Comentários sobre o áudio vazado de André Esteves (BTG Pactual)

Petrobrás confirma nova coluna gigante de petróleo no campo de Libra

Por Miguel do Rosário

15 de junho de 2016 : 20h50

Lendo essa notícia, lembrei daquele vídeo de uma travesti na Itália, que viralizou. Mostrava a travesti numa cobertura, bebendo champagne na piscina. Ela olha para a câmara e diz: “disseram que eu estava na pior”. Ela faz uma pausa, dá um mergulho, emerge na borda e bebe um pouco da taça, e complementa: “Se isso é está na pior… pohan!”

A mesma coisa vale para a Petrobrás. Todo mês bate recorde de produção. O custo de extração tem caído, em virtude do know how crescente da estatal.

Os ladrões foram postos pra fora há tempos, porque Dilma, à diferença de outros aí, jamais conspirou para interromper nenhuma investigação. Aliás, vários dos corruptos já tinham sido expulsos por ela antes das investigações começarem.

E agora a Petrobrás anuncia outra grande descoberta. Uma nova coluna de petróleo foi encontrada em Libra, que é a maior jazida do pré-sal.

Os golpistas tem de correr mais rápido, porque, nesse ritmo, e com a cotação do petróleo voltando a se valorizar, pode ficar constrangedor privatizar a Petrobrás a preço de banana, como eles desejam.

No blog da Petrobras

Novo poço em Libra confirma extensão da descoberta de óleo
15.Jun.2016

O Consórcio de Libra concluiu a perfuração e a avaliação do sétimo poço do bloco, localizado no pré-sal da Bacia de Santos. Com ele foi encontrada a maior coluna de óleo (net pay) já descoberta em Libra, com 410 metros de espessura. Essa coluna supera a última encontrada, de 301 metros, anunciada em março deste ano.

O novo poço, localizado na parte noroeste do bloco e a 180 km da costa do Rio de Janeiro, confirmou a descoberta de petróleo de boa qualidade (27º API) em reservatórios com excelente produtividade.

Denominado 3-BRSA-1339A-RJS (3-RJS-742A) e conhecido informalmente como NW2, o poço está 10,3 km ao sul do poço descobridor 2-ANP-2A-RJS. Essa perfuração faz parte do compromisso firmado no Plano de Avaliação da Descoberta (PAD) do poço 2-ANP-2A-RJS, aprovado pela ANP em 26 de fevereiro de 2016.

Até o momento, foram concluídas as perfurações de sete poços em Libra (seis pelo Consórcio e um pela Petrobras) e o oitavo (3-RJS-743A), também na área noroeste do bloco, está em perfuração. A área de Libra foi a primeira concessão sob o regime de partilha da produção.

O Consórcio de Libra é formado pela Petrobras (operadora com 40%), Shell (20%), Total (20%), CNPC (10%) e CNOOC (10%), tendo como gestora do contrato de partilha da produção a Pré-Sal Petróleo S.A. (PPSA).

Miguel do Rosário

Miguel do Rosário é jornalista e editor do blog O Cafezinho. Nasceu em 1975, no Rio de Janeiro, onde vive e trabalha até hoje.

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

9 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Canhoto

16 de junho de 2016 às 01h10

Aos editores. Há diferença na análise e crivo dos participantes como convidados? Fiz vários comentários e não os vi publicados. Ou é o tempo de análise que é longo? Gosto muito dos comentários aqui, mas perde se muito tempo entre um comentário é outro. Não há o sentido de debate. Att. Brasil.

Responder

Daniel

15 de junho de 2016 às 23h09

Temos que apoiar os petroleiros a todo custo. Partir pra cima desses vendilhões.

Responder

Canhoto

15 de junho de 2016 às 23h26

Sorte não está no cardápio. Carecemos de atitude. E se depender dos entreguistas de plantão, principalmente o que baba há décadas querendo efetivar a entrega, precisamos de manifestações. Pacíficas e objetivas. A Petrobras é o cerne da questão do golpe desde 64. Tá nossa história. Jango foi deposto justamente por isto. O golpe continua em curso.

Responder

Nova Esquerda

15 de junho de 2016 às 22h07

A entrega do pré sal devia levar à execução dos traidores.

Responder

    Daniel

    15 de junho de 2016 às 23h09

    Disse isso hoje a minha mãe. Com a família pagando a bala, e num estádio de futebol. Crime de lesa-pátria devia ter pena de morte.

    Responder

Juninho Zeff

15 de junho de 2016 às 21h32

Com muita sorte ficaremos com o pre-sal…Com muita sorte.

Responder

    SIDNEY MACHADO

    16 de junho de 2016 às 07h29

    Uma medida popular igual à do petróleo é nosso deve ser imediatamente levada a cabo.!!!!

    Responder

    Macau

    16 de junho de 2016 às 10h34

    Não é sorte. Sorte é pretexto de quem senta e espera acontecer.

    Com muita LUTA, aí sim esse tesouro fica com a gente.

    Responder

      Juninho Zeff

      16 de junho de 2016 às 12h25

      Com muita sorte.

      Responder

Deixe um comentário para Juninho Zeff

Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou? As Refinarias da Petrobras À Venda pelo Governo Bolsonaro O Brasileiro se acha Rico ou Pobre?