não entendeu que o professor universitário e sociólogo perdeu longe em comparação ao governo de Lula. O problema aqui foi o mesmo do Allende, não aceito pela elite que se uniu à Cia para derrubá-lo. Sempre é esse povo que se acha acima dos outros, que despreza os operários de quem depende, que acha que a universidade deve ser privilégio dos bem-nascidos, que acha que o Lichstentein onde habitam tem que ser preservado numa redoma dentro da Índia em que padecem os pobres.

        Responder

          Rene Correa

          09 de junho de 2016 às 07h52

          Analise e confirme: FHC pavimentou a estrada para que LULA desfilasse por ela o que ele fez em grande estilo mas não deu manutenção e acabamos chegando onde estamos. Lula promoveu um grande jantar de gala para o povo brasileiro. Gastou o que tinha e o que não tinha.
          Agora estamos a pão e banana. Simples assim e não há alternativa.
          O PT não pode sair dessa sem pagar por isso.

          Jac Bueno

          09 de junho de 2016 às 23h40

          Você deve ser adepto de que o povo deve ser mantido a pão e água para o bem da casa grande. FHC não fez coisa alguma, pois o decantado real não foi criação daquela cabeça de abóbora, mas de uma equipe. Deixaram-no carregar os louros para alcançar a presidência para seu partido. Um sociólogo medíocre transformado em economista, essa só para os alienados. Jogou o país na maior inflação, quebrado e vendido, universidades sucateadas, escândalos abafados, uma figura patética, que nunca explicou por que vendeu a Vale por um valor aquém dos lucros que a empresa dava em uma semana e o resto talvez tenha ido para Paris. Seria letra morta se não fosse os abilolados que o endeusam. O que Lula deu ao povo pode ter sido um banquete, mas não. Pois do banquete nada fica, mas aqui na minha cidade temos nossa universidade restaurada, ampliada, aparelhada, cursos, professores concursados, estradas duplicadas, assim como a duplicação da que a une à capital, coisas que eram pedidas a décadas e ignoradas por todos os governos. O PT teria mudado a face desse país, mas foi sabotado por um Congresso canalha, Rombo? Com 347 bilhões em reserva? Nunca antes houve tanto. Vivíamos de joelhos ante o FMI que entrava no país dando ordens de arrocho para pagar os juros da dívida. O país parou? Parou porque tiraram os dirigentes das empresas. A corrupção parou? Sim. Parou no governo golpista e no Congresso. Está lá parada e abraçada com eles.

          Rene Correa

          10 de junho de 2016 às 05h46

          Seu conhecimento de economia é sofrível. Misturar reservas cambiais com deficit público não dá. Por outro lado seu discurso é da militância doentia. vender a Vale foi o melhor me

          Jac Bueno

          10 de junho de 2016 às 20h58

          Você deveria ter assistido à jornalista especializada em economia no Jô. Quem disse foi ela. Então diga a ela que seu conhecimento é sofrível. E o seu discurso é o maior ranço reacionário que já vi.É filiado aos partidos golpistas? Eu não sou filiada a nenhum partido. Eu quero é respeito à democracia. E o que é melhor para mantê-la não é nem de longe dar apoio à direita cretina.

          Rene Correa

          12 de junho de 2016 às 19h11

          Vamos por partes:
          1-Jornalista especializada em economia? Falamos em ECONOMISTA não de “jornalista especializada”. Qualquer jornalista que mistura esses dois itens está querendo tapar o sol com a peneira. São coisas distintas. Se fossem iguais Dilma não teria cometido crime bastaria trazer as reservas externas e nada de decretos.
          2-não sou nem nunca serei filiado a nenhum partido.
          3-respeito à democracia – via nossa constituição – é o que estamos tendo.
          4-se Temer é direita cretina é nela que até há bem pouco tempo se apoiou a esquerda caviar.
          Só mais um detalhe: não sou contra a candidatura de Lula em 2018 não. Muito pelo contrário. Quero que ele se candidate e seja derrotado, juntamente com o PT, DEFINITIVAMENTE.

    Carlos Eduardo

    04 de junho de 2016 às 23h28

    Dilma tem graduação como Bacharel em Ciências Econômicas. Quanto a evitar picaretas candidatos, atente que o José Serra, não tem bacharelado em economia nem é registrado em qualquer Conselho Regional de nenhum estado brasileiro. Mas, isso não vem ao caso. APESAR DE LULA TER MOSTRADO, NOS OITO ANOS, que inteligência não pode ser medida pelo número de canudos, pós e mestrados, ENCANTANDO NÃO APENAS O BRASIL, MAS O MUNDO INTEIRO, ESSA TURMA DA PESADA NÃO ENGOLIU, E NUNCA VAI ENGOLIR, QUE UM PAU-DE-ARARA SAÍDO DO NORDESTE SE IMPONHA DIANTE DE OUTRAS NAÇÕES, PRINCIPALMENTE, DOS ESTADOS UNIDOS. E O MELHOR, O BRASIL, DE LULA, NÃO BAIXA A CABEÇA PARA O MUNDO. ISTO, A GLOBO, ESTADÃO, FOLHA, VEJA, O GLOBO…VOCÊ E O RESTANTE DA QUADRILHA NÃO ACEITAM.

    Responder

      Regina Lima

      05 de junho de 2016 às 08h53

      É isso que os trouxas e os ricos não conseguem engolir!

      Responder

        Everaldo Apolinario Silva

        08 de junho de 2016 às 01h26

        Nestas horas prefiro ser trouxa com dinheiro no bolso, que inteligente e pobre. Eu quero é Lula na cadeia, cago e ando quando me chamam de trouxinha. Petralhas são todos baba ovo do Lula, alguns até ganham para isso, mas muitos são babacas mesmo.

        Responder

      Rene Correa

      06 de junho de 2016 às 11h36

      Lula com seu discurso populista demagógico conseguiu ENGANAR o mundo inteiro por um tempo mas agora TODOS estão conhecendo quem ele é realmente.

      Responder

        Carlos Eduardo

        07 de junho de 2016 às 18h42

        Papo de mané. Lula é um homem público forjado na luta operária, que teve coragem para enfrentar de frente a pobreza no Brasil e com políticas públicas reconhecidas mundialmente. Um líder popular que mora no coração do povo, principalmente daqueles que tanto precisam. Tornou-se presidente do Brasil e maior liderança da História contemporânea.

        Responder

          Rene Correa

          07 de junho de 2016 às 20h24

          Não tenho dúvidas. É papo de mané.

          Mauro Sókrates

          08 de junho de 2016 às 02h39

          Então prova que ele roubou, mané!
          Procure na Grande Rede! O pai dos burros é seu amigo!

          Rene Correa

          08 de junho de 2016 às 10h47

          Diga onde e quando eu afirmei que ele roubou. Eu jamais disse que ele roubou mas que ele é um grande farsante e mentiroso, coisa que o próprio já afirmou em depoimentos.
          Antes de postar algo avalie o que vai escrever para não falar bobagens.

          Mauro Sókrates

          15 de junho de 2016 às 15h07

          Ahan, senta lá, trouxinha! Ainda aguardando provas!

    Katherine Carvalho

    05 de junho de 2016 às 01h53

    O Lula não tem diploma convencional, mas é Doutor honoris causa! Está dentro!!
    Dilma é economista!

    Responder

    Luiz Carlos

    18 de junho de 2016 às 18h37

    Serra é que nunca apresentou seu diploma de economista que diz ter feito parte no Chile, parte nos EUA. Gostaríamos de vê-lo.

    Responder

Li Alves

04 de junho de 2016 às 13h43

Verdade, Lula é doutor! Hehehe

Responder

    Rene Correa

    08 de junho de 2016 às 10h49

    “Honoris causa” mas doutor.

    Responder

Paulo Werneck

04 de junho de 2016 às 12h47

Lula tem dezenas de titulos de doutor pelas mais renonadas universidades do mundo. Se a PEC é contra ele será um tiro n’agua. Lula é PhD. Chorem escondidinhos, ex-trouxinhas, ex-coxinhas.

Responder

    Aldo

    04 de junho de 2016 às 15h06

    Lula é PhD em mentir e roubar dinheiro do povo, inclusive o teu, P.W.

    Responder

      Paulo Werneck

      05 de junho de 2016 às 00h51

      Engraçado. Ele deve ser PhD mesmo em mentir e roubar porque os escondidinhos ex-trouxinhas ex-coxinhas estão tentando descobrir algo para incriminá-lo e não encontram nada. Enquanto isso a FIESP violou os direitos autorais do artista que desenhou o pato e foi logo descoberta, os ministros do golpista caem um após o outro por corrupção (já tem gente na fila para cair), o Cunha foi afastado, o Aécio vai ser investigado… Nem sabem roubar os teus comparsas. A tua quadrilha é muito incompetente.

      Responder

        Rene Correa

        06 de junho de 2016 às 11h43

        Concordo com parte do seu discurso bem treinado: a quadrilha petista é muito, mas muito mais competente. Pena, para ela, que “mentira tem perna curta”.

        Responder

Li Alves

04 de junho de 2016 às 12h44

Covardes medíocres! Então que também proíbam na Câmara e no Senado! Aí quero ver!

Responder

Deby

04 de junho de 2016 às 12h40

Muito bem!É o mínimo para dar exemplo da importância do estudo as novas gerações. Chega de marginal analfabeto ter poder nesse país!

Responder

    makiavell

    04 de junho de 2016 às 15h24

    A Facul Augusta esta com teu espaco livre , Doutora.

    Responder

Mauro Carriço

04 de junho de 2016 às 13h33

Posso bancar o advogado do diabo? Alguém aí, contrataria um CEO para sua empresa baseado apenas na experiência mas sem formação?
Em tese, é um cargo de decisões. Não pode ser delegado a pessoas sem preparo. E incompetentes e corruptos existem em todos os níveis sociais e culturais.

Responder

Jadir Rocha

04 de junho de 2016 às 09h25

Não adianta ter alto grau de escolaridade se não tem capacidade. O importante é a capacidade. Grau de escolaridade qualquer um pode conseguir, porém, capacidade é um privilégio individual.

Responder

    Alvarenga

    05 de junho de 2016 às 13h07

    Desculpe mas grau de escolaridade qualquer um pode conseguir em escola meia-boca, em escola seria somente gente competente se forma. E não tem como alguem desenvolver competencia e visão longa sem estudo, muito estudo.

    Responder

17Abril2016

04 de junho de 2016 às 08h30

PELOS DANOS CAUSADOS, EU PROPONHO QUE QUEM TEM FORMACAO UNIVERSITARIA SEJA INELEGIVEL POR 50 ANOS.

Responder

    ANDREIA LIMA

    04 de junho de 2016 às 11h57

    Eu proponho que aqueles que possuem grau superior e não fazem nada de bom fiquem inelegíveis por 1000 anos.#TchauTemer e cia

    Responder

EDVALDO

04 de junho de 2016 às 06h42

Querem impedir o melhor presidente. O melhor candidato.

Responder

    Deby

    04 de junho de 2016 às 12h41

    Olha a situação do país. Não pensa só em mortadela…

    Responder

rita de cassia c.colacique

04 de junho de 2016 às 02h37

A vivência e a sabedoria que Lula tem não se aprende nos bancos das faculdades!

Responder

    Deby

    04 de junho de 2016 às 12h42

    nem tãão esperto assim…seus roubos forma descobertos pouco a pouco …e vem mais descobertas desse patife por aí!

    Responder

    Pedro Paulo Pretti

    06 de junho de 2016 às 16h01

    Sabedoria que só se aprende no meio criminoso! Vamos todos para Atibaia aprender como roubar, mentir e se dar bem! Assim poderemos ter vários idiotas como massa de manobra!

    Responder

Pelezinho

04 de junho de 2016 às 00h25

Eu proponho a obrigatoriedade de caráter superior…

Responder

    Alexandre Moreira

    04 de junho de 2016 às 00h56

    Perfeito! Temos que dar um basta nos abusos deste congresso facista. O congresso tem que representar a população brasileira, em toda a sua diversidade. Em breve vão estar exigindo a cor branca, o sexo masculino e a orientação heterosexual.

    Responder

Ana María Menéndez

04 de junho de 2016 às 00h13

O Lula é:
Doutor honoris causa pela Universidade Federal de Viçosa, pela Universidade de Coimbra (Portugal), pela Universidade Federal de Pernambuco, pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, pela Universidade de Pernambuco, pela Universidade Federal Fluminense, pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), pela Politécnica de Lausanne (Suíça), pela Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), pelo Sciences-Po (Institut d’Etudes Politiques de Paris), pela Universidade Federal do ABC, pela Universidad Nacional de La Matanza e Universidad Metropolitana de la Educación y el Trabajo (Argentina), pela Universidade de Salamanca (Espanha). Embora outros universidades nacionais e internacionais tenham feito diversos convites para que o então presidente recebesse a honraria, Lula recusou todos os títulos honoris causa enquanto ocupou a cadeira de chefe do estado brasileiro, passando a aceita-los apenas após deixar o cargo.
Lembrando que…
Honoris causa, abreviado como h.c., é uma locução latina (em português: “por causa de honra”) usada em títulos honoríficos concedidos por universidades a pessoas eminentes, que não necessariamente sejam portadoras de um diploma universitário mas que se tenham destacado em determinada área (artes, ciências, filosofia, letras, promoção da paz, de causas humanitárias etc.), por sua boa reputação, virtude, mérito ou ações de serviço que transcendam famílias, pessoas ou instituições.
Historicamente, um doutor honoris causa (ou doctor honoris causa) recebe o mesmo tratamento e privilégios que aqueles que obtiveram um doutorado acadêmico de forma convencional – a menos que se especifique o contrário.

Responder

    Marcio Marconato

    04 de junho de 2016 às 00h16

    Aplausos para vc., Ana Maria!!! Mas, não tenho dúvida nenhuma de que nosso STF não vai reconhecer nisso uma formação acadêmica e o Sr. Gilmar Mendes vai exigir a impugnação da candidatura de Lula :(

    Responder

      Ana María Menéndez

      04 de junho de 2016 às 00h23

      Acredito que isso seria contraproducente, efeito boomerang. Repercutiria péssimo la fora. Quem pode tirar a legitimidade de um h.c. concedido por uma universidade renomada como a de Coimbra, por citar somente uma da lista?

      Responder

        Marcio Marconato

        04 de junho de 2016 às 00h50

        Ana, o Brasil virou um país tão”sui generis” que não me espanto com nada mais que acontece aqui. Quando vejo um STF, que deveria zelar pelas regras constitucionais, se comportar da maneira que se comporta fico perplexo, em estado de choque, sem alento. Desculpe, mas nesses últimos dias os versos que melhor traduzem meu estado de espírito são de “Cálice” de Chico Buarque e Gilberto Gil: “quero cheirar fumaça de óleo diesel, me embriagar até que alguém me esqueça”

        Responder

          Pedro Paulo Pretti

          06 de junho de 2016 às 16h07

          Chico e Gil, dois ícones da cultura chapa branca! Genialidade não é desculpa para apoiar governo e sistemas autoritários! Convido estes caras para viverem em Cuba, Venezuela ou melhor na Coreia do Norte! Ou seja intelectuais de araque ou esquerda caviar

      Angela Dabela Lanoa

      04 de junho de 2016 às 16h39

      Ainda dá tempo para ele se matricular e fazer um tecnologo

      Responder

        Pedro Paulo Pretti

        06 de junho de 2016 às 16h02

        O PRONATEC pode ser considerado curso superior?

        Responder

    Jac Bueno

    08 de junho de 2016 às 23h17

    Eu tenho um certificado de inglês pelo Yazigi obtido em dois meses de curso em categoria especial. O referido certificado foi conferido por comprovação de que eu já sabia mais do que os alunos que cursavam os três anos regulares mais um de conversação. Fiz teste antes e depois desses dois meses em que frequentei as aulas. Isso é o reconhecimento do saber acima do convencional. É esse reconhecimento que o mundo acadêmico tem em relação a Lula. Por que obrigar a alguém que já sabe a frequência e provas muitas vezes decorebas? Claro que isso não se aplica a Tiririca, mas foram os paulistas, quiçá coxinhas, que o elegeram.

    Responder

Jojo The Man

03 de junho de 2016 às 23h37

Isso é uma grande sacanagem .Mas por outro lado , eu jurava que Lula já tinha um diploma .
Tem faculdade por ai que o cara só vai uma vez por semana …

Responder

    Rene Correa

    06 de junho de 2016 às 11h47

    Você esqueceu que ele não gosta de ler ou estudar???

    Responder

      Jojo The Man

      06 de junho de 2016 às 18h51

      É um problema. Ele só se preocupa com o povo , em achar meios de dar vida melhor ao povo . Isso é “lamentável” .

      Responder

      Yac Moreira

      07 de junho de 2016 às 21h45

      Por que tanto medo? kkkk…. doutores com medo de ex-operário. Os ladrões e vendilhões tremem só de falar o nome Lula. #ForaTemer
      Muitos daqui (coxinhas trouxinhas enganados) tem saudade do pais do bacharéis. É doutor…. tirando as calças… e sendo apenas vaca de presépio… bovinos…

      Responder

        Rene Correa

        07 de junho de 2016 às 21h57

        A única vantagem dos coxinhas trouxinhas enganados é poder suportar e superar a ignorância e insensatez da militância da esquerda. Convenhamos que não é pouco não.

        Responder

Apolônio

03 de junho de 2016 às 21h28

Isto não pode, é até inconstitucional. Isto é retroagir o pais ao século dezenove , quando só podia ser candidato a qualquer cargo político, doutor, ou só podia votar alguém que tivesse alguma posse. Grau de escolaridade, não significa inteligência, muito menos sapiência.

Responder

    Deby

    04 de junho de 2016 às 12h39

    Não queremos doutor….no mínimo alfabetizado está bom. Grau de escolaridade influencia e muito a capacidade intelectual de uma pessoa,especialmente se for político. Chega de ignorantes no poder e chega de ignorantes que compactuam e apoiam os mesmos!

    Responder

      Pedro Paulo Pretti

      06 de junho de 2016 às 16h10

      Acho que deveria ser exigido atestado de sanidade mental! Lembra dos discursos sem nexo de Lula e Dilma (“por de trás de toda criança tem um animal oculto, que é um cachorro!”)!

      Responder

    Jac Bueno

    09 de junho de 2016 às 23h46

    Quem defende escolaridade, é porque só tem escolaridade. Há muitos que frequentam escola e alcançam um diploma, mas não tem liderança, capacidade, criatividade, discernimento. Lula foi reconhecido como líder por todo o mundo. Por isso os medíocres o combatem.

    Responder

Marivane

03 de junho de 2016 às 20h54

AÍ NAO PRECISARIAM NEM DO MORO

Responder

Luiz

03 de junho de 2016 às 21h51

A ideia é absurda e antidemocrática, não afeta apenas o Lula, mas restringe os direitos políticos de parte significativa da população. Ora se vamos discutir a restrição de direitos políticos, então o mínimo exigido é que o deputado apresente pesquisas bem fundamentadas e empiricamente comprovadas que demonstrem o impacto da presença ou ausência do ensino superior, independente da área, nas decisões políticas. Por fim isso me parece mais uma tentativa de implantar um mecanismo de seleção fundado em valores aristocráticos, do que uma tentativa de melhorar os mecanismos de seleção da democracia.

Responder

Jose Silva

03 de junho de 2016 às 20h08

Acho difícil. Mais da metade da câmara dos Deputados não tem nível superior, de acordo com o 17/04. Se mais daquela metade tiver diploma, pode ter sido comprado.

Já que é para zoar, por que não altera a lei para….quem tiver sofrido acidente trabalhando, e perdido um dedo por causa disso, não pode mais se candidatar….

É…..Parece que tá difícil achar crime do nosso Estadista.

Responder

Deus Lula

03 de junho de 2016 às 19h55

Concordo parcialmente com a ideia. Para vereador poderia exigir o ensino médio. Porém, não poderia existir reeleição para nenhum cargo eletivo, e também, nomeação de parente para cargo de confiança (Nepotismo).

Responder

Carlos Eduardo

03 de junho de 2016 às 19h39

É claro que não passará na Comissão, caso contrário não será aprovada, se aprovada, o José Serra está fora.

Responder

    Angela Dabela Lanoa

    04 de junho de 2016 às 16h42

    Verdade

    Responder

      Carlos Eduardo

      04 de junho de 2016 às 23h11

      Verdade. José Serra, que não tem bacharelado em economia nem é registrado em qualquer Conselho Regional de nenhum estado brasileiro.

      Responder

Rodrigo

03 de junho de 2016 às 19h11

Ideia até que boa, desde que seja para todos os 3 poderes que tenham no mínimo um curso de direito com registro na OAB. Assim evita da maioria de políticos analfabetos de assumirem cargos.

Responder

Deixe um comentário