Jornal da Forum: Lula quer reindustrializar o Brasil!

A Ditadura do Micheleco – censura aos blogs e brucutu nas ruas

Por Bajonas Teixeira

01 de setembro de 2016 : 09h35

Por Bajonas Teixeira, colunista de política do Cafezinho

 

Micheleco é o nome que usamos para batizar a nova era, muito promissora, inaugurada com a posse de Michel Temer. Como observou o senador Roberto Requião, vivemos agora o momento em que passa a vigorar a “diplomacia do pixuleco” com José Serra e na qual, para não ficar de fora, a Justiça legaliza o pixuleco para juízes. Portanto, nada mais adequado, pensamos, que designar esse admirável mundo novo de “ditadura do Micheleco”.

Brucutu –  “Com a instauração da ditadura com o Golpe Militar de 64, o Brasil assistiu a algumas manifestações públicas de protesto. O regime então muniu seus aparatos repressivos de equipamentos destinados a dispersar multidões. O nome Brucutu, originário das histórias em quadrinhos, havia se popularizado em todo o país com uma canção de Roberto Carlos. Na gíria policial, adotada pela imprensa, o veículo blindado, por sua força bruta, recebeu este apelido, que se consagrou.”

Censura – É o assassinato da vida pública e a pá de cal sobre a democracia, porque, como dizia Karl Marx (citado por O Globo, que ironia) “A função da imprensa é ser o cão de guarda público, o denunciador incansável dos dirigentes, o olho onipresente, a boca onipresente do espírito do povo que guarda com ciúme sua liberdade”.

O governo Temer começa com gestos agressivos, acenando com rigores e ameaças explícitas. Para quem viveu o período da Ditadura, e, mais ainda, experimentou o “espírito autoritário” daqueles anos, de imediato, como se fosse despertado por um certo perfume de putrefação, liga essa poesia de efeito moral aos velhos tempos.

E ela parece ainda pior que a prosa do velho general Figueiredo, celebrizada com a frase sutilmente cavalar e epigramática que sentenciava: “Quem for contra a abertura, eu prendo e arrebento.” O milico foi canhestro, mas ao menos sua frase equina se referia à Abertura. Já no caso de Temer, o ex-chefe de polícia,  o pathos, sendo também canhestro, é mais grave, porque seu golpe se faz contra a democracia.

A julgar pelo que acaba de ser divulgado pelo Globo, com ares de cumplicidade e apoio, as primeiras palavras balbuciadas pelo governo foram destinadas a intimidar os opositores. Coisa que confirma o que vinha sendo divulgado nos últimos dias por seus assessores e, sobretudo, do que era o desejo da mídia, expresso em diversos momentos de forma mais ou menos límpida.

Algumas das pérolas intimidatórias pronunciadas por Temer na reunião ministerial pós-golpe:

? ” ‘Golpista é você, que está contra a Constituição’”, enfatizou, referindo-se aos opositores que o acusam de ter dado um golpe.”

? “Não podemos deixar uma palavra sem resposta”, afirmou.

? “As coisas se definiram, e é preciso muita firmeza”, afirmou.

? “Ele ainda disse que ‘no plano internacional tentaram muito e conseguiram dizer que no Brasil houve golpe’, e disse que não se pode tolerar essa informação. ‘Isso aqui não é brincadeira.’”

Como assim “isso aqui não é brincadeira não”? Se esse é um governo democrático, como garantem Temer e seus apoiadores, por quê faria gestos ameaçadores contra os que discordam dessa narrativa?

Mas esses gestos são inevitáveis, e terão que passar à prática também muito em breve,  porque se trata de um governo de saque em todas as frentes. Conduzido por um presidente que, como nenhum outro, fará todas as concessões possíveis para qualificar-se como perfeito lacaio das elites, nacionais e internacionais, não restará alternativa alguma senão a violência.

O preço a ser pago, será o da busca de uma solução para o equilíbrio fiscal, ou, se se quiser, para a crise econômica, no magro terreno dos grupos sociais da parte inferior da pirâmide social. Não será para cima, ou seja, exigindo o sacrifício das elites, com imposto progressivo, corte em isenções, fim de juros subsidiados, etc. Se isso é coisa impossível com elites predatórias em situação normal, quanto mais quando se sentem pilares e promotoras do golpe.

Como grandes eleitores do novo presidente, eles agora entregarão a fatura. E ela será gorda.

Por isso que, já há quatro dias, em entrevista a O Globo, Moreira Franco, o fiel escudeiro do mordomo, dizia que, após a posse definitiva, Temer seria muito mais firme. E essa firmeza assumia especial significado em relação aos cortes das áreas de saúde e educação. Ao ser perguntado sobre se haveria exceção para saúde e educação, respondeu assim:

“Temos que ter cautela, prudência, a firmeza de trabalhar com o fato. Dr. Ulysses (Guimarães, ex-presidente da Câmara dos Deputados) disse que, na política, o fato era tão importante que devia ser tratado de Excelência. Na economia, o fato é muito mais importante do que na política porque é ele que determina rumos e circunstâncias e as alternativas. A solução proposta pela Fazenda é uma solução extremamente criativa. Com medidas complementares, ela vai nos abrir a possibilidade de buscar o equilíbrio fiscal sem açodamento, construindo o encontro da receita com a despesa.”

Portanto, estão desenhadas no horizonte duas direções em que o governo Temer pretende imprimir firmeza, ou seja, repressão:

1) Contra quem questione o seu governo e insista em considera-lo um governo golpista. E, para além de qualquer dúvida, a julgar pela satisfação de O Globo, quem está sob ameaça são os blogs. De fato, que significa a menção de Temer a que “no plano internacional tentaram muito e conseguiram dizer que no Brasil houve golpe” e de que “não se pode tolerar essa informação”? Ele visa os blogs já que são esses que fazem a denúncia do golpe. Portanto, uma onda de repressão contra os blogs – “Isso aqui não é brincadeira não” –, dará continuidade aquela com que inaugurou o seu governo interino, com o corte brutal dos financiamentos já aprovado.

2) A firmeza será dirigida também contra aqueles políticos que, no Congresso, venham a se melindrar diante das consequências sociais da aprovação de medidas extremamente impopulares. Eles serão tratados com firmeza. Mas o principal é que, para impor essas medidas, haverá também a necessidade de atuar com firmeza exemplar sobre as ruas, reprimindo os movimentos sociais que se rebelarão contra as medidas de saque e de desmonte.

É preciso ter presente, no que diz respeito à comunicação, o fato de que para a Globo e as demais grandes empresas da mídia corporativa, os blogs são um grande incômodo. E sabe-se que a rivalidade de narrativas não é o único motivo. Um outro, igualmente importante, é o pânico que aumenta dia a dia na mídia corporativa diante da concorrência das formas alternativas de comunicação.

Portanto, temos o nítido registro taquigráfico dos primeiros balbucios do novo velho governo golpista: repressão intelectual e repressão política, censura política aos blogs e violência policial contra as ruas. Essas são as frases que velam o berço do nascente governo Temer. O brucutu está de volta.

Bajonas Teixeira de Brito Júnior – doutor em filosofia, UFRJ, autor dos livros “Lógica do disparate”, “Método e delírio” e “Lógica dos fantasmas”. É professor do departamento de comunicação social da UFES

Apoie O Cafezinho

Crowdfunding

Ajude o Cafezinho a continuar forte e independente, faça uma assinatura! Você pode contribuir mensalmente ou fazer uma doação de qualquer valor.

Veja como nos apoiar »

19 comentários

Os comentários aqui postados são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do site O CAFEZINHO. Todos as mensagens são moderadas. Não serão aceitos comentários com ofensas, com links externos ao site, e em letras maiúsculas. Em casos de ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência, denuncie.

Escrever comentário »

Henrique Trevisan

02 de setembro de 2016 às 21h02

Quer dizer que só a esquerda tem a razão ao censurar paginas do facebook, ou censurar blogs, mas quando a direita o faz a direita está oprimindo os direitos de expressão da esquerda, Se aproveitando dos idiotas uteis (termo dito por Lenin para descrever os simpatizantes de esquerda em países democráticos) para gerar baderna e caos em um país para de forma conflituosa e normalmente por meio de algo chamado corretamente de “golpe”, assumir o poder e quando estiverem lá fazerem o que vemos em países como a Venezuela, Cuba, China. Países realmente democráticos.
Obs: Antes de falarem algo usei a palavra normalmente ao me referir a forma como sobem ao poder, no caso do Brasil foi “democrático”.

Responder

    QUEBRA FASCISTA

    01 de outubro de 2016 às 13h14

    Democrático foi a forma com que a prostituta que voce chama de ” Mamy ” concedeu seu Fiofó para todos aqueles que quisessem á preços módicos . Isto sim foi muito democrático , né bastardo !! . Volta para o esgoto fedorento de onde voce e sua familia de vermes jamais deveriam ter sido chutados . Esta bactéria infecta , espectador assiduo da globo e analfabeto atávico consuetudinário desconhece a menor réstia de historia geral, latindo e zurrando suas imundices contra paises e personalidades que mudaram o mundo . Repito , chegou a hora de aniquilarmos a Escória Fascista que infesta o Brasil . Canalhas que defendem que meia duzia de privilegiados tenham tudo á custa da miséria absoluta de bilhões …. Que defendem que recém-nascidos pobres morram á míngua enquanto que banqueiros recebam centenas de bilhões de juros do governo …..que a aposentadoria ( para os probres ) sejam á partir dos 90 anos e que ricaços e seus asseclas se aposentam sem trabalhar como a Corja Tucanalha de Serra e Fernando Henrique….Em suma , Destruir fascistas e seus apoiadores é preservar o meio ambiente e a natureza contra a Escória de direita que pretende toma-la com sua !!!

    Responder

      Henrique Trevisan

      15 de abril de 2017 às 16h35

      Cara não sei nem como responder tanta estupidez escrita em um pequeno texto desses, mas relaxa diferente de você eu não preciso descaracterizar a pessoa que estou discutindo pois eu possuo argumentos e não ofensas. Cara você sabe que os seus políticos favoritos vulgo da esquerda estão tão metidos na merda quanto os políticos de direita que você tanto odeia. Lula foi um dos maiores ladrões de todos os tempos que esse país já teve como ele mesmo já dizia: “nunca antes na história desse país”. Você sabe que fascismo não é uma referencia a direita; a direita apenas defende o livre mercado sem influência estatal ou com o mínimo possível e liberdade individual, enquanto que no fascismo é o oposto é uma ditadura em que se dita os direitos individuais por um líder e tem o mercado controlado pelo mesmo sendo assim mais se assemelha com os totalitarismos da esquerda. Eu não defendo que pobres crianças morram de fome muito pelo contrário e concordo que o capitalismo não é o melhor método possível mas enquanto não descobrirem outro método melhor eu fico com esse, outro detalhe a esquerda defende que bebês sejam assassinados simplesmente porque se acham sobre o direito de dizer quem tem o direito a nascer e quem não tem. Cara o país tá quebrado graças aos seus políticos de estimação então não vem chorar agora que o país foi arrombado, porque não vai lá na porta do companheiro Lula pedir o dinheiro que ele roubou desse país eu garanto que não precisaríamos trabalhar por tanto tempo. E uma última coisa sem querer defender políticos como FHC mas eles trabalharam tanto quanto os seus políticos de esquerda e eu garanto que estudaram muito mais do que qualquer um dos seus políticos de esquerda e além disso ministrou aulas em faculdades conceituadas em todo o mundo. E o seu companheiro Lula? Assim ele nunca terminou o ensino médio e se orgulha de ser o primeiro presidente não estudado (analfabeto) do país, que orgulho deve ser

      Responder

Lauri Guerra

02 de setembro de 2016 às 05h08

Tal qual figueiredo, “prendo e arrebento”

Responder

Marivane

01 de setembro de 2016 às 22h10

MICHEL brucutu

Responder

Brother Tzu

01 de setembro de 2016 às 12h28

O atenuante desse pesadelo é que não precisaremos de 21 anos para derrubarmos essa Ditadura… A Era Micheleco já está com os dias contados..!

Responder

cousinelizabeth

01 de setembro de 2016 às 11h41

Ótima análise. Também é muito bom retomarmos o senso de humor, uma das principais armas da esquerda contra os tempos temerosos. Foi assim nos anos 1970, no auge da ditadura e da repressão. Adorei o termo Micheleco, vou adotar.

Responder

B Brito

01 de setembro de 2016 às 11h18

Gostei muito da crônica do Gileno. Daqui pra frente, vamos ter obrigatoriamente de conviver com a verdade como uma doença crônica, porque é o único antídoto às mentiras do golpe. As velhas receitas estão vencidas. É isso aí.

Responder

Claudio

01 de setembro de 2016 às 10h51

Tudo isso vai mudar quando o povo descobrir que esquerda e direita não são escolhas, mas condição social. A direita é pequena, mas é unida, tem dinheiro e convence a maioria que é da direita. Como pode um trabalhador ou funcionário público votar em um partido que é contra os serviços públicos e direitos trabalhistas? Pobre de direita e classe média de direita. O que leva o cara a ser tão estúpido? É a televisão. Como disse os Titãs: A televisão me deixou burro demais. O que se vê na TV? O rico é bonito e o pobre é feio. O rico é bom e a classe média é ruim. Absurdo.

Responder

    Doris Gibson

    01 de setembro de 2016 às 11h40

    Bom, os mais ricos do Brasil, a famiglia Marinho, é feiosa de dar desgosto.

    Responder

      João Ostral

      01 de setembro de 2016 às 11h50

      Por isto só aparecem muito raramente, quando não tem outro jeito.

      Responder

    enio pires

    01 de setembro de 2016 às 12h43

    tu é do tempo das paquitas todas negrinhas lindas num pais de brancos?

    Responder

    ari

    01 de setembro de 2016 às 19h22

    Eu colocaria de forma diferente. Vivo no sertão baiano, área rural. Aproximadamente às 10 hs, vc ouvirá Alexandre Garcia, numa rádio de Petrolina, da família do golpista Fernando Bezerra. Às 11,30, com sorte vc poderá escutar o bispo de Petrolina falando contra o bolsa família, o lula e outros. Meio dia começa o noticiário da emissora mais ouvida em minha área, propriedade do coronel cuja família dominou a política local por 50 anos quase ininterruptos. Ali você poderá ouvir o apresentador dar um chilique no ar contra o casamento gay. Ainda ao meio dia, vc ouvirá, numa rádio espírita em Juazeiro José Woytchumas, cujo único tema nos últimos 2 anos é o Lula, a Dilma e o PT. Mais tarde, nessa mesma rádio, um programa que comparo aos piores programas policialescos.
    Entra a noite. Vamos ter Neumani Pinto, Josias de Souza, Jornal Nacional, Jornal da Band…Ufa.
    Como se não bastassem, temos as emissoras (rádio e TV) religiosas, verdadeiros ópio do povo, inclusive da igreja católica.
    O povo é vítima. Infelizmente.

    Responder

      Claudio

      02 de setembro de 2016 às 10h15

      Bom dia. Realmente quem mora no nordeste é vítima desses opressores. Aqui no Sul, SC, tem muitos “refugiados” dessa ditadura. Aqui eles encontraram um local menos agressivo para viver. E de quebra tem salários melhores. Abraços

      Responder

Gileno Araújo

01 de setembro de 2016 às 10h50

Vagueei feito um sonâmbulo, pela cidade, ontem, após o golpe de estado desferido contra o mandato da presidente Dilma.
Fumei toda a maconha que um cérebro consegue aguentar.
Voltei para casa e dormi, acordei com uma náusea estratosférica,
vomitei muitas vezes, tomei um remédio vencido, voltei a dormir,
acordei com a maior dor de cabeça que um cérebro consegue aguentar, tomei quatro canecas de café, voltei a dormir, mesmo com a cabeça cheia de cafeína, por causa do efeito do dramin, que estava vencido. Acordei novamente, recuperado, fumei um resto de baseado.
Depois de toda essa catarse percebi que o momento atual é muito
importante. O Brasil não poderia prosseguir dividido, com uma parte
imensa da população desejando ardentemente a entrada de um
governo de direita no poder. Uma composição neoliberal até o último
volume.
Ok, isto vai custar um preço altíssimo ao nosso povo, nossos recursos
naturais, nossas empresas estatais. Mas era preciso que acontecesse a entrada desses elementos das oligarquias, políticos de baixo calão,
corruptos e corruptores, todos eles, cada um deles. Do tipo que odeia
o povo, quer roubar muito, inclusive do povo, principalmente do povo.
Então isso vai começar a doer, e a população vai sofrer. Todos os
pobres e miseráveis, todos os de classe média, que ajudaram a engrossar o coro “QUEREMOS GOLPE!”. Eles vão ver. Eles vão sentir. Eles vão sofrer.
Só assim uma nova maioria vai se formar na população. Aqueles que
sempre foram indecisos, sempre foram manipulados, a ficha vai cair e
vão começar a acordar. E vão querer se juntar à massa, que por novas eleições vai implorar.
E haverá uma frente de esquerda.
A frente de esquerda vai ganhar, e terá maioria, e então, começará o
verdadeiro período de prosperidade neste país, sem sedições, sem trapaças.
A mídia será punida, disciplinada, as telecomunicações terão um
crescimento em imparcialidade. Haverá muito mais “JORNALISMO
VERDADE”.
Por isso entendi que isto precisava acontecer.
Será por pouco tempo.
O governo progressista, libertário, atento aos interesses comuns de
todos, voltará.
Haverá uma profunda reforma política.
O povo será melhor representado.
Grandes avanços vão acontecer. Empregos.
Os neoliberais tentarão novamente nos subjugar, mas estarão
desmoralizados.
A DEMOCRACIA BRASILEIRA ALCANÇARÁ OS PADRÕES ELEVADOS DE UM PARLAMENTO BRITÂNICO, QUANDO A HEGEMONIA ERA DO PARTIDO TRABALHISTA, LOGO APÓS A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.
Tempo de grandes avanços, no campo do bem estar social.

Responder

    Doris Gibson

    01 de setembro de 2016 às 11h45

    Deus te ouça Gileno. Sabes que existe tambem o perigo de amanhecermos, um dia, “amando o Big Brother” (vide George Orwell in 1984)

    Responder

    cousinelizabeth

    01 de setembro de 2016 às 11h47

    Desde ontem temos um governo fascista, pela primeira vez de modo integral e formal no Brasil. Mas, como diz você, será por pouco tempo. Não há mais espaço no mundo moderno para governos fascistas. Eles estão condenados a permanecer em seus guetos de xenofobia, racismo e ódio à humanidade. Exatamente como o Micheleco demonstrou ontem com sua fala pra lá de obsoleta. Um tiraneco pixuleco, em breve será chutado por seus próprios asseclas.

    Responder

marcelo letsin

01 de setembro de 2016 às 10h42

Não é Brincadeira mesmo seu Fantasma.

Esse sujeito esta achando que a mídia golpista vai ajuda-lo,segurando a onda na hora que a massa acordar e quiser botar pra fora esse informante da CIA.

Basta os lideres progressistas se unirem, que expulsam esse zumbi da presidencia ..

Responder

    enio pires

    01 de setembro de 2016 às 13h00

    tem que pegar pesado com a glomeeérda safada!!

    Responder

Deixe um comentário

O 2021 de Ciro Gomes O 2021 de Lula Parlamentarismo x Semipresidencialismo: Qual a Diferença? Fernanda Montenegro e Gilberto Gil são Imortais na ABL: Diversidade Auxilio Brasil x Bolsa Família: O que mudou?